História Titnytale - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Gerson, Grillby, Mettaton, Muffet, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Ação, Aus, Aventura, Undertale
Visualizações 19
Palavras 3.873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uh..Tá bem tarde né não? Sorry, iria fazer mais cedo mas não deu. Este é mais um capítulo alternativo, e eles serão bem raros, farei apenas para depositar a minha inspiração e as minhas ideias para os próximos capítulos originais da história, alguns capítulos alternativos serão sem capa da imagem do capítulo, como este.

Aviso: Plágio e o ato de plagiar é crime!

Bjs de mel e boa leitura! ^°^

Capítulo 14 - A princesa do mingual, o mestre do judô e a Rockstar


Pov Frisk

Era sexta feira 13, e coencidentemente era nesta data que eu comemorava meu 2° aniversário, isto é, eu tenho dois aniversários. Deixe-me explicar melhor: Este meu 2° aniversário não altera a minha idade, por tanto eu, a magnífica e maravilhosa Frisk, não preciso envelhecer duas vezes mais. Uh, não, credo. Se eu pudesse continuava a ser eu mesma pra sempre, acho que crescer não é algo que esteja em meus planos mas fazer o quê, é a vida. Eu ainda estava de pijama. Meu pijama era o Pijama Longo Soft Zíper Microfibra: Basiacemente, ele é composto de uma blusa e calça confeccionados inteiramente em poliéster. A blusa possui fechamento com zíper e a calça traz cós elástico, ambas com delicada textura e acabamento em punho, garantindo conforto e mobilidade, muito fofo na cor roxa né? É a minha favorita, eu acho. 

— Chara e Asriel não devem estar acordados ainda..Me pergunto porque não acordaram. — Murmurei, me pondo pensativa. — Uh..Eu vou acordar eles então! — Deixei um sorriso de canto brotar em meus lábios, correndo desesperadamente em direção a cozinha.

O castelo tinha muitos corredores, assim me fazia ficar meio perdida ao passar por tantos cômodos a mais, o rei Asgore disse-me que sempre foi assim, ele quando mais jovem também já ficou meio perdido por aqui. Quando finalmente achei o cômodo em que estará localizada a cozinha, me aproximei lentamente apenas para ver se conseguia perceber a presença de alguém ali, mas nada de mais. Então caminhei mais despreocupada desta vez, passeando meu olhar em volta do local antes de me direncionar para os armários, pegando uma enorme frigideira que ali estava guardada. Depois disso, eu abri as gavetas e revistei diversos talheres, finalmente achando o que eu procurava. Com a frigideira na mão esquerda e a colher na direita, ergui ambas as mãos e finalmente bati a colher de madeira contra aquela frigideira, causando um barulho ensurdecedor que ecoava por todos os cantos do castelo. Sorte a minha que a mãe e o rei Asgore não estavam ali presentes, se não eu a magnífica e maravilhosa Frisk estaria muito, mas muito ferrada mesmo. Engoli em seco e tremi levemente só de pensar em ficar longe de meus preciosos Spicys Cookies Ice Cream e ficar uma ou duas semanas sem provar da deliciosa torta de canela e caramelo com cobertura de chocolate. No fundo eu poderia estar não muito preocupada em relação a isto, pois eu sabia que era uma boa chefe cozinheira a ponto de me virar sozinha para fazer minha própria refeição ou lanche. Alguns instantes depois, pude escutar uns certos berros ecoarem, eu reconheceria aquela voz familiar até no espaço. Era óbvio que era Asriel, e eu estava certa, pois ele vinha correndo em minha direção como se estivéssemos em uma tourada no interior do México, no caso ele era o touro e eu era a domadora. Mas antes que Asriel pudesse descontar sua raiva em mim depositando um soco na minha cara, ergui rapidamente a frigideira para proteger-me, de algum modo, e funcionou. Asriel deixou escapar um gemido de dor por sua mão bater contra a frigideira, pisando no meu pé propositalmente logo após e fazendo com que eu deixasse escapar um grunhido de desgosto em resposta.

— Frisk! Porque fez isso?! — Exclamou pra mim enquanto balançava a mão freneticamente. — Isso dói sabia? — Rosnou. 

— Eu, a magnífica e maravilhosa Frisk, não iria permitir que um idiota como você, Asriel 'Derremur', ousasse me machucar, mesmo que fosse só por brincadeira. - Resmunguei, apenas dizendo seu apelido para o deixar irritado.

