História To The Past - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Emmaswan, Millsswan, Ouat, Reginamills, Swanqueen, Swens
Visualizações 182
Palavras 2.164
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieee ultima Atualização de hj



Boa leitura amores

Capítulo 10 - Capítulo 8 - Amores


Fanfic / Fanfiction To The Past - Capítulo 10 - Capítulo 8 - Amores

X

Regina

Nas semanas que se passaram eu liguei para Emma, mandei emails, mandei mensagens e nada dela me retornar, tentei encontra lá no serviço dela, na rua e ela sempre saia correndo, eu já estava conformada de que isso jamais daria certo, estava caminhando pela cidade tomando um cafe, quando vi do outro lado da rua Emma e  Henry segurando seu cachorro, e meu coração disparou, ele era tão lindo, só de pensar que era para eu estar ali junto com eles de mãos dadas e sermos uma familia, Emma virou e me viu e fechou a cara imediatamente e eu apenas falei " Nao vou me aproximar" e ela nem se deu ao trabalho de me falar algo, e foi ai que vi o cachorro sele se soltar e Henry saiu instintivamente correndo atrás do cachorro e eu não tive opção quando vi um carro se aproximando sai correndo na direção deles e me joguei ali o carro ainda nos atingiu e o garoto caiu no chão desacordado e eu sentia muita dor em meu braco e costela, mas respirei fundi e deixei a dor para lá para examinar ele, Emma chegou correndo.

- Sai de perto do meu filho

- Emma é a vida dele, para com isso pelo menos agora. eu sou a melhor chance dele, me deixa fazer meu trabalho.

- Mills - Ela falou raivosa.

- Emma só quero ajudar ele.

- Faça e depois disso Mills esqueça que cruzou com ele, esqueça a cara existência de Henry.

- Emma você precisa parar - Ignorei Emma e abri a blusa de Henry e o examinei, olhei sua cabeça e havia um corte na nuca sangrando, não pensei duas vezes e arranquei linha blusa ficando apenas de sutiã.

- Isso é necessário ? - Ignorri Emma novamente.

Usei minha blusa para estancar o sangramento principal, e notei que os batimentos do garoto diminuíam, segurei a mão dele e abaixei Até o ouvido dele.

- Ei garoto, você não me conhece mais eu adorei conhecer você, mais preciso que você lute para abrir esses olhinhos lindos e me falar um ou OK? - Peguei meu celular e liguei para minha mae imediatamente  e pedi uma ambulância em seguida liguei para Robin.

- Robin enquanto tempo chega em Storybroke ?

- Porque ?

- Traga Zelena com você, e assim que chegar leve ela pro veterinário da cidade e mande ela cuidar de um cachorrinho chamado Bruce.

- OK estou indo.

- Obrigada querida. e você assim que fizer isso vá para o hospital central e me procure no CC.

- Me adianta a situação

- Garoto de sete anos e meio, foi atropelado, não pegou baque principal mais bateu forte a cabeca e esta com um pequeno traumatismo e o braço quebrado, não sei sobre lesoes internas ainda, mais vai precisas de uma operação para retirar o sangue que esta minando na cabeça.

- OK. já chego. - Desliguei o telefone, e senti o garoto apertar minha mão.

- Oi - Ele disse com dificuldade -  meu anjo! - Ele exclamou e apagou, e Emma se desesperou.

- Nao vou esperar a ambulância, Emma pegue meu carro - Joguei a chave para ela. - E olhei para namoradinha dela - Fiquei com o Bruce leve ele ate o veterinario e se ele tiver uma convulsão segure a cabeca para ele não bater ela, chegaram duas moças uma loira e uma ruiva que iram te ajudar ok?

- OK - Imobilizei Henry como pude e logo que Emma chegou com o carro entrei no banco de trás com o garoto, e segurei sua cabeça.

- Emma dirija rápido e evite os buracos

- OK Mills.- Ela dirijia o mais rápido possível, e essa forma de me chamar pelo sobrenome  me incomodava um tanto mais eu não ligava agora, podia ver Emma olhar para os meia seios para o retpvissor, Pelo visto algo em mim ainda  chamava a atencao dela, não demorou e chegamos ao hospital e claro que uma mulher de sutiã apenas chamou muita atenção e fui surpreendida por Emma me dando sua blusa de frio.

- Obrigada Emma - Ela nem respondeu então corri com o garoto para o centro cirúrgico. - Preciso de uma sala pronta agora, e de roupas adequadas - Todos me olhavam parado - AGORA - gritei e então eles se mexeram, deixei Henry em uma maca enquanto me trocava e lava as mãos com  sabonete estéril, e então estava pronta para entrar na sala mais Emma estava ali eu sei lá como Ela chegou ali.

