História Todo mundo odeia o Chris - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Todo Mundo Odeia o Chris
Personagens Personagens Originais
Exibições 3
Palavras 381
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Todo Mundo Odeia Xarope


Minha mãe já estava no hospital com Tonya, estava berrando com as enfermeiras pra elas darem o tal xarope para Drew com a perna quebrada. Hoje ele sairia do hospital e estava bem frio fora do carro de Greg. Antes de irmos pro hospital passamos no meu apartamento, iriamos buscar minha mãe e Tonya, mas meu pai disse que elas já tinham saído há umas duas horas atrás, e que era pra eu ir para lá assim que chegasse em casa. Fui entrando no carro de Greg e no meio do caminho vi que algo estava diferente, Greg estava sorridente demais, mais do que o normal e seus olhos ficavam entre a estrada e os meus olhos, o que estava acontecendo?

Chegamos no hospital, e de longe escutava minha mãe berrando com voz de brava, coisa típica dela, assim que cheguei o médico chamou todos nós e fomos pro quarto ver Drew, minha mãe nem tinha visto Greg no meio desses berros todos.

Chegando no quarto de Drew, ele estava deitado na cama com a perna toda engessada, minha mãe virou mais que meio vidro de xarope na garganta de Drew assim que o médico virou as costas. Drew quase vomitou, mas minha mãe olhou para ele com um olhar tão raivoso que ele nem ousou soltar um pingo daquele xarope.

Meu irmão foi liberado e a caminho da porta do hospital minha mãe disse que iria ligar para meu pai vir buscar a gente de carro, ela não queria ir de ônibus com Drew naquele estado, interrompi assim que ela tocou no orelhão para discar o número e disse que Greg levaria, nisso ela olhou e viu ele, Greg, quase na frente dela. Ela deu um abraço nele e disse que estava com pouco de pressa e pediu desculpas por não ter falado com ele antes, disse que estava um pouco nervosa com aquele hospital, perguntou também se ele queria almoçar na nossa casa. Mal sabia ela que ele queria isso desde quando estava na aula, Greg disse que sim.

Em casa, meu pai não estava mais, tinha ido trabalhar no seu segundo emprego, e chegaria somente meia noite em casa. Fomos almoçar, depois Greg e eu ficamos fazendo nosso trabalho até que ouvimos minha mãe berrar.

Carlos Henrique Fernandes 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...