História Love Fight - Park Ji Min - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, Jimin, Shoujo
Exibições 65
Palavras 2.321
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oin,brotei! Tudo bom com vocês? Sentiram saudades? Eu sei que não :( kkkkkkkkkkoitada
Boa leitura ,leiam as notas finais por favor!

Capítulo 13 - 1.13 Angel?


– Se vocês não falarem eu juro que volto amanhã com meu pai para o Japão .-ameaço indo para o quarto ,os dois me seguem desesperados.

– Rebecca por favor para.Você sabe que as coisas não funcionam assim.-Jeongguk suplicou trêmulo.

– Eu vou falar que não estou sendo tratada bem.

– Qual é!?

– E que vocês não dirigem uma palavra com gentileza sequer para minha pessoa.

– Não acredito que vai fazer isso com o seu namorado e noivo…

– Vou sim! Aproveito e termino com você.

– Tá bom,a gente conta!

– Hyung!

– Park Jeongguk !

– Vão contar ou não?

– Não!

– Vamos!

– Se decidam.

– Eu conto, Jeongguk ,você sai.

– Eu já ia sair mesmo.-falou cruzando os braços e saindo .

– Bom,tudo começa em uma viagem para o Japão ,fomos lá onde te conhecemos, mas você não lembra era muito pequena.Por volta de 5 anos era a sua idade,eu ficava te encarando igual um bobo ,eu me lembro bem ,acho que era mais uma viagem de negócios do meu pai,nós estávamos nos divertindo na praia ,à frente da casa de férias…

– Jimin! Eu lembro ! eram vocês,agora eu sei o motivo do nome Kookie cair bem no Jeongguk ,caro Minnie…-sorri ao lembrar .

– Como?...

– Nos perdemos pois estávamos sozinhos e você cuidou de mim e de seu irmão ,como um irmão mais velho ! Você fez o mesmo tipo de promessa que semanas atrás! “ Está tudo bem ,huh? Não se preocupe.”-falei a última frase imitando voz a do possível Jimin quando criança.

– Está certa.-repousou as mãos em seus bolsos da calça.– Naquele dia ,meu pai falou que meu objetivo era te defender quando maior ,eu me lembro bem daquele rosto fofo que você tinha . Acredite ,isso é pura loucura, mas é nada mais que a verdade. Cresci emburrado com a ideia de proteger a tal Choi Rebecca In ,sempre recebia atualizações de como você estava ,e é incrível como esse pokémon evoluiu…-riu após a última frase.

– Como é que é?

– Se lembra daquela história de meus pais?

– Claro!

– Tudo está do jeito que está para essa tragédia nunca mais se repetir .

– Chim Chim ,quem faria isso?!-exclamei frustrada.Me empurrou na cama ,colocando seus braços a cada lado de meu corpo e aproximou seu rosto ao meu ouvido .

– As mesmas pessoas egoísta e mal sucedidas de antes.

–…-o olhei .

– Hora de dormir ,mocinha!-sorriu saindo de cima de mim e indo para o outro lado .

– Não quero dormir.-me levantei . E fui para a varanda ,me sentei perto da sacada e fiquei observando o local. Sinto falta daquele tempo ,nós passamos um mês juntos ,mesmo com meu pai quase nunca presente ,brincavamos na praia ,com a areia e a água ,Jimin sempre estava ali,me protegendo de qualquer coisinha ,ele sorria ,eu sabia! Esse nome e esse rosto eram familiares ,mas eu só lembrava bem os apelidos ,faz um tempo que me peguei pensando nessa viagem mas não associei com Jimin ! Como eu sou burra...aquele meu Minnie...o que me protegia ,e que vi derramando lágrimas quando me viu partindo para o Canadá .Wow ...que mundinho pequeno.Mas...o que Jimin fazia ali desde pequeno? Qual é a do nossos pais,nunca vi o pai do mesmo ,isso é esquisito e ainda está sem sentido .

Suspirei fundo e me concentrei ,passei a analisar as relações que eu já tinha percebido.

