História Time - What's Ever? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Exibições 10
Palavras 2.822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Luta, Magia, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ola novamente pessoas, espero que eu não tenha demorado muito para vim postar. Mas enfim

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 2 - Capitulo II


. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

-NÃO OLHEM PRA ELA! FOQUEM EM MIM!

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Rosalya estava indo ao refeitório, pois não havia tomado café e estava se sentindo um pouco sonolenta demais. No meio do caminho, ouviu alguém lhe chamar. Olhando para trás, vê Alexy sorridente se aproximar

-Alexy!

-MENINA, VOCÊ TÁ UM ARRASO! – Alexy a olha de cima a baixo – E seu estilo de moda, IMPECÁVEL! E ESSES SEIOS! – Diz botando as mãos sobre os seios da platinada – Realmente reais! – Cantarola

Alexy apertou os seios de Rosalya no meio do corredor, cheio de alunos. Alguns garotos a olham rindo, porém também a analisam. Ela sorri envergonhada e resmunga para o doido á sua frente

-Querido astronauta, será que podemos fazer isso em outro local? – Sorri comicamente tentando tirar suas mãos dali. No fundo, rindo muito.

-Não mesmo, querida! – Não move um músculo sequer – PERDERAM ALGUMA COISA, QUERIDOS? NÃO OLHEM PRA ELA, FOQUEM EM MIM! – Ele começa a mexer a bunda sedutoramente

Mas os dos não perceberam que uma garota tentava caminhar pelo corredor, mas havia tantos alunos andando na direção oposta, acabando por cair, e assim que olhou para cima viu que o azulado mexia a bunda bem próxima de seu rosto, ficando vermelha. Rosalya assistia a cena e sem se segurar começa a rir, atraindo vários olhares.

-Eu sei que minha bunda é gostosa, mas só meu boy pode encostar a cara nela – ele se afasta com um sorriso nos lábios. A garota se levanta as pressas. Rosa percebe que derramava lagrimas de tanto rir, respirando fundo varias vezes, aproveitando para se afastar um pouco de Alexy cruzando os braços por segurança – Não pense que esqueci – diz apontando para os seios de Rosa – Ainda preciso das suas medidas, para espalhar em um site de paquera para vovós

Enquanto tentava enxugar suas lágrimas, olhava para Alexy com os olhos semicerrados – Ô coisinha, escuta aqui: Acabo com seu cabelo hein?! Me respeita que não tuas negas não – diz rindo e se virando para a garota ao seu lado – E você? Como se chama?

-Antes minha mão na tua cara! – Diz impedindo que a garota falasse, ele bufa ao ouvir a voz de seu irmão inundar o corredor e sorriu – Gente... conheçam meu irmão fora de moda! – Ele fica ao lado dele, esbanjando a beleza mais brilhante que a do irmão

Finalmente encontrando seu irmão, ele se apresenta – Olá sou Armin... Fora de moda é se minha mão voar em você – diz revirando os olhos

-COMO É ARMIN? – grita indignado – Me respeita, se não eu acabo com seus jogos novos, e você sabe que faço! – sorri malignamente – E Ah, eu não conheço essa criatura! Olha essa calça, Rosa, é do mês passado! – aponta para as calças do irmão – Para de secar a... como é seu nome mesmo?

-Oh me desculpe, sou Skye Aveles, prazer! – Skye sorri da forma mais simpática que consegue, até Alexy gritar “Para de secar a Skye” de maneira bem alta, fazendo Skye corar e rir com a cena.

Com a ameça de Alexy, Armin já entra em desespero – Me desculpe Alexy, foi puro impulso – diz preocupado com seus jogos. Rosa faz um “paz e amor” com a mão, e obseva a cena prendendo o riso.

À um canto mais afastado da pequena confusão, Elizabeth caminhava e ao dobrar um corredor esbarrou com alguém, levando a rosada ao chão

-Sinto muito, bela dama – diz o platinado estendendo a mão – Está tudo bem... – ele tenta procurar o nome da garota à frente – Margareth...? –diz, não tendo certeza se havia acertado

-É Elizabeth... – diz se levantando

-Ah, sinto muito, não sou muito bom com nomes – Lysandre confessa

Mas a cena não passou despercebida para o grupo de mais cedo, eles observavam a ação deles até que Alexy decidiu agir – Elizabeth – cantarolou indo na direção dela, enquanto Lysandre estava um tanto confuso com a situação

-Corre... enquanto ainda há tempo – Elizabeth diz se preparando para sair de cena, mas Alexy foi mais rápido e segurou o braço dela

