História TLK - Life in the kingdom - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rei Leão
Personagens Kiara, Kovu, Nala, Personagens Originais, Pumba, Rafiki, Simba, Timão, Vitani, Zazu, Zira
Tags Guarda Do Leão, Jansiri, Kiuli, Kopani, Kovara, Tlg, Tlk
Visualizações 276
Palavras 1.519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu: reformando capítulos ueueueueueueueueue
Mutano: deu

Capítulo 2 - Cap 2 - Só alguns amigos exilados


Pov Kion

Tinha acabado de voltar para o palácio. Por causa de um temporal que ocorreu na véspera, a guarda do leão passou o dia inteiro ajudando as pessoas que tiveram danos. Com isso, tivemos que fazer a patulhado mais tarde. Por esses dias estamos fazendo apenas coisas desse tipo. O que é chato. Saudades de quando tinha aqueles mistérios doidos, ameaças e etc. Ultimamente temos mais reformado casas com danos, ajudado pessoas que acabaram desabrigadas e dando um jeito em alguns ladrõezinhos de araque. Não que eu não goste do meu trabalho. Só queria que tivesse mais ação.

História contra-tempo 

...

A autora gosta dese tipo de coisa.

Bem, a guarda do leão é um grupo que proteje as Terras do Reino de ameaças, perigos e etc. Quando eu tinha onze anos, fui o escolhido para ser o líder da guarda na minha geração.

Nosso grupo é constituído por cinco intregantes. O mais corajoso, o mais veloz, o mais forte, o de melhor visão e o mais feroz. E sim, todos tem a mesma tatuagem que tenho no braço, é como as pessoas nos indentificam.

Mais para frente vocês irão conhece los.

...


 Quando entramos no salão principal, vi Kopa saindo do quarto de minha irmã. Ele fez um sinal discretamente pra nós sairmos.

- Então gente, hoje foi um dia cheio e eu tenho que ir. Até amanhã - Disse me virando, pronto para ir, mas fui interrompido. 

 - E aonde você vai? - Perguntou Fuli, a mais veloz. 

Ela tem minha idade, é pouca coisa mais baixa que minha irmã. Tem a pele branca, olhos verdes e cabelos louros acinzentados, sempre presos com um alto rabo de cavalo. Desde que era pequena, era a melhor atleta da nossa escola. Com seis anos venceu a prova de 100 metros rasos no jardim de infância. Entrou no grupo de atletismo e hoje compete em várias provas. Esta praticando para entrar nas olimpíadas ano que vem.

Eu gelei na hora. Ninguém podia saber aonde que eu estava indo, senão eu e meus irmãos teríamos certos problemas. Tentei disfarçar.

 - É q-que o meu irmão... o gato dele... teve filhotes e... eu prometi que ia... ajuda-lo a... dar banho neles - É foi uma boa resposta.

 - E desde quando o makuna tem filhotes? - Questionou Bunga, o mais corajoso. 

Ele também tem minha idade e é bem baixo, pele um pouco escura com sardinhas nas bochechas, os olhos azuis escuros e os cabelos louros platinados, com as laterais tingidas de azul e um penteado bem bagunçado. Ele é meu tio de consideração, já que ele e meu pai foram basicamente criados pelos meus outros tios. Crescemos juntos, e ele foi o primeiro a entrar para a guarda. Sempre que estávamos juntos era encrenca na certa. Como ele nunca teve medo de nada, isso piorava mais nossa situação. Zazu sempre diz que nós dois superamos meu pai e seus amigos na parte da bagunça.

- É mesmo Kion, pelo o que eu saiba apenas as fêmeas tem filhotes, e o makuna é macho - Disse Ono, o de melhor visão.

 Ele é de tamanho mediano, tem a idade do meu irmão, a pele bem clara, olhos negros e os cabelos louros platinados, sempre espetado com as pontas dos fios nas cores de fogo e usa um óculos com a armação roxa. Ele não tem nenhum problema de visão, afinal, tem a melhor visão do reino, mas gosta de usar óculos. Foi campeão em várias povras de raciocínio lógico e cálculos matemáticos, o cara tem um crânio de ferro. Não há matéria que ele não entenda. E além disso, sua visão é extremamente boa. Ele encherga qualquer objeto mesmo que esteja a quilômetros de distância. Ele é quase mutante.

- Descobrimos recentemente que ele é fêmea - Nossa como eu sou burro. Ferrou tudo.

- Não se faça de idiota. - Disse Fuli.

- Kion, você está muito estranho ultimamente. - Disse Beshte, o mais forte.

Ele é bem alto, e bem musculoso também. Tem a mesma idade de Ono, pele clara, olhos azuis e cabelos negros. Simpático e amigavel, ama falar e sempre faz amizade facilmente. Pensa em um cara forte. Quando era pequeno carregava as coisas que para nós era pesadíssimas com a maior facilidade. Provavelmente ele é a reencarnação do Hércules ou algo assim. 

- Só estou um pouco cansado, nada demais. - Falei me desculpando.

- Kion, pare de mentir. Fale de uma vez. - Disse Fuli me encarando seria.