Eu sei bem o que Jimin passou quando pequeno ,seu pai foi morto por pessoas da concorrência comercial ,meu pai é um grande empresário bem sucedido,dono de um grande negócio e o senhor Park o conhece ,o tal padrasto de Park Jimin .Nenhum momento eu vivi com meu pai ,nunca sai com ele ,nunca enfrentei câmeras ou a mídia ,eu sou...sou oculta! Meu pai corre perigo ,junto com minha mãe e ele apenas está a me proteger,enquanto não declara minha existência no grupo Choi. E o senhor Park não é apenas um grande acionista ,eu já era prometida ao Jimin desde pequena ,e mesmo que ele não aceitasse a ideia ,ele foi cedendo ao amadurecer com o medo de ver tudo acontecer novamente,mais mortes e motivos para matar ,porque me raptariam e fariam meu pai entregar-se por minha causa,me mantendo longe seria o melhor jeito de nos proteger,mesmo eu ainda estando curiosa para saber a relação do meu pai com o Park ,eu preciso conversar com Jimin .

– Jimin ! -corri para o quarto fazendo-o se assustar.

– O que aconteceu?-falou vindo até mim.

– Eu descobri,eu sei de tudo!-sorri vitoriosa,mas logo desmanchei o sorriso ,era algo sério para apenas ficar feliz por ser a última a saber.

– Sobre o que?-perguntou trêmulo fazendo-se de desentendido .

– Aish! Não se faça de burro ,eu já sei que tudo sobre mim ,e eu não sei...mas isso aconteceu de repente ,acho que eu parei de levar tudo na brincadeira.

– O que você tem?...Olha as horas,venha dormir .

– Jimin! Eu quero saber a relação de meu pai com o seu.

– Para que quer saber isso logo agora?!

– Jimin ,não é hora para brincar.-falei firme.– Desembucha,você prometeu desde pequeno que ia me ajudar em tudo!

– Não posso falar.

– Qual é? Não vai contar?- perguntei o encarando .

– Já contei demais por hoje.

– Você vai falar.-andei para bem perto do mesmo que se afastou .– Eu falei para contar. Estou te dando uma chance.-permaneceu em silêncio ainda olhando em meus olhos,provavelmente estranhando meu olhar .O empurrei até a cama fazendo o tropeçar e cair na mesma.

– Para de brincar Rebecca .-reclamou irritado.

– Pare você de brincar! Você irá falar .-o ameacei .

– Não irei passar por cima das ordens de meu pai e nem do seu .

– Vamos ver...-sorri provocativa.– Então será a minha vez de brincar.-me pus em cima do mesmo,que se assustou reagindo com um impulso mordeu o lábio discretamente,ficou sentado se apoiando em seus braços.

– O-o que está fazendo ,crianças não brincam assim ,Rebecca.

– Se não me falar mais sobre nossa vida ,você quem receberá punições severas.-resmunguei apertando suas bochechas com uma das mãos.

– Isso dói.-gemeu de dor .Partiu meu coração ver aquilo.

– Sempre quis fazer isso ,mas não tive coragem .

– Choi e Park são… primos!

– Isso,bom garoto.-soltei seu rosto e sorri ,me ajeitei ainda em cima do mesmo dando uma pequena rebolada,segurei um de seus braços.– Continue.

– E Namjoon,não é só meu primo e seu ...ele é seu irmão!Não julgue pela idade de seu pai,mas Namjoon é a cara dele. E sim ele já passou por tudo isso que você passou!! E ele não sabia do tal casamento comigo ,e estava disposto a tirar você daqui se fosse um velho qualquer. Sabe,ele é bom na atuação. Mas prometa que se fará de desentendida ao te contarem …

– Isso é tão clichê ...o fato ,da personagem principal ser irmã daquele primo que te protege.-resmunguei de cabeça baixa.

– Yah! Isso não é um drama ou algo do tipo ,leve à sério.

– Obrigada por contar,desculpa trapacear .-falei referindo-me ao ter acabado de excitá-lo ,sai de cima e me curvei.

– Aonde vai?

– E-eu? -gaguejei fitando o chão.

– Está arrependida de ter jogado sujo? Não precisa ,eu até gostei .

– Sa-safado! Isso foi necessário.-falei indo até o mesmo e batendo em sua cabeça.

– Posso imaginar o que mais você pode fazer ,isso não foi quase nada.

– Não vai me provocar dessa vez!

