História Together by the destination - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você, Originais, Os Instrumentos Mortais, Tina Jittaleela
Personagens Personagens Originais
Tags Alec, Apaixonados, Katherine, Miguel, Rachel, Rebeldes
Exibições 46
Palavras 2.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Orange, Romance e Novela, Slash, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá amadas,sei que demorei mas estou de voltaa! Aí está o capítulo, boa leitura! Espero que gostem!

Capítulo 6 - Eu ajudo ou nao ajudo?


Fanfic / Fanfiction Together by the destination - Capítulo 6 - Eu ajudo ou nao ajudo?

Miguel P.O.V

Tanta gente naquela escola de hospício eu tinha que dividir o quarto com uma garota? Por que tinha que ser  justo eu? Aquela garota me irrita,me tira do sério.

Entrei na boate " Moon Night",vários jovens estavam dançando na pista de dança ao som alto da música eletrônica,caminhei até uma porta com as escritas "Welcome Will Jungle Of Marijuana" abri a porta e entrei a fechando em seguida,vários jovens espalhados noiados de tanto fumar maconha,tinha lésbicas se beijando,vi uma garota masturbando dois rapaz ao mesmo tempo tinha até uma mini-roda onde havia uma disputa entre dois idiotas para ver quem é mais viciado,caminhei em direção á um rapaz de jaqueta preta que estava sentanum num sofá bebendo vodka,ele é meu amigo.

Marcus:E aí,Campbell? –Falou me cumprimentando.

Miguel:E aí Roswell?–Falei retribuindo e me sentado ao seu lado.

Marcus:Conta aí, como está indo no "hospício"?–Perguntou dando um gole.

Miguel:Uma grande bosta.–Respondi.

Marcus:Ei,otário!–Chamou o garçom.–Traz uma vodka pro meu amigão! –Pediu observou o garçom sair,em seguida deu mais um gole.

Marcus Roswell e meu amigo e irmão pode não ser de sangue mas é meu irmão, eles é viciado (Vocês sabem em quê) as vezes quando está sombrio ele me entende tanto que hoje ele exagerou um pouco..ele tem a mania de chamar qualquer um que conhece pelo sobrenome.

Marcus:Continuando,cara parece que você vai passar a vida toda naquele "hospício".–Falou fazendo aspas com os dedos.–Quem é o idiota dessa vez?–Perguntou.

Miguel: Não é "um" idiota,na verdade é "uma" idiota.–Respondi com ar de suspense e Marcus sacou na hora.

Marcus:Porra,Campbell! É uma garota?–Perguntou surpreso.

Miguel:Sim.–Respondi.

Marcus:Cara,pela primeira vez na vida você está com sorte.–Comentou.–Vem cá, me diz:Ela é gostosa?–Perguntou malicioso.

Miguel:Porra,Roswell! Ela é irritante!–Falei,nesse momento o garçom entregou a vodka e saiu em seguida.

Marcus:Pelo menos é gostosa?–Perguntou.

Miguel:Eu não pretendo transar com ela,cara!–Falei dando um gole.

Marcus:Deixe ela pra mim então. –Pediu.

Miguel: Pode pegar a vontade.–Falei dando risada.

Marcus:Cara,me dê um "cigarrinho" aí? –Pediu.

Miguel:Opa,também vou fumar!–Falei pegando dois maços de ”cigarro"(maconha),entreguei um para Marcus.

Marcus:Valeu,cara!–Falou pegando um isqueiro do bolso e o acedendo.

Miguel: Passa aí o isqueiro!–Pedi pegando o isqueiro.

Macus:Mano,você tem notícias do Tyler e Peter?–Perguntou.

Miguel:Não,o Tyler deve estar por aí pegando umas vadias né. Você sabe como ele é.–Falei dando risada.

Marcus:Tem razão,tomara que ele não engravide a garota.–Comentou rindo.

