História Tiny Dancer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Animais Fantásticos e Onde Habitam
Personagens Credence Barebone, Jacob Kowalski, Modesty Barebone, Newt Scamander, Percival Graves, Porpetina "Tina" Goldstein, Queenie Goldstein
Tags Gradence, Gravebone
Visualizações 10
Palavras 494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo um


Tiny Dancer

“Você não sabia? Eu ainda estou de pé e melhor do que nunca!

Parecendo um verdadeiro sobrevivente, me sentindo como um garotinho”

I’m Still Standing - Elton John

 

  As sapatilhas estavam velhas e apertadas, as roupas não lhe davam a liberdade que desejava e com certeza teria um problemão se descobrissem o que estava fazendo, tendo em vista que ultimamente até respirar poderia se tornar um problema para si. Mas Credence não conseguia evitar, oportunidades como aquela, onde a sua madrasta e suas irmãs ficariam fora por pelo menos uma hora, eram extremamente raras.

  A má alimentação e a longa falta de exercícios físicos faziam seu corpo reclamar ao se alongar, contudo, mal podia esperar para começar de uma vez.

  Sorriu fraco e levantou-se do canto onde estava sentado, fechou os olhos e passou a arriscar alguns passos; tudo o que sabia era o que já havia visto através da grande janela daquela escola de dança perto do orfanato.

  Movia-se com suavidade sobre a madeira velha do assoalho, ouvindo-a ranger a cada passo dado. Tendo apenas as aranhas sobre as suas teias como platéia. Cantarolando baixinho uma música qualquer.

  Havia um suave sorriso em seus lábios, algo incomum em vista da vida miserável que tinha.

 Inclusive tem estado pior desde que quebrou o conjunto de chá florido de Mary Lou, uma velha herança de família. Haviam muitas crianças correndo de um lado para o outro e Credence deveria levar o chá para Mary Lou e o casal que havia ido até ali para adotar uma criança, foi preciso apenas um esbarrão para deixar tudo cair e a porcelana frágil se quebrar com extrema facilidade.

 As marcas roxas e vermelhas deixadas pelo cinto de couro ficaram em seu corpo por mais de uma semana, lembrava-se de ter de fazer um esforço incrível para ter que limpar todo o lugar depois que todas as crianças iam dormir. Sentia-se incrivelmente sortudo por ter um amigo como Newt, que o ajudou sem ter que pedir — coisa que Newt sabia que Credence não faria. Amigo esse que agora estava lhe cobrindo e cuidando das crianças, inclusive iria mandar uma delas subir até o sótão lhe avisar quando Mary Lou e as meninas chegassem.

 Distraiu-se por um instante quando uma criança gritou e outras riram, tropeçando e caindo sentado. Riu baixinho quando a voz calma de Newt tentou pôr ordem no lugar.

— Credence, ela voltou. — disse uma criança ao abrir a alçapão, Credence agradeceu. — Newt disse para ser rápido. Eu não entendi muito bem. — Credence sim, deveria se trocar e ir ao encontro de Mary Lou o mais rápido possível.

— Não se preocupe, avise ao Newt que eu já estou indo. — pediu e a menina confirmou com a cabeça, saindo em seguida.

 Suspirou, sua felicidade estava se esvaindo, como um balão se esvaziando. Se levantou e foi até as roupas dobradas sobre uma das inúmeras caixas ali. Demorou poucos minutos para se vestir, preparando-se psicologicamente para Mary Lou.


Notas Finais


Demorou mas saiu >.<
Sério, demorou mais do que eu tinha planejado pra ser postada, aconteceram algumas coisas nesse meio tempo, mas saiu, isso que importa
LEMBRANDO, é o Graves mesmo, não tem mundo mágico.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...