História Todos Amam, Yugyeom - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Markgyeom, Pepigyeom, Yaoi, Yugbam, Yugbum, Yugson
Exibições 61
Palavras 1.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


*suspiro*
Yugyeom oppa... você não pode fazer isso com eles já é maldade!
......

Bom vocês vão descobrir o porque

Capítulo 5 - Yugyeomie, queremos carinho


Fanfic / Fanfiction Todos Amam, Yugyeom - Capítulo 5 - Yugyeomie, queremos carinho

Meu despertador tocou me fazendo sentar-me na cama e suspirar dar uma olhada no telefone...

ERA 18:30 ESTAVA ATRASADO 20 MINUTOS! EU VOU MATAR AQUELES SERES LÁ EM BAIXO.

descia as escadas com raiva, só faltava fogo sair da minha boca, peguei as minhas coisas e fui caminhando até a porta.

– Yugyeom! Você já está indo? Não vai dar beijo? – Bambam pediu e eu cerrei os punhos.

– NÃO!

Dei as costas e saí da casa sem nenhuma vontade de voltar atrás em minhas palavras.

O caminho para o prédio era curto mas ao mesmo tempo perigoso.

Ao entrar os meninos e meninas estava praticando com o Hope eu suspirei aliviado e fui até lá sorrindo.

– Boa noite!

– Sunbae! Você está ATRASADO – uma das minhas melhores alunas reclamou.

– Perdões, meus namorados vocês sabem...

– Está OK . Se foi culpa deles descukpamos você! – eles responderam e eu sorri.

Hope sorriu maliciosamente para o hematoma no meu pescoço e eu revirei os olhos indo dançar perto dele, os passos que treinavam era difíceis mas com o tempo você os vê fácil.

***

Demos uma pausa e só pude ver os meninos jogados no chão respirando com dificuldade.

– Então, vocês estão brigados? – Hope veio se sentando ao meu lado.

– Se tivéssemos estaria mais feliz

– Aigooo, não seja assim. Vem vamos voltar para o treino e depois te levo para a casa – Hope sorriu me fazendo concordar.

***

O treinamento acabou e todos foram saindo, saí com o Hope e fomos em direção a minha casa.

Fiquei estático quando vi aqueles meninos que mexiam comigo na infância, quase me fundi com o Hope na hora.

Hope me olhou com sabedoria e andou comigo passando por eles, meu corpo estremeceu quando senti eles nos olhando.

– Fique tranqüilo. – Hope sussurrou pra mim.

– Só estou preocupado, que eles venham me veja e me batem novamente

– Não fique, estou aqui por você, está bem? – Hope sorriu.

– Está certo

***

Cheguei em casa quase morrendo de tanto rir, Hope fazia gracinhas e contava algumas piadas dá época do jardim de infância.

Abri a porta e notei que os meninos estavam com os braços cruzados e um biquinho nos lábios, revirei os olhos para aquilo.

– Acho melhor eu ir, nos vemos amanhã na escola. – Hope se despediu me dando um abraço.

– Vá com cuidado

Fechei a porta e saí andando para as escadas sem dar a eles nenhuma atenção.

Ouvi-a os passos deles atrás de mim apenas fingi que não tinha nada ao meu redor e fui pegar algumas roupas para tomar banho.

Quando terminei de arruma-las saí do quarto indo para os de hóspedes e trancando a porta.

Puis a música alta e fui tomar banho.

Porque eles voltaram..?

Sussurrei pra mim mesmo ouvir, estava indo tão bem, porque as coisas tem que sair do rumo?

Meu banho foi longo e notei que a música que tocava era freestyle.

Chris Brown meu cantor favorito, amo a música "X" dele.

Vesti uma calça de moletom azul-bebê, um blusão preto, puis minhas pantufas de ursinho.

Coloquei os meus fones e saí para ir para a cozinha, lá estava os meus namorados novamente.