-Elizabeth, esta por ai com os garotos e não está me contando? – disse Alexy, quase como uma bronca. Lysandre, por sua vez, cora levamente, fazendo Alexy gritar para Rosalya – ROSA VEM VER ESSA FOFURA! – Ele se vira para o platinado – E AH, VOCÊ VEIO PELOS GREGOS... PORQUE... OLHA ESSA DELICIA . NÃO CONCORDA? – grita , gesticulando e olhando para Elizabeth

-Meu Deus! Elizabeth você está muito bem acompanhada. Alexy, ele não é fofo? Alias... – sorri – “Lys-fofo” não é fofo? Alexy se controla. Elizabeth pode ficar magoada com você e... – A cabeça de Rosa começa a girar, lembrando-a que ainda não havia comido nada, dando um passo  para trás tentando se equilibrar

Embora suas bochechas queimassem, ele ainda mantinha o ar calmo – Ei... Tudo bem? – Lysandre se aproxima de Rosalya e toca seu ombro, observando sua palidez diz – Você não parece muito bem, comeu algo hoje?

Elizabeth impediu que Rosa caísse, a segurando –Bem... eu sempre trago comigo um sanduíche e um suquinho... Pegue! – Diz

Rosa balança a cabeça – Hã... Não... – sua voz sai arrastada, demorando para registrar a fala de Elizabeth – Oh... Obrigada...

-Você é bem prevenida – Ele dá um sorriso gentil para Elizabeth – Certo... Espero que melhore... – Ele tira a mão do ombro da platinada, Rosalya aos poucos se alimenta e enquanto isso, apesar da vergonha de quase ter desmaiado de fome, observa todos eles

-Acabei esquecendo de comer, mas estou bem agora. Obrigada – diz Rosa agradecendo, antes de ser interrompida por Alexy

-ROSA QUE SUSTO VOCÊ ME DEU! MINHA ALMA AINDA NÃO VOLTOU PRO CORPO! – grita Alexy desesperado

-NÃO GRITA PORRA! – grita Elizabeth, mas depois percebendo o que havia feito desviou o olhar para o chão – Ah desculpa... eu vou... para o refeitório...

[Quebra de Tempo]

Skye anda até sua mala, retirando uma toalha junto com uma troca de roupas indo ao banheiro tomar banho, mas não percebeu a chegada de mais um membro no quarto, o novo companheiro de Skye. Pensando que o banheiro estava vazio, abre a porta para desligar o chuveiro, mas ao invés disso vê uma garota...

-SKYE!!???

-ARMIN??!!! – Skye grita desesperada – SAI!! PERVERTIDO!!! – Ela joga o shampoo que havia ali nele

Alexy bateu na porta do irmão, mas um grito inundou seus ouvidos fazendo-o invadir a cena – Que cara é essa? Tava vendo pornografia? E ah... Como está Skye?

Vendo que Alexy também entrou no banheiro, Skye se desespera mais ainda – ÓTIMO, DOIS PERVERTIDOS – Ela respira fundo – SAIAM. DAQUI. AGORA!! – Skye os empurra para fora do banheiro, podendo terminar de se arrumar e ir para o jantar – Da próxima vez arranco a cabeça de vocês...

No entanto, no refeitório, outra cena acontecia, Elizabeth pegava o necessário para uma refeição básica. Indo para uma das poucas mesas livres. Sem notar a aproximação de três silhuetas femininas

-Saia da mesa novata, queremos nos sentar – disse uma delas

Elizabeth nada fez, apenas continuou comendo como se elas nem estivessem ali. A loira encarava a cena achando graça, como se a novata não soubesse do que era capaz. Fez apenas um estelar de dedos para as garotas atrás dela avançarem contra a rosada

-Algum problema? – diz Rosa, chegando com uma bandeja cheia de comida. As duas param os movimentos e a olham. A loira se vira também a encarando de cima a baixo

-Não se intrometa, o assunto é entre a gente e a algodão doce ali, parece que vocês novatos não sabem quem que manda aqui – disse dando um sorriso debochado

Rosalya ergue uma sobrancelha para a coisa amarela em sua frente – Você manda aqui?  Engraçado... Imaginei que você fosse apenas uma aluna nova barranqueira e sem classe que resolve as coisas de forma brutal por causa de uma mesa... Não que isso não seja normal. Mas achei que se alguém fosse realmente mandar por aqui, teria que se parecer com alguém decente e não uma marginal derrotada - diz calmamente

