História Todos me amam, e agora?BTS/MonstaX/BigBang/Seventeen|Yoongi| - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, BLANC7, CL (Chaelin Lee), EXO, Monsta X, Seventeen
Personagens Baekhyun, Boo Seungkwan, Chanyeol, Chen, D.L, D.O, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Hyung Won, I'M, Jang Doyoon, Jean Paul, Jennie, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Joo Heon, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kai, Ki Hyun, Kim Mingyu, K-Kid, Kris Wu, Lay, Lee Chaelin "CL", Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Lisa, Lu Han, Min Hyuk, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Sehun, Seungcheol "S.Coups", Seungri, Shin Dongjin, Shinwoo, Show Nu, Soonyoung "Hoshi", Spax, Suga, Suho, T.O.P, Taeyang, Taichi, Tao, Teno, V, Wen Junhui "JUN", Won Ho, Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing
Visualizações 87
Palavras 1.769
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Famí­lia, Harem, Hentai, Romance e Novela, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi! Tudo bem? Espero que sim e que gostem deste capítulo!

Capítulo 25 - Jantar de confissão.


Estava esparramada no sofá assistindo dorama com o meu pequeno e escuto o meu celular, é o Yoongi.

LIGAÇÃO RECEBIDA

__Oi, meu amor! - logo atendi-lhe.

__Oi, minha linda, eu estava pensando, você está de licença maternidade da BigHit, né? - ele pergunta-me e é bem direto, o que está tramando?

__Sim, Yoongi, eu estou. - respondi-o confusa.

__E eu e os garotos estamos de férias, então o que você acha de a gente viajar juntos? Só nós dois? - ele propõe.

__Sim! Mas não pode ser só nós dois não! - exclamei, ele esqueceu do Yonhen?!

__O quê?! Não vai querer que os meninos vão junto não, né s/n?! - ele realmente esqueceu o Yonhen.

__Não! Eles não! O Yonhen! Esqueceu dele?! - questionei-o.

__Ah, tá, calma, lógico que ele vai junto, eu não me esqueci dele. - ele diz com voz de quem está envergonhado.

__Então tudo bem, nós vamos, mas pra onde e quando? - perguntei-o.

__Pra qualquer lugar que você queira, tem o Japão, o Brasil, a Arábia Saudita, os Estados Unidos, a França, enfim você escolhe. - ele diz-me.

__Ok, por que não uma idazinha ao meu querido e amado Brasil? E também poderíamos ir a França! O que acha? - perguntei-o.

__Por mim tudo bem, mas você sabe falar francês, certo? - ele questiona-me.

__O básico, dá pra sobreviver. - respondi rindo, não sou boa em francês, mas sei o básico e mais um pouco.

__Já percebi que vamos ficar perdidos e sem saber nem aonde fica a Torre Eiffel. - ele ri - Poderíamos ir nessa semana mesmo, né?

__Nessa semana não pode, amor, domingo vamos ter um jantar de família para contar uma coisa para todos, sabe? - disse meia triste.

