História Time to Change - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Youngjae
Tags 2jae, Got7, Youngjae
Exibições 86
Palavras 1.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei amores, preparem os lencinhos e aproveitem a leitura.
Tem personagem novo na área.

Capítulo 28 - Contra o tempo


Fanfic / Fanfiction Time to Change - Capítulo 28 - Contra o tempo

Hospital Municipal de Mokpo 6h20 da manhã

 

Sra Choi

 

Eu estava arrumando minha bolsa para finalmente ir para casa e passar o ano novo com meu filho Youngjae, já que não pude celebrar o natal com ele mas nem sempre as coisas são como nós planejamos:

            - DOUTORA PRECISAM DE VOCÊ NA EMERGÊNCIA AGORA ! – um dos residentes entra correndo em minha sala.

Acompanho ele pelo corredor e pergunto o estado do paciente:

            - Garoto de dezenove anos, aproximadamente 1,80 de altura, bateu o carro na avenida principal da cidade, ele está com hemorragia, fratura externa, costelas quebrada e um possível traumatismo craniano.

Chego na emergência os socorristas estão levando o garoto para a sala de cirurgia ele está inconsciente, entro atrás para comandar a cirurgia.

Coloco minha roupa de cirurgiã o mais rápido que consigo e falo para um enfermeiro:

            - Pegue quatro bolsas de sangue O negativo, esse corte na perna dele está fazendo ele perder muito sangue.

Enquanto eu suturava a perna do garoto um dos residentes continha a fratura exposta no braço dele.

            - Doutora o sangue não para de escorrer.

Vou até o residente e vejo que o corte no braço direito é mais profundo que o da perna, reparo que o garoto tem várias marcas de estilete em seu braço direito, o enfermeiro me tira de meus pensamentos:

            - Doutora aqui estão as bolsas de sangue.

Começo a realizar a transfusão e a colocar as costelas dele no lugar, porém tudo começou a desandar:

            - A pressão dele está caindo – diz o residente.

            - Parada cardiorrespiratória, traz o desfribrilador. – digo.

O residente chega com o desfribilador e coloco na carga máxima, aquele garoto iria morrer se eu não fizesse algo.

Youngjae

 

Eu fui para casa na véspera do ano novo, acordei por volta de 9h30 e minha mãe ainda não havia chegado do plantão, ligo a televisão e falam que um jovem bateu em um poste na avenida principal de Mokpo, não sabiam se o motorista tinha perdido controle do carro ou se ele causou o acidente.

Ligo meu celular e vejo que tem várias ligações perdidas de JB, e uma mensagem de voz, ouço o recado de JB:

- Jae... meu amor... me desculpa está fazendo isso... eu ... não desisti do nosso amor... eu desisti de mim, não posso mais continuar com isso... meu pai me interditando e alegando que eu sou louco... talvez eu seja... e meu casamento arranjado com a Hani... se fosse para casar com alguém a única pessoa que eu casaria seria você... eu te amo Youngjae... me perdoa...

A mensagem pausa por alguns segundos e depois JB volta a falar:

- Diga para Chan Hee que eu o amo.

Mais alguns segundos de silêncio e ouço barulho de um carro acelerando e se chocando contra algo, é ai que associo a matéria na televisão:

            - JB... – deixo meu celular cair no chão.

Fico em transe por alguns segundos até que pego meu celular do chão saio correndo e vou para o hospital.

Um caminho que sempre fiz com frequência para encontrar minha mãe nunca pareceu demorar tanto.

Entro pela emergência, todos funcionários do hospital me conheciam, vinha aqui desde pequeno, chego na recepção desesperado:

            - Cadê minha mãe ? – pergunto para a recepcionista.

            - Youngjae... ela está em cirurgia.

            - Qual andar ? – pergunto nervoso.

            - No fim do corredor. – a recepcionista fala.

Vou para onde se localiza a sala que opera emergências e quando chego na porta de entrada para a cirurgia encontro uma foto no chão... pego a foto e olho, uma foto de JB com uma criança, coloco a foto no bolso da jaqueta, sento em uma das cadeiras e espero.

 

Sra Choi

 

Descarrego o desfribrilador no paciente uma vez, ele não reage, descarrego a segunda vez nem nada, ouço os barulhos das máquinas e percebo que estou perdendo ele, descarrego uma terceira vez, a máquina faz o barulho que eu queria ouvir, o barulho que o coração daquele garoto tinha voltado a bater.

A cirurgia terminou por volta de 15 horas, encaminhei o paciente para a UTI e fui até o residente:

            - Preencheu a ficha dele Kim ?