Meu pé ainda doía, o que deixou uma certa raiva queimar levemente em mim. Eu juro que se ele não fosse filho de Toriel iria o esganar, assim que eu pudesse.

— É Asriel Dreemuur, não Asriel Derremur! — Retrucou antes de erguer o capuz preto vinho de seu moletom. — Você sabe que eu nunca ousaria te machucar, isso seria brincadeira Frisk. — Murmurou mal humorado.

— Brincadeirinha de mal gosto mesmo assim senhor Derremur. — Balanço meu dedo indicador levemente, pondo meus braços sob minha cintura e fazendo uma expressão de seriedade.

— Qualé Frisk, você já fez piores. — Retrucou. — Uh..Certo, o que vai preparar hoje mister chefe? — Mudou de assunto enquanto sentava-se á mesa.

A cozinha era bem ampla, o piso era um piso vinílico em tom escuro, mas logo seria um piso epóxi, já que vivia insistindo para que fosse. Tinhas as grandes prateleiras e o lado do armário de armazenamento, já o fogão Cooktop era moderno e bem prático. Ele não tinha forno e possuía apenas as bocas superiores. Também tinha a larga arquibancada, acho que poderia por mais de 1 saco de açúcar lá agora. A geladeira era uma geladeira Side by Side, uma geladeira grande ideal para espaços amplos como a nossa cozinha. A geladeira Side by Side possui duas portas, sendo uma para resfriar alimentos e a outra para o freezer.  O material da bancada de pia desta cozinha  tinha um visual de uma pedra natural, e a pia era de granito, uma opção higiênica e muito popular de pia de cozinha, eu gostava. Lá tinha também uma mesa de formato retangular no centro, um dos tipos mais adequados para famílias com mais de quatro pessoas como a nossa. Mesas retangulares são muitas vezes mais flexíveis, está continha modelos com acessórios que permitiam aumentar o seu comprimento sempre que necessário.  Não parecia muito com a nossa cozinha na minha velha casa nas ruínas com Toriel, mas acho que posso me acostumar.

— Eu gostaria de preparar umas panquecas de chocolate, seria magnífico! — Exclamei alegremente enquanto pusera a colher de madeira na mesa e a frigideira.

— Frisk, não se põe as coisas na mesa deste jeito, tire está colher e está frigideira daqui. — Resmungou pra mim enquanto pusera seus pés na mesa.

— E seus pés sujos também não são uma excessão Asriel Derremurr! - Retruquei. - A mesa é grande o suficiente, não se desgaste só porque eu pus uma simples colher e frigideira nela. — Dei um sorrisinho provocador, típico de uma moleca como eu.

Algum tempo depois, Chara viera correndo, já tínhamos ouvido seus passos apressados ressoando pelos corredorres do castelo então a surpresa de sua presença repentina não foi tão grande assim. Ela correu para a geladeira, numa tentava desesperada de abri-la. Me aproximei lentamente da mesma enquanto observará ela com uma lata de leite condensado em mãos e uma colher, a gaveta de talheres parecia ter sido revirada então supôs que ela havia pego a colher de lá, sendo o óbvio.

— Mana? — Indaguei, confusa.

Chara pousou seu olhar em mim levemente, tomando uma colherada da lata.

— Formigas, tô tentando retirar o gosto das formigas da minha boca. — Respondeu-me, antes de olhar ao redor em desconfiança, logo após lançando um olhar enraivecido para Asriel.

Eu ainda não havia entendido tudo aquilo, então caminhei até Asriel e o cutuquei, chamando por seu nome. Asriel estava batucando na mesa repetidamente, se achando o melhor Deus baterista do Subsolo.

— Que foi pirralha? — Asriel grunhiu deixando de batucar. 

Fiz um biquinho de cachorrinho pidão e voltei meu olhar para Chara, sendo isto recíproco. Asriel logo entendeu o que acontecia, pois percebi ele dar-me um sorriso arrogante.

— Preguei uma peça em Chara. — Explicou por entre risadas.

— Uh..Nada magnífico! — Reclamei enquanto o repreendia.

— A próxima será você. — Explicou deixando de rir, ele me encarava com um olhar desafiador, o que me irritou ainda mais.

   Asriel conseguia ser bem chato quando queria.