__Que coisa? - ele pergunta curioso.

__Você saberá no jantar. - respondi-o misteriosamente.

__Ah, que seja, mas então na próxima semana, OK? - perguntou-me.

__Sim! Até e tchau, Yoongi. - me despedi.

__Tchau, minha linda. - ele se despediu e desligou.

LIGAÇÃO ENCERRADA

__Oh, meu lindinho! Parece que você vai conhecer o país que a mamãe nasceu! É lindo! Tem muito verde, muitas árvores, tem lindíssimas praias! Tem o Cristo Redentor que fica na cidade maravilhosa: Rio de Janeiro! O Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, o friozinho e o chimarrão dos gaúchos! A feijoada e o pão de queijo mineiro! A linda floresta Amazônica! A Bahia e sua cultura interessantíssima! E é claro, a simpatia dos brasileiros! Ajudam quem precisar quando precisar! Tem um ótimo coração! Mas também são um povo sem paciência e sem frescuras, aqui na Coréia todos andam extremamente arrumados, de terno, vestidos, quando está frio andam elegantíssimos, já os brasileiros e brasileiras, lindos e lindas de natureza, e ainda por cima em um país tropical, andam só com uma bermuda, chinela da havaianas e uma blusa qualquer, ou no caso da mulheres, uma blusinha, um short jeans curto e uma sandália qualquer, na minha opinião se vestem bem, porque se sentem bem assim, já aqui você vai na padaria e tem que se produzir! O Brasil é demais! Mas tem muitas coisas ruins, muitos assassinatos, roubos, estupros, corrupção e etc, só por essas coisas não é perfeito. Mas estejam na desgraça em que estão, sempre os verá sorrindo e brincando com tudo e todos. - disse e uma lágrima escorreu na minha bochecha esquerda por me lembrar do meu país, eu só tinha oito anos quando saí de lá, mas me lembro direitinho de tudo, sempre todos rindo, mesmo em situações complicadas. Olhei para Yonhen e ele só me olhava, peguei em sua mãozinha e lhe dei um beijinho. - E também tem a França, acho que vai ser legal. - não sei sobre o que falar sobre a França.

__Sra. S/n. - escutei Jurema chamar meu nome.

__Oi, Ju! Já voltou? - me virei para ela e ela parecia emocionada. - Algum problema? - perguntei e fui até ela que estava no meio da sala.

__Não, é que ver que alguém ainda tem amor no Brasil é algo muito bonito, e você têm. - ela respondeu-me e sorriu.

__Claro, é o país onde nasci! Mas me conta, como foi com o Ji Sung? - perguntei curiosa.

__Muito bem! Nós nos acertamos e eu estou noiva dele novamente! Obrigada pela ajuda, s/a. - ela diz e me abraça rapidamente. - Ah, desculpa.

__Tudo bem, e fico feliz que tudo tenha dado certo. - disse e ela só fez uma reverência e saiu.

__Finalmente me agradeceram, meu amorzinho, e a relação deles voltou ao normal, família mimizenta tradicional coreana com preconceito com estrangeiros: zero! S/n: 10! - disse olhando para o Yonhen que sorriu para mim, ele é muito fofo! - Que cheiro é esse? A não! - disse após sentir um cheirinho ruim e fui até o Yonhen o pegando no colo e subindo para o quarto com ele, ele fez cocô, então o troquei e desci para a sala novamente.

~Dia do jantar~

Já é dia do jantar, falta pouco para todos começarem a chegar, na verdade, a Chaeni, a Sakura, o Zen e o Yoongi já estão aqui.

__Me conta, mulher! Vai me deixar curiosa?! - Chaeni exclamou chacoalhando os meus ombros, ela é muito curiosa!

__Chaeni, solte-a. - o Zen pediu e passou um braço em volta dos meus ombros.

__Mas eu tô curiosa! É sobre o papai e a mamãe! - ela disse fazendo biquinho e se sentando no sofá.

__Calma! Logo você vai saber! É por isso que estamos fazendo esse jantar! - exclamei me sentando no colo do Suga que me abraçou por trás.

__Vocês nada! Quem está fazendo o jantar em primeiro lugar, sou eu, com a ajuda da Fhing e do Ching. - a Kirium falou aparecendo do nada. - E o jantar já está pronto, sirvo agora?

__Não, o papai e a ma - antes de eu terminar de falar a campainha toca e a Ju vai atender. - É será que já chegaram? Mas mesmo assim espere, Kirium. - disse e a mesma assentiu.

__Senhorita s/s, a senhorita Park está aqui. - ela disse e logo a Ji Bom apareceu timidamente atrás dela.

__Tudo bem, Ju. - falei e ela fez um reverência e saiu. - Oi, Ji, tudo bem? - perguntei-a sorrindo e me levantei ainda perto do Suga.

__Sim! E com você? - ela perguntou-me animadamente, nessa última semana eu consegui falar com ela e fomos juntas até uma sorveteria, ela já conseguiu o emprego de volta, e por sorte é assistente de outro médico.

__Bem também. - respondi-a. Como ela reagirá ao saber que somos meia-irmãs?

__Não era um jantar em família? Ela é parente de vocês? - o Yoongi perguntou fitando-me confuso.

__Não que eu soubesse, cunhadinho. - a Chaeni respondeu-lhe mais confusa ainda.

__Calma, calma! Vocês vão saber de tudo logo. - disse tentando os acalmar e a campainha toca novamente, dessa vez, Sra. Chy foi abrir.