Eu tinha que sair de lá o mais rápido possivel. Quando coloquei a mão no bolso, senti que havia uma cédula em meu bolso. Já sei como saio dessa.

- Leviossá. - Falei jogando a cédula para cima e saindo correndo. Me escondi atrás de uma das colunas.

- É Leviosa, e não Leviossá. - Escutei Fuli dizer quado sai.

- Ele deixou cair 500 xelins. - Disse Bunga animado.

- Você não compra nem uma bala com isso. - Disse Ono.

- Ué, por que não?  

- Isso é uma nota falsa. A mesma que ele usa para enganar os ladrões iniciantes.

Depois disso não escutei mais nada da conversa deles. Fui até uma coluna onde o Kopa estava ouvindo a minha desculpa bizarra.

- Sério? O gato do meu irmão teve filhotes? Não podia inventar outra desculpa não? - Disse meu irmão com uma expressão séria.

- Foi mal - Disse à ele.

- Certo, chama a Ki logo que daqui a pouco acaba a troca de patrulha - Disse ele 

Subi pela a sacada e fui chamar Kiara. Nós dois decemos pela a trepadeira que tem perto da sacada. Quando chegamos o Kopa estáva com uma expressão intediada.

- Finalmente, pensei que ia presisar buscar vocês dois - Ele falou com certo deboche. - Vocês tem que ser mais rápidos. E se um dos guardas pega vocês saindo assim no meio da noite? O que a gente iria dizer pro papai?

 - Vamos Kopa, deixa o sermão para outra hora - Disse Kiara. 

- Animadinha para ver o cupim? - Perguntei aos risos.

- Não enche Kion.


Pov Kopa

Aonde nós vamos? Bom, digamos que nós somos amigos de umas pessoas que o nosso pai não iria gostar de ver conosco. Basicamente eles são filhos do Scar, tio do meu pai que matou meu avô e usurpou o trono. Todos conhecem essa historia. Mas, enfim eles são meus primos? Retirando o mais velho, não, eles são filhos adotados ou seja, não tem nada a ver com a gente, somos apenas amigos mesmo.

 Caminhamos até a divisa do reino com o exilio, atravessamos o rio que existia entre os reinos por um tronco que servia de ponte. Continuamos andando até depararmos com uma rua estreita. Passamos por várias vielas e chegamos até uma casa bem grande, que tinha sinais que estava abandonada.

Pov Kiara

Casa abandonada? É sério? Eles tão sem criatividade. Quando entramos, Kovu veio até nós. Ele é um de nossos amigos meio primos. Tem a pele escura, cabelos castanhos escuros caidos nos ombros e olhos verdes, com uma cicatriz no olho esquerdo. Sempre quis saber porquê daquela cicatriz no seu rosto, já até perguntei muitas vezes, mas sempre ele conta uma história diferente.

- Casa abandonada? Sério? Kovu, você já foi mais criativo - Disse Kopa debochando.

- Era o mais perto do antigo, nem precisou mudar o caminho. Mas se o Nuka não tivesse posto fogo no último esconderijo, nós ainda estaríamos naquele deposito. - Falou o mesmo olhando seu irmão.

 - A culpa não foi minha. Quem mandou a dona Vitani deixar a lareira acesa? - Questionou Nuka, o irmão mais velho de Kovu, o único filho de Scar. Ele tem dezoito anos, pele morena, olhos castanhos e os cabelos negros cacheados eu um corte bem curto. 

- Eu deixei porque estáva fazendo um frio de menos um grau naquele dia. - Disse Vitani, a irmã do meio. Ela é quatro meses mais velha que Kopa. Tem a pele bem clara, os cabelos loiros em um corte estilo masculino com franja e os olhos azuis.

- Não é para tanto, foi só mais um esconderijo que pegou fogo. - Falei entrando no meio deles - E Vi, estamos na África subsaariana, aqui não faz tanto frio a esse ponto. - A não ser no Kilimanjaro.

- Concordo com a Ki - Disse Kovu com um sorriso meigo.

- Ah nem vem, você é paga pau dela. Aposto que se a Kiara mandar você se jogar de um prédio você se joga - Disse Kion com uma expressão de sarcasmo. E agora já era.

- Você com a Fuli também não é diferente. Já estou até em dúvidas se você é mesmo que é o líder da guarda - Começou.

- Não fala o que não sabe.

 - Se eu estou falando é porque vi. Hoje eu dei uma passada aonde vocês estavam reformando as casas na ala norte. Tudo o que a Fuli mandava você fazer você fazia sem dar palpites nem questionar.

 - Ok vocês tão parecendo duas crianças - Falei separando os dois. 

- Só parecendo? - Disse Vitani rindo.

- Tá qual o plano de hoje? - Perguntei a eles 

Kovu sorriu diabolicamente. Bateu um arrependimento de ter perguntado.


Notas Finais


Eu: reformado
Tiu brabuleta : mas tu é analfabeta ein
Eu: isso foi ano passado, e otra, sou de música e desenhos, n de textos
Cap america : Então pq começou a escrever uma fic?
Eu: da um tempo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...