– Posso tentar mais tarde talvez…

– Urgh! Quer morrer?-o encarei.

– Qual é…uma hora ou outra não vai ser só isso que vai me satisfazer …-senti meu coração acelerar.

– Não fale besteiras ! Vou para fora um pouco, pode ir dormir.-falei saindo dali cobrindo o rosto.

– Só pode ser louco ! Aish,o que eu vou fazer agora?- Falei colocando o dedo na boca mordendo-o levemente.Namjoon ...meu irmão? Isso vai ser esquisito daqui para a frente . Céus como eu pude ser tão ingênua ? Já tenho 19 anos ,deveria ter levado isso mais à sério ,preciso falar com Namjoon ,preciso ouvir isso dele.

Fui na ponta dos pés até a porta que dava acesso ao corredor com a intenção de não chamar a atenção de Jimin .O que não adiantou muito pois o mesmo levantou em um pulo e tapou minha boca ,me levou até a cama fazendo-me deitar ,não demorando em fazer o mesmo ,sorriu e apagou as luzes.

– O-o que foi isso?

– Eu sabia que você ia tentar sair ,então fiquei na espreita.

– Oh…

– Vamos dormir .-falou apertando minha cintura e colando nossos corpos .– Você está muito adiantada mocinha . Era para você deixar de ser a santinha amanhã e não hoje…

– Do que diabos está a falar?

– Você sabe bem.-gargalhou e beijou meu ombro.– Boa noite ,crescidinha.

………

Acordei com o barulho de Jimin se trocando ,me ergui e encarei o espelho que estava ao meu lado ,fiz um coque em meu cabelo e voltei minha atenção à Jimin,que estava bem arrumado ,com o aspecto de homem maduro,ri da sua cara e ele respondeu mostrando a língua.

– Se arrume bem ,vou daqui à pouco até o aeroporto buscar seus pais ,por favor escute minhas instruções.Não demonstre nenhum ato fofo ou infantil enquanto eles estiverem aqui,se comporte e haja como uma mulher madura como você fez ontem.-deu um sorriso malicioso e piscou.– Te vejo mais tarde.-saiu dali com certa pressa.

Me levantei e fui direto para o banheiro ,tomei um banho demorado ,lavei meu cabelo ,o sequei e penteei.Vesti um vestido justo com mangas de renda e calcei um salto alto ,fiz minha maquiagem um pouco mais forte que a de sempre e fui em direção à sala ,todos estavam bem arrumados e “decentes” ,Hoseok arrumava o local ,Jeongguk fazia algumas ligações e Namjoon estava sentado lendo algo,peguei suco e pus em um copo e passei a observá-lo e realmente ele tinha o jeito de meu pai ,apenas do meu pai ,pude concluir que não tínhamos a mesma mãe ,se bem que minha mãe sempre o recebia com carícias assim que nos encontrávamos, tinha paz estabelecida ali . Como eu fui tão irracional todos esses anos? Me sinto uma inútil agora…que droga! Bebi todo o suco e coloquei o copo na mesa com certa raiva ,acabando por chamar a atenção de todos eles.

– O que foi ruivinha?

– Nada ,Hoseok! Afinal...quando você chegou?

– Agora a pouca.

– Oh...entendo …

– Já sabe o que fazer não é?

– Sim,Namjoon Oppa, Jimin explicou.-abaixei a cabeça.

– Sabe...está na hora de conversarmos.

– Sobre o que eu já sei ?-fui até o mesmo e cruzei os braços na sua frente.

– G-gente ,vocês viram como ela está mais bonita?...-Hoseok por sua vez,pronunciou-se trêmulo ,vindo até mim .

– Não vem com essa agora Hoseok…-puxei sua orelha e fiz sentar-se junto a Namjoon, andei até Jeongguk e o puxei pela gola da camisa até os outros dois.– Por que esconderam uma coisa tão séria de mim? E você Namjoon ...porque não contou que era meu irmão?

– Ah...o-oras,porque eu não podia.-riu seco.

– Vocês não podem nada...não sei como vocês vivem com tanta coisa entalada na garganta.-massageei a testa.

– Nós precisávamos nos manter calados até hoje .

