História Together for the Hell - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens Personagens Originais, Taeyang
Tags Incesto, Taeyang
Exibições 26
Palavras 2.739
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas, e minha primeira fic no site, e um Imagine com nosso oppa Taeyang maravilhoso e com incesto errr. Esse primeiro capitulo esta GRANDE, porque se o fedback de vocês for bom eu vou continuar e dar um final mais explicado, se não, ficara por isso mesmo.

Capítulo 1 - A sós


Fanfic / Fanfiction Together for the Hell - Capítulo 1 - A sós

  

Acordara no meio da noite assustada com os barulhos fortes dos trovões que ecoavam pelo quarto a fazendo se encolher a cada novo relâmpago que aparecia no céu. Olhou para o relógio ao lado da cama e via que ainda não passará das três horas, se levantou devagar da cama, caminhando para fora do quarto em direção ao quarto da pessoa que saberá que a essa altura dos barulhos da chuva já a esperava. Girou devagar a maçaneta do último quarto do corredor, e olhou para a silhueta na cama, admirou por um momento a forma como o próprio irmão conseguirá dormir tão tranquilamente aos sons dos relâmpagos. Se afastou de seus pensamentos quando um novo trovão ecoou pelo quarto a fazendo se assustar e correr para debaixo das cobertas onde o mais velho se encontrava. Perceberá quando os braços fortes do mesmo notou sua presença e a abraçou apertando e puxando-a para mais próximo de si, se afundou mais em seu abraço quando um novo relâmpago ilumiu o quarto, o cheiro agora da loção do mais velho impreguinava suas narinas a fazendo se sentir confortável e segura ali, ele alisou seu cabelo a aprendendo mais contra seu corpo e baixinho sussurou próximo a seu ouvido.
- Eu sabia que viria. Pode dormir princesa, vou te proteger dos trovões.

Se espreguiçou na cama e perceberá que já não se encontrava mais no quarto de seu irmão, olhou para o relógio ao lado da cama e via que já passava do horário da escola. Levantou apressada em direção ao banheiro, escovou os dentes da forma mais rápida a qual encontrou, colou o uniforme de qualquer forma, e desceu apressada pela escada quase a fazendo cair diversas vezes. 
- Onde vai __ ? - a voz de Taeyang ecoou pelo hall da casa a fazendo olhar irritada para ele por saber que nem ele nem seus pais se lembraram de a acordar.
- Para a aula, atrasada já que ninguém me acordou. - disse irritada enquanto caminhava para fora da casa. Se virou quando ouvirá que seu irmão ria como se estivesse vendo uma das melhores cenas de comédias em anos.
- Mas hoje é sábado __, não tem aula. - bufou irritada ao perceber que o mesmo dissera a verdade, fechou a porta atrás de si e caminhou em direção à cozinha esperando encontrar uma mesa posta de café da manhã, se assustou ao perceber que a mesma se encontrava vazia, e agora que perceberá a casa também parecia mais silenciosa, já que só se ouvia a voz do seu irmão que cantava do outro cômodo.
- Tae, onde está mamãe e papai? - Gritou da cozinha, enquanto procurava algo na geladeira.
- Eles não estão princesa, quando acordei só tinha um bilhete sobre a mesa dizendo que a vovó se encontrava doente e eles passariam o final de semana lá, deixaram dinheiro para a emergência e alguns telefones. - Taeyang dizia enquanto se aproximava mais de você, parou em sua frente, centímetros de seu corpo, e tocou de leve em seu nariz - E você princesa, está sobre meus cuidados, se comporte.
- Deveria dizer isso a você, já que sei hoje me deixará para ir alguma festa se embeber com seus amigos de Faculdade. - Taeyang se afastou de seu corpo, e suspirou por um momento ficando em silêncio como se pensasse em algo para dizer. 
- Vamos comigo então? - Olhou pra ele assustada, como se não estivesse ouvindo as palavras direito. Sempre tivera vontade de ir em uma festa de Faculdade, ou em qualquer festa, mas sempre foi impedida por um irmão que parecia querer criar uma princesa de Disney que passa anos trancada em uma torre e só sai quando um príncipe digno o bastante a liberta. 
Sorriu pra ele abertamente e o abraçou apertado em agradecimento, ouviu o falho riso que saiu dos labios do mais velho e sabia que o mesmo não gostava daquela idéia.
- Mas sem beber __, e sem roupas muito curtas ou provocativas demais, e nada de te pegar beijando alguém pelo canto da festa. 
- Vai me levar para que então? Para segurar vela pra você e suas putas? - Olhou para ele irritada, sabendo que o mesmo a queria lá apenas para não ter que deixa-la sozinha, bufou irritada a fazendo a formar o famoso biquinho a qual seu irmão parecia sempre usa-lo para lhe provocar mais. O mesmo riu ao perceber sua cara de brava e segurou seu biquinho como sempre fizera a deixando ainda mais irritada.
-Ok princesa, líbero a bebida, e talvez um vestido. - o abraçou mais uma vez, o qual a apertou contra seu corpo. Por um momento sentirá que aquele não era um abraço normal, que aquele não era um abraço de irmãos.

