História Tomando Coragem - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Edolas, Lucy, Nalu, Natsu
Exibições 243
Palavras 1.638
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


---->Finalmente postei as ones o/ como nesse site eu tenho que ficar postando 1 por 1 jaja cada one vai te nas notas finais os links das outras ones @-@ E HOJE MESMO TEM FIC NOVA SENDO POSTADA AEWWW \O/

Capítulo 1 - 1


Natsu estava andando carregando algumas ferramentas para arrumar seu carro, precisava relaxar, então nada melhor do que arrumar seu belo carro. Estava muito pensativo nesses dias e isso envolvia sua colega de guild, Lucy Ashley. Há algum tempo a loira estava agindo diferente consigo, já não mais implicava com ele, muito menos batia em si, o que o deixava um pouco triste, mesmo sem entender o motivo.

Mesmo sendo alguém muito covarde próximo à loira, sentia falta da atenção que ela dava a si, se sentia um pouco masoquista por sentir saudades dos golpes da loira, mas era o único jeito dela estar ao seu lado lhe fazendo companhia, ou claro, quando ela lhe pedia carona para algum lugar, mas ele sempre ficava em silêncio, mesmo estando um pouco mais corajoso dentro do carro, nunca sabia o que poderia dizer a ela.

E nessas horas se arrependia por nunca ter falado nada no carro, estava com saudades da companhia da mesma, mas jamais admitira isso em voz alta já que era tímido demais quando estava próximo a ela. O único jeito de falar com Lucy sem gaguejar seria dentro do carro, mas ele ficava em silêncio no mesmo, e se sentia o maior dos idiotas por ser assim tão covarde.

Estava arrumando seu carro tão distraidamente que nem percebeu que havia alguém próximo a si, tanto que quando essa pessoa lhe cutucou fez com que o mesmo tomasse um grande susto e pulasse, por sorte, ele não gritou, já seria ruim demais aquilo para sua masculinidade. Quando virou para ver quem era ficou surpreso por ver era Lucy quem lhe encarava sem esboçar nenhum tipo de emoção.

-L-L-Lucy – o mesmo falou gaguejando e se amaldiçoando por isso, ficando rapidamente envergonhado por ver a loira próxima a si depois de tanto tempo.

-O mestre falou pra você pegar uma encomenda lá na cidade, aqui o endereço - Falou a loira entregando o papel e dando as costas.

Natsu precisava agir, sabia que não conseguiria falar com a loira fora do carro, então abriu a porta e sentou dentro do mesmo fechando a porta, assim se sentindo mais confiante e disposto a fazer o que queria e não desperdiçaria esse momento, já que não sabia quando haveria outro.

-Você quer ir comigo? Afinal se eu precisar falar com alguém vai demorar mais - Falou Natsu sério de dentro do carro vendo a loira virar para encara-lo - E se for algum carregamento talvez precise de outro carro, não sei o mestre não dá nenhuma informação também nesse papel – Falou meio irritado encarando o papel que só tinha o endereço e um “vlw” escrito.

-Tanto faz - Falou a loira indo para o outro lado entrar para o lado do passageiro.

Natsu esperou a loira entrar no carro e deu à partida, ele não podia ficar em silêncio o trajeto todo, precisava saber o que estava acontecendo, queria entender o sumiço de Lucy em sua vida, então sem tirar o olhar do volante começou a puxar assunto.

-Ultimamente você anda sumida - Falou o rosado sério sem encarar a loira.

-Estava treinando e pensando um pouco - Falou a loira com uma voz de tédio.

Natsu deu uma olhada para o lado vendo melhor em como a loira estava vestindo, usava uma calça preta colada em seu corpo, um par de botas marrons e uma camisa regata branca com um decote generoso, seu cabelo estava um pouco maior estava na altura dos ombros não havia crescido muito desde que havia cortado.

-Pensando sobre o que? - Perguntou Natsu curioso.

-E desde quando preciso te dar satisfações da minha vida? - Perguntou Lucy ignorante para o rosado.

-Desde quando você sumiu da minha vida e parou de falar comigo - Respondeu Natsu bravo vendo a expressão supressa da loira – Por qual motivo parou de falar comigo?!

-O que?! Você sempre reclamou da minha presença e agora você vem e fala que esta com saudades?! – Questionou Lucy ficando irritada - Para essa merda de carro.

-Não - Respondeu Natsu sério.

-Eu vou pular se você não parar - Ameaçou vendo o rosado ceder e parar fazendo com que ela saísse do carro.

-Por que esta fugindo de mim?! Não sou eu que geralmente faço esse tipo de coisa em sua presença?! - Perguntou ele ainda dentro do carro vendo a loira fora dele irritada - Achei que você era a corajosa, a que mostrava aonde era o meu “lugar”, mas não, você não passa de uma garotinha que está fugindo de uma conversa.