Kim sorri para mim:

            - Sim doutora, o nome do garoto é Im Jaebum, achei a carteira de motorista dele, ele tem dezenove anos... ah e achei algo que vai explicar as causas do acidente.

Kim pega o celular da vítima e coloca uma mensagem da caixa postal para ser escutada:

- Jae... meu amor... me desculpa está fazendo isso... eu ... não desisti do nosso amor... eu desisti de mim, não posso mais continuar com isso... meu pai me interditando e alegando que eu sou louco... talvez eu seja... e meu casamento arranjado com a Hani... se fosse para casar com alguém a única pessoa que eu casaria seria você... eu te amo Youngjae... me perdoa...

Alguns segundos de silêncio como se o garoto mexesse em algo:

- Diga para Chan Hee que eu o amo.

Mais alguns segundos de silêncio, ouve-se um barulho de acelerador e depois do carro se chocando contra o poste.

            - Doutora, não foi acidente, o paciente tentou se matar.

Encosto na parede e suspiro:

            - É... Kim... agora é torcer pela recuperação dele, nossa parte nós fizemos.

Saio da sala de cirurgia para tentar descobrir mais informações sobre Im Jaebum para entrar em contato com sua família e me deparo com meu filho dormindo em uma das cadeiras da sala de espera, vou até ele e mexo em seu cabelo:

            - Filho o quê você tá fazendo aqui ? – pergunto docemente.

Youngjae abre os olhos devagar e se espreguiça:

            - Como o JB tá mãe ?

            - Quem é JB ? – pergunto confusa.

            - O Jaebum... o garoto do acidente... – Youngjae diz sem forças.

            - Você conhece ele ?

            - Lembra o garoto que falei que tava saindo Omma ? – Youngjae me olha com um olhar triste.

            - Sim filho, seu namorado... e que o pai dele levou ele de volta para Seul...

Youngjae respira fundo e diz:

            - Esse garoto é o Jaebum mãe... o cara que você operou.

Youngjae começa a chorar e abraço ele:

            - Calma filho... agora vai ficar tudo bem, tenho que avisar a família dele.

Meu filho me olha desesperado:

            - Não mãe... o pai dele tem que ser mantido longe daqui.

Passo a mão no rosto do meu bebê:

            - Sinto muito, mas não posso, tenho que fazer meu trabalho de médica.

Youngjae deita sua cabeça em meu colo:

            - Vou ficar aqui até ele ficar bom.

Sorrio e faço um cafuné nele:

            - Okay filho, o JB está na UTI ele teve várias fraturas e hemorragia e um leve traumatismo craniano, assim que o cérebro dele desinchar ele pode ir para o quarto. – começo a rir.

Youngjae me encara bravo:

            - OMMA, não se ri da desgraça dos outros.

Bagunço o cabelo dele:

            - Agora que me toquei, estava operando o meu genro, ótima maneira de conhece-lo.

Youngjae ri e levanta:

            - Você vai ver que ele é uma pessoa legal Omma.

Sorrio:

            - Se ele não for eu termino de quebrar as costelas dele.

 

Youngjae

 

Assim que cheguei no hospital tentei ligar para Mark desesperadamente porém ele não atendeu, então eu tentei ligar para Junior até que finalmente na terceira chamada ele atendeu:

            - Youngjae... o que aconteceu ? – Junior pergunta do outro lado da linha.

Tento conter minhas lágrimas porém está difícil e respiro fundo:

            - JB... ele.... sofreu um acidente. – consigo finalmente dizer.

            - Como assim ? Ele não estava em Seul ?

            - Ele está em cirurgia... aqui no hospital de Mokpo... ele tentou se matar.

            - Eu e Mark estamos saindo de Daegu agora daqui algumas horas estamos no hospital.

 

Mark

 

Eu e Junior pegamos a estrada, assim que soubemos o que aconteceu com JB, pesquiso na internet o telefone do pai de JB já que ele é um empresário bilionário em Seul e ele atende:

            - Alô ?

            - Senhor Im ? – pergunto

            - Sim, quem é ? – Senhor Im pergunta do outro lado da linha.

Respiro fundo e tomo coragem para falar:

            - Meu nome é Mark Tuan eu sou colega de classe do seu filho e tenho uma notícia para lhe dar... Jaebum sofreu um acidente e está em cirurgia no hospital de Mokpo.

A ligação cai e não ouço mais nada.


Notas Finais


E ai gostaram da aparição da Sra Choi ?
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...