Havia passado a tarde olhando todas as roupas do closet, a qual Taeyang fizera questão de ver todas a qual experimentava, e sempre dizia não para todas elas. Já estava desistindo de usar alguma roupa que achasse bonita e que fizesse seu irmão aceitar, talvez devesse usar alguma burca, talvez o mesmo sorrise e dissese que sim para ela. Se afastou dos pensamentos quando olhou para uma caixa já quase no fundo do closet, se lembrou que o mesmo se tratava de um vestido que comprou para ir ao primeiro baile, mas teve os planos desfeitos por um irmão possessivo, que brigou com os pais quando descobrirá que ele não poderia ir junto. Abriu a caixa e tirou de dentro o vestido que ali havia, um preto básico, com alguns detalhes em prata. Vestiu o mesmo e ficou facinada pela cena que viu no espelho, estava incrível, o suficiente para dizer a si mesmo "até eu me pegaria". Saiu para fora do closet e Taeyang a olhava com os olhos brilhando.

- Então, como estou?
- Está... está incrível __. - Abriu para ele um largo sorriso, o qual retribuiu enquanto continuava a admirando no vestido.
- Posso ir com esse então? -Olhou para ele esperançosa, torcendo para que o mesmo fosse legal o suficiente para dizer sim. Ele soltou um longo suspirou e assentiu.
- Você está muito linda, não consigo dizer não. - Olhou para ele extasiada de felicidade, correu pulando para o closet, mal esperando para a hora de finalmente ir.

Já se passará das duas da manhã, já fariam quatro horas que estavam na festa. Era diferente do que imaginara, o som era alto demais, e todas as pessoas pareciam bêbadas demais para conseguir se manter em pé, se sentia cansada e com sono, precisava de sua cama. Perceberá que já fazia algum tempo desde que viu seu irmão pela última vez. Caminhou pela casa, tentando encontrar o mesmo e ao mesmo tempo tentando não pisar nos corpos bêbados espalhados pelo chão. Caminhou em direção ao Jardim da casa e viu de longe seu irmão encostado em uma das árvores, caminhou devagar em direção a ele, ficando mas próxima dele percebeu que o mesmo não se encontrava sozinho, estava na companhia de uma garota de cabelos longos, os dois não pareciam notar sua presença e sem querer ouviu a conversa dos dois.
- Quem é aquela garota que esta com você oppa? Ela estragou nossos planos de transarmos hoje.
-  É minha irmã, não se incomode com ela, ela é apenas um criança ridicula e mimada. E a gente pode transar aqui o que acha? - As palavras pareceram facas te perfurando, não conseguia acreditar que a pessoa a qual mais amava, que sempre cuidou de você, te ensinou a andar de bicicleta, que trocou o futebol para te ensinar a nadar, que te acolheu todas as noites de pesadelos, disera que você não passava de uma criança ridicula e mimada. As lágrimas já não conseguia controlar e os soluços fizeram com que os dois a sua frente percebesse sua presença, seu irmão a olhou assustado, e antes que pudesse dizer algo, você correu para fora dali o mais rápido que conseguiu. Saiu pra fora da casa e se encostou próximo a garagem. As lágrimas continuavam a descer sem fim. Se assustou quando alguém se aproximou de você a prensando contra o portão da garagem, tentou se debater mais a figura a sua frente era bem maior que você, abriu a boca para gritar mas o mesmo a tapou com os mãos. Estava escuro demais para reconhecer quem era. Mas sabia que não se tratava de seu irmão, não era a mesma altura, e nem o mesmo cheiro. Se assustou e se contorceu quando o estranho aproximou o rosto de seu pescoço e depositou um beijo sugando sua pele. Arfou de dor e agora as lágrimas de tristeza se misturavam a de assustada. Caiu para o lado quando percebeu que a figura a sua frente acabará de levar um soco caindo no chão, olhou para a pessoa a qual a salvou, se sentiu aliviada por ter sido salva, mas não se sentia grata sobre a pessoa que a salvou, na verdade, sentia tanto nojo do seu Salvador, quanto da pessoa desmaiada a sua frente.