Miguel:Agora é sério,eu vim aqui pra beber, fumar  e não ficar falando sobre a vida amorosa do Tyler.–Falei dando mais um gole.

Marcus:Tem razão.Vamos beber!–Falou pegando o copo com vodka.

Peter:E aí, parças!–Falou caminhando até nós. –Miguel? Você está sumido,irmão! –Falou me cumprimentando.

Marcus:Veja só Campbell! É só falar no diabo que ele aparece.–Falou apontando para Peter.

Peter:Vocês andaram falando de mim? Como eu amo vocês!–Falou fingindo de gay.

Miguel:Sai pra lá! Que gay,cara!–Falei rindo.

Marcus:Você é ruim imitando um gay.–Comentou.–Você quer o "cigarrinho"?–Perguntou.

Peter:Passa aí,estou precisando mesmo. –Pediu.

Marcus:Campbell, dê um para o Heinrich. –Pediu.

Miguel:Porra,Roswell!–Reclamei pegando o "Cigarrinho" do bolso o entregando para Peter.

Peter:Valeu!–Pegou o "cigarrinho".

Ficamos ali daquele jeito bebendo e fumando,jogando conversas fora.

Miguel:Ae vagabundos,tenho que cair fora.–Falei meio bêbado olhando pro meu relógio de pulso era 21:49–.Continuem com as suas putarias.–Me levantei.

Marcus:Fala sério, Campbell? –Perguntou com a voz mole por ter bebido muito.

Peter:Está cedo,fique mais um pouco.–Pediu.

Miguel:Tenho que ir seus idiotas! Esqueceram que me internaram num hospício?–Perguntei.

Marcus:É mesmo! Esqueci que você fugiu.–Falou rindo.–Vaza,seu mané. –Falou dando um gole.

Peter:Volta pra sua cela.–Debochou.

Miguel:Tchau, seus putos.–Falei e saí dali.

Cheguei no portão da escola subi e pulei me levantei em seguida,caminhei até a entrada da escola como se nada tivesse acontecido,vi dois hippies tocando violão perto de um quarto e um garota também hippie cantava continuei caminhando até chegar na porta com o numero 203 entrei e tranquei a porta,a garota dormia tranqüilamente,tirei meu tênis e meu casaco o joguei no chão a garota se remexeu. Caminhei até ela para ter a certeza de que ela não acordou,a surpresa me pegou....ela é linda,pude ver seu rosto limpo sem aquele lápis preto a deixava linda ela dormia feito um anjo,quando me dei conta minha mão já estava em seu rosto o acariciando. Tirei minha mão temendo que ela irá acordar e se deparar comigo,por sorte ela não se remexeu,então apenas sussurrei.

Miguel:Durma bem.–Sussurei baixinho.

Suspirei aliviado pois não tinha paciência para encará-la ali em plena noite,caminhei até minha cama e me joguei de vez eu realmente estava morto...literalmente morto,Fechei meus olhos e dormi.

Autora P.O.V

No dia seguinte de manhã.

Katherine P.O.V

Acordei com o barulho do maldito despertador como sempre,não sei por que eu ainda não o joguei pela janela. Me levantei da cama virei para olhar vi que Miguel ainda dormia o ignorei,caminhei até minha mala peguei umas roupas(uma calça jeans normal e uma blusa preta normal),entrei no banheiro me troquei  escovei meus dentes,passei lápis preto penteei meu cabelo optei em fazer um coque em seguida saí do banheiro.

Miguel ainda dormia,bufei peguei minha mochila caminhei até a porta a abri dei uma ultima olhada em Miguel e saí dali,eu não posso negar que ele é realmente lindo...sim ele é MUITO lindo só não entendo por que ele nunca aparece com alguém.

Rachel:Kath!–Chamou acenando,juro que eu vi a mão dela por que estavam um bamdo de brutamontes no corredor.–Vamos?–Perguntou indo até mim.

Katherine:Sim.–Respondi.


