História Time Travel - an adventure in the past and in the future - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Konohamaru, Kushina Uzumaki, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shinki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Adventure Time Travel, Batalhas, Borusara, Inohima, Mistério, Mitsucho, Mitsuchou, Naruhina, Naruto, Romance, Sasusaku, Tretas
Visualizações 88
Palavras 2.697
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


YOO MEUS LINDOS!

SIM! FINALMENTE EU FUI REVIVIDA COM EDO-TENSEI E VOLTEI PARA ATORMENTAR VOCÊS, VOU DERROTAR A ALIANÇA KAGE E... Pera... História errada :3

Ignorem isso! BOA LEITURA!

Capítulo 17 - | Mangekyo Sharingan |


Fanfic / Fanfiction Time Travel - an adventure in the past and in the future - Capítulo 17 - | Mangekyo Sharingan |

Pov's Uchiha Sarada | ON 

Não me sentia bem. Não me sentia bem com nada ao meu redor. Nada que me rodeava me fazia sentir bem, minutos antes de eu saber sobre o passado obscuro do meu clã que fora escondido dos olhos e ouvidos de qualquer ser. 

Não me conformava com nada do que meu pai dizia, e por mais que por fora eu parecesse completamente pacífica, por dentro, me sentia um turbilhão, um vulcão preste a explodir. 

Madara, Obito, Itachi, Shishui... Tantos Uchiha's que marcaram na história, sendo que, marcaram de um jeito maligno. Cada um deles com um passado remoto... 

Não me conformava com nada daquilo! Como um único Clã fez tanto estrago assim em meio a Décadas atrás? 

Então é por isso que Oka-san e nem Oto-san me contaram sobre o passado do Clã Uchiha. Eles pensavam que eu poderia trilhar o caminho da maldade... 

Sasuke disse que um Uchiha consegue amar mais fortemente pessoas importantes para elas do que qualquer outro Shinobi ou Kunoichi. Por isso, ferido ou machucado, traz um transtorno para a vida do Uchiha... Por isso Obito se revoltou, por ver sua amada deitada em uma poça de sangue que, infelizmente, era dela. Tantas causas que fizeram o Clã Uchiha ser temido... O Clã que um dia dera bons soldados a Konoha se tornou o Clã mais perdidamente perigoso não só para os arredores, mas praticamente para o mundo Shinobi. 

Obito e Madara queriam destruir esse mundo, praticamente. O que seria das futuras gerações? 

Não me conformo com isso! Não me conformo que apenas um Clã, que um dia fora carregado de Ninjas habilidosos carregasse o Título de Clã Amaldiçoado pelo Ódio. 

"Com o Amor vem a dor. E para nós Uchiha's, com a dor vem o poder." 

Quando ele disse isso, se referiu ao Mangekyo Sharingam, peço qual, muito pouco conhecimento obtive. Somente sei que Sasuke tem, assim como Kakashi, que foi apelidado carinhosamente de "Uchiha Falsificado" por Sasuke, além de Madara e diversos outros Uchiha's. 

Sasuke êxito quando eu lhe fiz a pergunta de como conseguir o Mangekyo Sharingan. Mas o mesmo me disse que, através da morte de alguém próximo a você, por que você tem um grande afeto, você o desperta. Você tem que o ver morrer ou matá-lo. O que até muita das vezes, nem funcionava para alguns. 

Como? 

Essa era a pergunta que rondava minha cabeça por tempo suficiente para que ficasse zonza e perdesse o senso de direção. Como um único Clã poderia carregar tamanho histórico cheio de desgraças? 

- Está bem, Sarada? - Perguntou Sasuke, me acordando de meu "Transe" 

- O-o que? Ah.. Sim! Estou bem! - Afirmei, tentando colocar o melhor sorriso na cara tentando disfarçar o nervosismo e a multidão de perguntas sem respostas em minha mente. 

- Parece pensativa. - Disse Sasuke, que caminhava tranquilamente pelas ruas de Konoha comigo ao lado. 

- Um pouco... Mas nada demais! Só... Engolindo algumas informações que insistem em rasgar minha garganta! - Disse, fazendo o Uchiha dar um leve sorriso de lado. 

Ficava tão Alegre ao ver um simples sorriso naquele rosto frio e seco! Oto-san não costuma dar muitos sorrisos e muito menos risadas, mas quando dava tentava ao máximo guarda uma "Foto" do rosto dele em minha mente. Ficava feliz por ele, ainda conseguir sorrir, ficava Alegre por uma pessoa que passou por grandes problemas ter o enfrentado e ainda conseguir ter sido feliz, tendo uma família que o ama e uma filha que se orgulha de chamá-lo de Pai. 

