História Todos nós começamos sendo estranhos - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Justin Bieber
Tags Romance
Exibições 61
Palavras 1.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello strangers! Desculpem a demora :'(
Boa leitura 💙

Capítulo 25 - 25- Agora é oficial


Justin Narrando:

Eu estava sentado na minha cama, pensativo sobre essa idéia de namorar com a Ashley, digo, eu vou ter que pedi-la na frente de todos? Seria mais certo eu levá-la para algum lugar especial, e pedir lá, aí depois que tem que reunir o pessoal pra gente contar a novidade. Isso está muito fora de cogitação, mas também não tem como cancelar, daqui uma hora eu tenho que estar lá na casa dela, e droga, eu preciso pensar em alguma coisa, não quero pedir ela em namoro na frente de todo mundo.
Eu vou ter que ligar pro Chaz, ele é bom com essas coisas.
Levantei e fui até meu celular, que encontrava-se em cima da escrivaninha. Mas essa porra estava descarregada. Onde está o maldito carregador? Comecei procurá-lo igual um louco e só fui achar dez minutos depois, caído embaixo da minha cama. Quando e como ele foi parar ali? Deixei a dúvida de lado e coloquei o celular pra carregar, demorou um pouco pra ele ligar e então eu disquei o número de Chaz, deixando no viva voz.

- Fala! - Ele disse todo entusiasmado - Eu já estou quase pronto. - Completou

- Somers, eu estava pensando...

- Ah, desistiu do namoro? - ele me interrompeu - Droga eu sabia, vou tirar a roupa.

- Calma porra, deixe eu falar.

- Tô deixando, diz aí.

- Eu queria bolar alguma coisa especial pra fazer o pedido sabe, só eu e ela. E depois a gente reúne e conta pra galera, não quero fazer o pedido na frente de todos.

- Ah sim. - Ele murmurou - Leva ela pra jantar e depois aparece aqui em casa.

- Mas daqui meia hora eu tenho que estar aí.

- Eu enrolo eles. Vem buscar a Ashley e você tem no máximo uma hora pra levar ela pra algum lugar.

- Mas onde eu vou ir, porra? - Falei nervoso - Não tem como fazer uma reserva em algum restaurante agora, tá muito em cima da hora. - Falei angustiado.

- Vou mandar a Jazzy e a Cait preparar alguma coisa na praia e em meia hora vocês vão pra lá, é o melhor que dá pra fazer. - Ele disse e eu assenti.

- Manda elas colocar vinho, frutas sei lá, e fala pra Jazzy não exagerar na decoração pelo amor de Deus. - Pedi e ele riu.

- Ok. - Chaz disse - Jazzy e Cait estão aqui já, vou avisar elas e quando tudo estiver pronto eu te ligo pra você vim buscar a Ashley, fechou?

- Beleza.

Ele desligou e eu suspirei, sabia que Chaz me ajudaria com isso, liguei o vídeo game e comecei a jogar esperando que isso fizesse o tempo passar rápido, mas eu estava ansioso, e isso é novo. Tão ansioso que eu decidi desligar a droga do vídeo game e preparar alguma coisa pra falar, me sentei na cama e peguei meu caderno, onde eu escrevia algumas músicas, eu costumava cantar as vezes mas só pra mim mesmo, e usava aquele caderno pra escrever algumas músicas.
Eu não sabia o que escrever, não tinha passado muitos momentos com ela mas o que nós tínhamos era o suficiente para que ela despertasse algo diferente em mim.
Estava concentrado nas palavras quando um som irritante me tirou o foco e eu levantei indo até a escrivaninha, vendo Chaz ligando. Atendi e ele já foi logo dizendo:

- Jazzy acabou de ligar e disse que saíram da praia agora, vão lá que tem um cara no quiosque esperando vocês pra levarem vocês até o lugar que elas prepararam. - E então ele desligou. Peguei o caderno e guardei dentro da gaveta, não teria tempo pra terminar isso.  Peguei meu perfume e passei no pescoço, em seguida passei os dedos por entre os meus fios de cabelos e corri para o carro, entrei nele e dei partida, chegando na casa de Chaz eu nem desci do carro pois o pessoal iria me fazer entrar, apenas liguei para Chaz e antes que ele atendesse eu desliguei, ele entenderia o recado.
Eu não estava muito formal, usava uma calça jeans escura e uma blusa da mesma tonalidade, tênis branco e dessa vez decidi não usar boné. Quando olhei pra frente, a porta da casa foi aberta e Jazzy saiu de lá sorridente vestindo um vestido preto e rodado, Caitlin vinha atrás com um cropped branco e saia florida. Mas quem me chamou a atenção foi ela. Com um vestido branco, tomara que caia, rendado. O cabelo dela estava solto e as pontas caíam em cachos, Ashley não usava maquiagem, mas estava linda mesmo assim. As três vieram até o carro e eu desci do mesmo, Ash me abraçou e eu retribui, dando-lhe um selinho rápido.

