História Together at Random - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Fifth Harmony, Lucy Hale, One Direction, Sasha Pieterse, Shawn Mendes, Shay Mitchell
Personagens Ashley Benson, Camila Cabello, Harry Styles, Lauren Jauregui, Lucy Hale, Sasha Pieterse, Shawn Mendes, Shay Mitchell
Tags Babies, Camren G!p, Emison, Hashley, Sashay, Sashay G!p, Shawncy
Visualizações 204
Palavras 866
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


😱

Capítulo 57 - Secrets


Fanfic / Fanfiction Together at Random - Capítulo 57 - Secrets

De volta à Miami, mas necessariamente no hospital Hale Mendes, no consultório de Shawn Mendes, Katherine Langford já estava deitada numa cama enquanto acompanhava os movimentos do seu bebê ainda em desenvolvimento pela tela do monitor. Naquele dia, o casal Dytherine estava ali para descobrir o sexo do feto.

- e aí, Dr. Mendes? Qual é o sexo do bebê?
- bom...

Começou o médico, alternando seu olhar entre a tela do monitor e o casal.

- o que foi? Algum problema com a gestação da minha namorada?
- não é isso, é que...
- então o que passa?
- receio que hoje não poderemos ver o sexo do bebê.
- porque não?
- aqui está o bebê de vocês..

Falou o obstetra e pediatra apontando para a tela do monitor um ponto abaixo que havia no feto e, logo depois deu continuidade.

- ele está com as perninhas cruzadas, e isso impossibilita de vermos seu sexo. Sinto muito!
- e quando iremos ver?
- se tudo der certo, talvez na próxima consulta.
- entendo.
- obrigado, Dr. Mendes!
- disponha.

Então o casal Dytherine se despediram do médico canadense e depois saíram do consultório deste, indo em direção ao estacionamento do hospital privado.








(...)









Enquanto isso em Los Angeles, na área empresarial, mas precisamente na sede do Centro de Investigação Privada, uma loira de estatura média adentrou no prédio, segurando um bebê no colo.

- Boa tarde!
- Boa tarde..
- o Sr. Styles se encontra?

Perguntou a desconhecida para a secretária pessoal do investigador chefe e presidente dali, o renomado detetive, Harry Styles. A secretária estava tão concentrada em empilhar alguns papéis, que parou por um breve momento e encarou a suposta cliente, mas logo se assustou quando viu de quem se tratava.

- ai meu deus! Sra. Styles...
- desculpe-me pelo susto, Hailee.
- não, tudo bem.
- o meu marido está ocupado?
- não, senhora.
- obrigado.
- quer que eu anuncie sua chegada?
- não precisa.
- ok!

Concordou a jovem secretária assentindo para a atriz, e em seguida voltou ao seus afazeres. Então a mulher de estatura média, segurando uma criança de colo, entrou na sala da presidência, após dar duas batidinhas na porta do escritório.

- incomodo?
- oh my god!
- oi, querido.
- oi, meu anjo.
- gostou da surpresa?
- amei! Mas o que te trás aqui?
- o nosso pequeno Ali, estava com saudades do papai dele.
- só o Ali? Tem certeza?

Inquiriu Harry com uma das sobrancelhas arqueadas, causando assim uma gargalhada em sua esposa.

- bobo, eu também estava.
- mesmo?
- sim, nós nem aproveitamos o natal por causa daquilo.
- verdade, mas que tal aproveitarmos agora?
- acho uma ótima ideia.

Respondeu Ashley Benson sorrindo largamente para seu marido, que logo capturou seus lábios, envolvendo-os num beijo apaixonado e carinhoso.












(...)













Já em algum lugar de Londres, Inglaterra, numa mansão aparentemente abandonada, podia ser ouvida a intro da série Pretty Little Lies na versão piano, vindo do primeiro andar. Para algumas pessoas, a música em questão poderia ser considerada preferida de quem estava tocando-a, mas para quem escutava aquela melodia diariamente, chamaria de obsessão.









(...)









Um rapaz de terno azul entrou naquela sala sonora, e viu um homem de terno, porém este trajava um terno cinza. O homem de terno cinza parou de tocar o velho piano de calda, Yamaha branco, assim que viu seu cúmplice entrar no cômodo.


- essa música de novo?
- é a minha preferida.
- juro que não lhe entendo, JD.
- Zayn, pare de me chamar desse jeito.
- porque toca a intro da série delas, se quer destruí-las? Isso é tão contraditório, não acha?
- talvez sim, talvez não.
- as vezes acho que você é um Little Liar incubado, fingindo ser hater.
- não diga tolices, meu caro.
- isso tudo porque a Marlene te tirou do cargo de escritor chefe, depois de você vazar de caso pensado, o roteiro da sétima temporada?
- também, mas nós sabemos que não foi só isso que a King, me causou.
- a única coisa que eu sei, que você é mais podre do que a carcaça de porcos em decomposição. Quem te ver bem vestido assim, nem imagina que está por trás da legião de haters anti-Liars.
- tsc... o meu romance com Sarah poderia ter terminado em casamento, mas aquela sapata desgraçada da King, arruinou tudo!
- lógico, você quis vender os direitos autorais do livro para a HBO, mesmo depois que a Warner os comprou.
- escute o que eu digo, Zayn.
- hm...
- moverei céus e terras para destruir aquela série, principalmente eximar todos que fazem parte dela, matarei todos. De um por um...
- já não foi o suficiente fazer aquilo com Sashay?
- hahahaha....
- ...
- roubar os materiais genéticos congelados delas, foi fichinha para mim.
- você não é A.D! Você não é Deus, seu maluco!
- e você acha que eu desperdiçaria a oportunidade de ver aquelas duas sofrendo com o sequestro daquela criança, sem sequer desconfiar que Amy é filha biológica delas?
- você é um louco, JD! Um lunático, ou devo dizer, Sociopata?!


Notas Finais


Eita, porra! E agora? O que vai acontecer? Será que Zayn virou a casaca? Mas por qual motivo? E quem é J.D? Alguém se arrisca num palpite? Então é isso pessoal, comentem o que acham, me digam suas teorias e até a próxima!


Secret Ver. Piano.: https://www.youtube.com/watch?v=LwEFQE8oxLo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...