História Tomorrow never dies-Luke Hemmings fanfic - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 1.305
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - 14 Welcome Back


Fanfic / Fanfiction Tomorrow never dies-Luke Hemmings fanfic - Capítulo 15 - 14 Welcome Back

P.O.V.Bah  
Roçei a lâmina devagar pelo meu braço como uma linha imaginaria.
Precionei a lâmina  no mesmo com uma forçá indescritível e fui reabrindo os meus cortes.
Uma pontada de dor atravessou meu corpo, pudi sentir minhas mãos tremendo novamente.
Refiz o mesmo ato de uns segundos atrás.
Havia sangue escorrendo nas minhas mãos,  braço e em minha almofada.
Retomei as minhas ações com a lâmina, fui me cortando. Mãos trêmulas e lágrimas encheram meu rosto de dor ,tristeza e ódio do meu passado.
Enquando continuava  me multilar imagens vinham em minha mente, a dor que eu sofri com o abanodo dos meus pais, os anos infernais naquela clínica,  tudo veio a tona em minha mente , tudo o que conseguia ver estava desfocado, a dor aguda não escapava do meu  corpo e estava ali eu ,Barbara Cloé Clifford ,me cortando.
Lágrimas e um choro agoniado,  era só o que se ouvia naquele cômodo. 
Estava atordoada demais para ver ou testemunhar o que acontecia em volta de mim, até que a voz de alguém,  que pelo tom estava a chorar, me trouxe de volta a realidade .
Essa voz era? Era de Luke! Quando levantei minha cabeça, vi Luke com os olhos inchados a  chorar.
Luke correu até mim.
Em minha cabeça, tudo estava em câmera lenta ,ele correu até a mim e retirou a lâmina de minhas mãos trêmulas .
Me levantou e me levou ao banheiro em passos lentos e me ajudando a andar.
Ele limpou meus braços cobertos pelo meu estúpido sangue que escoria em meu corpo.
Sem brutalidade ele sentou me na sanitária ,pegou o kit de primeiros socorros e começou a me limpar com o tal soro fisiológico.
Aquele troço arde pra porra.
Luke viu meu sofrimento quando o soro pecoreu os meus cortes e segurou minha mão. 
Devagar o loiro repitiu o mesmo ato com aquela porra de soro.
Lágrimas surgiam novamente em minha face; depois que eu olhei o estado do meu braço.
Chorava descontrolada e senti braços envolverem este fragil corpo que aqui se encontrava. Luke fazia festinhas em meus cabelos me aconcheguei em seus braços.
Este me apreta mais a seu corpo, ficamos assim por alguns minutos até que sinto murmurar meu "apelido":
-esquentadinha... -disse Luke com a cabeca enfiada na curva do meu pescoço.
Mal terminou Luke de falar a frase que começou,meu coração já palpitava a milhões pela bronca que vou levar...
-Diga Luke...-pronunciei em um tom quase como um susuro.
Luke quebrou o abraço que estávamos e me encarou,suas iris cobalto tomaram conta da minha visão e fiquei 'hipnotizada' .
-você esta melhor?-sua voz me trouxe a realidade .
-sim...-disse eu cabeça baixa.  
-Por que fiz isto novamente?-disse Luke levantando meu rosto.
-lu-Luke, eu não sei o que deu em m-mim, só que...-disse já aos prantos.-depois que eu revi meu passado nos álbuns de foto..sei lá,  Luke, quando eu dei por mim já tinha a lâmina entre minhas mãos. -disse fungando de chorar. Luke limpou as lágrimas que se encontravam.
-Báh,  você prometeu que iria parar de se multilar...por favor
-Luke não  e tão  fácil assim...
-não, eu sei que não é facil... para você, mas tenta, você tem que se controlar...-disse Luke elevando o seu tom de voz, o que me deixou um pouco assustada. -você não machuca só a você,mas a todos em sua volta,seu irmão, sua tia,seus amigos e principalmente a mim...-disse Luke me encarando e pude notar uma lágrima escorrendo pela sua face.-você não gostaria de voltar aquela clínica ,gostaria? -perguntou ele. -Porque que se você não se controlar e parar também de tomar essa porcarias...- disse Lukey se refirindo aos remédios que se encontravam na caixa de primeiros socorros.
-É para lá que você vai voltar e eu não te quero ver naquele lugar e nem sequer ouvir falar sobre esse assunto...-disse Luke nervoso e se encontrava no mesmo estado que eu, chorando litros...
-Não Luke, é a ultima coisa que eu quero, é voltar para a clínica
-I know...-concordou Luke acariciando minhas mãos -eu não vou contar pro Mike sobre isso relaxa babe...mas se você continuar, não vai ter jeito, vou ter que contar. -disse Luke me ajudando a levantar e me abraçou.
Me sinto segura em seus braços ,estranho... O loiro me olhou e disse:
- É melhor tomar um banho, tirar essa negatividade de você.- disse Luke ao me olhar. -Relaxa,  eu limpo o quarto, vai relaxa um pouco...-falou Luke ao meu ouvido e me deu um selinho e fui fazer o que ele me mandou.

