História Time does not erase - Capítulo 26


Escrita por: ~

Visualizações 290
Palavras 2.353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA QUEM VOLTO GARERAAAAAA
Isso mesmo, eu Milene Gostosa.
Gente to voltando a todo vapor e é nois, espero que gostem <3333
Escuteeeeeem a musica do Zayn com a Taylor pra dar um tcham no capitulo.
Até nas notas finais... <3

Capítulo 26 - For better or for worse.


Fanfic / Fanfiction Time does not erase - Capítulo 26 - For better or for worse.

 

- Oque realmente aconteceu no dia do meu acidente Lauren ?

Fodeu

(...)

P.o.v Lauren

Eu ficava olhando pra cara de Camila que esperava por uma resposta, eu abria e fechava a boca várias vezes sem saber oque falar, seria agora o momento certo de contar ?

Quando fui abrir a boca novamente pra tentar falar algo, meu celular começa tocar e só faltou eu ajoelhar no chão e agradecer aos céus por isso. Vejo a foto de Vero na tela e deslizo o dedo pra atender, mais tarde preciso agradecer a minha amiga por isso.

- Oi vero

- Vocês ainda estão no parque palmito ?

- Sim, estamos aqui, porque ?

- Voltem agora pra cá, eu to mandando e sem mais, quando chegarem vocês vão saber.

E desligou sem me dar tempo de falar nada, Camila franziu o senho me encarando.

- Oque houve Lo ?

- Vero mandou a gente ir embora agora e não disse o porque. Respondo e dou de ombros.

- Então vamos, vai que é algo sério. Se levanta e chama Sam que no momento estava deitado na grama mordendo seu ossinho comestível, ele logo levantou e correu em nossa direção pra voltarmos pra casa. Camila ainda estava pensativa sobre aquilo, não tiro sua razão de querer saber, mas o problema é que não sei se eu teria coragem de contar.

Entramos no elevador e eu decido descontrair pra tirar aquela carinha de duvida do seu rosto.

- Camz ? 

- Oi Lo ? Ela vira pra mim com aqueles olhos lindos e eu quase cai dura pra trás.

- Você é linda. Digo sorrindo sem mostrar os dentes, aquela famosa cara de trouxa apaixonada, ela arqueou uma das sobrancelhas e começou a se aproximar com um sorriso cafajeste no rosto. Deus oque ela ta fazendo ?

Enquanto ela se aproximava eu me afastava, até minhas costas colidirem com a parede de metal atrás de mim e Camila colar seu corpo no meu ficando centímetros longe do meu rosto, eu já fiquei ofegante que a pressão ate caiu.

- Você acha que seus elogios vão me fazer esquecer oque te perguntei né ? Hum ? Seu hálito quente bateu contra meu rosto e eu tranquei pra não soltar um gemido só com isso, ela me olhava com aqueles olhos me intimidando com a maior sensualidade do mundo. - Fique sabendo que eu não esqueci Jauregui, e você vai me falar. Levou a boca até a minha orelha e sussurrou jogando uma lufada de ar. - Por bem ou por mal. Dito isso saiu do elevador me deixando estática, toda babada.

Quando vi que a porta ia se fechar corri e sai de dentro daquele elevador que mais tava parecendo uma sauna. Cheguei no meu apartamento que mais ta parecendo um acampamento de criança de 10 anos. Minha sala tava coberta de colchões, travesseiros, almofadas e cobertas.

- As vezes eu acho que esse apartamento nem é meu, porque sempre sou a ultima a saber que vai ter noite de filme, e olha que engraçado, NO MEU APARTAMENTO E EU NÃO TO SABENDO. Digo revirando os olhos escutando os cala boca das meninas. - E porque aquele suspense todo no telefone Iglesias ? 

- Atoa, era só pra vocês virem mais rápido. Diz sorrindo e eu mostro dedo do meio pra ela. - nem vou te falar aonde é pra você socar esse dedo Jauregui, diz rindo e olhando pra Camila que dei graças a deus que estava distraída abraçando Sofia. 

- Cala essa boca Verônica. Digo séria mas não aguento e nós duas começamos a gargalhar parecendo duas hienas engasgadas. 

- Do que vocês estão rindo ? Camila vem abraçada com Sofia na maior inocência, eu e Vero na hora paramos de rir e arregalamos os olhos olhando Camila e nos olhando com cara de ''pronto, e agora ?'' e antes que Vero abrisse a boca eu me pronunciei. - A gente tava lembrando do nosso tempo de infância né mesmo Vero ? Digo sorrindo forçado pra ela confirmar e a mesma assente que sim. - Nossa que cheiro é esse, vou ali na cozinha ta, tchau bj. Digo e saio correndo, é cada uma.

Vejo Dinah e Ally fazendo pipoca, Ally tava na pia lavando alguma coisa, eu me apeguei tanto nessa baixinha, ela é tão doce e simpática, mas quando ta brava sai de perto porque nossa. 

