História Time to live - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, Legião dos Super-Heróis, Supergirl, The Flash
Personagens Alura Zor-El, Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Dra. Caitlin Snow, Eobard Thawne / Flash Reverso, Felicity Smoak, Kara Zor-El (Supergirl), Mon-El / Valor, Oliver Queen (Arqueiro Verde)
Tags Snowbarry
Exibições 79
Palavras 1.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente esse capítulo... já aviso, está muito fofo

Capítulo 10 - Capítulo 10


Fanfic / Fanfiction Time to live - Capítulo 10 - Capítulo 10

Pov. Barry

Assim que Cisco me falou eu achei que não era possível, seis metas pela cidade?! Isso vai ser difícil

-Eu já sei! – Digo, me vem uma ótima ideia

 Cisco: Já sabe o que?

- Como podemos ter uma chance

Cait: Então fala

-Vamos nós seis juntos para combater cada um, um

Cisco: Isso faz sentindo

-Vocês topam? – Disse para Henry, Nora, Mon, Kara e Alura que estavam no outro lado da sala

Nora: Uma aventura com o Flash? Não precisa perguntar duas vezes

-Só não contem para sua mãe que eu fiz isso – Disse e olho para Caitlin

Cait: Barry... eu estou aqui

-Digo, no futuro, sabe lá o que ela pode fazer comigo

Henry: Se preocupe com o passado pai, se a mamãe quiser ela te mata hoje, aí não vai existir nós para contar algo para ela

Cait: Ela tem razão

Cisco: Desculpa interromper a briga familiar, mas ainda não tiramos os metas da rua

- Já vou

Pov. Narradora

Alura estava se arrumando junto com todos na sala, fazendo o plano para os meta-humanos

Bar: Podemos dividir e conquistar

Kara: Eu não sei.... Cada um pega um meta?

Bar: Isso é complicado

Alu: Ou podemos chegar lá e acabar com isso, se não eles vão embora

Henry: Concordo com ela – Ao falar isso Henry percebe que Alura está ficando vermelha

Nora: Você concorda com tudo que ela diz – Fala em um tom de acusação, agora era a vez de Henry ficar vermelho

Bar: Nora...

Nora: Calei – e fez um gesto de zíper com as mãos

Bar: Kara me desculpe fazer você esperar para voltar para casa...

Kara: Não tudo bem, afinal você não conseguiria sem todos nos

Bar: Eu sei – Kara olha para Alura falando com Nora

Kara: Então Alura... – A menina se assusta e gela no lugar – Posso te perguntar uma coisa?

Alu: Depende – Ela estava ficando nervosa, conhecia a sua mãe e sabia aonde isso ia dar

Kara: Por que o seu nome é Alura? – Por mais que quisesse mentir ela não conseguia mentir para Kara, por mais que tentasse e isso não seria diferente agora, ela engoliu em seco e respondeu

Alu: Bom... foi uma homenagem

Kara: Sabia que o nome da minha mãe era Alura?

Alu: Talvez

Kara: Como você sabe?

Alu: Por.... Por que... eu...

Cisco: Gente eles chegaram

Bar: Onde?

Cisco: Avenida principal

Bar: Vamos

Assim chegam lá estavam os meta-humanos

- Flash! Como eu te esperei, gente o Flash trouxe amigos, ótimo assim acabo com todos

Bar: Pensando

Barry luta com o meta mais forte, os outros são distribuídos um para cada, um dos metas está vestindo uma armadura, que nada mais nada menos é feito de chumbo, é infelizmente Alura ficar com ele

Alu: Gente?

-Que foi? – Todos disseram junto entre chutes e socos, Mon-El que estava mais perto também sentiu

Alu: Eu estou entanto usar visão de raio-X nele é acabei de descobrir algo não muito bom

Mon: Eu também- os dois dizem tentando se afastar, mas o meta os pega e os derruba do chão

Alu: A armadura dele é feita de chumbo

Kara: Essa não, Mon-El

Bar: Caitlin? Cisco? – Ele fala no comunicador

Cait: Estamos vendo, ele está vestido de chumbo

Bar: O que fazemos

Ante que alguma coisa seja feita ele faz duais estacas de chumbo e as enfia na perna de Alura e Mon-El que gritam de dor

Cait: Aceder, derreta o chumbo

Bar: Kara! – Ela derruba de uma vez o meta que está lutando e usa sua visão de calor o derretendo

Kara: Temos que tirá-los daqui

Bar: Pode deixar! – Barry sai e os leva em 3 segundos para mais uma vez Caitlin os cuidar

Assim que eles acordam estão com a perna enfaixada

Mon: Que aconteceu?

Kara: Vocês foram empalados – Todos estavam sentados ao redor das camas de repouso, esperando eles acordarem

Alu: Ham, agora eu me lembro, foi chumbo? – Diz olhando para ninguém especifico

Kara: Sim

Cait: Está ficando difícil controlar o número de pessoas que vem por alergia a chumbo – Disse e todos riram

Mon: Pera, por que chumbo, você é Daximiana?

Alu: Mais ou menos

Mon-El quase se joga para fora na maca e quase caindo fica na ponta da maca

Mon: Você é uma sobrevivente? Você veio de Daxam?

Ela limpa a garganta e olha para todos presentes

Alu: Não eu não vim de lá, mas conheço as histórias, sei que você deve sentir falta de lá – Disse tentando mudar de assunto, mas ao mesmo tempo tentando consolá-lo, sabia como seu pai sentia falta de seu planeta

Mon: Obrigado – Disse se ajeitando na cama de novo

Kara: Por você é mais ou menos Daximiana?

Alu: Eu sou mista

Kara: Com um humano? – Mon novamente se interessa pela conversa

Alu: Não

Bar: Gente acho que vocês devem descansar, trabalharam de mais hoje, boa noite

-Boa noite – Disseram

Todos foram para suas casas, menos Barry que ficou na rua procurando algo

Caitlin estava se arrumando para dormir, e a campainha toca, ela abra e vê quem é

Cait: Barry?

Bar: Oi

Cait: Sabe que horas são?

Bar: Não

Cait: Meia noite

Bar: Desculpa, vim te perguntar uma coisa

Cait: Pergunta – Ele tirou as mãos da costa e mostrou um buque de rosas

Bar: Eu pensei e eu queria saber se amanhã à noite podemos ir janta?

Se hoje à noite Caitlin pensou que algo inesperado pudesse acontecer, poderia ser talvez um apocalipse zumbi, o fim do mundo, algum meta-humano invadisse sua casa, mas pensar em Barry Allen na sua porta a convidando para jantar? Isso seria a coisa mais absurda que ela pensaria. Por um breve momento Caitlin congelou, palavras não se formulam na sua mente. Um sorriso se forma em seus lábios, Barry consegue respirar de novo, isso é um bom sinal

Cait: Eu adoraria

Bar: Te pego as 8, está bom?

Cait: Está ótimo – Ele vai embora, ela se deixa “derreter” pela porta e sentar no chão o sorriso ainda estava lá ela cheirou uma última vez o buque de flores e foi dormir.


Notas Finais


Romanticismos-Allen


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...