— Ah..E eu também não deixei você me chamar de pirralha! Asriel, eu, a magnífica e Frisk, tenho quase seu tamanho. — Retruquei impaciente.

— Mas não a mesma idade, este apelido se refere a sua idade, deixar de ser tonta Frisk! E que horas são? — Indagou, voltando a batucar na mesa.

— 4:56 bobão. — Respondi irritada

Logo ignorei Asriel e me voltei pra Chara, indo até a mesma.

— O que ocorreu? — Perguntei, curiosa

— Asriel pôs formigas em meu copo com água, você sabe, toda vez eu deixo um copo com água no banquinho, perto de minha cama. As vezes eu tenho preguiça de mais de ficar acordando no meio da noite para ter que ir a cozinha beber água, então inventei este método incrivelmente moderno. — Finalizou sua explicação, jogando a lata de leite condensado no lixo e pondo a colher em cima da arquibancada.

— Asriel Derremurr é um idiota. — Deixei os insultos escaparem, mergulhada em amargurada. — Vocês já arrumaram as camas? É que eu não gosto nada de algo bagunçado! — Mudei de assunto, a aflição me agarrava só de pensar em ter de arrumar uma bagunça que os outros fizeram.

Nunca gostei da bagunça, adoro trabalhar em tempo livre e a qualquer momento, acho que puxei isso da mãe. Graças ao Paps, posso ganhar a oportunidade de ser treinada por Undyne junto com ele, será ótimo entrar para a guarda real com meu melhor amigo, é, o Paps é incrível nisso. Só que tinha um pressentimento ruim em relação a isso, qual seria a reação de Undyne ao saber que teria que treinar a pessoa mais magnífica da face da terra? Com certeza ela se sentirá constrangida em não estar apresentável para tal situação, mas ela não precisará se preocupar, pois eu a magnífica Frisk não me importo com as aparências.

— Com tanto pra se preocupar, você se preocupa com a bagunça? Não te entendo Frisk. — Murmurou.

— Entende sim, afinal, temos super interligação! — Exclamei em um sorriso alegre, o estranho é que eu não havia sentido o que Chara estava sentido esta manhã, poderia ter percebido o gosto de formigas também.

— Eu sei. — Suspirou em um sorriso sereno.

— Chara, porque eu não senti o que você estava sentindo? — Hesitei, mas finalmente pude perguntar.

Chara me lançou um olhar confuso, antes de cruzar os braços.

— Não sei, talvez a interligação só funcione quando a gente quer, no caso, eu não queria no momento, então acho que ela tipo ficou 'desligada' por um tempo. É questão de escolhas sabe? — Explicou.

— Entendi..Se você estivesse enjoada eu não gostaria de estar sentindo este enjôo, então acho que isto serve bem como opção! — Grunhi rindo, Chara apenas me deu um olhar torto, rolando os olhos por notar meu tom brincalhão.

— E eu não gostaria de sentir a sensação de quando você estiver apaixonada, afinal, você vai estar um dia, não é? — Indagou, o que fez minhas bochechas queimarem, estava em um tom vermelho azulado.

— Urg.. Não Chara! Eu, a magnífica e maravilhosa Frisk, sou magnífica de mais para amar, amor platônico ou romântico claro. O amor que eu sinto por minha família e amigos é diferente, é doce e puro, como eu. — Me gabei.

— Do quê que vocês estão falando? — Interrompeu Asriel no fundo.

— Conversa que não te interessa. — Respondi lhe dando um sorriso azedo, aprendi muito bem com Flowey a ser amarga e respondona quando queria.

— Heheh, tomou Asriela. — Chara deu a língua, dando-lhe um sorriso zombeteiro logo após, o que fez Asriel bufar e rolar os olhos.

Idiotas.. — Murmurou enraivecido.

— Bem..Eu irei preparar mingual agora, já que o S.R Derremurr Insistiu tanto! — Exclamei alegremente, caminhando até a mesa e pegando a colher e a frigideira que lá havia deixado.

Guardei a frigideira em um dos armários sem ser o de armazenamento, para isso tive que pegar o banquinho e subir nele, os armários eram altos mas isso não significa que eu a magnífica Frisk é que era baixa. Já a colher de madeira, deixei em cima da arquibancada.

— Como assim? Você disse que iria fazer P.A.N.Q.U.E.C.A.S, não M.I.N.G.U.A.L. — Gesticulou pra mim enquanto falava essas palavras pausadamente.