- Oi gatinha. Digo abraçando ela por trás que da um pulinho de susto me fazendo rir de sua cara. 

- Nossa Laur quer me matar de susto. Diz colocando a mão no peito e depois sorrindo. - Como você esta meu bem ? Me pergunta ainda lavando as coisas e eu continuo a abraçando por trás.

- Eu estou bem Allycat, e você ? Pergunto balançando seu corpo como se estivéssemos dançando. 

- Estou bem também, vai trocar essa roupa grossa e desconfortável pra gente ver filme antes que a Dinah coma tudo a pipoca e você fique sem. Ela diz e eu quase a mordo por tanta fofura, ela cuida da gente como se fosse nossa mãe, talvez por ser mais velha, e eu amava isso nela.

- Eu escutei isso pouca porra. Quando Dinah disse isso eu explodi em uma gargalhada alta, fazendo Ally semicerrar os olhos pro nosso lado e começar desferir tapa em nós duas nos empurrando pra fora da cozinha. - Dinah vai pra sala já, e Laur vai trocar logo, e meteu um tapa na minha bunda com toda força.

- Aiai Ally credo que força é essa. Digo esfregando a bunda escutando a risada das meninas.

- Vai logo senão vou dar na sua cara. Ela diz e eu arregalo os olhos e saio correndo pra escada acima ainda escutando a risada das meninas.

Entro no meu banheiro, tomo um banho rápido, vou pro meu closet e coloco um shortinho de algodão preto, uma regatinha branca e calço meu par de chinelos. Quando eu estava saindo Camila entra no quarto já tirando seu vestido, eu fico parada sem reação enquanto via ela ir pro banheiro.

- Não aguento ficar com esse vestido não, vou tomar banho Lo, separa uma roupa sua pra mim por. Diz e fecha a porta, saio do meu transe quando escuto o barulho do chuveiro, balanço a cabeça pros lados e vou escolher uma troca pra Camz, preciso aprender a disfarçar quando vejo a Camila sem roupa, já que a mesma não ta nem ai e sai tirando tudo perto da gente. 

Pego um shortinho quase igual o meu, só que azul clarinho, e uma regata igual a minha azul escura, uma calcinha que eu ainda não tinha usado nova, e um par de chinelos que eu ainda também não tinha usado. Ela saiu enrolada na toalha minutos depois e eu fui colocar meu celular na tomada pra carregar, assim ficando de costas já que eu sei que ela vai rancar a toalha e ficar como Deus mando no mundo na minha frente.

Comecei olhar meu instagram e vi que me marcaram em uma página de fofocas que tinha uma foto minha e de Camila no parque. 

Lauren Jauregui foi vista no parque hoje em Miami e muito bem acompanhada, ainda não sabemos quem é a garota. Será que finalmente a Jauregui esta em um namoro?  

Bufo e saio da minha pagina, não é possível que ate no parque esse povo me fotografa. Olho pra trás e vejo que Camz não esta mais no quarto, desço encontrando Ally em um colchão sozinha, Lucy e Vero no outro, Mani e Dinah no outro do lado, Sofia e Taylor em um dos sofás, e Camila no outro.

Saio correndo pisando em cima delas que me xingam de tudo quanto é nome e pulo em cima de Camila gritando.

- Oooooooi Camziiiiiiiii. Digo fazendo minha voizinha de bebê que eu sei que ninguém resiste. 

- Ouuun meu deus que coisa mais fofa, eu vou te morder agora Lo. Ela diz isso e eu na hora arrependo e arregalo os olhos, Camila me catou pelos cabelos e mordeu minha bochecha na maior força, quando ela solto eu coloquei a mão em cima e meus olhos encheram de lágrimas, doeu muito misericórdia.

- Oh meu deus desculpa Lolo é que você foi muito fofa ai eu não aguento. Ela diz abraçando minha cabeça quase me deixando sem ar, Camila é tão carinhosa mas ao mesmo tempo rude, ave maria.

- Nossa não sou obrigada a ficar vendo isso não, coloca o filme logo Vero antes que todo mundo aqui fique com diabete. Dinah diz e abraça Mani debaixo das cobertas. Essas duas não tem nem vergonha na cara. Vero logo aperta o play e eu já reconheci que filme que era.

- Que filme que é Chee ? Camila pergunta pra Dinah que não tirava os olhos da TV.

- É bruxa de Blair Camz. Digo e ela arregala os olhos.

- Mais Cheee eu tenho medo você sabe. Camila diz toda manhosa e deita em cima de Dinah que começa empurrar ela.

