História Time Lapse - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Chanbaek
Visualizações 150
Palavras 926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Bem vindos a minha mais nova fic! Essa fic é um.plot doado e eu colocarei o user da mente maravilhosa assim que eu achar, ok?
Desculpem os erros e boa leitura!

Capítulo 1 - THE NIGHTMARE'S BEGINNING.


PART 1: NO CHOICE.

Chanyeol's POV

Aquilo era simplesmente maravilhoso. Estar apaixonado, eu digo. Eu me sentia nas nuvens toda vez que olhava para o rosto daquele homem, mesmo não sabendo lidar com aquilo, afinal eu sempre achei que gostasse de garotas e ninguém me titulava como gay. Pelo menos até agora.

Claro que eu ainda estava criando coragem para contar aos meus pais sobre isso e sobre meu mais novo ficante. Eu sabia que ia ser difícil no começo, pois meu pai era um cara difícil de lidar e não gostava de gays… Por isso eu contaria para minha mãe primeiro. Já estava decidido, eu contaria essa noite antes do jantar do papai.

[...]

-Mãe, podemos conversar? - Pergunto inseguro e ela sorri me confortando.

- Sobre o que quiser, meu príncipe. Como foi sua aula hoje?

- Foi tudo bem. Não é sobre a faculdade. - Me sento ao lado dela e desvio o olhar o máximo que eu posso.

- O que foi, filho? Por que não me olha nos olhos?

- Mãe… Eu quero falar sobre minha personalidade.

- Personalidade?

- Sexualidade.

- Oh… - Ela me olha séria. - Eu sabia que esse dia ia chegar. Pode dizer, meu amor.

- Eu sou gay. - Digo rápido, segurando a respiração.

- Tudo bem. - Ela sorria triste.

- Eu te decepcionei, não é? - Ela nega.

- Vamos esperar pra falar com seu pai, está bem?

- Eu não quero contar pra ele ainda.

- Terá que contar, querido. Hoje a noite.

- Por que, mãe?

- Vamos esperar seu pai, está bem? Vá se arrumar para o jantar.

- Tá bem. - Respiro fundo e vou para o meu quarto me arrumar.

Após tudo pronto, meu pai, mãe e eu esperávamos juntos na sala de estar as visitas chegarem. Eu estava nervoso, pois minha mãe também estava e eu achava que era por minha causa.

Assim que eles chegaram, elogiaram nossa casa e nós os guiamos até a cozinha onde o jantar já estava posto e a empregada esperando para nos servir.  Eram um casal com a idade de meus pais aparentemente e uma garota de minha idade. Eu tinha a impressão de que já tinha a visto na faculdade, mas não tinha certeza. 

- Então, podemos contar a novidade, não é?! - Meu pai pergunta e o outro homem afirma.

-Eles devem saber o quanto antes.

- Bem, filho. Esta é Suzy, sua noiva.

- Minha o que? - Engasgo com a comida e o olho surpreso. - Isso não pode ser.

- Ela é linda, Chanyeol. Nós fizemos um acordo sobre nossas empresas e eles envolvem vocês.

- Pai, não! - Ergo o tom. - Eu nem gosto de garotas!

- Como é que é, Park Chanyeol? - Ele larga os talheres e me olha com ódio.

- É isso mesmo. Eu sou gay.

- Não, você não é! Você vai casar com Suzy querendo ou não! MEU FILHO NÃO É GAY!

- Sim, eu sou! Não vou me casar! Estou apaixonado!

- Por esse moleque de merda? - Ele joga fotos minhas com meu namorado e eu arregalo os olhos. - Eu sei de tudo, Chanyeol. E se você quiser continuar nessa família, você vai se casar, viver uma vida como o homem que deveria ser e honrar o que tem entre as pernas.

- Mas…

- Filho, não discuta, apenas aceite e depois conversamos. - Minha mãe interrompe e eu afirmo, me calando.

- Ótimo. Terá casamento então.

[...]

E foi assim que eu me meti nessa enrascada.

Meu primeiro amor fugiu logo depois que eu contei a ele sobre o casamento e mesmo eu implorando para que ele aceitasse continuar comigo, ele fugiu. Bem, eu não consegui sequer sair do quarto pelos dias seguintes de seu sumiço. Eu liguei inúmeras vezes para o seu número até que ele não tocasse mais. Chorei e tive que levar um choque de realidade para ver que minha vida não havia parado por causa dele.

Claro que eu fiz muitos acordos com meu pai antes de realmente aceitar esse casamento arranjado. Fiz de tudo para que fosse no bolso dele, meu casamento, pois eu não estava nada satisfeito com aquilo é queria atingi-lo da única forma que ele se sentia ofendido.

E agora eu estava aqui, casado com Suzy, uma mulher extremamente inteligente e compreensiva. Nós não tínhamos essa de frescura para continuar juntos pois nem os beijos eram saborosos entre nós. Tentamos nos relacionar pelos seis primeiros meses de relacionamento, mas não funcionou e nós resolvemos ter uma relação aberta para que ambos ficassemos felizes.

Bem, até que ela inventou de querer ter um filho comigo.

Eu não queria no começo, mas ela acabou me convencendo depois de um tempo. Talvez uma criança animasse nossos pais e continuasse com nossa mentira de casal feliz.

Porém, faziam mais de seis meses que estávamos tentando. Transávamos quase todas as noites e nada adiantava. Inventamos tudo o possível, fizemos tudo o que a internet dizia, mas o bebê nunca chegava. Como última alternativa fomos ao médico. Suzy fez milhões de exames e ela era completamente normal. Ou seja, eu era o problema. Fiz todos os exames, assim como ela para descobrir que eu era estéril. Eu tinha um problema em meu canal deferente que impedia os espermatozóides de passarem, morrendo ali mesmo.

Minha esposa chorou por noites, até que eu dei a ideia de fazermos in vitro com doação de alguém.

Por sorte não foi nada difícil conseguir esse esperma. Teve um doador imediato e então já fizemos o procedimento e bem, talvez estamos esperando um bebê. 


Notas Finais


E por hoje é só!
Espero que tenham gostado!
Até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...