História Together //Stefonnie - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Malachai "Kai" Parker, Malachai "Kai" Parker, Stefan Salvatore
Tags Bamon, Stefonnie, Tvd
Exibições 44
Palavras 1.367
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura meus amores❤

Capítulo 7 - Perdida...


Fanfic / Fanfiction Together //Stefonnie - Capítulo 7 - Perdida...

|Pov Bonnie |

O resto do trajeto foi sobre um silêncio mortal, quando chegamos me dirigi até o quarto e peguei o resto e minha roupa, eu não iria dormir com Stefan hoje, não depois de ele ter me acusado de querer Kai aqui.

-Não tem mais quartos disponíveis. - disse Stefan, parei de arrumar a minha roupa e olhei para ele.

-E como você sabe ? -pergunto ríspida

-Eu fui pedir um para mim mas Kai pegou o último. -respondeu com desdém.

-Não quero saber eu vou para outro hotel! -resmungo fechando a minha mala. Quando terminei o encarei novamente. -Stefan... a sua camisa. -murmuro preocupada com o nódoa de sangue que começou a manchar sua camisa.

-Merda! Ela está sempre atrás de nós. - resmungou pegando sua mala e fiz o mesmo. Saímos dos quartos as pressas e avistei Kai no bar, Stefan negou com a cabeça e pegou a minha mão me puxando para o carro mais próximo.

-Kai! -gritei com todas as minhas forças para que ele possa me ouvir e ele o fez. Os nossos olhares se cruzaram e ele ficou confuso mas antes que eu possa dizer algo Stefan já tinha me levado.

-Vai buscar ele! -grito me debatendo.-Por favor! -suplico. Ele me encarou com raiva e voltou para o hotel.

Se Rayna está aqui ela iria o matar!
Pus as nossas malas no banco de trás e esperei por eles rezando, segundos depois os vi correr em minha direção. Stefan se sentou no lugar de condutor e começou a conduzir em alta velocidade.

-Obrigado. -agradeço e toco sua mão suavemente.

-De nada mas por amor de deus faça algo. -pediu sempre olhando para trás.

Arranquei sua t-shirt, toquei sua cicatriz e comecei a murmurar um feitiço de última hora. Kai apenas nos observava e refletia.
Quando terminei o celular de Stefan tocou e o peguei.

-Alô. -digo nervosa.

-Então é verdade, a bruxinha está ajudando Stefan. - a voz de Rayna soou do outro lado da linha.

-Ouça bem o que eu vou dizer. -declaro.-Eu vou acabar com você sua...

-Querida antes que você acabe com a sua ameaça quero falar com Stefan se não se importa. -disse rindo.

Passei o celular a Stefan e disse que era Rayna , ele hesitou mas pegou.  Eles falaram por pouco tempo mas Stefan apenas respondia sim ou não ou que me deixou muito curiosa.

-Informações importantes ? -pergunto frustrada .

-Não , desculpa. -disse voltado sua atenção para a estrada. -Tenta comprar uma passagem para Rio de Janeiro. -acrescentou apontando para o celular.

[...]

Ultima chamada para o vôo 455 em direção de Rio de Janeiro...

Peguei a minha mala e me dirigi até o check-in, Stefan e Kai  estavam a minha trás mas não diziam nada.

[...]

O vôo não foi longo, e eu estranhei. Se estávamos fugindo de Rayna porquê estamos tão perto dela?

-Porquê ainda estamos aqui?-pergunto.

-Estamos a espera do nosso vôo para França. -disse calmamente.

-França? Isso é sério?! -digo contente mesmo depois de tudo.

-Paris. -acresentou Kai. -Sempre sonhei de ir a Paris .

Sorri ao ouvir seu comentário e me sentei ao lado de Stefan mas ele parecia perdido, confuso.

-Caroline está em perigo. -murmurou preocupado.

-Não! - digo acariciando seu rosto.

-Eu sinto que algo não esta bem.- declarou me encarando.

-Ela está bem.-digo firme.

-Se eu perder ela não terei mais ninguém. -disse dessesperado...aquilo tinha me magoado tanto.

-Você tem a mim. -murmuro aproximando nossos rostos, uma vontade de juntar nossos lábios me prendeu mas eu me afastei -Sempre terá .- olhei para o chão.

-Vocês são muito próximo. - disse Kai nos observando.

-Agora não Kai. - aviso e pego a minha mala. - O nosso vôo embarqua daqui alguns minutos. - acrescento caminhando até a sala de embarque.

[...]
 
-Bonjour et soyez les bienvenues.* - a recepcionista do famoso Hotel Park Hyatt Vendôme disse com um sorriso amarelo.