__S/n! - minha mãe disse vindo em minha direção e interrompendo a Sra. Chy que já havia aberto a boca para lhe anunciar, mas ao invez disso ela só fez uma reverência e saiu.

__Mamãe! - disse e a abracei rapidamente.

__Chaeni! - ela disse e foi até ela a abraçando, em seguida fez o mesmo com o Zen, a Saky e o Yonhen. Depois de uns cinco minutos a campainha tocou novamente, era o meu pai. Então com todos aqui logo fomos a sala de jantar.

__Ok, sem mais delongas, acho melhor irmos direto ao ponto de termos chamado todos vocês aqui, certo? - meu appa falou e todos concordaram, a Ji estava tremendo, então lhe lancei um olhar de: "Calma, vai ficar tudo bem", ela pareceu se acalmar. - Então o assunto é... É que eu preciso confessar uma coisa à vocês. - meu pai falou de cabeça baixa.

__Você... Você me traiu, certo? E a Ji Bom é fruto da sua traição, não é? - minha omma perguntou e nós a olhamos assustados, como ela sabia disso?! Eu não falei nada! Nem para o Yoongi, aliás, nem para o Yonhen, que nem saber falar.

__Como você - meu appa começa, mas é interrompido pela minha omma.

__E bem simples, você nos chamou a casa de uma de nossas filhas para falar de um assunto importantíssimo e pessoal, só da família, e essa moça - ela apontou para a Ji Bom que abaixou a cabeça envergonhada. - Vem junto sem ser da família? As únicas pessoas que não são da família por sangue aqui, ou pelo menos pensávamos que não, são ela e o Yoongi, e ele é o namorado da s/n, então nem conta. - minha omma falou e todos nós nos entreolhamos boquiabertos. A minha mão descobriu tudo isso só com essas observações? Ela já foi do C.I.A. e esqueceu de contar, é?

__É... Exatamente isso... - meu appa confirmou cabisbaixo.

__E também foi por isso que estava tão bravo com o Zen a uns sete meses atrás, certo? - ela o questiona, estava tentando segurar as lágrimas, mas agora não deu e eu pude ver uma lágrima escorrer em sua bochecha direita.

__É. - meu pai diz e também caí em lágrimas.

__Então, resumindo, o seu pai traiu a sua mãe há anos atrás e aquela moça é sua meia-irmã? - o Yoongi perguntou/cochichou no meu ouvido.

__Exatamente. - respondi-o.

__Eu... Como assim?! Você traiu a mamãe e ela é nossa irmã?! - a Chaeni pergunta apontando para a Ji e interrompendo o Yoongi que iria me perguntar alguma coisa.

__Calma, Chaeni! Calma! Nada explica uma traição, mas isso foi a 22 anos atrás! - disse me levantando e tentando acalmá-la.

__Você sabia disso..? - minha omma perguntou me encarando.

__Sabia, irmã?! - a Chaeni perguntou-me chorando.

__Eu... Eu - quando eu iria dizer algo o meu appa me interrompe.

__Não! - papai responde por mim.

__Então... Como sabe a quantos anos foi? - o Zen pergunta olhando para a mesa.

__Ela só fez às contas, ela já estava muito apegada a Ji Bom, então é óbvio que saberia a idade dela! - meu appa diz me defendendo.

__Que bom! Você não iria saber de algo assim e iria esconder, eu te conheço filha! - minha mãe me diz e eu começo a chorar.

__Então, o que acontecerá a partir de agora? Já sabemos de tudo isso, mas o que faremos? A Ji é nossa irmã e eu super aceito tê-la como irmã, mas agora o que vocês vão fazer, mamãe, papai? - perguntei-os e a mamãe nos olhou, acho que ela já sabe o que fará. 

__O melhor é nós[…]


Notas Finais


O que a mãe da s/n vai decidir? Será que a Chaeni vai aceitar a Ji como irmã? O que está passando pela cabeça do jovem Zen?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...