História Together? Forever. - Camren - Capítulo 63


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Aventura, Camren, Drama, Romance
Exibições 792
Palavras 1.034
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 63 - Little Megan


P.O.V  Lauren

Foi nessa hora que o meu corpo ficou estático,não acredito que a bolsa estourou.Meu Deus a minha filha vai nascer,todos naquela sala parecia mortos de tão parados que estão.Mas rapidamente voltei ao voltar normal e peguei a minha mulher no colo,porra como está pesada.Ofeguei rapidamente mas consegui manter firme,comecei a correr com ela em meu colo e a Camila gemia ao mesmo tempo resmungava,coloquei ela sentada no meu carro e já fui entrando no lado do motorista.

- TOMA AQUI – Alejandro jogou para mim uma bolsa com os pertences de Camila e da nossa filha.

- Valeu Ale,te vejo lá.

- VAI LOGO MEU DEUS.

Me assustei com o grito de Camila e então arranquei com o carro,entrei na pista em alta velocidade e passava vários sinais vermelhos.Tinha gente que até buzinava irritado para mim,nem liguei apenas continuei o trajeto para o hospital.Senti uma mão de Camila apertar minha coxa com todas as forças e eu soltei um gemido dolorido,puta merda essa mulher vai me matar ainda.Suspirei aliviada quando parei em frente ao hospital.

- Chegamos amor.

- ANDA LOGO COM ISSO PORRA.

- Misericórdia – Peguei minha mulher no colo depois que sai do carro e entrei com ela lá no local,logo veio um enfermeiro com cadeira de rodas e eu sentei a minha mulher nela.Os enfermeiros correram com ela para alguma sala e então fui para a recepção já que vou pagar – Minha mulher entrou em trabalho de parto.

- Qual o nome?

- Camila Cabello.

- Oh sim – A moça sorriu e me estendeu uma prancheta – Assina isso e veja a forma do pagamento.

- Pronto – Estendi a prancheta.

- Obrigada senhorita Jauregui.

Dei de ombros e fui sentar na sala de espera,comecei a roer as unhas de tão nervosa que eu estou.Não sei que médico vai fazer o parto mas quero logo a minha filha em mãos,liguei para as meninas anunciando a chegada da pequena e a Dinah soltou um berro que pensei que ia ficar sem ouvido,logo desliguei a chamada alegando que as meninas estão vindo já.Avistei meus pais e os meus sogros entrando na sala de espera,acenei para eles me verem e os mesmo vieram em minha direção.

- Vai comer o dedo todo mesmo? – Minha mãe perguntou irônica já que eu estava roendo as unhas.

- MÃE – Repreendi  - To nervosa.

- Acredite,você não iria gostar de entrar lá – Alejandro negou com a cabeça – Um dia eu quis ver a Sinu ter a nossa Camila,mas eu acabei desmaiando.

- PELO AMOR – Fuzilei meu sogro – Eu vou desmaiar daqui a pouco se me contar os detalhes.

- Calma querida – Meu pai me abraçou com força – Vai ficar tudo bem.

[...]

Eu até perdi a conta de quanto tempo a Camila está na sala,as meninas até chegaram tempos atrás  e eu estou em pé andando de um lado para o outro.Meu coração está batendo tão forte que parece que vou desmaiar a qualquer segundo,já tomei praticamente o galão todo de água que tem no hospital.Que tortura meu Deus.

- Branquela eu vou meter um murro em você se você não ficar quieta – Dinah me ameaçou.

- Mas... – Não consegui terminar a frase por conta do soco que levei na barriga – Ai.

- Ta me tirando do sério – Dinah me fuzilou e eu me encolhi sentindo minha barriga doer.

- Olha só Laur,vai ficar tudo bem – Ally me deu um abraço e a Hilary acenou apertando meu ombro.

- Jauregay,você vai ser uma mãe tão bobona – Ouvi Vero dizendo e eu fuzilei ela.

- Quem você pensa que é? Você que fica babando pela Jennifer- Comemorei vendo a cara da minha amiga e ouvi a Dinah rindo – Girafa você também fica babando no Logan.

- Começou – Mani revirou os olhos.

- Sem briga meu povo – Lucy disse se intrometendo – Estamos no hospital.

- Lauren Jauregui – Ouvi alguém me chamando e é a recepção – Pode entrar na sala.

Arregalei os olhos e fui até o bebedouro,enchi mais um copo de água gelada e tomei em um único gole.Porra eu vou morrer de vez agora,praticamente corri pelos corredores depois que tomei a minha água.Finalmente vou conhecer a minha filha,avistei a porta e abri sem bater.Recebi olhares feios mas dei de ombros,meus olhos apenas focaram na pequena embrulhada nos braços da Camila.

- Oh meu Deus – Me aproximei – É tão linda.

- É a nossa cara,amor.

A pequena é branquinha da minha cor e tem varias pintinhas assim como a Camila,nossa bebê abriu os olhos e uma lagrima escorreu pelo meu rosto.Seus olhos são verdes assim como os meus,seu ralo cabelos lisos e sua boquinha moldada assim como o de Camila com um pequeno bico.Passei  meus dedos em sua barriga com muito cuidado como se ela fosse um diamante,de fato pra mim seria.Arranquei sua atenção pra mim e o seu nariz deu uma pequena franzida como a Camila costuma fazer,eu vou morrer de amores por essa pequena.

- É tão linda – Murmurei ainda apaixonada pela nossa filha  - Amor,você me deu o melhor presente.

- É o nosso presente – Sorrimos juntas – Qual será o nome dela?

- Eu andei pensando e teve um dia que você falou que acha lindo o nome Megan – Comentei e a Camila abriu um largo sorriso – Que tal Megan?

- Nossa pequena Megan – Camz deu um beijo na testa da nossa pequena.

- É hora de dar mamar a ela – A enfermeira disse sorrindo docemente.

A enfermeira começou explicar algumas coisas para a Camila e eu apenas babava pela minha filha de olhos arregalados,Camila abaixou uma parte da camisola liberando seu seio direito e colocou o bico na boca de Megan.Sorri mais ainda vendo a nossa pequena sugando devagar e ao mesmo tempo com intensidade querendo o leite só pra ela,gulosinha.A porta se abriu relevando meus pais,meus sogros e as meninas.Liam chegou do meu lado e eu peguei meu filho no colo mostrando a ele a sua irmã.

- Que fofa – Meu pai e Alejandro babava.

- Eu vou ser a madrinha – Dinah disse passando a mão nos ralos cabelos de Megan.

- Sai fora,eu que vou ser – Ally resmungou.

- VAI TE CATAR – Vero gritou – EU SIM QUE VOU SER.

- Começou – Mani revirou os olhos.

 


Notas Finais


Não velem nada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...