História Toda sua - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Henrique Fogaça, Paola Carosella
Tags Farosella, Fogasella
Visualizações 1.005
Palavras 1.098
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2


- Você é louco - Paola falava entre os beijos de Fogaça - Alguém pode entrar a qualquer momento
Fogaça trilhava um caminho de beijos pelo pescoço da Argentina
- Eu estou louco e a culpa é sua Carosella - Ele beijava os seus seios por cima do decote e ia descendo - Eu preciso te fazer gozar - Aquelas palavras entraram pelos ouvidos de Paola e tiveram um resultado imediato entre suas pernas.
O chef levanta a saia dela, e ajoelha entre suas pernas, com dois dedos ele retira a pequena calcinha de renda branca que ela usava, levando a peça ao nariz ele aspira e depois a leva para o bolso.
Ele passa as mãos firmes pelas coxas delas e as abre.
- Você é linda aqui também sabia - A Argentina já estava vermelha nunca nenhum homem tinha sido tão direto com ela, tudo que ele dizia com aquela voz rouca só a deixava ainda louca - Você não se depilou hoje né? - Ele pergunta
- Não, foi ontem - Paola responde tropeçando no seu sotaque
- Então está ótimo, não aguento nem mais um minuto sem te tocar imagina 10 horas - Ela já estava a mercê daquele homem que ao saber o tempo de recuperação pós depilação indicava sua intimidade com o sexo feminino
Sem perder mais tempo ele abocanha o sexo dela, que geme ao sentir aqueles lábios na sua intimidade, sua atenção foi ao clitóris dela que estava super sensível, ele rodeava o ponto dela com a língua enquanto dois dedos entravam nela
-Ah Henrique - Ela gemia seu seu nome tentando não gritar pós estavam no camarim
Ele colocava e tirava o dedo numa lentidão imperdoável, ele queria a manter daquele jeito pelo tempo que fosse permitido.
Quando viu que ela não aguentaria mais ele retira o dedo e volta a chupar seu sexo, alternando a lingua pelos pequenos e grandes lábios,  até entrar com a língua em seu sexo e fazendo movimentos circulares, nesse momento Paola joga suas pernas por cima dos ombros do tatuado, nunca havia gozado só com oral mas estava sendo impossível segurar, ele sugava seu clitóris com agressividade que a fez ter um orgasmo intenso, Fogaça lambeu todo liquido que saiu dela, passou a mão por toda sua perna chegando segurando seu tornozelo.
- Janta comigo essa noite?  - Ele perguntava admirando a mulher que estava sentada e corada.
- Janto sim você está merecendo - Ela respondeu sorrindo
- Então não tire isso, quero te comer usando nada além disso - Disse o chef se referindo a pequena tornozeleira que a Paola usava.
Fogaça se levanta e beija a testa de Paola.
- Vou contar os segundos para te ver - Ele sussurra e sai do camarim
Paola se recupera e vai se olhar no espelho, parecia uma adolescente que estava namorando escondida dos pais, ela ria dela mesma refletida naquele espelho, ajeitou sua saia para que não parecesse que ela não usava calcinha
- Filho da puta - Ela pensou secou o suor da sua testa, colocou óculos escuros e um chapéu para disfarçar seus cabelos desarrumado.

Chegando em casa ela foi se banhar, precisava de um banho frio para se acalmar, quando saiu escutou seu celular apitar

"Me encontre no sal as 2h, vamos ter o restaurante todo para a gente.
                    
                                     Fogaça"

- Aonde eu to com a cabeça? - Paola falava sozinha, tentando entender,  tudo que estava acontecendo.

Ela vestiu uma calça jeans justa e uma blusa preta, arrumou seus cachos, colocou uma maquiagem leve e foi para o Arturito, a pressão da cozinha a faria esquecer de tudo.

O movimento era enorme em seu restaurante mas ela tinha uma equipe competente que ela podia contar sempre, enquanto trabalhava sua cabeça não pensou em Fogaça mas quando se aproximava a hora de fechar seus pensamentos voltaram a ele.
Paola saiu um pouco antes, por volta da 00h e deixou que sua sub chef fechasse, ela precisava ir pra casa

Chegando em casa foi direto no quarto de sua filha que dormia profundamente, um rápido beijo em sua loirinha e foi para seu quarto tomou um banho e vestiu um vestido preto na altura do joelhos com um decote considerável, um pouco de maquiagem nos olhos e um batom vermelho, estava linda.
Pegou uma pequena bolsa e colocou seu celular que já tinha uma mensagem

"Quando chegar entra pelos fundos, estou louco só de lembrar de você"

Paola limpa a mensagem, guarda o celular e coloca uma camisinha escondida no compartimento interno da bolsa

- Você estar louca Paola Carosella, louca - Ela saiu se despedindo da babá de Fran.

Dirigiu até o restaurante de Henrique que ficava a algumas quadras de sua casa, estacionou o carro e dirigiu-se até a porta dos fundos que estava entre aberta.

Chegando no salão avistou Fogaça que vestia ainda Dolmã e avental o que o deixava ainda mais incrivelmente sexy, o branco da dolmã deixava seus braços musculosos ainda mais marcados, ele ainda estava de costas e quando ouviu Paola se aproximando se virou e sorriu pra ela

A luz do salão estava baixa e ele tinha montado uma mesa linda, e feito uma massa fresca com legumes que era a favorita de Paola

- Madame - Ele diz puxando a cadeira pra ela sentar e senta de frente pra ela
- Prove - Ele disse e Paola deu uma pequena garfada e levando a massa aos lábios, fechando os olhos enquando saboreava o prato que estava realmente saboroso
- Está maravilhoso Henrique - Ela dizia sorrindo
- Maravilhosa é você - Ele respondeu sem tirar os olhos dela
- O que estamos fazendo? - Ela perguntava o olhando fixamente
- Jantando ué - Ele respondeu colocando uma garfada na boca
- E sua esposa? - Paola perguntou
- Eu não sou mais casado - Ele respondeu naturalmente mas aquela notícia foi uma bomba no estomago de Paola, fazendo ela perder a fome e ficar paralisada
- Calma, não foi você meu casamento  já havia acabado a muito tempo - Aquelas palavras foram um alívio Paola não queria ser taxada como "aquela que destruiu uma família"
Fogaça colocou a mão emcima da mão de Paola que levantou o olhar e foi de encontro ao dele
- Você tem medo de mim? - Fogaça perguntou a olhando tão fixamente que aqueles olhares chegavam a queimar
- Claro que não - Paola dizia retribuindo o mesmo olhar penetrante
- Mas devia, porque você nem imagina todas as coisas que eu tenho vontade de fazer com você


Notas Finais


Espero que vcs tenham gostado, qualquer coisa deixe um comentário ou diga algo no meu tt @0hmygloria


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...