— Foi o código, não podemos ir contra o código. — Disse Chara.

— Que código?! — Exclamou, perplexo.

— O código que não é código — Expliquei em um sorriso brincalhão.

— Quando você reclamar demais em um dia, significaria que você queria comer mingual, entendeu, Azzy? — Chara o chamou por seu outro apelido, o que o deixou constrangido.

— Não me chame de Azzy, é muito..— Não conseguia dizer as palavras certas, ele parecia meio desconcertado, o que me dava vontade de rir de sua cara.

— Então posso lhe chamar de Asriela Derremurr? — Intervir, dando pulinhos de alegria.

— NÃO! — Gritou Asriel logo após.

Chara e eu ficamos quietas no final, não adiantaria de nada debater agora, Asriel conseguia ser bem teimoso quanto eu quando queria, pelo menos isto temos em comum twatatatarah!

| Quebra de Tempo |

Depois de um tempo presa na cozinha preparando aquele mingual, finalmente ele estará pronto. Eu já tinha posto as tigelas em cima da mesa, então só peguei a panela com mingual e caminhei até lá, preenchendo as tigelas com o mingual de chocolate. O cheiro agradável me invadiu as narinas, trazendo uma sensação reconfortante. Peguei a panela que já não continha mais mingual e levei para a pia, lavando-a. Quando tive tempo de olhar o relógio, vi que já estava prestes a dar 9:00 da manhã. Asriel havia adormecido na cadeira, com a cabeça apoiada sob a mesa. Ele havia decidido me esperar enquanto eu preparava e cozinhava o mingual, mas o sono o agarrou e ele não pôde resistir, então adormeceu.  Porque não existe uma pessoa..Ops, monstro, no Subsolo inteiro que não tenha preguiça? Em primeiro lugar podemos citar o Asriel e o W.B, me dá nojo em pensar que um dia posso ser preguiçosa que nem eles. Eu odeio ter moleza, por isso sempre estou ocupada em alguma atividade, o único que me entende em relação a isso é o Paps.

— Asriel.. — Me aproximei de Asriel e o cutuquei, antes de balança-lo freneticamente.

Asriel abriu seus olhos lentamente, revelando um par de olhos ambarino. Eu sempre admirei muito este tipo de cor dos olhos, a cor de mel, ou simplesmente âmbar. Se eu pudesse escolher as cores de meus olhos, escolheria roxo. Meus olhos nunca ficam numa cor certa, em um dado momento podem ser castanhos e em um outro podem ser multi coloridos, as vezes isto pode ser uma desvantagem.

— Nossa Friso, que chata você é! Tava sonhando que você era a princesa do mingual. — Murmurou sonolento, esfregando as mãos sobre seu rosto.

— Princesa do mingual???!! — Exclamei e saltei em alegria. — Uau, isto é ótimo! Gostei! — Sorri alegremente, antes de empurrar a tigela com mingual para ele e entregar-lhe sua colher.

— Hum..Você não vai comer também? — Perguntou-me, confuso, tomando uma colherada do mingual na tigela.

— Uh.. Não, perdi a fome só de pensar no que Chara havia me dito, que um dia poderia me apaixonar. É nojento! — Resmunguei.

— Exatamente, isto seria horrível! — Asriel concordou comigo, fazendo uma careta de nojo enquanto terminava com seu mingual.

Pelo menos nisso estávamos de acordo. Eu ainda não tinha dito onde Chara estava? Então explico, ela estava dormindo agachada em um canto da cozinha. Santo Asgore, todo mundo aqui tem preguiça! Menos eu, claro. Caminhei até Chara e me aproximei de seu ouvindo, gritando logo após:

— Acorda!!! — Exclamei prontamente.

Chara só faltava dar um pulo pelo susto, como se sua alma tivesse saltado para fora de seu corpo. Ela lançou-me um olhar enraivecido, mas relaxou rapidamente ao perceber que era apenas eu.

— Urg..Frisk! Não se acorda as irmãs assim! — Reclamou irritada.

— Desculpe! O café da manhã está pronto, mingual na mesa. Venha, tome tua tigela com mingual e tua colher. — Apontei para a tigela na mesa.

