História To Find Me – Fanfic Taehyung. - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Kotami

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 232
Palavras 1.352
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, pessoa maravilhosas desse planeta! Essa é uma parceria entre myself e a linda e maravilhosa @Kotami.

Boa leitura!

Capítulo 1 - Prologue.


Fanfic / Fanfiction To Find Me – Fanfic Taehyung. - Capítulo 1 - Prologue.

O lugar que parecia um castelo antigo estava escuro e frio, eu estava em um longo corredor, indo em direção a uma velha porta de madeira que provavelmente levaria a algum quarto. 

Assim que abri aquela porta e entrei, me deparei com um quarto que não tinha nada além de algumas velas acesas dando assim um pouco de iluminação ao local, uma janela fechada e para minha surpresa dois garotos no chão. Um garoto que estava deitado e outro sentado, eles me encaravam e fiquei alí parada fazendo o mesmo.

Os dois eram realmente muitos lindos pareciam até deuses. O menino que estava sentado tinha o cabelo platinado e o rosto um tanto marcante, o qual você poderia reconhecer em qualquer lugar, principalmente por suas bochechas serem muito bem preenchidas, assim como os seus lábios, desenhados e avermelhados, sua sobrancelha era levemente arqueada no final, mas não muito, o suficiente para lhe dar um olhar simpático, unindo-se à seus olhos pequenos e escuros.

O garoto deitado era totalmente o oposto de seu companheiro, o rosto era fino, cabelos loiros levemente desgrenhados, o que o deixava charmoso sem fazer esforço. Seus lábios eram pequenos , em uma coloração rosada, que contrastava com a cor de sua pele branca, que nos levava à reparar em seu nariz perfeito, olhos médios e azuis, porém muito vazios, como se tivesse aquela cor por não conter nada em seu interior, como um buraco negro. Reparei que o mesmo usava brincos iguais aos meus mas resolvi não dar atenção à isso, até porque tinha coisa melhor pra reparar.

— Quem é você? - O garoto de cabelos loiros disse enquanto olhava o teto como se fosse a coisa mais interessante do mundo.

— Me chamo Min Soo - Respondi não conseguindo tirar meus olhos dele, que sem dúvida era lindo assim como o outro que estava sentado ao seu lado.

— O que faz aqui? Não é um lugar onde garotas como você possa estar, principalmente em um mundo como esse - Diz dessa vez virando seu rosto em minha direção, me analisando como se eu fosse alguma espécie de criatura.

— Eu não sei - Respondi confusa, eu realmente não sabia o porquê de eu estar aqui. - quando eu percebi eu já estava aqui, e vocês o que fazem num lugar como esse? - Falo dessa vez me aproximando deles.

— Nada de que você precisa se preocupar, não somos bandidos ou algo assim - O garoto de cabelo platinado diz de forma descontraída, talvez eu possa confiar neles um pouco.

— Se vocês não são bandidos ou coisa do tipo, o que vocês são? - Digo de forma descontraída

— Eu não sei o que eu sou, mas ele pode te mostrar oque é, vamos mostre a ela - o loiro diz se levantando ficando de frente pra mim, enquanto o outro se pôs ao lado dele.

O garoto de cabelo platinado se aproximava do pescoço do loiro, assim mordendo o mesmo, eu fiquei tão surpresa que nem conseguia me mexer, mas por incrível que pareça eu não senti medo, no momento a única coisa que se passava em minha mente era "ele é um vampiro", "isso é um sonho só pode". Depois de alguns segundos o vampiro vai se afastando do loiro e se vira pra mim, me fitando com gentileza... Eu fiquei meio que em transe enquanto olhava seus olhos.

— Bem, acho que isso responde a sua pergunta, ele é um vampiro - O loiro diz me cortando do transe, me fazendo olhar pra ele.

— Será que tem como ele fazer isso em mim? Tipo, só pra ver se o que eu estou vendo é real porque ainda não tô crendo.

 Esse é o momento que eu me chamo de louca, idiota, retardada... Mas também quem vai acreditar que tem um vampiro na sua frente.

— Se ele perder o controle e você morrer, lembre-se foi escolha sua e não é problema meu, então eu não vou me sentir nenhum pouco culpado em não te salvar. - o loiro disse frio.