Exatamente. Não vejo muito bem porque a minha raiva do Patriarca da família Uchiha era tão aflorada. 

Quando Sasuke me contou sobre seu passado e o passado de Meu Tio, Itachi Uchiha, pude entender mais claramente porque Sasuke queria matar a aliança Kage e si virar Hokage. 

Assim como Itachi, que aceitou o peso de ser um vilão, ele se inspirou em Itachi novamente. Ele queria matar a aliança Kage pois os via como os responsáveis pela era caótica, então, em seu ver, se acabasse com eles e virasse Hokage, teria uma épica de paz. Mesmo que o mundo Shinobi o visse como um Monstro. Tudo isso apenas inspirado nos atos de Itachi. 

Me pergunto, como deveria ser meu Tio? Engraçado? Sério? Herói, como meu pai Disse? 

Resolvi deixar de me prender as perguntas e a joguei da boca pra fora: 

- Como era o Tio Itachi? - Perguntei, um pouco receosa 

- Como ele era? Carinhoso, Leal, Guerreiro... Em resume? Um Herói. - Ele respondeu, como se estivesse orgulhoso disso. 

- Hm... - Resmunguei 

"Eu queria detalhes, sua Anta! " Pensei comigo mesma, antes de ter sido interrompida por um grito estridente que me chamava ao longe. 

- SARADA! - Gritou Himawari que corria em minha direção lacrimejando. 

Quando finalmente chegou até mim e, me abraços, buscando reconforto. Retribui o abraço e acaricie o leve mar de fios da cor do mar e levantei seu queixo para que olhasse para mim. 

- O que houve? - Perguntei 

- D-do outro... Lado da Cidade... - Dizia, com a voz embargada, em meio a rápidas pausas para recuperar a voz e o fôlego 

- O que está do Outro lado da Cidade? - Perguntei 

- A-aquele cara... O seu irmão... Nossos amigos... Até mesmo Kakashi foi! - Disse Himawari, esfregando seu rosto em minha roupa tentando limpar 

"Saruno..." 

- Sasuke! Preciso de sua ajuda para salvar o meu irmão, na verdade, o seu filho! - Corrigi, vendo o mesmo balançar a cabeça em afirmação, ativando seus sharingans pronto para o que vier. 

Juntamente dele, ativei os meus, vendo a diferença dos meus olhos normais para esse. 

- Nos leve até lá, Himawari! - Ordenei 

A mesma me soltou e saiu em disparada pelas ruas, até mesmo sobre casas, e tentava o máximo possível fazer ela acelerar o passo para chegarmos mais rapidamente. Mas a mesma sempre dizia que não queria se perder e ia mais devagar. O que era uma péssima desculpa, já que Himawari deve ter estudado todo o local com o Byackugan. 

Não sei se era eu ou Himawari, mas que uma de nós estava mais veloz e a outra mais lenta, disso tenho certeza. 

Com o passar de alguns minutos correndo atrás de Himawari, finalmente pude ver alguns ninjas rodeando um único alvo que vinha do meio da mata, com um saco sobre o ombro que se remexia, como um bixo se esperneando. 

"Saruno...." 

Assim que nos aproximamos, Sasuke foi até Naruto e Sakura que estavam observando o inimigo atentamente, enquanto segui Himawari até meus amigos. 

- Alguma coisa? - Perguntei assim que me agachei sobre o galho. 

- Nada, nenhuma palavra, nenhum movimento. Já tentamos falar com ele, mas nada disse. O único movimento detectado foi daquele Saco se remexendo - Respondeu Inojin, que escrevia algo, ou desenhava algo em seu pergaminho. 

- Saruno... - Sussurrei 

- Sara-chan... Fica tranquila, ok? Vamos pegá-lo de volta e ele vai nos levar de volta ao nosso tempo! Vamos sair bem dessa! - Disse Mitsuki, colocando uma mão sobre meu ombro, me apoiando, mesmo sendo do seu jeito. 

- Assim espero! - Sussurrei para mim é meus amigos. 

Vários segundos, minutos, haviam se passado, e nada de movimentos. Alguns ninjas até tentaram atacá-lo com Shurikens ou até mesmo chegaram perto o bastante para que o mesmo desse apenas um passo e uma voadora já estaria servida! Mas nada disse, até que o mesmo levantou o rosto e olhou ao redor. Seu olhar rolou por todos os ninjas, até parar em meu grupo. Mais especificamente, em mim. 

O mesmo jogou o saco no chão, vendo um som de dor sair de lá de dentro e algo se remoer de raiva adentro de mim. Então, o mesmo tirou o saco, revelando um garoto de cabelos róseos como os de Sakura e olhos esmeraldinos machucado, esmurrado. 

