História Timetale - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, W. D. Gaster
Tags Bonnieweirdy, Drama, Echofell, Echotale, Error, Flowerfell, Ink!sans, Inktale, Linha Do Tempo, Magia, Meu Deus Quanta Tag, Shippagem, Time, Timetale, Tortura, Underfell, Underswap, Undertale, Universo Alternativo
Exibições 21
Palavras 884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Vai ser curto pq tá difícil ;-;
Desculpa gente, eu tive um branco, mas agora tô de volta c:
ESPERO QUE GOSTEM!
Boa leitura~~

Capítulo 8 - Oitavo - I am


O coração dourado piscou, sendo lançado pros lados sem dó nem piedade, mas agilmente a ruiva desviou, pulando e escapando com graça.


-- Não pode escapar para sempre~!


-- Se eu quiser… -- a ruiva desafiou, sorrindo e parando ao lado de Ink, este que a segurou.


-- Sua louca! Acha que pode derrotar ele sozinha?! Se você morrer, eu vou te matar!


Ao escapar despreocupada de dois ossos gigantescos vindos do esqueleto negro, Time pulou e delicadamente abraçou Ink, que suspirou. Logo, sussurrou:


-- Nunca subestime o poder de uma garota, principalmente se ela é a linha do tempo.


Teleportou atrás de Error, logo girou e ativou seus blasters, que atiraram lasers dourados e brilhantes para ele; este que defendeu com um escudo de glitches.


Um, dois, três teleportes para escapar dos ataques mortais vindos do esqueleto, junto com diversos escudos dourados em forma de tela a protegendo as costas; como ataque, lançou um enorme creto com ponta elétrica na direção alheia.


Aproveitando a distração, lançou um poderosíssimo blaster dourado  tirando 0,09 do 1,0 de HP do maior.



-- Ygh! -- berrou Error. -- Sua….


Foi interrompido por um pincel quase arranhando seu crânio. Ink tinha um olho colorido brilhando, as mãos brilhando em um tom amarelado e o sorriso de ódio em seu rosto; estava totalmente descontrolado.


-- Chame ela de uma coisa sequer, e eu arranco sua cabeça fora, depois a quebro com o meu pé. (Olha as referência tudo)


O esqueleto negro sorriu, piscando e teleportando atrás do outro, logo atirando dois ossos poderosos. Mas, claro, ele desviou.


-- Também te amo. -- disse, fingindo desapontamento.


Ink, lado a lado com a ruiva, sorriu desafiador. Era dois contra um.


***


Sans sentia que deveria voltar a Sala do Tempo.


A sua alma batia em preocupação, e queria ver se sua amiga estava bem, se o outro tinha feito algo de ruim para ela.


Mas estava sem sentido, não tinha mais um motivo para continuar. Seu irmão não iria mais voltar para cozinhar-lhe espaguete. Toriel não lhe contaria mais piadas. E poderia perder uma amiga se não fosse até Waterfall naquele instante.


Eram perdas demais para um só esqueleto.


Então, cansado, encostou-se numa árvore e adormeceu.

***



Um brilho dourado tomou o local quando a Alma de Time foi levada para fora do busto da mesma.


Tão frágil, tão delicada. Era quase que transparente, quebradiça. Dançava nas mãos negras do esqueleto, que sorria de forma vitoriosa. O outro esqueleto, quebrado, chorava de desespero segurando o corpo da menina, este sem vida. Era uma cena linda para Error.


Pena que era fruto de sua mente.


Em um gesto rápido, o corpo do maior foi envolvido por cordas brilhantes, lançadas pela ruiva.


Mas Error teleportou, deixando as cordas inúteis no chão. Ink foi rápido; logo atingiu o rosto alheio deixando-o atordoado, e desenhou um cubo ao redor do mesmo, prendendo-o. E o melhor - o cubo era ante magias.


-- Poof. -- sorriu, fazendo um “high-five” com a outra. Error, derrotado e exausto, ainda conseguiu lançar um último e demorado ataque. Se o cubo era anti-magia, ele iria ter dificuldade para atacar.


Mas os dois ossos foram surpresa para a ruiva, que teve sua alma penetrada por um deles.


LV 9 - Hp: 10/48


-- TIME!


Então, com a distração do outro esqueleto com a menor, o cubo foi destruído. Error fugiu, sem rastros de sua existência.


O sangue agora pingava pelo chão, escorrendo da boca de Time. Seu suéter estava rasgado nas partes próximas ao short, e dali sangue também saía. Ink desesperou-se.


“Sem pânico, sem pânico, fique calmo Ink, fique calmo… espera.”


Colocou a mão no busto da outra, e a pequena alma dourada flutuou para fora. Estava quebrada, mas lentamente se concertando, como uma auto cura. Porém, o que tinha chamado a atenção do esqueleto era o LOVE que continha ali.


“LV 9”


Normalmente, os monstros que viviam no Hall das AUs - ou seja, os que podiam viajar através de universos e timelines - começavam com um LOVE, e 30 de hP. Podiam matar os vilões que tentavam destruir tudo sem aumentar de LOVE, apenas o HP, mas nunca, em nenhuma hipótese, mudavam de LOVE.


Então, se a ruiva tinha 9 LVs, isso significaria que ela teria matado alguém. Quem, era a pergunta que não queria calar.


Ink ainda estava curioso, tanto que nem percebeu quando a amiga levantou e o chamou de forma doce. A possibilidade de Time, a sua Time, ter ferido ou matado alguém… era inimaginável.


-- Ink? Ink, tá tudo bem?


Ficou sem resposta quando o esqueleto a encarou. Estava choroso, com medo, preocupado. Queria saber, precisava saber, iria saber.


-- Time… por que você tem mais de um de LOVE?


A ruiva - boquiaberta pela pergunta repentina - apenas piscou algumas vezes os olhos verdes, fazendo-os mudar de cor.

Depois, com toda a calma do mundo, sorriu.


-- Existem coisas que não foram feitas para serem contadas, Ink.


-- Você me prometeu que contaria tudo.


Ficaram em silêncio por mais um tempo, apenas se encarando, quando repentinamente a Alma de Time saiu, flutuando para o centro. A ruiva tocou-a, suspirando.


-- É uma história longa. Eu não sei se você vai me perdoar depois de ouvi-la… mas… eu tenho que contar para alguém…


-- Hey. -- o maior tocou o rosto alheio com um sorriso. -- Vamos. Eu nunca seria capaz de te odiar!


Time sorriu, os olhos agora azulados piscando para desmarejarem, e finalmente tomou coragem para continuar.


-- Eu… eu sou o experimento que saiu errado.


Notas Finais


ta uma bostaney
Mas taí, espero que tenham gostado, deu trabalho :p
Então... esse final? Teorias, palpites? 🌚❤
Um beijo na bundinha~
Bonnie


(Ah! E obrigada por lerem :3)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...