História Tiger - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~BottomNochu

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bottomnochu, Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin!seme, Jung Hoseok, Jungkook!uke, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Top!jimin, Vhope, Yaoi
Visualizações 549
Palavras 1.698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá você \('u') (eu sinceramente tenho que achar um cumprimento decente '-.-)
Nas notas do cap passado eu escrevi uma bíblia praticamente então agora vou ficar quietinha ('x')

Boa leitura!

Capítulo 2 - "Sério isso? Logo agora?"


Depois disso o sinal tocou e a aula seguiu normal. Até a gente sair para o intervalo porque hoje o dia insistiria em me testar.

                                                              CAPÍTULO 2- "Sério isso? Logo agora?" 

 

Pov's Jimin

Era cedo, porém eu já me encontrava na sala do grêmio resolvendo algumas coisas. Entre elas, teria que falar com o aluno Jeon Jungkook sobre suas notas.

A escola costuma expulsar os alunos que não conseguem ter uma boa média e ele só tinha escapado até agora por ser um dos melhores praticantes de luta daqui. O bom desempenho na atividade o livrou. Mas não escaparia por muito mais tempo... Por isso tenho que avisá-lo sobre o perigo de expulsão para que ele se esforce em recuperar.

Iria fazer isso depois da aula de luta dele. Confesso que gosto de observar o pequeno praticar. Ele é baixinho e magro – com exceção do quadril e das coxas fartas – e isso o ajuda a ser muito mais rápido que qualquer um, além de dar poderosos chutes. E é de certa forma divertido ver aquela marra toda. Nunca antes tinha presenciado alguém com uma carinha tão angelical assustar tanto marmanjo por onde passa.

 

Pov's Jungkook

Finalmente bateu o sinal para o término das aulas do dia. Foi como sempre tedioso e estressante, principalmente nas partes que eu não entendia nada e o Tae ficava insistindo comigo. Até eu jogar uma borracha na cabeça dele.

Agora seria o horário de almoço, e eu e Taehyung já estávamos com todo o material arrumado, prontos para sair rumo ao refeitório. Mas, eis que ouvimos o barulho de uma cadeira caindo, seguido de um indivíduo muito alto e de cabelos platinados se esborrachando no chão na nossa frente.

"Droga." Ele praguejou se levantando meio envergonhado, batendo na calça pra tirar a sujeira que se acumulou ali. Não sei se é impressão minha, mas esse tipo de situação parecia bem comum pra ele já que o mesmo agia como se estivesse... Conformado? Mas também, um poste enorme desse! Uns com tanta altura e outros com tão pouca...

"Err... Você tá bem?" Tae perguntou enquanto eu encarava a cena com a testa franzida e mão no peito, reflexo do susto que levei por causa da queda desse cidadão. "Sim sim, isso é normal de acontecer me desculpem." Falou embaraçado e saiu. Antes, claro, tropeçando mais uma vez nos próprios pés e quase caindo de novo. Ele não tem noção de espaço não?!

"Aish ele é mesmo meio estabanado." Meu amigo comentou sorrindo compreensivo. "A meu ver parece patético mesmo." Digo de braços cruzados. Taehyung me olha com um sorrisinho e eu franzo uma sobrancelha. "O que é?”

"Jeon Jungkook, por acaso está implicando com o menino por ele ter a altura que te falta?" Como ele consegue ser tão astuto? Mas é aquele ditado, eu sei que eu tô errado, mas eu morro e não admito.

"E-ei! Pra sua informação não me parece nada agradável ser tão grande e ter que fazer baliza pra andar por lugares estreitos." Como eu disse, morro e não admito. Cruzei os braços e virei a cara fazendo meu amigo dar uma risadinha.

"Bom, pelo menos ele parece ser esforçado..."

...

 

Ainda era intervalo de almoço e estávamos nesse momento voltando do refeitório, cada um com sua bandeja em mãos para comer na sala, porque eu acho melhor assim. Taehyung apesar de ter muitos amigos me compreendia, sabia que eu preferia me isolar para evitar de me meter em alguma discussão besta porque alguém em algum momento derramou suco de uva em mim sem querer ou furou fila na minha frente. Eu simplesmente não segurava a língua nesse tipo de situação, e às vezes nem os punhos *cof cof*.

"Jungkookiee... Troca de prato comigo?" Taehyung de repente me para com essa pergunta sem sentido. A comida era servida igual pra todos meu senhor! "Taehyung nossos pratos são exatamente iguais." Falei revirando os olhos. Não acredito que estava parado no meio do corredor explicando isso para uma pessoa ‘ajuizada’. "Não são! O seu tem o dobro de macarrão comparado ao meu! Me dá por favor! Você não precisa comer isso tudo pra aumentar essa sua bunda gorda!"

"É o que?" Me enfureci olhando bravo pro meu amigo que agora tinha um sorriso de canto no rosto. "Quer ver? Deixe-me segurar a bandeja e olha pra trás pra ver como você vai conseguir enxergar dois morros." Fechei a cara e entreguei meu almoço pra ele segurar, iria provar que minha bunda era de um tamanho totalmente mediano! Olhei por cima do ombro tentando verificar se o que o Tae disse era verdade mesmo.

"É mentira! Ela não é gorda coisa nenhu-" falei meio estridente, ainda olhando pra trás e não percebendo que alguém vinha correndo na minha direção, olhando para um monte de papéis e não me notando também. Resultado: acabamos esbarrando com tudo, indo ao chão com ele por cima de mim. Me arrependi amargamente de ter tirado sarro do tobogã de salto alto na hora que ele caiu.

