História Tocada Por Um Anjo - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Gaaino, Naruhina, Naruto, Sasusaku
Exibições 214
Palavras 2.063
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii! Capítulo Novo aqui pra vocês, infelizmente o penúltimo capítulo oficial da história! LEIAM AS NOTAS FINAIS PARA MAIS INFORMAÇÕES, OK?
Algumas Informações:
- Obrigado a todos que comentam, favoritam e divulgam a fic, vocês são demais
- Peço desculpas por ocasionais erros de português

Boa leitura! <3

Capítulo 11 - O Motivo do Meu Pulsar


Naruto e Orochimaru se encaravam mortalmente. O ar da sala se tornava frio e denso cada vez mais a cada segundo, e o tremular das chamas das velas faziam as sombras dos rapazes dançarem nas paredes, como se previssem a batalha que estava para se seguir.

                - Tirar o meu sangue? – Orochimaru riu alto – Você tem muita audácia garoto! Por que você acha que eu acreditaria que um anjo teria tal capacidade?

                Naruto não respondeu, apenas estendeu o braço com a mão estendida para frente. Na palma da mão estendida um cajado começou a se formar como se houvesse sido sumonado. O bastão alongado em sua possuía coloração prateada e em sua ponta superior ele possuía uma esfera circular de cor branca.

                - Uma pena que ela tenha desmaiado, senão poderia te ver morrer. Tive uma ideia... – Orochimaru sorria maligno – Manda!

                Ao ouvir a ordem de seu mestre, a imensa cobra de cor roxa subiu na mesa de pedra onde Hinata jazia desmaiada. A cobra armou o bote, e olhou como se sorrisse pra moça abaixo de si. Hinata despertou gritando ao sentir as presas de Manda cravadas em sua panturrilha esquerda. Seu sangue escorreu pela sua pele branca, e seu urro ecoou pela sala inteira. Ela desviou os olhos da ferida direto para Naruto quando o ouviu gritar:

                - EU VOU TE MATAR SEU DESGRAÇADO! – O loiro cresceu suas asas brancas e voou em direção à Orochimaru.

                - AGORA SIM ISSO AQUI VAI FICAR MARAVILHOSO! – Orochimaru parecia se deliciar com a possibilidade de enfrentar Naruto – ASSISTA TUDO, MESTIÇA! MATAREI TEU ANJO E BEBEREI O SANGUE DELE EM SUA FRENTE!

                Hinata ainda estava tonta devido a perda de sangue e agora possuía uma dor latejante na panturrilha devido à mordida de Manda, mas ela sabia que Orochimaru se referia a Naruto. Ela forçou o olhar e pode ver Naruto segurando algo que parecia um bastão mágico avançando em direção ao anjo de asas negras que desviou rapidamente do ataque. Ela sentia dentro de si um medo, como se aquilo tudo fosse um dejá vu. Ela tentou forçar ainda mais a vista para acompanhar o combate.

                Orochimaru desviou do primeiro ataque de Naruto facilmente graças as suas enormes asas. Naruto se apoiou com os pés na parede e focou em Orochimaru. As asas do anjo negro pareciam ser ainda maiores do que as convencionais, além de possuírem um brilho metálico que de certa forma as deixavam extremamente belas. Orochimaru as balançou como se quisesse exibi-las.

                - O que achou delas? Bonitas não? – Orochimaru sorria – Dizem que quanto mais mortes e poder um anjo negro acumular em sua vida, mais suas asas vão se modificando. Como será que elas ficarão após a sua morte?

                Naruto deu um impulso e avançou em direção à Orochimaru, seu cajado tentando acertar o corpo do anjo negro, porém sem nenhum sucesso ante as velozes esquivas dele aos golpes de Naruto. Naruto girou o cajado em sua mão e apontou a esfera em direção a Orochimaru. Uma pequena esfera azulada feita de energia espiritual se lançou em direção ao homem de cabelos longos, que apesar de ter desviado ainda foi atingido de raspão no ombro esquerdo. Na parede atrás dele a esfera atingiu em cheio, abrindo um enorme buraco e derrubando algumas das velas. Orochimaru partiu em direção a Naruto, que colocou o cajado entre os dois, mas então o corpo de Orochimaru se tornou esguio como o de uma serpente e passou por baixo da proteção que o anjo havia feito. Seu corpo voltou a consistência normal quando ele socou o peito de Naruto com as duas mãos, fazendo o anjo se chocar contra uma das paredes. Orochimaru nem sequer deu tempo de Naruto se recompor, e já se aproximou dando uma sequência rápida de socos e chutes no rosto e no tronco do jovem. Orochimaru segurou Naruto pela gola de sua roupa e o lançou em direção ao outro lado da sala, mas seguiu voando logo em seguida dando um soco tão forte no corpo do rapaz que praticamente o prendeu na parede, fazendo a sala inteira estremecer.