Eu podia jurar que por um momento eu esqueci que a Rachel é minha vizinha, não sei explicar é melhor eu ficar mais atenta e parar de ficar viajando,enquanto eu e Chel caminhavamos para o refeitório tomar café o Alec chega.

Alec:Olá, amadas!–Falou nos abraçando.

Rachel:Você demorou heim Alexander!–Reclamou desfazendo o abraço.

Alec:Nossa,Chel com ciúmes? Que fofa!–Falou a abraçando.

Rachel: Que ciúmes ?–Perguntou arqueando a sobrancelha.

Alec:Tá parei!–Falou desfazendo o abraço.

Rachel:Idiota! Vamos comer logo!–Falou.

Katherine: É vamos logo.–Falei.

Eu,Rachel e Alec terminamos de tomar nosso café e subimos para a sala 12 em seguida,era Sociologia.

Miguel entrou na sala sem pedir licença,se sentou no fundo e ficou olhando pela janela,essa visão me fez lembrar da conversa de ontem com Rachel.

Katherine:Chel.–Chamei.

Rachel:Oi?–Perguntou sem tirar os olhos da professora.

Katherine: Me conte sobre o Miguel. –Pedi,Rachel se virou para mim surpresa.

Rachel:O quê? –Perguntou quase gritando.–É embaraçoso,não sei se você irá entender.–Falou suspirando.

Katherine: Chel,por favor me conte.–Pedi.

Rachel:OK.–Falou,suspirou e continuou.–Miguel tem um passado triste que o afeta muito,a mãe dele está em depressão e vive com a avó dele.–Falou pausadamente.

Katherine: O que levou a mãe dele a ter depressão?–Perguntei.

Rachel:Ouvi dizer que a mãe pegou ele com um revolver na cabeça prestes a se matar....por sorte a ela conseguiu desarmá-lo.–Falou.

Eu fiquei em choque,mas disfarcei.

Rachel:Após aquele episódio ele passou a usar drogas, a mãe entrou em depressão e resolveu colocá-lo numa escola interna na esperança de que ele volte ao normal.–Falou.

O quê? O Miguel usa droga? Não,não! Não pode ser verdade!

Katherine:O quê? Você está brincando?–Perguntei pálida.

Rachel:Kath,você está bem?–Perguntou mostrando preocupação.

Katherine:Sim,estou bem.–Falei.

Rachel:Não,Kath. Você não está bem! Você está pálida.–Falou.

Katherine: Eu sou assim mesmo.–Menti.–Não se preocupe,Chel.–Sorri.

Rachel apenas assentiu mas sua preocupação estava clara em seu rosto,sem entrar em detalhes a próxima aula era de Física o professor se chamava George Clark,a aula foi uma bosta mas minha mente estava ocupada a procura de Miguel. Como assim? Ele não apareceu? Por quê será?

De repente a porta se abriu,aí estava ele...Miguel acompanhado de uma senhora.

Diretora:Com licença Sr. Clark,este aluno é desta turma. Pode entrar Campbell. –Ordenou a senhora,Miguel apenas deu um sorriso cínico para a diretora e entrou.

Prof.George:O que aconteceu?–Perguntou.

Diretora:Vamos conversar ali.–Pediu,o professor apenas assentiu.

Prof.George:Alunos,vou alí conversar com a Hamilton já estou voltando. Quero que vocês façam o dever no livro pagina 136.–Falou e saiu da sala em seguida.

Olhei para Rachel que já estava a ponto de fazer o dever e Alec se juntou a ela.

Alec:Vem,Kath! Vamos fazer o dever com a gente.–Chamou.

Olhei para Miguel que estava olhando para a janela com os fones no ouvido, em seguida voltei meu olhar para Alec.

Alec:Katherine,você vem?–Perguntou.

Katherine:Er...vou na secretária, estou com dor de cabeça. –Menti.

Alec:Coitadinha,pode ir.–Falou me entregando um papelzinho.