- Odeio você Mills com todas as minhas forças mas preciso que você salve ele, que faça o seu melhor, não deixe ele morrer por favor. - Ela falar daquele jeito acabava comigo.

- Ele vai ficar bem. só deixe esse ódio de lado enquanto cuido dele aqui OK? Depois que ele estiver bem prometo não cruzar o caminho de vcs.

- Obrigada. - Deixei Emma ali, e segui para dentro do CC, dei inicio aos procedimentos e depois de algumas horas senti uma mão em minhas costas. e quando olhei era Robin, ela me sorriu e colocou a máscara.

- Vamos salvar esse garotinho - Ela falou e começou a me ajudar, depois de seis horas ali, eu tinha a plena certeza de que ele estava fora de risco, terminamos e ele foi para o quarto, sai da sala seguida por Robin que tentou me beijar e eu não deixei. - O que foi Regina?

- Acho que você entendeu as coisas errado Robin te chamei como amiga apenas.

- É eu entendi tudo errado, apropósito a loira é bem gostosinha.

Robin com ciúmes era novo para mim mas eu não tinha tempo para isso não agora, fui até o quarto do Henry e fiquei lá sentada até que ele acordasse. fiquei sentada ao lado do garoto por horas e horas.

- Sabe, você não me conhece querido, mais eu falava com você quando você era um feijãozinho na barriga da sua mamãe, eu cantava para você, e te contava historias, mas o que você mais gostava era de uma música, você sempre se mexia na barriga da sua mamãe quando eu cantava ela, era assim.

Close your eyes
( Feche seus olhos )
Have no fear
(Não tenha medo)
The monster's gone
(O monstro já se foi)
He's on the run and your Mom's
(Ele esta correndo e sua mamãe está aqui)
Beautiful, beautiful, beautiful
(Lindo, Lindo, Lindo)
Beautiful boy Beautiful,
(Lindo, garoto, Lindo)
Before you go to sleep
(Antes se dormir)
Say a little prayer
(Faca uma pequena oração)
Every day in every way It's getting better and better
( Todoa os dias, em todos oa sentidos e tudo ficará bem)
Beautiful, beautiful, beautiful
(Lindo,lindo, lindo)
Beautiful boy Beautiful,
(Lindo,  garoto lindo)
beautiful, beautiful Beautiful boy
(Lindo, lindo, lindo garoto)
Out on the ocean sailing away
(Lá fora no oceano que veleja afora )
I can hardly wait
( Eu quase não posso esperar)
To see you come of age
(Para tr ver mais velho)
But I guess we'll both just have to be patient
(Mas eu acho que vamos apenas ter que ser paciente)
'Cause it's a long way to go
(Porque o caminho é longo)
A hard row to hoe

(Uma vida dura para vencer)
Y


es it's a long way to go
(Sim é um caminho longo )
But in the meantime
(Mas enquanto isso )
Before you cross the street
( Antes que você atravesse a rua)
Take my hand
(Segure minha mão)
Life is what happens to you
(Vida é o que acontece a você)
While you're busy making other plans
(Enquanto você está ocupado fazendo outros planos )
Beautiful, beautiful, beautiful
(Lindo, lindo, lindo)
Beautiful boy Beautiful,
(Lindo garoto lindo)
beautiful, beautiful Beautiful boy
(Lindo, lindo, lindo garoto)
Before you go to sleep
(Depois que você dormir)
Say a little prayer
( Faça uma pequena oração)
Every day in every way
(Diariamente em todos os sentidos )
It's getting better and better
(Está melhorando e melhorando
Beautiful, beautiful, beautiful
(lindo,  lindo, lindo)
Beautiful boy
(Lindo garoto)
Darling, darling, darling
(Querido,querido, querido)
Darling Henry
(Querido Henry)

Terminei de cantar e notei alguém atrás de mim quando me virei era Emma.

- Você ainda lembra a letra ?

- Não tem como esquecer.

- Como ele está?

- Estável, eu estava aqui esperando ele acordar. - Ele apertou minha Mão, me virei para ele é ele me olhava bem atento. - Oi garoto.

- Eu morri ?

- Não você esta no.hospital.

- E você esta aqui porque ?

- Sou sua médica

- Chega Mills - Emma falou e eu me levantei para poder sair dali não queria brigar na frente dele, mais ele segurou minha mão.

