História Together at Random - Capítulo 110


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Fifth Harmony, Lucy Hale, One Direction, Sasha Pieterse, Shawn Mendes, Shay Mitchell
Personagens Ashley Benson, Camila Cabello, Harry Styles, Lauren Jauregui, Lucy Hale, Sasha Pieterse, Shawn Mendes, Shay Mitchell
Tags Babies, Camren G!p, Emison, Hashley, Sashay, Sashay G!p, Shawncy
Visualizações 60
Palavras 750
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


^^

Capítulo 110 - Criminal


Fanfic / Fanfiction Together at Random - Capítulo 110 - Criminal

5 meses depois, o tribunal de justiça de Los Angeles havia marcado o julgamento de Josh Duhamel, que até aquele momento não tinha uma defesa, pois nenhum advogado quis pegar sua causa. Sendo assim, o réu passaria a fazer sua própria defesa perante ao juiz ou então optar pelo voto de silêncio.

O dia que o martelo da justiça cega dos homens e, que iria inocentar ou condenar o suspeito, tinha finalmente chegado. Todas as testemunhas de acusação compareceram sem ao menos hesitar, e nenhuma defesa foi proferida desde então.
A audiência e os jurados acompanhavam sem sequer perder algum detalhe dos relatos das testemunhas e do réu, Josh Duhamel, que mantinha uma pose de bom moço. Uma jogada de mestre para ser inocentado das acusações!, diria um criminalista.
Haviam alguns cochichos rolavam de vez ou outra, mas que nada atrapalhasse o andamento daquele julgamento que já passava de 3 horas de duração. Logo o advogado de acusação, Chris Evans chamou a testemunha chave que conviveu com o réu e sua quadrilha durante 24 horas por dia. Então a testemunha levantou-se da plateia, aproximando-se da bancada e em seguida o oficial, Oded Fher junto com uma bíblia nas mãos, manifestou minutos depois.


- Chace Crawford, você jura que irá dizer somente a verdade e nada mais que a verdade?
- sim.

Respondeu o jovem ator, com uma expressão séria enquanto encarava diretamente para o acusado, que engoliu em seco. No instante seguinte, o promotor começou a narrar coisas irrelevantes e talvez fora do contexto, confundindo assim a linha de raciocínio do corpo de jurados.
Depois da narração inicial do promotor de defesa, Choi Siwon, o advogado de acusação, Chris Evans, seguiu fazendo suas perguntas para a testemunha chave, Chace Crawford.

- Sr. Crawford, onde você estava na noite do primeiro sequestro da pequena Amy Pieterse Mitchell?
- eu estava sob a proteção do consulado americano em Londres.
- e porque o senhor pediu proteção do consolado americano na Inglaterra?
- porque eu estava marcado para morrer.
- quem tinha interesse em matá-lo, Sr. Crawford?
- Josh Duhamel e sua quadrilha.
- hm... e por qual motivo, o Sr. Duhamel queria vê-lo morto?
- porque fui eu quem deixou a pequena Amy na porta do apartamento de Camila Cabello e Lauren Jauregui, pois sabia que o elenco principal da série Pretty Little Liars, estavam lá!

Revelou Chace, causando um alvoroço na sala de audiência, fazendo com que o juiz manifesta-se irritado.

- silêncio! Ordem neste tribunal!!

Exclamou o meretissimo enquanto batia o martelo para que todos voltassem a harmonia que estava antes daquela revelação da testemunha chave, que deu uma breve encarada no réu e, este aparentava estar prestes à ter um colapso de fúria. Alguns minutos depois, o silêncio retornou a reinar e em seguida, o juiz voltou a falar.

- prossiga, Mr. Crawford.
- claro, excelência.
- ...
- Mr. Crawford?
- pois não?
- poderia nos relatar o que o senhor fez na noite em que abandonou a pequena Amy Pieterse Mitchell?
- perfeitamente...




Flashback On.:



Naquela noite fazia exatamente um mês da morte que minha namorada, Taylor Momsen. Taylor e eu nos conhecemos, quando ela já estava grávida de 3 meses. No começo, eu pensei que a gravidez dela tinha sido rejeitada pelo pai da criança, mas logo ela me contou toda a verdade por trás daquela gravidez.
Depois que fiquei sabendo de todo o plano de Josh Duhamel e seus aliados, eu e Taylor fugimos de Los Angeles. Porém quando Taylor estava prestes à completar 9 meses de gravidez, eles nos acharam e atiraram para matar, o que não deu certo. Já que só fez com que minha namorada entrasse em trabalho de parto.
O parto ocorreu bem, mas infelizmente Taylor veio a óbito depois de me fazer prometer que entregasse a bebê aos pais biológicos desta.


Flashback Off.:


- ... Taylor não tinha intenção de ficar com a bebê, ela havia me contado que assim que se recuperasse do parto e saísse do hospital, nós iriamos atrás dos pais biológicos da pequena Amy.
- estão vendo, meus caros jurados? Este jovem apenas cumpriu o último desejo da namorada, que fora obrigada a carregar um bebê que não era dela!
- ...
- agora eu lhes pergunto, meus caros jurados, que tipo de cidadão é o Sr. Duhamel? Que tipo de pessoa sequestra, insemina sem permissão da vítima e depois a obriga contra sua vontade a carregar uma criança por 9 meses, que não é dela?


Notas Finais


E o cerco continua se fechando! Será que Josh Duhamel irá ser condenado ou absorvido? O que vai acontecer nesse julgamento? Teremos alguma surpresa desagradável depois dessa? Então é isso pessoal, comentem se gostaram e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...