Chara não questionou, caminhou e sentou-se a mesa, pegando sua tigela e tomando uma colherada do mingual que ela continha, Asriel parecia já ter terminado de tomar seu mingual, pois tinha se direncionando até a pia para lavar a tigela.

— Ufa, tudo está em perfeita ordem! — Suspirei, indo até Asriel.

— O que é? — Indagou enquanto enxugava a tigela com um pano que encontrou na arquibancada.

— Ah..Nada, só queria saber como estava o mingual. — Respondi com um sorriso de canto.

— Estava ótimo, obrigada. — Respondeu-me.

— Sério? Que magnífico! Parece que eu nunca erro o ponto então!

Comemorei silenciosa, antes de ir até Chara, lhe cutucando.

— Hey Chara, o que achou do meu mingual? — Perguntei esperançosa.

— Bem..Meio frio, eu acho. — Explicou, fazendo eu desmanchar meu sorriso para dar espaço a uma expressão de decepção.

— Que pena..Parece que não consigo agradar a todos. — Lamentei de cabeça abaixada.

— Você não precisa agradar a todos Frisk, seja você mesma e tudo ficará bem. — Sorriu, antes de se direncionar para a pia, lavando sua tigela. Asriel já havia saído para o quarto, não aguentava mais ficar naquele ambiente sufocante. Chara depois de um instante também saiu, acho que iria dar uma volta pelo jardim. Parece que fiquei sozinha afinal.

— Uh...Que triste, eu, a magnífica e maravilhosa Frisk, não irei comemorar meu aniversário afinal.. — Suspirei deprimida, saindo da cozinha e caminhando por entre os corredores.

Talvez dar uma volta pelo castelo me animasse um pouco mais. Foi então que vi Asriel parado na entrada de um quarto, parecia estar aguardando alguém, e Chara também estava lá, olhando ao redor impaciente. Caminhei lentamente até eles e acenei, cumprimentando.

— Oi gente, o que estão fazendo?

— Te esperando horas! — Exclamou Asriel.

— Pois é, você demorou hein! — Reclamou Chara, me puxando para o quarto.

Fiquei meio desconcertada por um tempo, mas logo fui me acostumando com a iluminação fluorescente do quarto. Era bem amplo e  digno de um príncipe ou princesa, Asriel devia sentir-se orgulhoso da sorte de ter um quarto charmoso e refinado assim.

— Nos vamos comemorar seu 2° aniversário com uma batalha, eu vou ser o mestre do judô, Chara a Rockstar e você a magnífica princesa do mingual. — Explicou em um sorriso.

— Incrivelmente magnífico, adorei! Obrigado por não esquecerem de meu 2° aniversário pessoal! — Os envolvi em um abraço apertado.

— É pra isso que serve a família. — Chara sorriu, retribuindo o abraço junto a Asriel.

— Sim, e estamos felizes ao te ver feliz. — Asriel suspirou serenamente, se afastando depois. — Agora, iremos iniciar a batalha, arranje sua forma de defesa! — Asriel agarrou um travesseiro de veludo que encontrará no quarto.

Chara fez o mesmo, pegando um travesseiro com penas de ganso. E agora, como iria rebater? A única coisa que me veio em mente no momento foi usar a vassoura que estava no canto do quarto. Peguei a vassoura habilmente, ameaçando lhes dar uma vassourada. Mas eles pareceram não se importar com minha alma, o que me fez engolir em seco.

— Atacar!!! — Asriel bateu com o travesseiro em mim, e eu, habilidosa como sou, consegui desviar de mais um ataque, dando um mortal pra trás com estilo.

— Agora não escapa de minhas notas musicais de rock pesado! — Chara correu até mim na velocidade da luz, mas eu era bem mais ágil e esperta, me agachei na hora em que ela iria bater com o travesseiro em minha cara.

Logo lhe dei uma rasteira, a desequilibrando e a fazendo cair no chão.

— A Rockstar caiu, aviso, a Rockstar caiu! — Zombei, antes de receber uma voadora, Asriel havia roubado a vassoura de mim.

— A princesa voltará para seu castelo, é mais seguro no momento. — Riu levemente enquanto balançava a vassoura de um lado para o outro ao alcance de meus olhos.

— Devolva meu cajado mágico plebeu, ou haverá graves consequências! — Ameacei, me levantando. 

