História TJOC- A alegria da Criação - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Visualizações 18
Palavras 660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Luta, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Canibalismo, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Porão- Ignited Bonnie


Fanfic / Fanfiction TJOC- A alegria da Criação - Capítulo 2 - Porão- Ignited Bonnie

Eu me levanto e ligo minha lanterna para olhar através do local, eu olho para trás e escuto um rugido distante; Freddy havia despertado. Eu rapidamente subo as escadas e fecho a porta antes que ele saísse da cozinha, eu escuto os passos dele e observo atrás de um buraco na porta, ele fala:

Freddy-EINNOB, O-EUGEP.... (Autor: descubram o que é isso ;), eu duvido. )

E então ele começa a correr para dentro da escuridão. Sem deixar vestígios. Eu desço as escadas e volto a investigar o local, eu estava em uma sala retangular com saídas  para múltiplos corredores. As paredes eram de um concreto lapidado, porém rachado e com aparência bem velha e suja, o piso não era muito diferente. Fios caiam de muitos lugares e as paredes estavam manchadas com óleo

Eu não sabia para onde ir, nem para onde me esconder, eu apenas escolhi um corredor aleatório e o segui, andando pelas frias paredes desse lugar, eu acabo escutando Passos....um passo como o de Freddy e outro metalico..quando percebi que realmente tinha algo nesse porão comigo, eu comecei a ficar em pânico.

Eu olho para trás e vejo olhos vermelhos correndo em minha direção, eu pego minha chance e saio correndo novamente,eu dou a volta nos corredores, me viro e ligo a luz por tras da criatura.

Que era Bonnie the bunny da Freddy's. Seu rosto foi completamente arrancado fora, com fios cobrindo a carcaça do endoesqueleto. Seu braço esquerdo também não passava de um emaranhado de fios brancos, vermelhos e azuis. O traje que cobria seu peito, barriga, braço direito, mão direita e pélvis não estava mais lá, expondo o endoesqueleto dele, sendo o único vestígio do traje a cabeça, pernas e sua gravata vermelha. Seu pé esquerdo também estava completamente sem traje. Suas órbitas emanavam uma luz vermelha tão cegante quanto as às de Freddy.

Ele me percebe e começa a correr pra cima de mim, eu arranco um pôster e acerto com a madeira que servia de suporte pro pôster, o distraindo por 10 preciosos segundos, tempo suficiente para eu correr dali, ele recupera o foco e solta um rugido estrondoso na minha direção, me rastreado e retomando sua perseguição.

Eu estava perdido, pois meu fôlego estava acabando e como Bonnie era um robô, Ele tinha fôlego infinito, eu viro o corredor a esquerda e vejo uma parede extremamente danificada e paro nela, Bonnie chega ao final do corredor e se vira pra mim, com seus olhos brilhando mais intensamente quando ele me percebe ali.

Eu espero ele vir correndo e desvio quando ele da o soco, ele esmurra a parede e um pedaço de madeira gigantesco cai do teto e acerta a cabeça de Bonnie, soltando varias faíscas. Eu pego a tora de madeira e a arrebento em Bonnie, arracando sua orelha esquerda. Ele não consegue reagir e paralisa, provavelmente reiniciando seu sistema, eu olho para todos os lados desesperadame te procurando uma saída.

Eu acho um elevador de frases, velho, porém eu precisava testa-lo, não quero ter que subir por onde Freddy está com Bonnie  atrás de mim ou vou ter esses dois demônios na minha cola.

Eu rapidamente te corro em direção ao elevador, quando me distanceio uns 15 metros, Bonnie se re-ativa e começa a correr furioso em minha direção, não quero nem saber o que iria acontecer se ele me pegasse.

Eu abro a porta e quando Bonnie solta seu grito e pula para me matar, a porta fecha fazendo ele soltar mais faíscas. O elevador rapidamente sobe enquanto ele tenta subir.

Ele batia em todos os lugares tentando pegar algo, até ele sumir de vista completamente, enfim, eu estava salv-

Quando eu menos esperava, uma viga de metal entra voando através do vidro do elevador e quase me acerta na cabeça, o elevador quebra e sobe rapidamente, até ele acertar no teto de algum lugar e eu sair tonto de dentro dele.

Eu observo o lugar aonde eu estava, parecia uma espécie de sótão, eu ja esperava algo de ruim acontecer...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...