História T.K - Through Killers, a Psycho Love - Capítulo 30


Escrita por: ~, ~OtaFomiga e ~Liikook

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Tiffany, V, Yoona
Tags Bias, Bts, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, K-pop, Mortes, Psicopata, Rapmon, Romance, Suga, Suspense
Exibições 78
Palavras 872
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 30 - Sangue


Jungkook ON

Como um ser pode ser tão tolo a ponto de correr, sendo que o seu destino é morrer? Ela continuou correndo mas, como uma inútil caiu em uma parte que estava totalmente cheia de lama e acabou ficando presa...idiota. Vou até ela, seguindo uma trilha de pedras que tem ao lado desse lamaçal, pego meu celular e posiciono em uma árvore onde dá para ter uma boa visão

- Hora do show, se apresente aos nossos telespectadores, minha cara vítima ( falo prendendo o riso)

- Alguém, algu-- me socor-- ( enquanto ela falava sangue escorria de sua boca).

- Você é tão tonta que acabou sendo presa em sua única rota de fuga, que pena não? Mas eu avisei que iria te achar, que não adiantava correr, você preferiu não me ouvir. (Falei cinicamente)

- Por que foge de seu destino, seria muito mais fácil se você não tivesse corrido, mas farei sua passagem para o inferno a melhor possível. (continuo minha fala sorrindo)

Nos olhos dela só se via expresso o medo, e é isso que eu gosto de ver nas pessoas, o medo, algo que nos move a fazer coisas que se estivéssemos normais acharíamos a pior das besteiras. A pego pelo pescoço, e coloco o facão bem próximo à ela.

- De que maneira você gostaria de morrer? (Pergunto encarando ela)
Não me respondeu nada, só era ouvido o silencio que o medo causa.

- Tudo bem, não iria fazer da sua maneira.

Suas pernas ainda estão presas na lama, então pego o facão e vou mutilando até  ficar somente os pés dentro daquele monte de lama, seus gritos só aumentavam, assim como o seu medo, mas ninguém seria capaz de ouvir ela dentro dessa floresta e à  essa hora.

- Bem gostaria de levar algo como prêmio...hum que tal a sua cabeça? (Falo expressando terror em minha voz)

Pego o facão novamente e vou fazendo cortes em seu pescoço, muito sangue esta sendo derramado, mas não me importo, não agora. Após mais alguns cortes sua cabeça sai rolando pela floresta

- Não queria a cabeça dela mesmo, agora ela está em algum lugar, que espero que seja o no inferno (falo à mim mesmo)
Vou até  meu celular e encerro a gravação, tenho mais um trabalho para fazer agora.

Taehyung ON

Após algumas horas de diversão, me lembro de algo que preciso, e a Elisa pode ser útil para isso

- Agora que já me diverti um pouco, quero que você vá até o apartamento de um dos moradores daquele hotel. (falo encarando-a).

- Por que eu faria isso para você. (falou ela praticamente cuspindo essas palavras).

- Como forma de pagamento por isto, ou vai me dizer que não gostou? (Pergunto levantando uma de minhas sobrancelhas).

- Você é um crápula (diz ela gritando).

- Sou um crápula, monstro, oque você quiser contanto que você faça esse trabalho para mim. (digo me aproximando dela).

- Tem certeza que não fará?
Ela abaixa o olhar, começo a me aproximar mais e levanto o seu queixo para que me encare.

- Tudo bem, o que você quer que eu faça (fala tirando a minha mão de seu rosto)

- É  o seguinte, eu quero que...                        

Yoona ON

Após Jungkook me deixar em casa, subi para meu quarto e vi que um sorriso enorme não abandonava meu rosto. Me sentia tão bem ao lado dele, acho que realmente estou começando a ficar apaixonada por ele.
Não ele é somente meu professor e gosta de estar perto de mim, somente isso, não que eu não goste da sua presença, para falar a verdade eu amo estar perto dele...mas o que eu estou pensando?

Resolvo ir até o banheiro e tomar um banho e tirar esses pensamentos de minha cabeça mas acho que não funcionou muito. Estou muito animada para amanhã, não terei que ver o professor Taehyung e isso me deixa mais tranquila, de certa maneira ele transmite medo e fúria pelo o olhar. Algo que não sai da minha cabeça foi o que ele disse antes de sair do apartamento do Jungkook.


 

Flashback ON

- Tudo bem, eu vou...mas somente peço que aproveite enquanto tem seu Kookiezinho perto de você, pois em algum momento ele não estará mais!

Flashback OFF

Mas o que será que ele quis dizer com isso, espero que ele não tente fazer nada contra o ele, não suportarei perder mais alguém,  será  que ele não percebe que tirando as pessoas que amo ele só consegue me deixar com medo. Até  o mais cego percebe que isso não me faz nenhum bem, pelo contrário só me deixa mais aflita...realmente acho melhor descansar e não pensar mais nisso.

Antes de me deitar, olho para minha janela que, já foi consertada. Nela há um bilhete, mas quem colocou isso aqui?

Tae ON

- É  o seguinte eu quero que... você entre no apartamento do Jeon Jungkook, acho que você sabe quem é...procure alguns DVD's. eles são de extrema importância então espero que ache e traga os para mim. (falei andando de um lado para o outro).

- Tudo bem, eu procurarei. (disse sem muito ânimo).

- Boa garota. (me aproximei dando leves tapinhas em sua cabeça).



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...