JB tinha a expressão vazia
Jackson estava com as sobrancelhas franzidas
Mark não possuía expressão
Jinyoung tinha o rosto preocupado
Bambam estava com os braços cruzados
Youngjae um bico nos lábios

– Yugyeomie? – minha música podia estar alta, mas ainda os ouvia

– Hm?

– Porque está nos ignorando? – Bambam veio até mim.

– Aah, vocês querem mesmo saber?

Eu os vi concordar e retirei os fones.

– Vocês não me acordaram, eu cheguei atrasado na aula, e alguém mexeu na hora do meu despertador!

– Foram todos nós. Vimos que você estava cansando então mudamos a hora – Youngjae sorriu fraco

– Pff

Saí da cozinha e fui para o quintal, estava com raiva e a melhor coisa era por os meus pensamentos nos lugar.

***

Fiquei bom tempo lá no Jardim, era 21:30 e ainda não havia comido, deixei o meu celular em cima da mesinha ao meu lado e fui para dentro.

Fui até o fogão e achei uma linda comida, logo fui comer.

– Oi meu Baby! – Jaebum veio me abraçando mas eu bati nos braços dele.

– Nem vem

– Você está sendo infantil! – Jinyoung entrou na cozinha.

– Não estou nem aí

Larguei o prato em cima da mesa e fui saindo, mas meu braço foi agarrado.

– Você não vai nos dar atenção? ! Somos seus namorados! – Jackson latiu com força.

– ME DEIXEM!

Saí enfurecido da cozinha mas não ia dar oque eles queriam, eles queriam os meus carinhos.

Posso estar agindo infantil, mas eu quase perco o meu emprego!

Sei que Mark, Jaebum e Jinyoung não queriam que eu trabalhasse porque eles são ricos e me dariam as coisas.

Bambam, Jackson e Youngjae são donos de hotéis, empresas de moda e até mesmo restaurantes.

Minha família mexe com departamentos de beleza e roupas, não sou tão rico quantos os meus namorados, mas não quero usar o dinheiro deles.

Estava com fome, não tinha comido nada o dia inteiro.

Senti as mãos de Youngjae na minha cintura e abraçava-me com força.

– Vá embora..

– Não vou, pare de criancice, tome esse doce. – ele me entregou um doce com gosto de melão

– Obrigado, me desculpe.. Fiquei nervoso porque não me acordaram. E depois porque aqueles meninos que mexiam comigo voltaram para a cidade

– Não vamos permitir isso, estamos aqui dessa vez. – ele sussurrou no meu ouvido me acalmando

Eu comecei a chorar enquanto ele me abraçava, logo comecei a sentir o sono vindo.

Youngjae

Notei que o Yugyeom dormiu e o deixei lá e fui seguindo logo para a cozinha a onde estava os outros.

– Eu falei com o Yugyeomie

– E então!? – eles gritaram.

– Aqueles meninos voltaram...

Quando falei isso a cozinha inteira ficou em silêncio.

Naquela época deixamos o Yugyeom por não aceitar o fato dele ter escolhido nós 6 para sermos seus namorados, então nun momento de fraqueza os Bad Boys da época de infância pegou o nosso bebê e bateu nele.

Se não fosse pelo o Hoseok ter nos ligado, nunca iríamos saber que Yugyeom estava machucado.

E ou até mesmo nunca iríamos saber que... nos importava tanto assim com ele.

– Hoseok ligou... ele disse que viu aqueles "seres" perto da nossa casa. – Bambam mordeu os lábios nervoso.

– Teremos que começar a levá-lo para a escola, todos nós juntos. – Jaebum descruzou os braços e nos encarou

– Nee

– Vamos dormir, ele estava chorando quando ainda estava lá em cima


Notas Finais


Vai ter um Flashback das memórias de todos eles juntos e os garotos daquela época está muito perto do Yugyeomie dessa vez

Espero que tenha gostado!
💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...