Levantou rápido do chão, ainda com os olhos vermelhos das lágrimas, a qual renderia um enorme olheira amanhã. Taeyang se aproximou de você lhe oferecendo a mão para levantar, se afastou dele o máximo que pode, ainda com raiva e repulsa das palavras que ouvirá da sua boca a dez minutos atrás.
- ___ desculpa, eu não quis dizer aquilo de verdade, você sabe que é a pessoa que mais amo nesse mundo. Mas ela estava enchendo meu saco, eu queria apenas calar a boca dela. - ele dizia enquanto tentava se aproximar mais, você apenas se afastou o máximo que pode dele, sentia ódio, raiva de como ele pode dizer aquilo.
- Então chama a pessoa que mais ama de ridicula e mimada, apenas por uma transa? Você é nojento Taeyang, tão nojento que sinto nojo até de mim por ser sua irma. Eu odeio você.- Você gritou essas palavras na cara dele, sabia que isso o cortaria por dentro, sabia que ele nunca gostou que dissese que o odiasse, mesmo que fosse brincando, e sabia que agora essas palavras o atingiriam em cheio, como as dele o atingiu a minutos atrás. Ele a olhou com o semblante sério, e os olhos marejados, a puxou pelo braço com força e levou até a parte de tras da casa, aprensou com força contra parede enquanto segurava seus braços com força, força o suficiente para lhe fazer soltar um gemido de dor.
- Me solta Taeyang, esta me machucando. - Você se debatia contra ele, mas ele apenas a prensava mais contra a parede.
- Repete o que voce disse ___, repete a merda que você disse. - ele dizia aos gritos e seus olhos pareciam cada vez mais marejados, prontos para se derramarem a qualquer momento.
- Eu te odeio Taeyang, é isso que quer que eu repita? Eu te odeio. Agora me solta e me deixa ir embora. Pelo o que eu me lembro, você tem uma puta pra comer lá dentro. - Você dizia gritando, enquanto tentava se soltar do mesmo. Mas ele apenas a olhava irritado. Ele segurou seu rosto e a prensou com mais força contra a parede. Aproximou seu rosto e seus lábios do seu a fazendo se assustar com a atitude repentina, ele tentava forçar a língua em sua boca e você apenas se debatia contra ele, tentando sair daquele lugar. Ele apertou mais contra seu corpo, e empurrou a língua para dentro de sua boca. O beijo era diferente do primeiro que tivera, a língua de Taeyang parecia percorrer cada parte de sua boca, como se explorasse a mesma, era molhado e salgado pelas lágrimas que escorriam dos dois. Ele a pegou no colo entrelaçando suas pernas em sua cintura. O beijo estava bom demais para que você tivesse forças para parar, algo dentro de você ainda parecia alerta lhe dizendo que aquilo era errado e que vocês haviam ficado loucos, mas outra parte de você sentia que precisava daquele momento, e que indiretamente você sempre desejará  sentir as sensações que ele estava lhe proporcionando. Ele afastou os lábios dos seus, e te olhou com os olhos brilhando, te desceu de seu colo e pegou em sua mão caminhando em direção a sua casa. 