Meu coração... Ele palpitou... Mas quando seu olhar foi direcionado a mim, consegui ler em seus lábios o que ele dizia: 

- Nii-san... - Não mais que um sussurro 

Me curvei para frente do galho, pronta para avanchar, buscar o meu irritante, que é meu por sangue! Mas antes que pudesse pular e quebrar a cara daquela que encostou em meu irmão, senti uma mão sobre meu peito, a mão da ChouChou, evitando que eu avançasse. Apenas olhou para mim é já pude ver o que ela queria dizer. 

"Espere! Poderá moer cada pedaço daquele homem assim que descobrirmos seus objetivos" 

Nesses momentos que vejo como ChouChou e uma parte importante da minha vida, do meu dia-a-dia. Ela é praticamente meu Calmante. Meu Chá de camomila. 

- Uchiha... - Disse o Homem atrás de Saruno 

- Qual deles? - Perguntou Naruto 

- A Uchiha... Venha até aqui... - Esclareceu o homem 

Todos os olhares foram dirigidos a mim, nem me importava com isso, meu olhar estava vidrado em meu irmão, que me encarava espantado.

Pulei do galho, finalmente ativando meus sharingans. Quando ainda vinha atrás de Himawari, decidi desativá-los para não gastar Chakra. Mas agora, era necessário. A passos lentos, encaminhei até ele, vendo-o me analisar e estudar tudo que podia, e igualmente, o olhar que ele me dava por aqueles dois furos na máscara era retribuído. Sequei totalmente seu corpo com o olhar, tentando buscar o máximo de informações possíveis antes que o piro viesse a acontecer. 

- Pare. - Disse Calmamente o homem 

Paralisei no local que estava, faltava poucos metros para eu poder chegar a Saruno, abraçá-lo e dizer que ele está protegido em meus braços e ser reconfortado. 

- O que você quer? - Perguntei, saindo rudemente 

Não me importo como ou o que eu diga, só não irei tolerar começar uma batalha sem extrair o máximo possível de informações antes. 

- Quero um objeto que e meu por direito! - Ele disse, estendendo a mão 

- Não sei do que você está falando - Afirmei 

- Como não sabe? O Pingente, Uchiha! - Disse o homem, balançando a mão como se me apressasse. 

Tomei a iniciativa de andar para ele em todo lugar, mas agora o peso dele no bolso ficou pesado, me sentindo como se estivesse sendo obrigada a carregar uma Tonelada. 

- Esse? - Perguntei, pegando o pingente do bolso e o colocando na palma da minha mão. 

- Hai! Agora passa para cá que lhe passo esse moleque chato! - Disse o mesmo 

- Não discordo que ele e chato, mas, o que me garante que não fará algo com todos ao redor? E ainda mais, o que esse pingente tem de especial? - Perguntei, balançando o pingente, vendo o mesmo entrar em desespero interno, sem demonstrar pela face. 

- Não lhe prometo nada garota! E esse Pingente pode valer a passagem para o retorno ao nosso devido tempo! Então me devolva isso agora, sua peste! - Disse o mesmo 

Então... Como assim isso era a passagem para o nosso tempo? E apenas um pingente! 

- Me devolva meu irmão primeiro! - Disse 

- Me devolva o Pingente! Quem me garante que após pegar a porcaria do seu irmão não irá ficar com o pingente sabendo da verdade? - Ele perguntou 

- Estamos em meio a um dilema, né? - Retruquei, girando o pingente em meus dedos, vendo o desespero do homem - Eu não confio em você e nem você confia em mim! Então..? O que acha de um empate? 

- Não há empates quando se brinca comigo garota! Se dá empate, significa que o vencedor sou eu, pois sempre tenho uma carta na manga! - Respondeu o mesmo tirando uma adaga de sua manga e andando em direção ao irmão foi. 

- O... O-o que você vai fazer seu... Seu... - Disse, falando um último xingamento de baixo calão a ele. 

- Me entregue o pingente e eu paro, não temos tempo! Vamos! Não gosto de brincadeiras, Uchiha Haruno Sarada! - Ele disse, deliciando ao dizer meu nomes por inteiro como se quisesse me enfurecer 

- P-pare... - Sussurrei 

- E SO ME DAR O PINGENTE, UCHIHA! - Gritou 

- NUNCA! - Gritei de volta 

- Você que pediu! - Sussurrou 

O mesmo levantou a adaga e andou os últimos passos em direção para meu irmão. Meu coração começou a parar, o mundo ficou escuro, a respiração parou, e meu mundo girou. (Rimo) 

A única coisa que ouvi foi um "PARE", quando eu apenas virei um vulto vermelho em direção ao meu irmão ao perceber que a Adaga estava em direção à sua Costa. Assim que cheguei, me joguei em cima dele, o protegendo, e só esperei o impacto. 

