História Till the Death do Us Unite - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~anahyun

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Namjin, Sulay, Taoris, Xiuchen, Yoonseok
Exibições 125
Palavras 2.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLHA QUEM VOLTOU NO DIA CERTINHO
Isso mesmo
Bom, esse capítulo é mais curto, é só para vocês conhecerem um pouco mais do Jeon e dos novos amiguinhos dele (QUEM SERÁ QUE SÃO NEM SABEMOS)
Não gostamos de nos prolongarmos aqui, então, tenham uma boa leitura :3

Capítulo 4 - Friends


  P.O.V Jungkook

 

  Depois do estranho ocorrido no restaurante, Jin, que ainda estava bem envergonhado por conta do que aquele tal de Baekhyun tinha falado antes, disse que poderíamos dar mais uma volta pelo campus, só para passear, pois a volta de mais cedo foi mais para conhecer os prédios e tudo mais. Vou aproveitar essa volta para tentar achar um canto mais reservado, longe dos prédios e dos dormitórios para eu poder observar as estrelas à noite.

  Saímos do lugar, sendo que quando passamos pelas mesas que haviam do lado de fora, ainda estavam comentando sobre o escândalo que o baixinho fez alguns minutos mais cedo. Pelo visto ele é famoso por seus barracos.

  Passamos pelos prédios, haviam vários lugares bonitos e calmos, mas nenhum que fosse reservado o suficiente. Por mais que não houvesse toque de recolher na escola e eu pudesse ir tarde, não seria nada só meu. Continuamos caminhando até os dormitórios, Jin disse que eu tinha que arrumar minhas coisas o quanto antes para não começar as aulas desorganizado. Apenas fingi que concordei porque convenhamos, arrumar quarto ou qualquer coisa, é muito chato.

  Despedi-me de Jin entrando no quarto e conferindo se o Park não estava lá. Não queria outra briga e ele parece do tipo que sempre que pode arranja motivo para tal, então vamos evitar esse outro baixinho equivocado.

  Joguei-me na cama suspirando aliviado, pois ele realmente não estava. Olhei para minha mala, que ocupava metade da cama e dessa vez suspirei alto e cansado, não estava pronto para começar a arrumar tudo, era muita coisa. Dei-me por vencido, eu tinha tempo, e se não arrumasse hoje não arrumaria nunca. Abri a mala, totalmente sem interesse, começando a tirar as roupas de dentro e separá-las para guardar no armário. Se for para arrumar, façamos direito. Olhei para o relógio, eram 13:40 da tarde. Tenho muito pela frente, então vamos lá.

  Acho que eu enrolei tanto com esse lance de arrumar malas que quando fui ver o horário eram 21:19 da noite. Minha nossa senhora, como foi que eu demorei tanto? Descontando os momentos que eu pegava o celular para ver uma notificação nova e esquecia da vida, que eu achava algo mais útil na mala e ficava brincando com aquilo, como por exemplo um fone antigo que eu não sei como foi parar lá que fez com que eu o testasse para ver se estava funcionando e as músicas me fizeram parar tudo e dança-las loucamente, eu não demorei tanto assim. Ao menos na minha cabeça. Bom, pelo menos eu acabei e ficou mais organizado que a minha vida.

  Vi que havia uma mensagem de Jin dizendo que não poderia ir comigo jantar pois iria sair para jantar com o namorado. Sim, ele namora. Não conheço, ele nunca o apresentou a mim ou aos pais. Ela namora faz uns cinco meses mal, mas poxa, cadê a consideração com o irmão de criação aqui? Enfim, eu não estava com fome então nem me dei ao trabalho de ir ao restaurante para jantar. Jimin ainda não havia chegado. Durante todo esse tempo ele ainda não voltou para o dormitório, pois é, mas ao menos ele tem algo para fazer.

  Decidi dar mais uma volta aqui perto pelos dormitórios pois lembrei que não havia ido para trás deles. Vai que acho um lugar mais sossegado, e eu não tenho nada para fazer do mesmo.

  Desci de elevador, não sou obrigado a descer escadas.

  Dei a volta nos prédios, indo mais adiante na direção contrária dos outros. Fui caminhando, o clima estava ameno e com um vento fraco, era o que eu chamo de noite perfeita. O céu estava limpo e as estrelas brilhavam fortemente na imensidão negra que cobria a noite. Era tão bom andar e sentir o vento no rosto que acabei andando demais, quando me dei por conta já quase não via os dormitórios.

  Voltei-me para frente e vi uma grande árvore, que não havia notado antes. Ela era muito, mas muito grande mesmo. Tinha um tronco relativamente grosso, e muito ramificada. Cheguei mais perto para analisar melhor e arregalei os olhos. Estava simplesmente encantado. Suas folhas eram douradas. Possuía diversos galhos e ramos com muitas folhas, todas douradas. As estrelas brilhavam sobre elas, as deixando ainda mais bonitas. Nunca tinha visto nada assim em minha vida, aposto que nenhuma árvore seja tão bonita.