Minha cabeça doía, havia batido a cabeça na cabeceira de uma das camas. Mas mesmo assim ainda podia me manter, iria tentar dar um chute em Asriel mas fui impedida por Chara, que amarrou meus braços com seu lenço do pescoço, como se fosse um tipo de corrente.

— Parada aí princesa do mingual, estás presa agora! — Comemorou em uma dancinha.

— Naaaaooo!!! — Lamentei me sacudindo de um lado pro outro, tentando desesperadamente me soltar.

— Ganhamos! — Asriel saltou contente, erguendo a vassoura no ar como se fosse um tesouro especial.

— Yeah! Vou fazer muitos shows do rock agora que está princesa do mingual não poderá nos impedir. — Disse Chara, antes de eu pisar levemente em seu pé, a fazendo libertar um grunhido de dor.

— É magnífica princesa do mingual pra vocês. — Comentei aborrecida enquanto retirava as 'correntes' que me prendiam, fazendo ambos rirem de minha expressão. — Gente, para, o mago está apresentando-se na luz do anoitecer! — Exclamei apreensiva.

— Haha..O quê? — Perguntou Asriel por entre risadas.

— Ela está delirando agora, que irônico! — Chara ria descontroladamente.

— O bruxo quebrou a varinha, aviso, o bruxo quebrou a varinha! — Repeti, zangada por ainda não perceberem o que estava acontecendo.

Tarde demais, a mãe já estava em pé atrás deles, com uma expressão nada boa em seu rosto. Logo ela pegou a vassoura das mãos de Asriel e lhe deu uns cascudos merecidos, depois deu em Chara, e infelizmente, em mim. Fiz uma carinha de cachorrinho chorão, mas ela não pareceu se comover nem um pouco, o que me deixou meio abalada, ela sempre me dava qualquer coisa quando eu fazia essas carinha. Nossa..Ela realmente estava com muita raiva. Logo o rei Asgore apareceu atrás dela. Quando percebi que estava só de pijama, me tornei um pouco constrangida, não que eu me importasse tanto com isso, é só que era estranho, principalmente naquela situação incômoda. Asriel não estaria preocupado, pois ele estará usando um moletom flanelado fechado Quiksilver Battha cor vinho de mangas longas. Já Chara estivera usando um vestido florido e uma jaqueta de couro, calçando botas pretas de cano alto.

— Uh..Desculpe mãe.. — Asriel suspirou deprimido. — Foi tudo culpa de Frisk e Chara!! — Apontou pra nós, acusando-nos descaradamente.

— Foi culpa de vocês todos, e todos serão punidos devidamente. — Interviu o rei Asgore, dando um passo em frente.

— Valeu aí, mentiroso. — Sussurrou Chara para Asriel.

— Cale a boca. — Retrucou Asriel fazendo uma cara emburrada.

— Não precisa fazer por mim Asgore! — Reclamou a mãe, virando-se bruscamente para ele e lhe lançando um olhar frio.

— Não precisa ser tão fria Tori! — Retrucou rei Asgore, se irritando com o tom da mãe.

— Urg..Apenas deixe-me tomar as minhas decisões sem intervir! — A mãe disse, antes de se virar para nós com um olhar sério. — Castigo, pra todos.

Assentimos sem discordar, era o certo, afinal, a gente tinha aprontado, e está era a punição. É, e são assim meus dias no Subsolo. Tivemos que ficar limpando o castelo todo, Paps e W.B ficaram nos supervisionando. Até que eu gostava disso, era como se fôssemos prisioneiros e aquilo fosse a cadeia, a pena não era tão difícil de ser cumprida, afinal, era só limpeza, e eu me dava bem com limpeza.

— Minhas mãos doem.. — Reclamou Chara enquanto passava pano em um dos corredores.

— Imagina..Eu estou é com meu corpo todo doendo depois de ter que limpar toda a cozinha e ainda vou ter de reorganizar as coisas! — Disse Asriel, se jogando no chão.

— Vejam pelo lado bom, podemos passar mais tempos juntos! Este pode não estar sendo o melhor 2° aniversário do mundo inteiro, mas é ótimo compartilhar tempo com vocês. — Sorri, espirrando pela poeira.

A minha família podia ter problemas, mas ainda sim, eu os amava, e faria de tudo pra protege-los..


Notas Finais


Good dreams, cupcake is bealtiful, morning and moonlite sweet, não sei falar inglês e também não tô afim c: - Um lindo poema, né naum? :3 , sqn.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...