-Olha só, essa daí tem atitude, mas quem sabe – A loira estala os dedos novamente e as outras duas garotas sem aproximam de Rosalya – Depois da refeição a gente resolve o assunto – diz irônica

Uma das amigas dela, Li, levantou a mão para dar um tapa em Rosalya, mas pouco antes de sua mão atingi-la Rosa a encara se conectando com sua mente, e a mão de Li vai rapidamente para a cara da loira, Ambre. Ambas se assustam e Ambre a encara furiosa. Depois Charlotte puxa o cabelo das duas, derrubando elas. E por fim, de surpresa, Rosa pega seu prato de comida e esfrega na cara de Ambre com força e vontade, descontando sua raiva

A loira ajustou sua postura para falar algo, Elizabeth a interrompeu – Ambre... não está em posição de discutir... vá embora... – Meio relutante ela sai pisando a passos largos e duros. Rosa e Elizabeth se sentaram a mesa novamente

Rosa respirou fundo, todos a olhavam e para Ambre também, depois os cochichos começaram – Que vergonha... – resmunga – Exagerei não foi? ARG! Mas aquela vaca me irritou – falou olhando para o que sobrou do que pegou para comer

-Calma... – é a única coisa que Elizabeth diz antes de Alexy entrar no refeitório gritando

-MENINAAAAS! – Alexy senta a mesa – VOCÊS NÃO SABEM O QUE ACONTECEU

-Olá... – diz Lysandre, que acabara de chegar, também se sentando a mesa – Então... o que perdi?

Rosa balança a cabeça e suspira, mas no fim tinha sido reconfortante e engraçado, quando ele pergunta o que perdeu ela prende o riso, jurando que segurava para não rir e tentava disfarçar

Não podendo deixar de sorrir, se aproximando das duas garotas que tinham feito o “mini-show”. Bateu palmas,oras, também já tinha sofrido com essas ofensas e ameaças de Ambre. Era bom vê-la pagando. Tinha observado a cena, bem engraçada por sinal, entre Rosalya e Ambre. Aquela loira de farmácia não ficava um dia sem inferniar alguém, o mico foi algo ótimo para ela aprender que nem tudo é como ela quer – Woah, isso foi lindo de se ver – comentou, afirmando as próprias falas com a cabeça, batendo palmas para as duas – Vocês estão de parabéns

-Ai! Meu Deus... Não sei se agradeço ou rio... – Rosa ri novamente

Foi de câmera lenta em que Alexy olhou de cima a baixo aquele corpinho. E na opinião dele... era uma delicia, sorrindo malicioso se aproximou do moreno. Com toda certeza... aquele era o boy – Oi... – ele bota a mão no ombro do moreno

-Parece que o clima está agradavel... – Lysandre nota o olhar que Alexy lançava ao garoto – Hum... Enfim... tudo bem aqui?

Com um sorriso animado continuou – Ah, claro! Que falta de educação minha... meu nome é Kentin. E oi, garoto que eu não conheço – acenou para ele, mesmo estando ao seu lado. Por causa de sua lerdeza natural, nem notou o sorriso malicioso dele – Foi impressionante – falou para Rosalya

-Acho que sim... acabamos por arrumar confusão com três garotas pela mesa – diz Elizabeth encarando a mesa em sua frente

Alexy bufou frustrado – Delicia... não me ignora – murmura mantendo o mesmo sorriso malicioso, enquanto aproximou o rosto do mais alto

Rosa percebeu algo, estava de vela, Lysandre e Elizabeth estavam conversando, Alexy se empolgou demais com Kentin, “É... preciso de alguém...Espera! O quê?!” pensa balançando a cabeça

-Delicia? Quem? – perguntou olhando para o azulado, com um sorriso bobo nos rosto. Não estava se fazendo, era realmente bem lerdo em momentos como esse – Você está se sentindo bem, garoto que eu não sei o nome? – Respirou fundo dando de ombros.

-Enfim... dizem que o céu no verão é lindo por aqui... estou no jardim se precisarem, alguém gostaria de ir? – pergunta se levantando

-Eu adoraria – Lysandre se levanta, acompanhando a rosada até o jardim

Alexy estava frustrado, tipo muito frustrado – Estou perfeitamente bem... – segura no ombro dele com firmeza, pronto para fazer o que planejava na sua cabeça, inclinou a cabeça até estarem com os rostos colados, e selou seus lábios. Rosa encarou Alexy perplexa, aproveitando a chance para sair do local

