História TOMDAYA One shot's - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tom Holland, Zendaya
Personagens Tom Holland, Zendaya
Tags Tom Holland, Tomdaya, Zendaya
Visualizações 116
Palavras 696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLAAAR🌠🌠🌠🌚

Capítulo 5 - Distância


Fanfic / Fanfiction TOMDAYA One shot's - Capítulo 5 - Distância

Montreal-Canadá

A Neve era fria e densa através do vidro, tom observava a cidade enquanto bebia uma xícara de chá. Se joga na cama entediado. sente falta de seus amigos, sua família, tessa. especialmente de uma certa garota, essa qual foi impossível não enviar uma mensagem. Outra vez, como ontem

Mensagens on.

big ears: Hey Z...

15:34✓

z: fala Holland.

15:39✓

big ears: tô no tédio, posso te pertubar?

15:40✓

z: eu também, hoje não tem nada pra fazer. Então tanto faz.... O que têm feito?

15:40✓

big ears: gravando abessa. É legal, é o que mais gosto de fazer, porém.. é bem melhor com você.

15:40✓

big ears: s**

15:41✓

z: o pessoal aqui também tem sentido sua falta...

15:42✓

big ears: *suspiro* *abraço virtual*

15:42✓

z: acabei de lembrar que a gente se vê no mês que vem. Naquela premiação.

15:43✓

big ears: mas eu queria te ver agora...

15:43✓

z: tadinho ele tá carente..

15:44✓

big ears:😑

15:44✓

Mensagens Off.

O telefone tocou e era o porteiro perguntando se poderia liberar a subida destinada ao apartamento de tom

-quem seria?

-a senhorita pediu anonimato.

-ah...

-senhora, você não pode subir ainda... thomas ouviu o porteiro gritar do outro lado da linha

-que estranho.

Alguém batia na porta, pela impaciência de seu pulso. e por ter subido antes da confirmação do porteiro, thomas já imaginava quem era, será?

Ele abriu a porta e viu uma zendaya gritando "surpresa" balançando os braços

-Zendaya! Ele segurou ela pela cintura e a girou no ar.

-eu mesma!

-você tá aqui, o que tá fazendo aqui, no Canadá?

-eu vim te ver. Ela observou o lugar

-não acredito que voou três mil quilômetros pra vim me ver Z.

Ela sorriu dando de ombros

-só garantindo. Ele abraçou de novo.

Suas mãos estavam frias pela temperatura lá fora. Deixou um beijo nelas.

[...]

Tom estava sentado em sua cama com zendaya em seu colo de frente pra ele.

-tinha razão esse doce canadense é bom mesmo.. ela devorava o quinto pacotinho de chocolate

-como vão as gravações do filme? E a daisy, ela é gata?

-vão bem.. ela é muito bonita sim.

-hum..

-ciúmes?

-de você? não seje iludido, moço. Ela sorri, mas logo desfaz o sorriso suspirando cabisbaixa.

-ta tudo bem? Tom segura seu queixo.

-trevor me enviou uma mensagem ontem.. Zendaya ficou mais Cabisbaixa ainda e Thomas ofereceu o conforto do seu abraço.

z encaixou a cabeça na curva de seu pescoço fazendo tom se arrepiar com sua respiração quente.

-que merda thomas. não sabe o quanto sinto raiva de ficar assim por causa disso..

-não sabe o quanto o odeio por te deixar mal.

Não falaram mais nada, apenas sentiram o calor um do outro. tom gostava da sensação que a respiração pesada de zendaya causava sobre seu corpo. ele passou a fazer uma leve massagem nas costas da garota enquanto essa já dava beijos na região de seu maxilar. Deixou ali um chupão.

-Ai! que louca meu Deus.. tom levantou rapidamente em direção a um espelho. Notando a mancha roxa. Gritante

-coleman você é maluca. qual vai ser minha desculpa pra isso?! enquanto ele reclamava, zendaya ria de seu desespero.

Tom engatinhou por cima dela e atacou sua boca. Deixou seu corpo encaixar no meio das pernas da mesma já provocando um atrito nervoso entre seus sexos (🌚) zendaya tentava aproximar ainda mais seus corpos, como se fosse possível. Infelizmente o ar se fez necessário.

-até quando vai ser assim? thomas estava ofegante

-o que?

-vamos nos ver, ficar..e depois ficar bastante tempo sem se encontrar

-não faço ideia. mas quando finalmente nos encontramos..a saudade faz ficar mil vezes melhor, não acha?

-bem, Concordo

-tom,...vou embora amanhã.

Ele saiu de cima dela deitando ao seu lado. Cruzou os braços e fechou a cara.

-não fica assim ainda temos um tempo. Ela riu e se sentou no colo dele

-está impossível hoje Coleman. Prende as mãos à sua cintura e ela volta a beija-lo

[...]

-eu preciso ir tom. zendaya tentava se soltar do abraço apertado do britânico. Falta cinco minutos pro seu vôo partir.

-não quero que vá.

seu aspecto era triste. para Zendaya,se ficasse mais alguns segundos alí, desistiria. Deu um sorriso triste antes de dar um selinho em tom e ir em direção ao avião.

Tom observava pela grande parede de vidro o avião com destino à Los Angeles decolar. Zendaya o fez novamente. Mexeu com seu coração e foi embora.

Fim(sad)


Notas Finais


Até maisss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...