-Eu estou fugindo?! Todo dia você reclama do meu jeito com VOCÊ todo santo dia! VOCÊ choraminga e me fala um monte gaguejando - Falou ela gritando - E eu estou fugindo?! Estou simplesmente dando o que você quer! Então para parar de encher meu saco, vou ficar enchendo o saco da Levy, pelo menos ela não fica choramingando.

-Voce quer que eu te elogie por ficar me provocando?! Qual seu problema? Por qual droga de motivo não consegue simplesmente conversar comigo normalmente?! Você só conversa comigo para me machucar! Fora isso não – Continuou o rosado soltando um suspiro - Eu só queria conversar normalmente com você.

-Então fale – Lucy falou se aproximando e o puxando para fora do carro, fazendo com que o rosado ficasse de volta a sua pose frágil e medrosa – Vamos, converse comigo Natsu! Está vendo? Você não consegue! Você só consegue fala comigo dentro desse maldito carro – Falou a loira o soltando no chão e dando as costas.

Natsu estava no chão apertando as mãos em punhos, estava fraquejando novamente, todo o seu plano estava indo por água abaixo. Sentia-se um inútil por ser tão fraco fora daquele carro, ser um covarde que não conseguia admitir seus próprios sentimentos, sim ele sabia a um tempo que estava apaixonado pela loira.

Desde o dia que viu sua outra versão com a mesma soube que amava a loira, ver Lucy tão próxima e a vontade com sua outra versão o fez sentir ciúmes e raiva do outro rosado, pois se sentiu um lixo por não ser como o outro e ter a mesma confiança que ele tinha com a Lucy de sua dimensão, bom, pelo menos eles conseguiam conversar. Já ele ficava com medo e tímido ao tentar fazer o mesmo, mas não queria que aquilo continuasse a atrapalhar sua vida, precisava dar um basta em sua fragilidade para não deixar aquele sentimento acabar.

-Volte aqui! – Ele gritou surpreso por não gaguejar vendo a expressão surpresa da loira também - Nossa conversa... Ainda não acabou!

-Mas para mim acabou - Falou a loira seca.

-Por que você faz isso comigo?! Não vê como é difícil para mim ficar próximo a você?! – Perguntou Natsu ainda encarando o chão.

-É por que você tem medo de mim – Falou Lucy cruzando os braços e ficando um pouco chateada.

-Eu amo você – Falou Natsu surpreso consigo mesmo por não ter gaguejado ao falar aquela frase, porém sabia que não conseguiria continuar falando então sentou no banco do carro e puxou folego - Desde que vi você junto ao outro Natsu eu percebi que amava você, eu ficava irritado e enciumado ao ver vocês juntos. Eu queria sua atenção apenas para mim como sempre foi. Eu gostava de ser sua primeira opção em todos os momentos, me sentia especial e gostava de ficar próximo a você, claro que eu preferia não ficar apanhando, mas era o único jeito de você me notar.

-Natsu... – Lucy falou se aproximando do rosado que ainda encarava o chão mesmo sentando no banco.

-Sei que sou um covarde fracote fora desse carro, mas eu realmente amo você, tudo em você – Falou ele abrindo um sorriso fraco - Pareço um idiota falando essas coisas não pareço?! – Ele deu uma risada amarga - Mas me sinto melhor em ter me declarado, sabia que seria rejeitado, mas precisava lhe dizer o que sentia.

Natsu soltou um suspiro já esperando o pior, mas ficou surpreso ao sentir seu colarinho ser puxado e a loira selar sua boca contra a dele. Ficou completamente em choque naquele momento, mas aproveitou por estar dentro do carro e a puxou pela nuca fazendo com que ambos caíssem para dentro do carro sem interromper o beijo.

O beijo era selvagem assim como Lucy, o rosado se sentia completamente satisfeito em ter a loira em seu colo lhe beijando, jamais imaginaria cena melhor do que aquela, ainda mais por estarem dentro do carro aonde Natsu tinha total confiança e coragem para seus atos. Logo a vontade de respirar foi feita presente, fazendo com que ambos se separassem e o rosado pudesse ver o sorriso da loira aumentar e ser completamente malicioso.

-Achei que nunca iria admitir que me amava, você demorou demais idiota, achei que minha ideia de  se afastar não ia funcionar – Falou Lucy vendo a cara de incrédulo do rosado fazendo com que ela risse - Eu nunca pensei em parar de lhe provocar, mas há um tempo já estava percebendo seus sentimentos, mas não queria que fosse eu a tomar a inciativa, então eu forcei sua declaração, porém não se preocupe, você é completamente correspondido e agora está na hora de você compensar a demora pela sua declaração – Falou a loira dando um beijo no pescoço do rosado que ficou envergonhado - Vamos ver se dentro desse carro você pode me surpreender.

O rosado abriu um sorriso malicioso e inverteu as posições ficando por cima da loira que sorriu com isso ao ver Natsu tomando uma atitude. Ele voltou a beijar a loira e fechou a porta do carro com o pé, afinal a ideia da encomenda havia sido mera invenção para o rosado lhe convidar para sair, mas isso não precisava ser dito naquela hora já que tinham coisas mais importantes a fazer.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...