- Divirtam-se e voltem em uma hora por favor! - Cait disse abraçando Ash e eu assenti então Jazzy se despediu dela e entraram.

- Você está linda. - falei sorrindo e ela corou.

- Obrigada.

Abri a porta do carro para ela entrar e depois fiz o mesmo, dirigindo até a praia, chegando lá, entrelacei nossas mãos e segui até o quiosque que Chaz me indicou, e como dito, lá estava um homem a nossa espera, me apresentei como Justin e ele sorriu nos levando até o lugar. Fiquei surpreso, em trinta minutos elas fizeram tudo isso? Havia uma mesa e duas cadeiras, no chão tinha pétalas de rosas, tinha taças e um champanhe em cima da mesa, no chão havia um pano e uma cesta daquelas de piquenique.

- Sintam-se a vontade, eu irei trazer a refeição. - Ergui a sobrancelha confuso, mas optei por ficar calado. Ashley tirou as sapatilhas e eu fiz o mesmo com os tênis, sentindo a areia quente nos meus pés, levei ela até a mesa e puxei a cadeira para ela sentar. O tempo estava fresco e o único som era das ondas, estava bem melhor do que eu imaginei.

- É lindo! - Ash disse encantada e eu sorri, estava surpreso, não esperava que em pouco tempo elas conseguiriam fazer tudo isso.

O mesmo cara voltou com uma sacola do mc donalds e eu quis rir.

- Eu não acredito. - Murmurei segurando a risada e Ashley riu.

- Bom apetite. - Ele nos serviu o lanche e saiu. Olhei pra Ashley e ela sorriu.

- Sinceramente? Você me conhece bem. - Disse então mordeu o lanche me fazendo rir.

- Nao estava nos meus planos a gente comer hambúrguer. - Falei sincero e ela riu.

- Mas eu prefiro hambúrguer. Sério é muito bom! - Disse com uma expressão satisfeita.

- Que bom que você gostou. - Falei meio sem graça, não sabia que ele ia trazer um lanche, mas ela parecia ter amado isso então não me preocupei muito. Enchi nossas taças com champanhe e nós brindamos. Assim que terminamos de comer eu decidi que era a hora pra falar, também porque tínhamos apenas trinta minutos e eu queria aproveitar o máximo possível.

- Acho que você já sabe porquê disso tudo né? - Pergunto meio receoso, eu não sabia o que dizer. Ash limpou o canto da boca com o guardanapo e assentiu sorrindo fraco. - Eu vou ser breve pois não temos muito tempo. Não faz muito tempo que você começou a tomar conta dos meus pensamentos... - respirei fundo - Eu acredito que nada acontece por acaso, e você não entrou na minha vida atoa. Eu gosto muito de você, sério, eu nunca me senti assim antes, você despertou em mim algo que eu não sei explicar.Eu gosto de você. Gosto de tudo que envolve você. Gosto da sua voz, do seu cheiro. Gosto do seu sorriso, sua risada, seu jeitinho. Caramba, eu realmente gosto de você!  - Ela sorriu e então eu coloquei a mão no bolso, tirando dali as alianças que Jazzy me ajudou a comprar. - Ashley, eu estou nervoso, sério, eu não sei o que dizer, mas você me está me fazendo um bem enorme, e quero levar isto a diante, quero que você me dê uma oportunidade de te fazer feliz e... - Ela riu fraco e eu sorri sem graça - Aceita namorar comigo?

- Óbvio que sim! - Ela sorriu largo e então eu me levantei e ela também, abracei-a forte e então selei nossos lábios, em seguida abri a caixinha e peguei em suas mãos, colocando a aliança ali e depositando um beijo depois. Ashley sorriu encantada e então ela colocou a aliança em meu dedo, eu me senti estranho olhando aquele anel de compromisso, mas ignorei essa sensação e a beijei.

Agora é oficial. Ashley é minha.


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...