                - Eu disse garoto, você é fraco em comparação a mim – Orochimaru cravou suas presas no ombro de Naruto – Você nunca estará onde eu estou!

                - Você está exatamente onde eu quero que esteja – Disse Naruto abafando um grito de dor.

                Orochimaru percebeu tarde demais que Naruto apontava o cajado em sua direção com uma distância extremamente pequena. Não havia tempo de fugir, então a magia esférica de Naruto o atingiu à queima-roupa e o lançou longe. Naruto caiu no chão apoiado sob os joelhos, ofegante e cuspindo sangue. Apesar de ter pensado no golpe no último segundo, Orochimaru realmente era muito mais poderoso que ele e isso poderia custar muito caro. Ele ergueu o rosto quando ouviu a risada de Orochimaru ecoar.

                - Isso é o seu máximo, loiro? – Orochimaru terminou de rasgar sua camiseta, revelando uma pele pálida e escamada – Você é patético!

                Orochimaru abriu sua boca e de dentro dela, direto de sua garganta, saiu uma adaga. O corpo dele se tornou novamente esguio, porém muito mais longa do que anteriormente. Naruto tentou se levantar, mas sentiu a ferida no seu ombro queimar. “Veneno paralisante” Naruto praguejou. Orochimaru avançou como se fosse uma cobra gigante pelos cantos da sala, em alta velocidade, derrubando várias velas pelo caminho. Nessa mesma velocidade, ele se lançou sob Naruto o fatiando com a adaga enquanto se enrolava com todo seu corpo sob o de Naruto. Naruto estava totalmente entregue, como um pequeno rato preso na armadilha mais mortal de um predador. Seu corpo começava a ser espremido pela serpente-Orochimaru, que fitou seus olhos em fendas nos de Naruto.

                - Você está morto... e sabe disso... – Ele mostrou as enormes presas – Últimas palavras?

                Naruto usou o resto de fôlego que ainda possuía.

                - Hinata... Me... Me perdoa.

                Orochimaru abriu sua boca e lançou uma espécie de gás venenoso em Naruto, enquanto seu corpo dava a espremida final no loiro, que gritou de dor. O gás, aparentemente, além de venenoso era inflamável, e assim que entrou em contato com as chamas das velas jogadas e espalhadas pelo chão, um fogaréu se alastrou pela sala.

                Como se tudo não passasse de um sonho ruim, a imagem se tornou clara aos olhos de Hinata. No meio de um turbilhão de chamas, o corpo de Naruto parecia já não ter mais vida. As imagens se assemelhavam as que o demônio Itachi a havia mostrado. Não seria possível, seria? O anjo que jurara protege-la, que jurara estar com ela, agora estava ali, no chão, penando seus últimos momentos de vida. Em um momento de completa insanidade e desespero, Hinata lançou todo o seu fôlego e energia vital em um último grito.

                - NARUTO!! – O grito de Hinata ecoou por entre as chamas, e então ela fechou os olhos e deixou-se ser levada pela sensação de vida deixando seu corpo.

                Orochimaru se virou para ver de onde o grito viera, mas antes que pudesse se mover em direção à Hinata, ele viu um brilho intenso tomar conta da sala. Ele se virou para ver de onde tamanho brilho vinha, e arregalou os olhos com a cena que presenciou: Flutuando, a alguns centímetros do chão, Naruto brilhava. Seu corpo, outrora completamente ferido devido a batalha, estava praticamente intocado. Ele agora trajava uma túnica branca com detalhes dourados, tão dourados quanto seus cabelos. Seus olhos brilhavam em um tom de azul nunca antes vistos na face da Terra. Mas o que mais assombrava Orochimaru eram as asas de Naruto. No lugar das asas chamuscadas com as quais Naruto havia sido largado no chão para morrer, asas duas vezes maiores e mais claras que as anteriores surgiam das costas do anjo. E ao invés de duas, agora quatro asas cresciam imponentes nas costas do loiro. Em sua mão, o cajado agora possuía três terminações esféricas, uma azul, outra vermelha e a última preta.

                - Isso... ISSO É IMPOSSÍVEL! IMPOSSÍVEL! – Orochimaru deixou transparecer desespero em sua voz – Manda!! Ataque-o agora!

                A fiel serpente deu o bote em Naruto. Porém, sem nem ao menos perder a tranquilidade com a qual estava, Naruto fez um gesto sutil com o cajado em direção à cobra, que desintegrou-se por inteira.

