História Together Forever - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Futuro, Gemêas, Mistério, Vingança
Exibições 9
Palavras 1.053
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Fantasia, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


♥Mio♥
"O esconderijo perfeito para um monstro cruel e sem coração."

Capítulo 30 - Os olhos


O ventilador caiu e em segundos ele acertaria Jack, ninguém podia salvá-lo mais, pelo menos nenhum humano. 

Mio: JAAAAAACK! NÃO! 

Ele olhou para cima e entrou em pânico ao ver o ventilador se aproximar de sua cabeça e ele se aproximar de sua ruína. 

Não podia deixar ele morrer assim... Tinha algo que eu poderia fazer, não havia outra escolha. Fiz contato visual com Angel, que concordou comigo e juntas pulamos e empurramos Jack, salvando sua vida milésimos antes dela acabar. O ventilador atingiu o chão e destruiu algumas carteiras no impacto. Nós abraçávamos ele com força, todos nos olhavam confusos, mas aquilo era normal, utilizamos uma velocidade não humana.

Jack: Mio... Angel... O que aconteceu...? 

Nós o soltamos e o encaramos com nossos olhos vermelhos que brilhavam anormalmente e soltavam uma fumaça negra, estávamos sorrindo, mas não era um sorriso comum, era um sorriso largo e insano. Vimos que ele estava com medo, nunca nos viu  assim. Ninguém nunca nos viu assim. 

Mio: O ventilador caiu... Ainda bem que conseguimos te salvar... Se você morresse... eu me culparia para sempre...- Disse colocando as mãos na cabeça com um pouco de tontura e fechando meus olhos para desativar os poderes. Angel fez o mesmo. 

Por que você se culparia sendo que você não sente remorso ou tristeza com mortes? 

Aya: Vocês estão bem? Não me digam que vocês... 

Mio: Desculpe, não tínhamos escolha... 

Não lutem contra nós, vocês pediram ajuda agora iremos te ajudar. 

Jack: Obrigado por me salvar mas... vocês estão bem? 

Mio: Sim, só um pouco de tontura... 

Sam: Como vocês fizeram isso? Faltava menos de um segundo para atingir ele e vocês conseguiram salvá-lo. Nossa, vocês são demais.

Não, vocês são monstros... 

Angel: P-para... 

Sebastian: ...? Parar o que? 

Vamos lá, vocês não querem brincar de Dona Morte? É divertido.

Angel: Não...- Ela perde o equilíbrio e cai no chão desmaiada. 

Mio: A-angel...- Minha cabeça doía e meu corpo foi ficando fraco, eu caí igualmente a ela. A última imagem que eu vi foi Sebastian tentando acordar Angel e um vulto irreconhecível tentando me acordar também.

Sua tola, desperdiçou uma chance preciosa de dar um "sono eterno" para a culpada, ela continuará a te perseguir por um longo tempo se você não agir. Hehehe... Por que eu acabei nesse corpo e não em um mais... cruel? Sua irmã me divertiu muito naquele dia, uma chuva de sangue para todos os lados, eu achei que vocês eram promissoras, acabaram matando os próprios pais por puro egoísmo, mas agora ficaram mais egoístas ainda, pedem ajuda e não sabem arcar com as consequências... Se vocês não começarem a assumir as responsabilidades vocês serão as Belas Adormecidas, e não a culpada. 

No meio de tanta diversão VOCÊ decide ver como os outros "bonecos" estão lidando com a situação. 

Todos: Angel, Mio! 

Aya: Mio, está tudo bem? Eu estou aqui com você, seja forte, não deixe esse monstro te controlar. O mesmo para você Angel, seja forte. 

Estraga prazeres... 

Sebastian: Aya, você sabe o que aconteceu com elas?! 

Aya: Eu... sim, eu sei...

Sam: Do que você está falando? Que mostro? Você tá doida também? 

Aya: ... É.. complicado explicar... 

É melhor ficar calada... vão pensar que endoidou... Não que isso seja ruim... Pelo menos para NÓS né...

Jack: Tente, nós queremos ajudar. Por favor... 

Aya: Tá... Como já dissemos nossos pais eram cientistas e faziam muitos experimentos conosco, em um deles eles criaram monstros... monstros que acompanham e observam tudo que interessa para eles na vida das duas... Eles são incrivelmente poderosos, mas eles apenas podem observar e só agir quando alguém permite. Como se eles LESSEM os acontecimentos de um livro. Se cada comentário deles for levado a sério eles podem levar a vida de uma pessoa ao ponto de colapso.- Ela disse com a cabeça baixa, com medo deles não acreditarem nela. 

Sam: Isso parece muito como uma mentira, mas eu acredito em você, não acho que mentiria com um assunto tão sério. 

Jack: É, e os olhos delas agora pouco com certeza não eram humanos.

Sebastian: Sempre que olhava diretamente para os olhos delas eu sentia que milhões de pessoas estavam me observando... 

Aya: Muito obrigada por acreditarem. Essa escola tem uma infermaria não é?  

Jack: Tem.

Aya: Então vamos levá-las lá. 

Eles saíram da sala e carregaram Mio e Angel para a infermaria, no caminho eles encontraram o diretor da escola que perguntou o que havia acontecido, ao ver a sala em ruínas dispensou todos os alunos, encerrando o dia de aula. Alan chegou para buscá-las e todos foram para suas casas.

???: Você está bem princesa? 

Eu reconheço essa voz. 

Mio: Alan...? 

Alan: Sim, sou eu Mio. 

Mio: Por que você está aqui? 

Alan: Essa é minha casa ué. 

Aya: Ah, a Mio acordou? Vou chamar a Angel. 

Mio: Aya...? 

Alan: Então vocês realmente usaram os olhos... vocês precisam ser mais cuidadosas.

Mio: Nós não tínhamos outra escolha... Desculpa...

Alan: Tudo bem, suas irmãs já explicaram. Só estou preocupado com sua segurança...

Mio: Você sempre se preocupa demais, esses mostrou são poderosos, mas eles apenas podem agir quando alguém permite, então não há o que se preocupar. 

Alan: Mas e se esse alguém permitisse? Ele faz as coisas do jeito que ele quiser, ele manda em tudo por aqui. 

Mio: ELA manda em tudo, mas ela é gentil, não acho que os deixaria tomar conta de algo que ela criou, da HISTÓRIA que ela criou. 

Alan: Eu sinceramente não entendo o que você está falando... 

Angel: Vamos nos divertir um pouco? Minha cabeça ainda está cansada para pensar em tudo isso... 

Mio: Ah, Oi Angel. 

Angel: Oi!- Ela sorriu amigavelmente.

Alan: Acho uma boa idéia, estão com fome? 

Mio: MUITA.

Alan: Está disposta a me ajudar com o almoço? 

Mio: Sim! Mas já são quatro horas, não era pra Angel estar na aula de violino e a Aya na de basquete? 

Angel: Nós decidimos não ir hoje, estou exausta demais pra ir em outra aula...

Aya: E você era para estar na de teclado, né?  

Mio: Sim... 

Alan: Vamos todos tirar um dia de folga, anda que o almoço não vai ficar pronto sozinho. 

Mio: Tá!  

Os melhores momentos são quando esses monstros não estão por perto, aqueles três meses que eles não viram foram os melhores meses em um bom tempo... Ah, desculpe minha falta de educação, VOCÊS estão ouvindo não é?  

.

.

.















Notas Finais


Esse capítulo tem muitas mensagens escondidas, será que vocês conseguem entender a verdade por trás desses monstros? Coloquem suas teorias nos comentários! ♥♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...