Isso é verdade o vampiro pode me matar, mas como é um sonho não vai me acontecer nada, certo?.

— então isso é um sim? - perguntei

— Ok, vamos lá morda ela - ele ordenou para o vampiro que o olhava incrédulo.

— Mas e se ela morrer mesmo? - o vampiro pergunta preocupado.

— Ué como ela disse isso é um sonho não vai acontecer nada com ela, anda logo para de ficar enrolando, morde ela -  ordenou, dessa vez com um tom mais firme que antes.

— Desculpa se doer, mas não posso ir contra ele - Ele disse colocando uma de suas mãos em minha nuca e outra em meu ombro. Eu fiquei sem entender nada, o loiro era tão importante assim?

O vampiro tinha seu rosto próximo ao meu, eu podia até mesmo ouvir sua respiração pesada, mas logo em seguida ele foi em direção ao meu pescoço e assim mordendo-o.

Eu senti dor por somente dois segundos e nesses dois segundos, caiu a ficha, não é um sonho, tem realmente um vampiro chupando meu sangue aqui, depois disso eu pensei em afastá-lo, mas eu comecei a sentir um prazer imenso. Então é assim que é ser mordida por um vampiro? Eu só via em filmes e animes, como Diabolik Lovers e agora estou vivendo isso, mas eu não vou ser como a lerda da Yui (Ou pensei que não ia ser).

Eu estava em um conflito interno entre afastá-lo e sentir esse prazer incrível, eu me liguei que eu tinha que tirar ele de perto de mim quando eu vi que o menino loiro olhava em meus olhos, sem expressão nenhuma, eu olhei bem nos olhos dele, era tão vazio não havia nada além de dúvida e tristeza.

E foi olhando nos olhos dele que eu vi tudo lentamente ficando preto.

 

                                (...)
 

Ouço o barulho irritante do despertador tocar e assim eu abro meu olhos imediatamente e desligando o mesmo. Volto a fechar meus olhos por um segundo pensando "que sonho louco foi esse?". Volto a abrir meu olhos dessa vez me levantando, fiquei dando voltas e voltas em meu quarto pensando sobre o sonho, "será que tem alguma marca como nos filmes de Hollywood e eu vou virar uma vampira e sair matando geral?".

Vou em direção ao banheiro e me olho no espelho e como de costume eu estava parecendo um cachorro com raiva, maravilhoso.

— Aish, eu esqueci de tirar os brincos antes de dormir - falo tirando meus brincos e os deixando em cima de uma prateleira que havia em baixo do espelho.

Meus brincos eram longos e tinham um coração no final, além de ser banhado em prata, eles foram um presente da minha falecida avó, ela amava aqueles brincos já que meu avô deu pra ela no aniversário de casamento deles.

Enfim... Voltando para o meu objetivo principal, procuro no meu pescoço por alguma marca e... Está lá... "AI MEU  G-DRAGON DO CÉU" repeti inúmeras vezes em meu pensamento, porque se eu gritar minha mãe vai acordar, vai vir aqui, ela iria ver a marca e pensar que é um chupão ou algo do tipo e ia ficar me perturbando. Levei uma de minhas mãos para onde estava a marca me olhando fixamente no espelho.

— Ok Min Soo, respire fundo, se acalme e pense - digo, me sentando no chão do banheiro.

Após alguns minutos me acalmando, lembrei de um artigo que li a algum tempo de como seria se você fosse mordida por um vampiro, a sensação foi exatamente oque o site descrevia, então na verdade meu cérebro lindo e inteligente, reproduziu a sensação do que o artigo disse em meu sonho e aqui estou eu pensando nisso como uma idiota.

— O que eu estava pensando? Que iria começar o shoujo que eu sempre quis na minha vida chata, com aquelas duas beldades divinas... É realmente foi um sonho - falo convencendo a mim mesma.

 A marca certamente seria algo da minha cabeça, com certeza meu cérebro fez isso pra me iludir e ficar ainda mais desesperada.

            Ou pelo menos pensei que era.


Notas Finais


Então, essa fic vai ser atualizada toda semana e será uma long, então não desistam de nós e sempre que puderem, comentem, esse feedback nos faz querer continuar.

Bjs no kokoro e NOS VEMOS NOS COMENTÁRIOS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...