- Você não pode sair - Ele nao queria soltar minha mão.

- A doutora precisa ir filho.

- Mamãe faz ela ficar.

- Ela não pode amor.

- Pode mamãe, lembra meu anjo que sempre sonho?

- Sim amor

- Então mamãe é ela - fiquei sem entender nada.

- Eu vou ir procurar a vovó.

- obrigada Emma

- Não agradeça.

- você cantava mesmo para mim na barriga da mamãe.

- Sim querido. - fiquei ali conversando com Henry, ate que me.lembrei da dor forte em meu braço e pedi um médico no quarto não queria deixar Henry sozinho e nem perder aquela oportunidade, então logo chegou um orto que me examinou e disse que foi apenas uma torção na perna e uma fratura no braço não demorou muito e eu já estava com uma tala de gesso jo braço.

- DOI? - Ele falou apontando para  o meu braço.

- Bem pouquinho.

- Da para desenhar ai ? - Ele perguntou olhando para caneta no meu bolso.

- Da sim, você quer desenhar querido?

- Posso ?

- Claro - Peguei a caneta e entreguei para ele, e ele se levantou com cuidado e começou a desenhar no meu gesso, ficamos assim por vários minutos.




        

X


Emma

Regina no mesmo quarto que Henry me incomodava tremendamente, eu não queria eles tendo contato mais ao mesmo tempo eu não podia evitar, evitar Regina era algo natural, mais evitar que ela ficasse um pouco com ele era impossíprincuapaentmente pelo que aconteceu e por ele pedir que eu não deixasse ela sair, fui procurar minha mãe e dei de cara com Ruby que começou a falar sem parar e minha cabeca começou a doer.

- Droga Regina - Falei sem pensar.

- Emma isso é demais para mim, quantas vezes vai trocar nossos nomes ? - Ela me deu as costas e saiu correndo logo atrás veio minha mãe.

- Eu vou atrás dela

- Obrigada mãe

Que merda era aquela Regina conseguiu bagunçar tudo o que eu fiz e criei durante anis em algumas horas, ela bagunçou toda a minha vida.



X

Ruby

Era demais para mim toda aquela.situação eu não sabia quanto tempo mais eu ia aguentar toda aquela merda, e a a Regina tao proximo assim, era muito incomodo ter ela ali. sai correndo e de repente senti alguém me segurar tentei me.soltar e quando virei era Mary, era tudo o que eu precisava agora.

- Me solta, já tenho problema o suficiente.

- Hey se acalme, venha comigo.

-Nao quero - Eu não ia deixar ela escolher o que fazer e nem tomar qualquer decisão.

- Que bom que você não tem escolha -Ela me.puxou pelo braço e saiu praticamente me arrastando, e quando vi ela me puxava para seu apartamento - Senta ai, sei que esta magoada e tudo mais, vou fazer um cha - Ela foi para.cozinha e eu fui atrás dela.

- Mary porque me trouxe aqui? Porque cuida de mim?

- Porque sim

- So por obrigação?

- Não, porque te acho uma mulher especial.

- Mary menos, olha estou cansada de tudo isso eu preciso me afastar dessa família, viajar, mudar de cidade, qualquer coisa assim, quem sabe de pais.

- Nao ficaria feliz se.fizesse isso.

- Todo ficariam. - Falei e Mary deixou a xícara sob a mesa e veio para perto de mim, e ficou me olhando.

- Me desculpe - Ela falou e eu não entendi nada e então ela me prendeu contra a parede - Eu não sei o que esta acontecendo, o que estou sentindo, so sei que estou ficando louca já Ruby.

- Me solta Mary - Eu pedi e ela.continuava a me segurar na parede e então passou seu dedo indicador em minha boca.

- Sua pele é tão bonita, sua boca e tao atraente - Os toque leves de Mary me tiravam arrepiosx eu nao entendia o que estava acontecendo mas eu tambem não queria mais entender, e nem parar.

- Mary - Ela fez sinal de silêncio para mim, e chegou bem mais perto, e então senti o alito dela bem perto da minha boca, e ela.me.beijou de leve e se afastou, e eu não queria mais ela longe então puxei ela para mim, e o beijo calmo se tornou voraz, jamais pensei em Mary assim, eu estava excitada, louca de desejo, e ela me virou de costas beijando meus ombros e tirando minha blusa, ainda de costas ela passou as mãos para frente a acariciou minha barriga e logo apertou meua seios  e eu gemi, ela me.virou e saiu me empurrando e fomos andando entre beijos e caricias.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...