O caminho foi silencioso, como se ambos não quisessem dizer nada sobre aquilo, como se talvez ambos não tivessem bem o que dizer. Quando Taeyang abriu a porta da casa, ele fechou a porta atrás de você e segurou seu rosto novamente a beijando profundo, a pegou em seu colo e sem parar o beijo subiu com você pela escada. Abriu a porta do quarto dele com um certa dificuldade e a colocou sobre sua cama, se deitou sobre você novamente e aprofundou o beijo, enquanto suas mãos quentes percorriam seu corpo pelo vestido. Ele passavam as mãos grandes e quentes pela sua perna desnuda, a fazendo gemer entro o beijo com o toque. Ele abaixou os beijos pelo seus pescoço, dando leve toques com a boca a fazendo soltar gemidos baixos. Ele levantou devagar seu vestido, tirando o mesmo deixando a agora somente de lingerie em sua frente. Você se encolheu um pouco de vergonha de deixa-lo ver daquela forma, mas ele apenas sorriu pra você, e disse entre os lábios "Você é linda". Ele voltou a beijar seu pescoço e foi descendo os beijos pelos seus seios ainda sobre o sutiã enquanto o apertava com as mãos. Ele retirou devagar seu sutiã o dando a visão de seus peitos que agora já estavam eretos pelo toque do mais velho. Ele os abocanhou com vontade a fazendo soltar um gemido mais alto do que tinha soltado antes. Sentia a língua gelada dele percorrer todo o bico rígido do seu peito, era uma sensação que jamais sentirá antes. Ele foi beijando toda extensão de sua barriga e parou próximo a sua calcinha. Você recuou um pouco e olhou para ele assustada.
- Eu sou virgem. - Ele lhe olhou e deu um sorriso satisfatorio com o que acabara de ouvir. 
- Eu sei que é. Eu não vou te machucar. - ele tirou devagar o pano fino de sua calcinha e passou o dedo sobre sua intimidade sem penetrar. Abaixou a boca e depositou um beijo molhado sobre seu clitóris, fazendo com seu corpo se contorcesse de prazer com aquilo. Ele passou a língua por toda a extensão da sua intimidade, e lambeu um de seus dedos antes de penetra lo em você. Você arfou com a penetração do dedo dele, mas aos poucos se acostumou soltando gemidos finos atrás do outro, ele penetrou mais um dedo enquanto passava o dedão sobre seu clitóris. A onda de prazer percorria todo seu corpo, a fazendo a gemer cada vez mais rápido. Ele se afastou de seu corpo e retirou a calça e a cueca que usava, te dando a visão de seu pênis ereto, ele se posicionou entre você e passou o pênis sobre sua intimidade, enfiou devagar o pênis dentro de você, te fazendo arfar de dor.
- Você é deliciosa, tão apertadinha. - ouvir aquelas palavras fizeram seu rosto corar de vergonha, apesar do quão errado tudo isso parecia, você gostava das sensações que sentia, e sentia que mesmo que no seu subconsciente, sempre desejou seu irmão.
Ele empurrou o pênis com um pouco mais de força em você, a fazendo soltar um gemido alto que ecoava pelo quarto. Suas estocadas eram lentas mas prazerosas. Aos poucos a sensação de dor e desconforto foi passando e dando lugar a um prazer que parecia percorrer todas as partes do seu corpo. Você já gemia como louca sobre aquele quarto, e quanto mais seus gemidos aumentavam, mas as estocadas ficavam rápidas. Você já estava pronta pra chegar em seu ápice quando Taeyang empurrou com mais força o pênis para dentro de si, sentiu seu corpo se desfazer quando ele lhe fez gozar, ouviu um gemido rouco do mais velho próximo a seu ouvido, e sentiu quando um jato quente adentrou em você. Ele saiu de você e deitou do seu lado, colocando sua cabeça sobre o peito dele. Ele fez um carinho em seu cabelo e sussurou próximo a seu ouvido.

- Agora somos eu e você juntos contra tudo. Não quero ficar sem esse corpo jamais. Te amo princesa.


Notas Finais


Me deixem saber o que acharam para que possa continuar ou não.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...