  Me deitei embaixo dela, a grama era incrivelmente macia. Olhei para cima, vendo as folhas douradas em contraste com o céu escuro e as minhas tão amadas estrelas. Foi uma das coisas mais belas que já vi. Ficaria ali para sempre.

  Comecei a pensar. Em tudo. Como a minha vida mudaria daqui em diante. Tudo mudaria. Se antes já não era fácil, agora será difícil ao extremo. Eu não sei se estou preparado para isso. Passei tantos anos preocupado, com medo e nervoso para quando esse dia chegasse, e agora que ele está aqui, tudo é diferente, parece tão pior. Mas eu preciso ser forte, preciso conseguir. Relutei por tempo demais. Minha tia teve que quase implorar para que eu viesse a escola, pois inicialmente eu não viria de maneira alguma. Não vou mais fugir, vou dar o meu melhor. Pelos meus tios. Por Jin. Pelos meus pais. Por mim.

  Fiquei mais um tempo por ali, mas tinha que voltar logo para o dormitório. Levantei, guardando o lugar em minha mente. Viria ali todas as noites, esse seria o meu lugar.

  Levantei-me e fui em direção aos dormitórios em passos lentos. Quando cheguei no apartamento e entrei no quarto, encontrei Jimin já dormindo na cama conquistada mais cedo. Ótimo. Deitei assim como estava, e apaguei.

 

​***

 

  Quando acordei eram 9:30 da manhã. O celular estava vibrando fazia uns dez minutos, mas eu não queria responder, a cama estava tão aconchegante. Mas eu tive que levantar e pegar o aparelho porque o maldito do Jimin ficou reclamando do barulho até que eu o fizesse. Que culpa eu tenho se eu literalmente esqueci que ele estava dormindo ali também? Finalmente peguei o celular para ver quem me chamava, e era Jin.

  Jin: Jungkook, desce para tomar o café da manhã. [9:00]

  Jin: Jungkook por favor desce logo. [9:05]

  Jin: O Taehyung está aqui e ele não para de encher o saco para eu te chamar, desce. [9:07]

  Jin: JUNGKOOK DESCE LOGO PELO AMOR DE DEUS EU NÃO AGUENTO MAIS ESSE GAROTO NO MEU OUVIDO PEDINDO PARA TE CHAMAR. [9:16]

  Jin: EU VOU SOCAR ESSE GAROTO SE VOCÊ NÃO DESCER NOS PRÓXIMOS DEZ MINUTOS. Isso se eu aguentar até lá. [9:27]

  Não sei se sinto pena de Jin ou do Taehyung, só sei que preciso descer logo ou alguém vai apanhar.

  Fiz minha higiene matinal e me arrumei em tempo recorde, e avisei Jimin que iria sair, apenas ouvindo um resmungo como resposta. Ingrato. Desci e andei o mais rápido que pude até o restaurante. Chegando lá pude ver Jin e mais um bando de gente ao seu redor, mas logo não pude ver mais nada que não fosse Taehyung correndo em minha direção e pulando em mim com tudo.

   — JUNGKOOK, FINALMENTE VOCÊ CHEGOU! Estou pedindo ao Jin para te chamar tem mais de meia hora, você dorme muito hein querido? Olha essas olheiras, vamos dar um jeito nisso depois, agora vem que eu vou te apresentar meus amigos.

  — Mas, o que? — Não pude falar mais nada pois já estava sendo puxado pelo alaranjado até a mesa onde Jin e o bando de gente se encontravam.

  — Então gente. Esse é o Jungkook, que eu falei para vocês mais cedo. Ele pode parecer meio esquisito no começo, mas é gente boa, garanto! — Disse aos outros que pareciam prestar muita atenção nas palavras de Taehyung.

  — Esquisito é você. — Respondi fazendo cara feia, vendo os outros rirem.

  — Não sou esquisito. — Jogou o cabelo com as mãos. — Sou único. Meu irmão me ensinou isso. — Sorriu orgulhoso.

  — Imaginei que tivesse ensinado. — Ri fraco, só podia ser coisa do irmão dele. — Um bom dia a todos, como ele já disse, sou Jeon Jungkook, não sou esquisito, e é um prazer conhecer vocês. — Nossa que educado, mereço um prêmio.

  — E aí. — Respondeu um garoto de pele pálida e cabelos loiros, que aparentava estar com muito sono. — Meu nome é Min Yoongi, prazer. — Ele franziu a testa, se aproximando um pouco e me olhando de cima a baixo. — Cara você tá acabado, tá parecendo um zumbi.

  — Yoongi cala a boca por favor. — Pediu um outro de cabelos castanhos, que sorriu logo em seguida. Tinha um grande sorriso, era cativante, de imediato senti vontade de sorrir também. Foi estranho. — Não liga pra ele, ele é assim mesmo. Sou Jung Hoseok, é um prazer te conhecer também.