P.O.V.Aline 
#FlashbackAlgunsMinutosAtrasONN#
Estava terminado de me arrumar quando escuto a campainha.
-Aline o Ash chegou.-disse minha mãe. 
-Já desço.-disse eu.
Quando finalmente cheguei a onde se encontrava, Ash,  meu ele estava lindo com aquele treno #morta.
-Ali ali Aline...você esta linda. -disse ele balançando a mão na minha cara.
-anh? Oque ? Vamos!-disse dando meu melhor sorriso.
-vamos.
#FlashbackOFF#
Estávamos nos dirvetindo, dançando quando eu sem querer tropeço e quase caio  mas,Ash me segurou pela cintura e disse:
-Quer ir lá fora?-
Ascenti com a cabeça e fomos pro jardim no casamento.
-Está gostando ?-perguntou Ash.
-Estou a adorar esse tempo com você.-disse eu.
-Fico feliz. -disse Ash se aproximando de mim.
-Também...-disse eu.
Tentei não me perder em seus olhos,mas acabei deixando me levar pelo cachinhos dourados que se encontrava na minha frente. Senti uns lábios nos meus, pedi passagem e assim o fez.  Começando um  beijo intenso e viciante.
No fim do beijo, senti um sorriso em seus lábios e mordi o lábio inferior que fez ele me puxar mais pra si.

P.O.V.Luke  
Bárbara estava no banho, depois do que aconteceu por aqui ,troquei o seu lençol e arrumei sua cama ,guardando  todas os álbuns livros tudo o que relembrava o seu passado estava em seus  lugares .
Quando fui guardar uns de seus livros,ele caiu revelando um buraco na página onde encontrava aberta e lá continha mais algumas lâminas.
Peguei  todas as suas laminas e  coloquei em uma caixa e levei pro meu quarto. Quando voltei  ao quarto de Báh;  terminei de arrumar as coisas e a porta do banheiro  é aberta revelando a esquentadinha 
Ela estava só de roupão  e com o cabelo molhado.
Dirigiu ao seu armário  e ela mal notou minha presença  aqui e começou a se despir BEM NA MINHA FRENTE!
Eu fiquei ali ,parado que nem um espantalho, até que ela se virou, já  vestida e eu continuava a olhar pra ela.
-Nossa Luke, pela sua cara parece que nunca viu !
-não é  isso ,é que você se trocou  na minha frente.-disse eu indignado.
-qual o problema,eu estou no meu quarto ,o intruso aqui é  você. -disse Báh se sentando na cama.
-Cadê a caixa dos primeiros  socorros.-perguntei  a Báh.  
Ela apontou pra a mesma e  abri e com muito cuidado e limpei novamente seus  ferimentos  com o soro fisiologico com máximo de cuidado.
Peguei alguns band-Aids  e coloquei em seus cortes. Depois que acabei de cuidar da minha esquentadinha, ela deitou a cabeça  em meu colo e fechou os olhos.
-Cansou é? -perguntei. 
-Um pouco -disse Báh.  
-Ninguém mandou você voltar com isso.-disse eu olhando, em seus olhos cor de esmeralda.
-Tá;  eu mereço isso,pode continuar.- disse Báh. 
-Não, não vou. -disse a puxando para o meu colo.
-Mas eu mereço. -disse Báh. 
-Não você não merece. -susuro em seu ouvido. 
-Sabe de uma coisa que eu sinto falta?-perguntou.
-Do que ?-conclui.
-Do antigo Luke...o Luke de quando  éramos crianças. -disse Báh olhando em meus olhos.
Quando ouvi isso,fiquei feliz pois faz muito tempo que esse Luke foi embora...
-Também tenho saudades desse antigo Luke. -confessei, um sorisso apareceu em seu rosto.
-Depois do que aconteceu aqui,acabei esquecendo o motivo por ter vindo.- falei - vem vamos  comer.- chamei. Báh saiu do meu colo e fomos direto a cozinha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...