*Bom dia e bem-vindos

-Bonjour mademoiselle. -disse Kai desta vez. - On voudrait les clés pour nos deux chambre. - sorriu.

A mulher se virou e pegou duas chaves dentro de uma gaveta antes de nós entregar.

-Merci. -agradeceu Stefan pegando uma chave e as nossas malas.

Subimos de elevador e entramos no nosso quarto, um vez a porta fechada fui em sua direção e o beijei, ele retribuiu e me pressou contra a porta.

-Bonnie... -murmurou contra o meu ouvido. -Eu preciso falar com você. -acrescentou se afastando de mim.

-Eu fiz algo errado? -questiono me sentando na cama.

-Nos fizemos... a gente se envolveu e eu acho que... a gente deveria parar. -disse se sentando na cama.

-Continua. -sussurro com a voz quebrada.

-Nos viemos nesta viagem para fugir de Rayna e encontrar uma solução para mim mas invés disso a gente vai para cama e nada mais.

-Eu vejo... -digo sorrindo para não chorar . - Você tem toda razão! A gente nunca deveria ter se relacionado. -acresento me levantando ao ver ele se aproximar. -Eu deveria ter mantido distância mas não! Eu me apaixonei por você.  -confesso rindo sem graça .

-Bonnie...

-Não Stefan. Essa é bem feita para mim! Secalhar desta vez eu pare de gostar dos namorados da minhas melhores amigas.

-Para! -disse me abraçando.

-PARAR?! EU ESTOU DESTRUÍDA STEFAN! DEPOIS DO SEU IRMÃO EU PENSEI QUE NUNCA PODERIA GOSTAR DE ALGUÉM E AÍ VEIO VOCÊ! MAS VOCÊ AMA MINHA MELHOR AMIGA! SE METE NO MEU LUGAR. -grito tentando o empurrar mas ele era muito mas forte que eu.

-Eu nunca menti para você. -murmurou. -Eu sempre deixei claro que nos era só sexo! Você deveria ter me avisado que estava se apaixonando.

-Nos era só sexo?!Então me explica porquê depois da nossa primeira vez você murmurou "Agora eu tenho medo de te perder"?! E a nossa segunda noite em Porto Seguro?! QUANDO VOCÊ DISSE QUE EU ERA "SUA"? ! E porque os seus ciúmes por Kai ?! Me explica Stefan!

-Eu não sei! Talvez disse isso de boca para fora . -confessou sério .

-Eu estava tentando não me apaixonar porque eu já tive meu coração quebrado e eu prometi a mim mesma que nunca deixaria me machucar. -digo deixando lágrimas salgadas molharem o meu rosto. -Até para isso eu não sirvo. -acrescento enxugando minhas lágrimas. Peguei o meu casaco e sai às pressas do hotel.

As ruas de Paris estavam inodandas de mundo, andei sem destino e apercebi o Torre Effiel de longe. Me sentei num café e pedi um suco.
A conversa que tive com Stefan me veio a mente, soltei um suspiro e levei as minhas mãos até a minha testa.

Como eu não percebi que Stefan e eu não seria nada além de sexo?! Porquê fui logo me apaixonar por ele... um amigo de confiança, namorado da minha melhor amiga! 

Fui arrancada dos meus devaneios pela garçonete com o meu pedido, Peguei o suco da sua mão mas ao sentir o contato da sua pele senti um arrepio e tive uma visão estranha .

-Bonnie me ajuda! -gritou Caroline correndo em minha direção com a roupa manchada de sangue.

-Eu estou aqui. -murmuro mas ela não me ouviu e nem olhava em minha direção, ela olhava para trás de mim. Virei meu corpo e me vi, mas aquela versão de mim era maléfica, aquele olhar... Ela levantou a mão, cantou um feitiço e quebrou os ossos de Caroline fazendo com que ela caísse no chão. Gritei vendo a minha melhor amiga sofrer e me aproximei dela .

-Não me abandones.-gritou Caroline novamente. -Eu não tinha escolha! Ela tinha as minhas crianças como reféns... - urrou e a outra versão de mim avançou friamente até ela, se ajoelhou e a pegou pelo queixo.

-Eu o amava e você o levou para longe de mim... sofra as consequências.- disse sorrindo desdém e se afastou.

Abri os olhos brutalmente e larguei a mão da garçonete.

-Você... você é uma bruxa. -digo assustada. Ela olhou para os lados e me deu um papel com o seu número.

-Eu sei o que te preocupa... Rayna !- disse com uma expressão raivosa . -Eu vou ajudar você, ligue para mim as 17h -acrescentou voltado para as suas funções.




Notas Finais


Oi gente ❤ Desculpa pela demora mas para compensar o próximo cap vai chegar logo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...