- A não Chancho, agarra a palmito ai, eu to doida pra ver esse filme. Dinah disse jogando Camila pra fora do colchão que caiu de bunda no chão. Eu fiquei impressionada como que essas duas ficaram tão intimas com pouco tempo, mesmo antes do acidente, elas já se chamava desses nome escroto ai e Dinah defende Camila até o ultimo minuto, nem parece que eu sou a amiga a mais tempo. 

- Vem aqui Camz, não liga pra essa grossa não, eu to aqui com você. Digo e ela vem sorrindo deitar do meu lado e me agarra, literalmente, joga as pernas por cima das minhas com a cabeça em meu peito e agarra minha cintura, fazendo eu rir negando com a cabeça, nem parece que tem 22 anos. 

Quando as cenas de terror começaram só escutava os gritos de Camila, Sofia, Lucy, Mani e Ally que começava rezar a cada susto que levava. Camila estava tão agarrada comigo, que eu tava ficando ate sem ar.

- Lo faz carinho, não sei porque você para. Diz manhosa e mandona ao mesmo tempo, me limito a rir e continuar com o carinho.

- É que eu me distraio com o filme Camz, desculpa.

O filme de terror tinha acabado, ai escolhemos assistir Azul é a cor mais quente, isso ia ser um pouco estranho, mas fiquei quieta.

Estávamos todas assistindo naquele silêncio quando umas cenas sexo começaram a passar e eu senti Camila se arrepiar por eu estar fazendo carinho em suas costas, a mesma soltava lufadas de ar pesadas em determinadas cenas, aquilo já estava começando mexer comigo quando ela segura em minha cintura forte e desliza os dedos ate um pouco mais pro lado do meu abdômen, começando um carinho digamos que um tanto tentador. 

Minha respiração já tinha começado a ficar pesada também, comecei olhar pras meninas pra ver se alguém estava reparando no que estava acontecendo ali, pois minha cara de quem queria dar não negava. 

Em um momento elas começaram a fazer um 69, e foi nesse momento que Camila enfiou sua mão por dentro de minha blusa e subiu a mão pela lateral da minha cintura ate quase o começo do meu sutiã, e depois desceu, segurei um gemido e murchei a barriga no ultimo pra ver se ajudava eu a reprimir o gemido que tava entalado na minha garganta pronto pra sair a qualquer momento. Meus carinhos em suas costas pararam e eu direcionei minha mão ate seu couro cabelo o segurando forte, fazendo com que soltasse um suspiro alto. 

Senti a mão de Camila novamente, mas dessa vez ela  não parou, continuou e adentrou meu sutiã com a mão apertando meu seio direito forte e segurando meu bico entre os dedos o puxando e depois passando a palma da mão fazendo com que o gemido que eu tanto estava segurando saísse. 

Enquanto ela me massageava eu passei minhas unhas pela suas costas subindo até a nuca, a fazendo soltar um gemido baixo, porém manhoso, creio que a qualquer momento eu poderia sair nadando com o liquido que estava na minha calcinha pela excitação. E novamente desceu a mão pelo meu abdômen com a unha, foi nessa hora que a minha sanidade foi pra nárnia.

Dei uma olhada nas meninas que dormiam, e a puxei a colocando por cima de mim, e ao mesmo tempo rolei ficando por cima, ela abriu as pernas automaticamente e eu me enfiei sobre elas, me aproximei e mordi seu lábio o puxando entre os dentes e descendo ora mordendo, ora chupando e lambendo,comecei a fazer um vai e vem fazendo com que nossas intimidades se esfregassem.

- Camzzz, solto um gemido manhoso e escuto outro saindo da boca de Camila vindo direto para meu ouvido.

- Lo, mais rápido. Disse quase em um sussurro com a voz totalmente manhosa e arrastada.

- Lo não para. Mais uma vez.

- Loooo... Ela ta gritando, espera porque ta tudo sumindo.

- LAUREN ACORDA. Camila grita e eu dou um pulo dando de cara com ela me olhando com os olhos arregalados, a sala estava escura, só o abajur que ficava na mesinha alta ao lado do sofá estava ligado, as meninas dormiam.

- Oque houve ? Eu estava super ofegante e a voz rouca, suando e sentindo como se estivéssemos em uma sauna.

- Eu que te pergunto Lo, você dormiu no final do filme ai agora do nada você estava suspirando meu nome, se remexendo sem parar, estava tendo pesadelo ? Pergunta limpando o suor da minha testa e jogando meu cabelo pra trás com aquele olhar preocupado.

- S-sim, f-foi só um sonho, ta tudo bem Camz. Digo sorrindo pra mesma que me olha sorrindo também. 

- Boa noite Lo. Ela diz dando um beijo em minha bochecha e se deitando esperando que eu me deitasse novamente junto a ela, suspiro olhando pra cima e suspiro alto sentindo a mesma se deitando sobre mim novamente.

Meu deus que sonho louco... Um louco delicioso. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem oque acharam pra me dar uma força ai...
Um cheiro em cada um e até o próximo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...