Rachel: Kath,tome o remédio e vá descansar. Deixe que eu e Alec damos um jeito no Clark.–Sorriu.

Alec:É verdade! Deixe com a gente,vá descansar.–Falou dando uma piscadela.

Katherine: Obrigada.–Agradeci,me levantei peguei minha mochila e saí da sala.

Eu me senti mal por ter mentido para Chel e Alec,eles não mereciam isso mas foi a única dois que me veio á cabeça.

Enquanto eu caminhava no corredor sem querer ouvi a voz da diretora.

Diretora:....Então pegue leve com ele,a mãe dele está em estado de depressão o pai ninguém sabe. Então a avó pediu para que o neto seja emancipado. –Falou.

Meu Deus! A situação de Miguel é complicada,o que eu faço? Eu ajudo ou ignoro ele? Meu coração começou a acelerar as batidas.... Ouvi uns passos se aproximar e saí dali.

Corri para longe possível,não queria ser pega por eles....corri para fora da escola e acabei no jardim,resolvi me sentar na grama assim mesmo,aliás não tinha ninguém alí.

Miguel tem uma historia triste,e ainda foi emancipado.... ele está precisando de alguém,eu sei apesar de ser ignorante,rebelde e drogado mesmo assim ele precisa de ajuda e.....eu...irei ajudá-lo.

Saí dali em seguida....


Miguel P.O.V

Então o nome da minha parceira de quarto é Katherine? Eu a vi pela janela,a vi sentada na grama ela parecia estar pensando em algo sério? Por que ela mentiu? Sim,eu ouvi pude ouvi a conversa dela com o gay sei lá se é gay,mesmo de longe eu consegui ouvir.(N.A Você tem o ouvido supersônico sabia? Fuii)
Algo mexeu com ela....vi ela se levantar da grama desaparecendo da minha vista.

Pra que eu estou me preocupando com aquela pirralha? Ah,não sei...em seguida o professor entrou na sala.

Prof.George: Alunos podem guardar o material.–Falou.

Esse estava fodendo a diretora ou algo assim para demorar tanto?
Me levantei já entediado desde a primeira aula,saí daquela sala de uma vez,preferi ir para o meu quarto do que ficar almoçando afinal eu estou sem apetite,subi para meu quarto...como sempre o corredor estava cheio de bando de adolescentes,apenas passei por eles até chegar no meu quarto abri a porta entrei e a fechei em seguida. Caminhei até minha cama larguei minha mochila no chão e me deitei na cama,fiquei olhando pro teto pensando na minha vida e no meu irmão Harry...sim eu penso nas últimas palavras dele...acabei adormecendo.

Katherine P.O.V

Fiquei o tempo todo dando volta no jardim da escola pensado no que eu acabei de ouvir...

"...Então pegue leve com ele,a mãe dele está em estado de depressão, o pai ninguém sabe. Então a avó pediu para que o neto seja emancipado."

Essas palavras ficaram buzinando minha mente,não saiam mais....

Resolvi voltar pro quarto,enquanto eu subia tinha a certeza de que ia ter vários adolescentes pelo corredor...pior que aí estavam os adolescentes...ignorei todos continuei caminhando até chegar na porta com os números 203 não esperei abri a porta e entrei de uma vez a fechando em seguida,suspirei aliviada. Me virei e vi Miguel deitado em sua cama...ele dormia serenamente eu caminhei devagar até sua cama,vi seu rosto mostrava cansaço misturado com tristeza..naquele momento eu senti...senti que eu devo ajudar ele....quero curar sua dor...fiquei ali observando cada detalhes de seu rosto...me peguei sorrindo. Por que eu estou sorrindo? Alguém sabe o motivo de seu estar sorrindo? Me diz...

Saí dali não queria ser pega por Miguel, resolvi descer de novo.Lembrei do papelzinho que Alec havia me dado o peguei no bolso traseiro da minha calça o abri.