Kentin ficou com uma enorme interrogação no rosto, colocando as duas mãos nos ombros do azulado, afastando-o de si. Nem ao menos tinha ficado vermelho, sua lerdeza não tinha permitido que ele assimilasse o que acabou de acontecer – Eu nem sei seu nome – disse, deixando a cabeça tombar para o lado – E você me beijou – continuou, com cara de idiota – Você ta mal. Vá para a enfermaria

Alexy PUTAÇO se manteu paralisado – MEU PROBLEMA?! SEU IDIOTA! – Grita, levantando a mão e dando-lhe uma bofetada – VOCÊ DEVE ACOMPANHAR A SUA AVÓ PRA COMPRAR ROUPAS. IDIOTA! – Alexy grita exaltado, ele respira fundo e se vira para ir embora

-Heeh... – levou a bofetada, agora, alem da cara de tapado em seu rosto, tinha uma marca de mão também – Eu realmente faço isso... Tem algum problema? – Observou ele ir embora – Ok...

No jardim, Elizabeth e Lysandre se sentaram no tronco de uma grande arvore do jardim, observando o céu que apresentava centenas de estrelas. Passando pouco tempo, sem perceber, ela havia cochilado no ombro de Lysandre. Mergulhando no mundo de seus sonhos, mas esse era um tanto diferente...

Elizabeth estava deitada novamente naquela arvore, mas ninguém estava ao seu lado, e o céu estava nublado. Ela se levantou e se pós a caminhar, mas tudo estava vazio, nem um sinal de vida.

Ela parou de andar quando ouviu um ruído entre uma das salas, ela entrou curiosa e se assustou com o que viu. O cenário havia mudado, não havia nada na sala... não havia luz alguma, apenas ela. Até sentir a presença de alguém gritou:

-Quem está ai?!

Mas nada foi dito, apenas o som de passos se aproximando cada vez mais, até cessar, e estar perto de Elizabeth o suficiente – Assassina... – disse a voz em sua frente, e no mesmo instante sentiu algo afiado cortar-lhe o rosto...

“Elizabeth!”

Mais um corte, dessa vez perfurando sua mão que tentava se defender

“Elizabeth acorde! Você está sangrando!”

Dessa vez um golpe atingiu Elizabeth na cabeça, arremessando-a à alguns metros.

Abriu os olhos nervosa e completamente assustada, ela tremia tanto e perguntava-se o que tinha acabado de acontecer. Mal conseguia se mexer e seus olhos perderam o brilho casual que costumava ter

Lysandre ajeitou Elizabeth em seus braços e se levantou com ela. Caminhando rapidamente em direção ao único quarto sua memória permitia lembrar. A mente de Elizabeth se alternava entre o sonho e a realidade, seu coração começava a bater cada vez mais rápido.

Não há escolha... Ela realmente parecia estar mal. Lysandre abriu a porta do seu quarto, e botou Elizabeth deitada em sua cama, respirou fundo, teria que buscar ajuda, mas não sabia aonde... talvez Rosalya pudesse o ajudar, que por sorte estava passando pelo corredor

-ROSA! Preciso de ajuda, é urgente – Lysandre a chamou

-Lys-fofo, o que aconteceu? – pergunta preocupada

-É a Elizabeth, estávamos no jardim normalmente, mas ela cochilou e agora esta tremendo e há apareceu feridas nel... – Lysandre mal terminou de falar e Rosalya já havia entrado no quarto

-Elizabeth! A quanto tempo ela está assim?! – disse Rosa alterada

-Pouco tempo...

-Ela pode estar tendo a mente manipulada... – Rosa colocou a mão sobre a cabeça de Elizabeth, ela estava prestes a entrar na mente de Elizabeth...

-Se afaste! – Disse Elizabeth enquanto tentava fugir da sombra que a perseguia

-Elizabeth! – Rosa apareceu em sua frente, ficou preocupada ao ver o estado dela

-Rosa! – Elizabeth tentou se levantar, mas não conseguia – O que está fazendo aqui?!

-Eu não sei! Lysandre pediu para eu te ajudar, temos que sair daqui logo – respondeu Rosa, pegando a mão de Elizabeth

Mas antes que pudessem dar o primeiro passo, a sombra que antes perseguia Elizabeth parou na frente das duas, mostrando a lamina reluzente avançou contra Rosalya, mas Elizabeth se colocou na frente da amiga

-Elizabeth!

Elizabeth encarou seu peito, onde a lamina havia sido encravada e retirada com brutalidade, Elizabeth cuspiu boa quantidade de sangue, se virou para Rosalya – Água... Steins... Colar...  – disse com dificuldade, antes de cair ao chão

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...