História Todo meu amor - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Culpa É Das Estrelas
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Visualizações 30
Palavras 594
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Era o que 'faltava'


Fiquei na praça por quase uma hora, voltei para casa e tomei um banho bem quente, fiz um bolo de chocolate e maratonei minha série preferida. As meia noite recebi uma chamada do Maurice.

- Oi Maurice.

- Porque foi embora hoje e nem falou nada ?

- Aaahh ... Lembrei que tinha uns trabalhos que tenho de entregar segunda sem falta, desculpa.

- Ok, pensei que estivesse brava por hoje.

Respirei forte que sei que ele ouviu do outro lado da linha.

- É pensou errado, a gente não tem nada! - Eu disse friamente.

- Posso passar amanhã aí ?

- Não. Quero dizer, poder até pode mas só a noite, vou está ocupada. - Realmente eu estaria ocupada com alguns trabalhos e vendo também algumas séries, eu sabia que não queria o ver, mas também não queria mostrar que estava chateada. - Vou desligar, estou caindo de sono.

- Ok, dorme bem.

Dormi rápido. Acordei às 7:00 mas voltei a dormir e acordar às 12:00 fiquei vendo algumas matérias, mas tudo por pouco tempo. Resolvi assistir tudo que tinha pra ver. Eram 17:00 até a campainha tocar, atendi pensando ser Maurice.

- Fala Anne! - era o amigo do Mauríci, eu nao acreditava naquilo.

- O que você quer ?

- Bem que o maurice disse que você era toda invocadinha.

- Sério mesmo que você vem aqui em minha casa me falar que sou invocada. - fechei a porta na cara dele.

Comecei a andar em direção ao sofá afim de continuar minhas séries. Até ouvir a insistente campainha. Abro a porta e vejo o idiota lá plantado.

- O que você quer ?

- Preciso da tua ajuda.

Pronto lá vem.

- Que ajuda ?

- O Maurice disse que você entende de francês. 

- Idai ?

- Tenho uma prova... de recuperação e estou em francês. É importante é não encontrei ninguém que me ajudasse no domingo.

- O que eu tenho com isso ?

- Pensei que fosse esperta e entendesse que preciso de ajuda em francês.

Fiquei o olhando a ele como não tivesse gostado nada daquilo que tinha me dito. Fechei a porta na cara dele. E abri de novo.

- Te peguei né ?

- Você é super engraçada, estou a morrer de rir hahaha - Ele dizia com ironia.

- Entra! 

E era incrível como ela era folgoso, já sentou em meu sofá e começou a assistir minha série. Então peguei o controle da mão dele.

- Veio aqui assistir o que é meu ? Folgado.

- Ei calma, você é toda estressadinha. Mas fica até bonitinha.

- Ué, você que é folgado. E ja disse, sem intimidade.

- Confia em mim afim de deixar eu entrar em sua casa ?

- O Maurice me falou o bastante de você. Ele disse que você nunca foi e nunca será uma ameaça nem pra uma mosca.

- Ele exagerou, eu posso ser uma ameaça se quiser.

- É o que você diz.

- Ta, não sou muito bom com essas coisas, mas é que sou da paz entende ?

Comecei a rir dele - Da paz ? Acho que isso não combina muito com você, senhor ...

- Otávio. 

- Eu sei seu nome só me deu branco.

- Ata deu pra ver. 

- Não cansa de ser irônico não.

- Não, faz parte de mim.

Estudamos por 1 hora. E em uma hora Otávio conseguiu ser irritante o bastante.

- Pronto, tudo que tínhamos que estudar.

- Você é bem esperta.

- Eu sei.

- E convencida.

- Cala boca. Já pode ir.

- Já vou sim.

- Aaah... Como o maurice está ?

Ele se virou a mim e disse.

- Parece está bem... Você gostava dele ?

- Não interessa.

- Gosta né.

Revirei os olhos. - Não somos amigos. Tchau!

- Tchau né.









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...