"Kath,se não tever se sentindo bem me ligue ou mande mensagem xxxxxxxx. Bjs"

Peguei meu celular salvei o número de Alec em seguida mandei mensagem...

"Aalec,aqui é a Kath você poderia me encontrar no jardim?"

Não demorou muito e Alec respondeu.

"Claro,que horas?"

"Agora,pode ser?"

"Sim! Irei aí agora até breve."

Me senti aliviada mas por parte me senti culpada por ter mentido para Alec e Chel...

Caminhei até a porta olhei para Miguel por alguns segundos e saí dalí, desci do corredor a baixo quase correndo até o jardim,Alec ainda não chegou me sentei na grama fiquei observando os grupos de alunos cantando. Senti alguém tampar meus olhos saquei na hora quem era.

Katherine: Alec!–Sorri,ele tirou suas mãos de meus olhos fingindo decepção.

Alec:Você tem o dom de acabar com a brincadeira sabia?–Perguntou se sentando ao meu lado.

Katherine:Ah,Alec! Não me diga que você quer voltar a infância. –Falei rindo.

Alec:Nem pensar! Estou satisfeito em ser esse carinha aqui.–Falou apontando para si mesmo.

Katherine: Acham,acredito. –Sorri.

Alec:Kath,me diz...qual foi o motivo para você me chamar?–Petguntou um pouco preocupado.

Katherine: Er...–Tentei contar sobre Miguel,mas as palavras se recusaram a sair da minha boca.–Você é gay?–Perguntei disfarçando.

Alce:Era sobre isso?–Perguntou surpreso.

Katherine: Sim...–Menti.

Alec:Ok, digamos sou bissexual. –Sorriu.–Mas por que você queria saber? Está afim de mim?–Perguntou.

Katherine:Não, era só para saber mesmo..–Sorri.

Alec:Fale a verdade.–Pediu.

Katherine: Juro que e só isso. –Falei o abraçando.

Alec:Ok então, só queria dizer... pode confiar em mim se quiser.–Falou.

Katherine: Obrigada.–Falei ainda abraçada em Alec.

Me senti uma completa inútil por não ter contado para Alec sobre o que eu ouvi da diretora..me senti ainda mais culpada por ter mentido.

Continuei ali conversando com Alec até anoitecer,depois subimos para o refeitório jantar encontramos Rachel por lá, ficamos ali conversando por um bom tempo até que eu decidi subir pro quarto,me despedi de Alec e Rachel e subi em seguida,como sempre o corredor estava cheio de brutamontes continuei caminhando até chegar no me quarto,entrei fechei a porta em seguida vi que Miguel não estava mais dormindo peguei a toalha entrei no banheiro, fiquei 3 minutos tomando banho Fechei o chuveiro peguei a toalha enquanto me enxugava percebi que esqueci de pega minha roupa xinguei mentalmente me enrolei na toalha e saí do banheiro,me deparei com Miguel ele estava sentado em sua cama seus olhos estavam olhando diretamente para mim,ele olhou dos meus pés até minha cabeça eu senti minhas bochechas se queimarem de tanta vergonha e ele percebeu. Seus lábios formaram um pequeno sorriso de lado, eu o ignorei fui até minha mala peguei minhas roupas e voltei pro banheiro em seguida,me troquei rápido e saí do banheiro dessa vez Miguel estava deitado olhando pro teto,passei direto para minha cama e me deitei tentando dormir.

Miguel:Você sempre foi ignorante assim?–Perguntou.

Katherine: Igual você, boa noite!–Falei me virando para dormir,ouvi a voz de Miguel.

Miguel:Boa noite.–Falou.

Fechei meus olhos e acabei dormindo.


Notas Finais


Amadaaas preciso dos comentários de vocês para continuar a fic! Gostaram? Amaram? Odiaram? Não me deixem na mão,enfim comentem pleasee! Bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...