Não me importei que, a poucos metros de distância, o pingente tivesse caído da minha mão, brilhando com a luz do Sol em sua parte metálica para mim. Mas ignorei .

Gritos, passos, foi o único que escutei quando vi sangue ao chão, mas o que eu estranhei... Que o sangue não era meu... Não sentia nenhuma dor... 

Mas quando me virei e vi aquilo que mais temi. Lágrimas pularam de meus olhos em uma onde infinita, quando eu vi ChouChou Akimichi cair de lado no chão.

Ela se colocou na frente da Adaga... Assim como eu fiz com Saruno... 

Um Grito rugiu de minha garganta quando me virei e peguei o rosto de ChouChou e coloquei em meu colo, vendo Saruno ir para o outro lado e tentar ajudar de alguma forma. Mas somente lágrimas naqueles olhos haviam, assim como nos meus, onde infinitos rios de lágrimas caiam. 

Eu apenas ouvi passos e um tilintar de correntes pequenas baterem. O Homem havia pego o Pingente. Olhava para ele com um sorriso vitorioso. 

Outros ninjas que tentavam se aproximar eram ameaçados por o mascarado, que dizia que os próximos seriam a mim e Saruno e depois eles se descem mais um passo. 

Eu ignorei tudo ao meu redor, concentrando meus pensamentos na minha amiga que se colocou na frente. 

- Porque você fez isso sua Idiota?! Estrupicio! - Gritei, ainda com a voz embargada 

Ela soltou um riso abafado, como se a resposta fosse óbvia. 

- Do mesmo jeito que você se colocou na frente para salvar seu irmão, eu me coloquei na frente para salvar aquela que considero uma irmã! - Explicou ChouChou, que ficava com os olhos trêmulos 

Após isso, mais lágrimas desciam de meu rosto. Rios, Mares, Oceanos inteiros, não se comparavam ao que eu me imaginava chorar ou o que me afogava pelo peso da culpa. 

- Belas palavras, a morte dela foi inesperada, mas é bom que vocês saem do caminho ao perceber a ameaça que sou. Poderia ter um futuro, mas pelo menos, livrei mais uma de um Futuro pesaroso - Disse O Homem, como se aquilo fosse algo indiferente, algo sem importância. 

Mil, Milhões, Bilhões, Trilhões... Infinitas maneiras de matar, estrangular aquele homem me veio a mente. Dor irradiava de meu corpo aos meus olhos, que desciam cachoeiras de lágrimas que caiam no rosto da morena que respirava com dificuldade. 

"Monstro... Monstro... Monstro... Monstro... Desgraçado repugnante... Lixo Vivo... Merda Ambulante..." Pensamentos com mais xingamentos passavam por minha mente 

Ele soltou um riso rouco, eriçando todo o pelo de meu corpo. 

- Monstro - Sussurrei 

Em minha mente, ouvia vozes que diziam várias coisas, consegui apenas ouvir 3 timbres diferentes. Uma dizia para mim exterminá-lo. Outra dizia para mim desmaia-lo. E outro não falava nada... Apenas tentava acalmar as outras 3 vozes. 

- O que você disse? - Perguntou o homem 

- Monstro - Disse Um pouco mais alto - Você é um monstro! - As últimas palavras pronunciadas com o timbre da minha voz mais alto 

- Não sou querida, isso eu garanto! - Ele disse 

- Então... Se você não é... Eu sou Monstro! - Disse, me apoiando em meus joelhos e virando-me lentamente para ele. Quando ergui meu rosto para ele, sua boca que antes sorria, se tornou uma linha reta, até mesmo tremia. 

Apenas pude ouvir uns sussurros, que diziam apenas aquilo que confirmava minhas suspeitas: "Mangekyo Sharingan" 

- Você... - Sussurrou o Homem 

- Vou te ensinar a agir acima dos outros quando eu te mandar para o inferno, seu merda! - Gritei, voando para cima do mesmo 


Notas Finais


ENTAAAAOOOOOOO :3
Como eu disse, Mangekyo Sharingan da Sarada!
Não irei falar muita coisa, apenas vou deixar a curiosidade a solta com algumas perguntas que serão recitadas mais a frente:
1- Que vozes eram aquelas na mente da Sarada?
2- O que irá acontecer com O Homem?
3- Quais são as habilidades do Mangekyo Sharingan de Sarada? :3

PS: Gente, para os que não gostam de xingamentos, me desculpem, mas olhem novamente os avisos da Fanfic. Peço gentilmente para que não venham falar merda por eu apenas ter usado algumas palavras de baixo calão (Que nem são tão baixas assim, já que tentei maneirar bastante nas palavras)

Até a próxima e...

SAYONARA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...