História Timeless - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sasuke Uchiha
Tags Sasunaru, Yaoi
Visualizações 195
Palavras 1.195
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Morrendo mas vim att a fic p'ocês...



Boa leitura thukinhos-chan 😊

Capítulo 28 - Briga comprada! Part II


Fanfic / Fanfiction Timeless - Capítulo 28 - Briga comprada! Part II

Passaram-se alguns dias mas Itachi foi proibido por seus pais e pelos seguranças da empresa Uzumaki de chegar perto do noivo, até cair na porrada com o moreno Uzumaki ele caiu, saiu com machucado? Sim mas conseguiu machucar Menma onde mais doia, lhe dando um chute certeiro no saco fazendo o pobre coitado cair no chão gemendo alto de dor, fazendo Tsunade ir socorrer seu sobrinho mas dando na cara do Uchiha. Fugaku pediu gentilmente, ao filho alguns documentos e no meio estava seu passaporte mas Itachi não reclamou, não perguntou porque já estava com muita roupa suja com sua familia para dar mais dor de cabeça aos pais, e assim entregou tudo, inclusive o documento que possibilita ele entrar e sair do país.


~ Two days later ~


- Pai cade meu passaporte? - pediu o Uchiha já angustiado.

- Está no meu poder e não vou te dar, aceita Itachi. Você já machucou Deidara demais, deixe-o ir para a Alemanha viver a vida dele. - falou seu pai seco sem tirar os olhos do jornal que lia.

- Mãe pelo amor de tudo o que é sagrado, faz algo com seu marido! - pediu afobado recebendo um olhar estranho da morena.

- Eu não posso fazer nada filho. Foi decisão do próprio Deidara... - falou a mulher calma antes de ser interrompida.

- Porque comigo? Eu só quero ir atrás do meu noivo! Ele está indo para outro continente e ainda por cima com aquele cretino acediador de primos. - falou puxando os fios negros.

Saiu chateado, seus pais assim que viu ele sair da sala olharam um para o outro e abaixaram a cabeça, estavam tentando ser duros com seu filho mais velho, nunca gostaram de fazer esse tipo de coisa com nenhum dos dois mas não dependia do que o filho queria, se dependia do ao todo que estava ali, aquele conjunto que antes era tão simples que se tornou algo quântico.

Deidara havia pedido a seu pai que queria ir para Alemanha, estava cansado, não queria mais olhar para a cara do noivo, não queria mais quase morrer com crise de asma toda vez que ele fizesse algo errado e o outro partisse pra cima com palavras duras, então fez o que era melhor para si, foi embora junto a seu primo que iria cuidar de si naquele momento tão delicado da sua vida, seu irmão mais novo quase foi junto para a Alemanha, o que impediu o Uzumaki mais novo foi seu marido, seus pais e seus sogros. Não queriam ficar longe dos filhos/netos, então o loirinho mesmo contra aceitou, pois até o irmão pediu para ficar pois os pais ficariam com saudades; três dias que o coração do pequeno Uzumaki estava metade com ele e metade na Alemanha, não sorria tanto, não brincava tanto, não queria saber de nada, para comer era um sofrimento para Sasuke e na maioria das vezes colocava tudo o que havia comido para fora, causando perda de peso em si e deixando todos preocupados, em quase três dias o loiro perdeu 4kg ele estava esquecendo que não era só ele ali, que haviam duas crianças crescendo e precisando ser nutridas.

Na escola quem ficou no lugar de seu primo foi a namorada da doutora Senju, Shizune que naquele momento estava cuidando do loiro que estava branco igual ao marido com um cateter no braço ligado a um soro.

- Desde que a loira do meu cunhado foi embora ele esta assim. Não come, não brinca, só fica assim com essa cara e quando come algo põe pra fora. - falava o moreno triste tirando uma mecha de cabelo dos olhos do loiro que dormia.

- Mas ele precisa lembrar dos bebês, ou ele acha que o irmão dele ficará saudável para pod... - não deu tempo para finalizar a frase.

- Sasuke como ele esta?

- Como ele esta? Sério isso testuda? Olhe para ele, ele esta desmaiado e ligado a um soro! Que pergunta cretina... - falou o fim baixinho, não queria descontar a raiva em ninguém mas estava mais forte que ele.

- Calma ai oh senhor das trevas, estamos preocupados com o seu marido, ele é nosso amigo também! - falou Sai que desde aquela quase desgraça começou a andar com eles, mas já irritava muito o moreno.

- Cala a boca falsificação! - rebateu chateado.

- Naru... - falou - miou -, a perolada indo até onde ele estava com lagrimas nos olhos causando um efeito muito triste nos demais, pois todos ficaram com dó da Hyuuga ate seu primo. - Acorda por favor. - disse pegando na mão gelada do loiro.

- Gente credo o meu filho esta dormindo não esta morto não. Clima de velório é esse? Vai saem da frente, e fora do quarto ele precisa respirar. - falou uma ruiva nervosa, mas todos saindo ela começou a se amoar também. - Qualé filhote, não pode ficar assim, seu irmão se souber vai ficar mal também. - falou fazendo carinho na bochecha do filho o vendo remexer-se ma cama.

- M-mãe? Onde estou? - falou ainda de olhos fechados pois a claridade o incomodava.

- Na enfermaria da escola filhote, Naru você precisa parar com isso e tentar pelo menos pelos bebês. Teu irmão não morreu, quando os gêmeos nascer vamos lá os visitar, agora deixe disso por favor antes que seu pai loira fale ao Deidara. - pediu calma, e o loiro pensou, pensou e pensou e concordou que não era bom ele ficar daquele jeito.

- Sim mãe, eu to com sono. - falou voltando a dormir, e o celular da Kushina vibrando...


"Mãe o que aconteceu com o Naru?" - Minato ta fudido.

"Foi nada filho, cade o Men?" - perguntou distraindo o filho.

"Mãe fale agora o que esta... - a linha ficou muda por segundos - oi tia to aqui!"

"Ótimo querido não aconteceu nada para o Deidara ok? Não o estresse, beijinho aos dois!"

"Entendi beijos tia!" e assim se encerrou a ligação.



~ Three months later ~


Itachi estava mais magro, mais acabado e mais fechado do que já era, estava entrando em depressão pouco a pouco. Seu cunhado nem olhava na cara dele, na casa dos Uchiha's algo não estava certo, sua mãe e sua ex sogra viviam saindo para comprar besteirinhas para os netos, mas não sabia o porque tanta coisa de menina, foram três meses sofrendo e foi reparar justo naquilo mas estava tão cansado de tudo que só pensava que erraram e na verdade são duas menininhas que o Naruto estava esperando? Faz sentido já que ninguém falava direito consigo, mas também haviam as poucas coisinhas que não eram de seu filho mas que eram azuis. Itachi não sabia porque mas não parava de pensar nisso. Ali ele tentou novamente mandar mensagem para seu ex noivo, mas deu no que deu... todo dia mandava mensagem para o celular do Deidara mas nada, só visualizou e não responde, sempre assim também.


- Ita-nii você precisa se animar, amanhã o Akise vai vim pra casa e ele não pode lhe ver assim. Criança sente! - falou o irmão.

- Eu sei, eu sei. - falou simples indo para o banheiro tomar um banho.

- Pobre Itachi, quando descobrir... Vai ficar muito puto!



Notas Finais


Não tenho nada a dizer... Brinks tenho sim, Itachi é a prova viva que cérebro não é tudo e orem pela minha alma pq to quase indo embora aqui... Pq to mal.
Comentem, me alegre ou não com o comentário de vocês 😊😊







Beijokas fuuui 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...