  Sorri para ambos, que começaram a discutir logo depois sobre o porquê de Hoseok ter interrompido a fala de Yoongi sendo que ele ainda não tinha acabado a minha análise. Taehyung se intrometeu dizendo que Hoseok estava certo, então Yoongi xingou-o por ter se intrometido também, e meu deus, eu estou confuso. Deixei-os de lado e encontrei Jin conversando com um cara de pele um pouco morena, de cabelos platinados. Achei estranho pois eles estavam muito próximos. Vou me intrometer, já que o assunto é esse.

  — Bom dia Jin. — Os dois voltaram-se para mim. — Estou aqui, rápido não?

  — Já estava na hora. — Revirou os olhos respirando fundo. — Já estava quase matando aquele garoto. Pelo amor de deus, ele não parava, não parava de falar e me pedir para te mandar mensagens ou se você já tinha respondido.

  — Deve ter sido difícil, levando em conta que é de Taehyung que estamos falando. — Rimos. — Mas, me conta, quem é esse que ainda não me apresentaram? — Perguntei me referindo ao platinado que sentava ao seu lado.

  — A-ah, ele? — Jin ficou nervoso do nada, o rosto começou a ficar vermelho e não conseguia falar nada direito. — E-ele, é, é-.

  — Sou Kim Namjoon, namorado do Jin. Prazer em conhece-lo Jungkook. — Jin foi cortado pelo outro que se apresentou firmemente.

  Ok, eu estou surpreso. Então é ele. Meu deus eu atrapalhei o momento do casal, e agora?

  — Ah, sim, Namjoon, é um prazer também. Me desculpem, eu vou ali conversar com os outros, podem continuar conversando. — Disse já me dirigindo ao lado da discussão que não, ainda não havia acabado.

  — Jungkook, pode ficar aqui, não tem problema. — Jin disse, com Namjoon confirmando logo atrás.

  — Não, pode deixar, fiquem aí. Desculpem de novo. — Saí rapidamente dali me direcionando ao grupinho e pedindo se eles não queriam ir comigo se servirem, eu estava com fome afinal. Todos imediatamente pararam de discutir, assentindo e me seguindo. Parece que comida mexe com todo mundo mesmo. Nos servimos, Yoongi pegou tanto que era quase mais que o de todos nós juntos. Além de muito sono, tem muita fome. É muita coisa para um corpo tão pequeno. Quando ele levantou reparei que é tão magrelo e baixo, não sei como cabe tanto em tão pouco.

  Nos sentamos de novo, dessa vez ouvindo Yoongi reclamando do seu colega de quarto, que segundo ele era “um puta nerd chato que não faz mais nada da vida a não ser estudar e reclamar do quarto deles, que não é um lixão porcaria nenhuma e muito menos por culpa minha”.

  Então Hoseok disse que ele era desorganizado sim e que lixão era pouco para descrever aquele quarto, completou dizendo que tinha pena do pobre nerd colega de quarto do loiro.

  — Até porque você é a organização em pessoa né Hoseok? Tae, o quarto de vocês por acaso é super organizado? — Pediu o mais baixo.

  — Não, claro que não. Sempre acho roupas do Hoseok jogadas pelo apartamento inteiro, já achei até na cozinha.

  — Eu tinha me sujado de molho fazendo comida para nós, seu traidor. Nunca mais te faço nada. — Respondeu Hoseok cruzando os braços em indignação.

  — Tae deve estar agradecendo em silêncio por não precisar comer mais daquela gororoba que você chama de comida. — Completou Yoongi, arrancando risadas da parte de Taehyung.

  — Não é gororoba, E VOCÊ PARE DE RIR TAEHYUNG, VOCÊ SEMPRE COME.

  — Eu como o que dá, porque na maioria das vezes algo sai errado e você diz que vamos comer aqui. — Tae deu de ombros.

  — Tae eu tenho pena de você. — Yoongi consolou o amigo.

  — CALEM A BOCA VOCÊS, SE SÃO TÃO BONS ASSIM NA COZINHA FAÇAM MELHOR. — Hoseok se alterou gritando e chamando a atenção das pessoas ao redor.

  — TÁ DOIDO? QUER POR FOGO NO NOSSO APARTAMENTO? Vamos continuar vindo aqui e fica tudo bem.

  Yoongi acabou se metendo de novo, agora já virou uma discussão em alto nível pois só se ouviam gritos e algumas risadas dos que estavam em outras mesas. Eu apenas ouvia, rindo de quase tudo, eles são muito loucos.

  Esses quatro anos vão ser muito longos.


Notas Finais


E ENTÃO, QUEM QUER PROVAR A GOROROBA DO NOSSO HOBI????
E QUEM QUER VER O TAEHYUNG BOTANDO FOGO NO APARTAMENTO?
Bom meus caros, como tínhamos dito, esse foi mais um capítulo para vocês verem como cada um dos membros é e tudo mais. Foi curto, mas foi de coração ta?
E por falar nisso, estamos realmente contentes com os favoritos e comentários nos outros capítulos, vocês são seres muito fofos <33333
Até sexta!! :*****


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...