História Toda sua - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Henrique Fogaça, Paola Carosella
Tags Farosella, Fogasella
Exibições 351
Palavras 953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Paola morde o lábio com o comentário de Fogaça que à observava sem piscar, ele era fascinado por aquela mulher desda primeira vez que a viu, quando ele era seu estagiário mas a vida seguiu rumos diferentes e pode ser uma obra divina ou uma tentação do diabo mas eles estavam juntos novamente e ele não deixaria aquela chance passar.

Fogaça levanta e puxa Paola pelo braço, fazendo seus corpos colidirem   um com o outro, ela abre os lábios com o susto e ele a beija, com uma mão adentro de seus cachos e outra em sua nádega, as línguas eram rápidas e tinham fome de ambos, se beijavam como fossem se devorar, quando o ar foi preciso ele a olhou nos olhos depois focou sua atenção no pescoço da chef, auternando entre chupões e beijos.
Paola gemeu baixinho quando sentiu as mãos do tatuado apertarem suas nádegas com força, ele voltou ao pescoço dando outro chupão dessa vez mais lento mas igualmente intenso, ele conduziu Paola até um sofá enorme que tinha no canto salão e a sentou no seu colo virada de frente, nesse momento ela pode sentir o membro dele pulsando dentro da calça o que a deixou ainda mais excitada.
Fogaça abaixa a alças do vestido dela deixando a mostra seus seios grandes e fartos, ele a segura pela cintura e abocanha o seio direito, chupando e quando o mamilo ficou rígido ele deu uma leve mordida repetindo a mesma coisa no esquerdo, com um das mãos ele puxa a calcinha dela a rasgando e lançando longe.
- Você estar me deixando loca - Paola sussurrou no ouvido dele intensificando seu sotaque Argentino. Enquanto sua mão trabalhava pra libertar o membro de Fogaça da calça, quando conseguiu apertou o fazendo gemer seu nome.
Paola abre a dolmã dele com uma certa euforia que os botões não resistiram e voaram por todo local, ela esticou o braço e pegou na sua bolsa a camisinha que havia colocado ali e entregou o pacote a Fogaça
- Toma, eu não aguento mais esperar - Ela diz e ele pega o pequeno envelope da da mão da chef
- Veio preparada gosto disso - E sem nenhuma dificuldade ele coloca e ela senta em seu membro, pela primeira vez pode sentir ele todo dentro dela, ele era enorme, ela rebolava e e gemia, sua testa estava molhada de suor, os cabelos estavam bagunçados, eles ainda estavam semi vestidos o que tornava ainda mais intimo o momento.
Quando sentiu que o corpo de Paola começava a se contrair ele põe a palma da mão em sua barriga e com o dedo aperta seu clitóris a fazendo ter um orgasmo intenso, ele gozou só em a ver ela chegando lá.
Ela caiu a cabeça em seu ombro e aspirou forte seu cheiro, um cheiro de perfume misturado com odor próprio de Henrique Fogaça, e a combinação era viciante

- O que é isso?  - Paola pergunta baixo
- Isso é sexo, você me pareceu bem entendida segundos atrás - Fogaça diz e ela rir com o comentário
- Você entendeu, isso é loucura - Ela passava a mão pelo seu peito músculoso e tatuado
- Se é loucura seremos internados então - Fogaça acariciava as costas de Paola
- Eu preciso ir embora, adorei o jantar - Paola levanta e da um selinho no chef, nos vemos amanhã na gravação amanhã.

Paola levanta ajeitando seu vestido e pega sua bolsa, ao encontrar sua calcinha rasgada ela entrega a Fogaça
- Junta com a outra, fica como presente - Ela pisca e sai do restaurante.

No dia seguinte na band ela teve que colocar um lenço no pescoço e uma blusa bem fechada para tampar as evidencias da sua noite anterior.
A primeira prova seria uma caixa misteriosa e durante toda a pressão do programa Paola e Fogaça tentaram disfarçar mas cada vez que Paola virava Fogaça olhava sua bunda sem nem piscar, e aquilo já seria notado as trocas de olhares deles estavam ainda mais intensas, quando Jacquin foi para a bancada de um dos participantes Fogaça se aproxima de Paola e sussurra
- Amei esse lenço - ele diz bem próximo do ouvido
- Eu meio que fui obrigada a usar, Paola dizia olhando para frente como se eles tivessem falando sobre algum participante
- Eu amei essa calça também - Ele coloca a mão na bunda de Paola e aperta, ela se assusta com o toque e tosse, chamando a atenção de Ana Paula.
- Está tudo bem Paola?  - Pergunta a apresentadora
- Sim Aninha, não foi nada - Paola responde fazendo um sinal de "ok" com a mão
a Prova seguiu e Paola podia sentir os olhares de Henrique a queimando cada vez que ela ia na bancada provar o prato de algum competidor.
Depois de anunciarem o vencedor foi  anunciado que eles teriam um breve intervalo antes da prova de eliminação
Paola então foi para o camarim e Fogaça a seguiu
- Por que você fez aqui - Ela dizia dando tapa no braço do chef - Já pensou se alguém visse?
- Sua culpa, quem mandou ter essa bunda convidativa, ainda usa essas calças apertadas. - Fogaça se aproxima dela sorrindo
- Porra, você é um tarado e a culpa é minha? - Paola diz sem retribuir o sorriso
- Você realmente não sabe o efeito que tem sobre mim, eu ainda não pude te mostrar - ele a prende com os braços pela cintura e a beija.
Nesse momento a porta do camarim se abre
- Desculpa não queria interromper - Jacquin diz tropeçando no seu português-francês
Paola e Fogaça se separam e olham assustados para o chef.


Notas Finais


Beijos de luz pra vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...