Eu até iria armar uma briga com o cidadão desatento mas acontece que a pessoa tinha um cheiro muito bom. Era másculo e gostoso de sentir e eu acabei me distraindo por causa disso. Corei ao perceber que estava fungando o pescoço de um desconhecido que tentava com todo cuidado se levantar de cima de mim.

Espera...

Desconhecido?

Mas era o Jimin!

Depois que ele levantou e sentou atrapalhado no chão, começou a me olhar preocupado. Já eu, estava corado e pronto pra fugir dali o mais rápido possível, mas sua voz me fez travar no lugar.

"Você... Nossa me desculpa você se machucou?" Eu até poderia responder sua pergunta SE não estivesse ocupado demais encarando seus lábios cheinhos e imaginando eles em mim; ouvindo sua voz e já fantasiando que tons mais necessitados que ela pudesse alcançar; sentindo seu calor tão pertinho de mim me fazendo querer pular em cima dele... Ah sim. A vontade de avançar no Park era certamente difícil de controlar. Desci o olhar para sua intimidade levemente marcada na calça... Com um rápido movimento eu poderia me encaixar no colo dele e rebolar ali até- "Aish... Deve ter se machucado sim, foi culpa minha. Vem, vou te levar na enfermaria." Corei fortemente espantando esses pensamentos que vieram na pior hora enquanto o ruivo se erguia e tentava segurar minha mão pra me levantar também.

"N-não..." Afastei minha mão da sua mesmo querendo agarrar aquela maciez e não soltar nunca mais, ou talvez sentir o quanto sua mão era fofinha contra o meu rosto... Aish! Eu tinha que sair dali, já estava começando a imaginar coisas de novo. E se ele percebesse? Aí seria o fim!

Tentei me levantar num pulo, mas senti uma forte pontada no tornozelo, soltando um gemidinho e caindo novamente de bunda no chão. Eu tinha torcido? Sério isso? Logo agora?

"O que houve?" Jimin percebeu minha careta enquanto eu segurava o local dolorido e se abaixou o tocando levemente como se tivesse medo de quebrar. "Torceu?" Perguntou apertando um pouco me fazendo estremecer. Assenti de cabeça baixa. Ele pareceu pensar por um segundo.

 "Eu vou te levar." HEIN? Como ele faria isso? É mesmo como eu tô pensando?

Logo após falar isso o ruivo me ergueu em seus braços num movimento só, não me dando tempo de protestar e piorando minha sanidade que já estava bem turbulenta a meu ver. É. Ele fez o que eu tava pensando. Escondi meu rosto em seu pescoço tentando ignorar algumas coisas, como suas mãos que me seguravam em um aperto firme ou o fato de eu estar livre para segurar com força sua blusa do uniforme em minhas mãos e de quebra me apoiar totalmente em seu peito. Estar tão perto dele me fazia ficar du... Ah não! Não agora! Minha nossa! Controle-se Jeon Jungkook!

Acabamos deixando nossas coisas para trás, jogadas no chão.

...

Chegando à enfermaria, fui colocado sentado na maca que tinha lá, onde meus pés ficaram balançando no ar. Tudo me fazia lembrar que sou baixinho, isso é maldade! Mantive as pernas bem fechadinhas para esconder certo volume que insistia em se formar. Sério, o que eu comi no café da manhã pra ter tanto hormônio? Essa seria uma ótima pergunta se eu tomasse café da manhã... Mas é normal ficar assim com tão pouco contato?

 De cabeça baixa – que eu não ousaria levantar já que o Park ainda estava ali – ouvi a enfermeira perguntar "Oh, Jimin o que aconteceu com o Jungkook?" Ela sabe meu nome? "Você sabe o nome dele?" Jimin sabia meu nome antes dela falar?

"Sim, eu decorei o nome dele de tantas vezes que tive que enfaixar essas mãozinhas que gostam de distribuir socos por aí." Disse ela rindo e eu só queria enfiar minha cabeça no subsolo ou mais fácil, sair logo dali. O representante também riu olhando pra mim, e felizmente a mulher começou a examinar meu pé. Fé que não demore. Arrisquei olhar pra cima, capturando o rosto do ruivo que parecia preocupado enquanto observava a enfermeira trabalhar.

E entre puxões e apertos no meu tornozelo – que talvez, só talvez, me fizeram dar alguns gemidinho constrangedores – a moça pareceu chegar a uma conclusão. Amém! "É, ele torceu o pé de leve mesmo. Vou passar um remedinho e enfaixar enquanto vocês contam como surgiu esse machucado." Disse ela nos encarando meio acusatória. Então, Jimin começou a falar me fazendo agradecer mentalmente a ele por não precisar abrir a boca.

A mulher terminou com meu pé, e eu já não sentia mais tanto dor nele, o que facilitava na hora que eu pudesse finalmente correr dali. "Bom Jungkook, você pode andar se for com cuidado, mas não faça muito esforço nesse pé. Se piorar vai doer muito." Isso quer dizer não correr? Droga. Assenti e me levantei com a ajuda do representante. Saímos da sala e eu andei pelo corredor o mais rápido que podia para fugir logo. Só parei quando cheguei no dormitório e me fechei lá dentro. Teria que tomar outro banho frio pra acalmar o ‘menino’.

Na hora que entro no banheiro ouço o barulho da porta.

Eu não teria paz não?


 


Notas Finais


Acolhamos o mais novo personagem com uma salva de palmas... Namjoon!!!
Ele mal chegou e o Jungkook já tá implicando com o coitado tsc tsc tsc... e por falar no Kookie note como a criatura é descontrolada ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Bjs, coalas e até a próxima (✌゚∀゚)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...