História Tokyo Ghoul: Kurushimi - Capítulo 9


Escrita por: ~

Visualizações 48
Palavras 488
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Destiny


Fanfic / Fanfiction Tokyo Ghoul: Kurushimi - Capítulo 9 - Destiny

– Então é isso... – disse Tsukiyama, quebrando o silêncio que ecoava pelo esconderijo. – Sim. – respondeu Kaneki. – Como eu disse, gostaria de manter contato com todos e agradeço infinitamente por tudo que vocês fizeram. É muito egoísta eu exigir tanto de vocês assim, mas eu gosto muito de vocês para me distanciar tão facilmente. – Hinami abraçou Kaneki, que deu um leve sorriso. Kaneki e Hinami andavam pelas ruas como se estivessem livres e nada poderia tirar essa felicidade deles. Ao entrar, Kaneki viu uma face cujo era a última que esperava ver: Ayato Kirisihima. – ONDE ESTÁ AQUELE MERDA?! – dizia enquanto enforcava Roma, que apontou rapidamente para Kaneki na porta ao vê-lo. Ayato soltou a garçonete fazendo-a cair no chão e respirar ofegantemente. Hinami tentou correr para ajudar Roma caída, porém Ayato a chutou para longe, cujo Kaneki segurou a mesma. A porta para o segundo andar estava aberta e havia sangue pelas escadas. Kaneki pulou para cima de Ayato desferindo múltiplos golpes, fazendo com que o mesmo quebrasse o vidro da sacada e ficasse de pé na borda. – Eu não pretendia machucar ninguém quando entrei aqui, mas infelizmente fui forçado por que achei que estavam escondendo você. Mas enfim, foi divertido. – limpou as mãos sujas de sangue com um pano branco. – Eu só vim aqui para lhe dar um aviso. Todas essas pessoas não são quem você acha que são. Kanou está te dando uma última chance de se juntar a Aogiri, e eu sugiro que você a aceite. Caso contrário, iremos te marcar como inimigo e matar você, e logo após, todos desse lixo de lugar. Pense bem. – Ayato pulou e correu para cima do prédio da Anteiku, pulando para os outros para ir embora. Kaneki correu para ver de quem era o rastro de sangue nos andares acima, cujo ao chegar no topo, sentiu seu corpo gelar. Era o cadáver de sua mãe. Haviam resquícios de violação sexual claramente notáveis. Ao chegar perto do cadáver, Kaneki percebeu...

ela estava viva.

– Desde o último envolvimento que tivemos com o Eyepatch, conseguimos claramente ver que ele está trabalhando junto com o Gourmet e alguns outros ghouls desconhecidos. Se juntarmos tudo o que eu disse, cada vez fica mais claro que Kaneki Ken é o Eyepatch, e a Binge Eater era a garota que tentou devorá-lo. – Amon disse olhando para os papéis, desviando o olhar para Hide. – Nagachika, gostaria de te perguntar algo..... caso eu realmente esteja certo... eu deixarei Kaneki Ken em suas mãos. – Hide arrepiou. – Sua fama de investigador estará em suas mãos, junto com o destino de seu melhor amigo. Não vejo possibilidade de deixá-lo vivo, afinal ele é um ghoul. Sugiro que pense em alguma coisa. Talvez ele possa ficar na prisão de Cochlea como um "informante" para nós. Ao menos você não precisará matá-lo. – Amon se levantou da cadeira, chegando perto de Hide e colocando a mão em seu ombro, e indo embora junto com Akira. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...