– Hum…

– Não fica brava ,e conversa com o Namjoon .-falou Hoseok levantando-se e puxando Jeongguk.Sentei ao lado de Namjoon que me olhou com certa desconfiança. Pulei em seus braços e o abracei forte .

– Me desculpa Becc...eu não queria esconder isso de você !-falou com voz chorosa.

– Está tudo bem ,Oppa.Agora eu entendo tudo ,tudo mesmo.Eu também te amo.-beijei seu rosto e sorri.

– Vai ficar tudo bem.-sorriu e beijou a ponta do meu nariz. A campainha tocou ,me levantei  e fui atender ,minhas pernas tremiam um pouco ,eu estava realmente nervosa ,destravei a porta girei a maçaneta e abri ,encarei Jimin primeiramente e ele respondeu com um belo sorriso,olhei para o meu pai e para minha mãe ,apenas curvei-me e dei espaço para todos passarem .

– Wow ,quanto você mudou ,o que aconteceu?

– Nada ,Aboji.

– What did she call you? Querida você não é assim.- minha mãe gargalhou me puxando para um abraço apertado sorrindo para o meu pai.

– Oh ,filho! -o mesmo exclamou indo até Namjoon o abraçando de lado .

– Aboji !! Como o senhor está?

– Este é Namjoon?-perguntou sorrindo para o meu irmão.– Como está mudado…

– Filho...ela sabe?-sussurrou meu pai na tentativa de não ser ouvido pelo resto das pessoas presentes ali.

– Sim ,pai.

– Pensei que ela ficaria em choque.

– Digamos que ela mudou da noite pro dia …-comentou Hoseok .

– Literalmente .-Jeongguk falou baixinho.

– Oh,Hoseok ,a quanto tempo não me contata?!

– Eu perdi seu contato ,senhor Choi.

– Vou te passar novamente...E aí ,todos estão bem?

– Sim .-respondemos em uníssono.

– E os noivos?-minha mãe perguntou sorrindo para Jimin.

– Oh,sim.-Jimin respondeu vindo até mim e erguendo nossas mãos no intuito de mostrar as alianças.

– Sim,mãe ,estamos bem.-sorri e abracei Jimin que reagiu meio sem jeito com a surpresa.

– Eu sabia que iam se dar bem…Jeongguk ,analisou os documentos que eu pedi?-perguntou meu pai.

– Oh,sim,estão aqui,consegui algumas pistas dos tais suspeitos.Vou te mostrar.

– Okay,obrigada.Só vou conversar primeiro com meus filhos .-sorriu e puxou Namjoon e a mim para a varanda da sala.

– Bom,eu sei que está confusa ,Rebecca,eu te conheço bem ,todos os dias que você passava naquelas escolas eu estava ali te olhando.Namjoon sabe bem disso.-falou pegando em minha mão.-Esse tempo eu não tive muitas notícias de você ,mas parece que você está em ótimas mãos, eu sabia que poderia confiar nos Park ,eu estou feliz por cuidarem bem de você,e estou orgulhoso de você, Namjoon.

– Appa!-exclamei chorosa ,Namjoon deu tapinhas em minhas costas .

– Meus filhos! Me desculpem ,o culpado disso sou eu!

– Pai,não fale assim...logo tudo isso irá acabar ,você verá.-consolou Namjoon,fiquei apenas calada. Terminamos de conversar e ele foi direto para o escritório junto com todos os garotos,ficamos eu e minha mãe sozinhas ,fomos para o meu quarto e nos sentamos para conversar.

– Oh,vocês dois são bem organizados.-falou observando o local .

– Nem tanto mamãe, Jimin é bastante complicado na hora da organização…

– Posso imaginar o que já fizeram aqui…

– Mãe! Não fale coisas desses tipos!

– Não seja tímida minha anjinha.

– Mãe, por favor…

– E aí… Ele é bom?

– Perdão?!...







Notas Finais


Preciso que vocês falem o que poderia melhorar na fanfic,por favor pessoinhas,falem o que vocês querem que eu coloque na fanfic .
Não quero fazer hentai :( me sinto desconfortável em escrever isso ...mas eu dei uma evoluída dessa vez (meio bosta ,mas eu tentei fazer o casalzinho ficar mais unido...)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...