                - Orochimaru. – A voz de Naruto saía como se houvessem milhares de Naruto falando ao mesmo tempo – Você foi pesado na balança divina, e seus pecados estão agora o condenando.

                - Não... Não... NÃO! – Orochimaru começou a correr em direção à porta da sala, mas com um movimento de seu cajado Naruto o fez levitar de volta e o encarar.

                - Eu, Uzumaki Naruto, anjo guerreiro da 9ª classe, te trago sua condenação – Naruto fez mais um movimento, e o cadáver de Uchiha Madara, quase ressuscitado, se pôs ao lado do homem-serpente – Sua sentença. É a morte.

                Diante do grito de pavor de Orochimaru, a primeira esfera do cajado se acendeu. Uma luz vermelha irradiou o local começando a queimar a pele do anjo banido. Assim que a segunda esfera acendeu seu brilho azulado, o corpo de Orochimaru e o de Madara começaram a ser desfeitos, como se fossem pedacinhos de papel voando ao vento. Quando a luz negra se acendeu, um clarão invadiu o local, e do mesmo jeito que havia aparecido ela se foi, levando consigo os corpos de Orochimaru e de Madara, para que nunca mais voltassem.

 

                O brilho no corpo de Naruto se dissipou, e suas asas voltaram a seu corpo, e seus olhos, que anteriormente traziam poder, agora traziam desespero. Ele correu em direção a Hinata, que jazia na mesa de pedra. Seus ferimentos haviam se fechado, mas não havia pulsação. Naruto não acreditava. Ele a colocou em seu colo e as suas lágrimas começaram a cair sobre o corpo da jovem.

                - Não posso te perder agora, Hinata – Ele disse entre soluços – Eu demorei muito pra encontrar alguém como você. Demorei séculos procurando alguém que fizesse aflorar em mim o que eu sinto por você. Por favor, não me deixe Hinata. Nada mais faria sentido se eu te perdesse agora. Do que valeria minha vida, se não tenho você comigo pra viver? E do que me valeria a eternidade, sendo que eu passaria os dias pensando em você e pensando que não a tenho mais? E se for preciso entregar minha vida para que eu possa te ter...

                Naruto pegou a adaga de Orochimaru que estava ali perto e fez um corte em seu braço, posicionando o filete de sangue que saia sobre o ferimento de Hinata.

                - ... Eu irei fazer. – Naruto sabia dos poderes curativos do sangue de um anjo puro.

                Enquanto seu sangue tocava na ferida de Hinata, Naruto começou a entoar uma canção de melodia triste e baixa.

-Eu pedi aos céus alguém

Pedi aos céus por alguém

E agora que eu tenho você

Sei que posso ficar bem

 

Algo dentro de mim senti crescer

Senti o amor em mim nascer

E ao ver seus olhos e seu coração

Eu sabia que nasci e morrerei por você

 

Minhas asas hoje eu renegarei

Por você ao mundo eu descerei

E juro pelo céus e seu firmamento

Que você eu sempre amarei.

 

                Durante essa canção, o colar que Hinata usava começou a brilhar em um tom suave de azul. Como se fosse algo sincronizado, o sangue de Naruto começou a brilhar quando tocava a pele de Hinata. Suas asas, que haviam aparecido durante a canção, agora perdiam as penas uma por uma, em um ritmo lento como se soubesse a importância e a solenidade do ritual que estava acontecendo ali. A cor retomava aos poucos ao rosto de Hinata, e o brilho do colar aumentava. Quando a última das penas caiu, Hinata lentamente abriu os olhos, se deparando com olhos chorosos de um loiro em sua frente.

                - Na... Naruto... – Ela disse em um sussurro – Eu... Eu morri?

                Ela apenas se calou quando Naruto a abraçou forte.

                - Hinata... Eu pensei... Pensei que havia te perdido... – Suas lágrimas caíam nos ombros de Hinata – Hina, eu... eu...

                - Naruto... – Ela o abraçou forte também.

                - Eu te amo. – Os dois disseram ao mesmo tempo.

                Naruto a olhou nos olhos e desceu seus lábios em um beijo suave que logo foi correspondido pela jovem. Eles separaram suas bocas, e Naruto sorriu. Um sorriso largo. O sorriso que Hinata tanto amava.

 


Notas Finais


E aí, gostaram? Muitas emoções? haha Espero que sim
Gente, o próximo capítulo já será o capítulo final da fic, mas eu me apeguei bastante a essa fic e pensei na possibilidade de ter uma segunda temporada (depois de pelo menos uma semaninha de folga né, tb sou humano kkk). O que vocês acham? Comentem pra eu saber se seria interessante!
Dúvidas? Curiosidades? Sugestões? Deixem nos comentários ^^
Kissus e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...