História Tones - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Original, Romance, Slash
Visualizações 8
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então, esse é o quinto capítulo.
O rapaz da capa é o Luke

Capítulo 5 - Subitamente Rosa


Fanfic / Fanfiction Tones - Capítulo 5 - Subitamente Rosa

Sean foi acordado pelo seu despertador as 7:00, como ele podia ter dormido praticamente um dia inteiro e ainda estar com sono? Esse era o superpoder de Sean Howard, estar com sono todos os dias 24 horas por dia.

Ele levantou e vestiu um suéter cinza, uma calça jeans e um all-star que já estava um pouco velho, mas Sean realmente estava pouco se lixando para isso.

Depois de se vestir ele tomou o seu café da manhã, escovou os dentes e organizou os seus materiais, hoje sua mochila estava especialmente pesada, pois no primeiro dia de aula da escola de ensino-médio dele eles levam todos os livros para a escola e os deixam no armário pelo resto do ano.

Sean estava pronto, ele percebeu que encima da mesa estava sua carteira de motorista, ele tinha recebido um ponto por ter atropelado Luke dois dias atrás, Sean não estava infeliz por causa desse ponto, ele na verdade estava até agradecido que não foi preso.

Sean pegou sua chave encima da geladeira e tirou o carro da garagem. A ida para a escola foi normal, ele já tinha decorado todo o percurso. As árvores, as casas, as ruas, elas permaneciam as mesmas.

Ao chegar na escola Sean percebeu que o prédio principal tinha sido pintado, era um tom de cíano muito bonito, Sean sabia que pelo menos algo tinha que mudar.

Após estacionar o carro, Sean entrou e, para a sua surpresa, Claire e Luke conversavam em um banco próximo à entrada da escola.

Luke continuava com o braço engessado, agora o gesso já estava totalmente cheio de assinaturas. Os dois conversavam como grandes amigos, eles pareciam estar se dando tão bem.

Sean estava tentando não ser percebido, ele não queria estragar aquilo que parecia uma conversa tão boa. Infelizmente, seus esforços foram em vão, Luke o percebeu tentando se esconder atrás de árvores e moitas e gritou:

- HEY, QUEBRA BRAÇOS.

Luke estava nervoso, mas ele olhou de novo e percebeu que Claire riu quando escutou o grito de Luke, provavelmente ele já tinha contado sobre o acidente. Luke saiu do seu esconderijo improvisado e disse:

- Olá... vocês estão se dando bem, né... que legal, tchau...

Sean tentou sair, mas Claire segurou o braço dele e exclamou:

- Mano, esse é o garoto do livro que eu falei. Ele me contou que tinha sido atropelado, eu fiquei tipo “Nossa, quem foi que fez essa trouxisse” aí ele disse que o cara usava óculos e vestia uma blusa do Nirvana, ele também disse que o cara ficava vermelho muito fácil, eu falei “Putz, o nome dele era Sean Howard? “ e advinha o que ele disse? Ele falou “Sei lá, ele não me falou”

Claire ria muito enquanto falava, mas ela se esforçou para completar a sua fala:

-E tipo, é você mesmo!! Eu passo dois dias sem te visitar e você decide atropelar as pessoas.

Dessa vez Luke e Claire riram juntos, eles estavam em perfeita sincronia. Sean sentia, e com razão, que estava sobrando na conversa. Era uma coincidência engraçada que eles estavam na mesma escola, mas Sean só queria passar o dia o mais rápido possível para voltar para casa.

- E sabe o melhor, eu falei que um colega estava curioso em relação aos livros dele, E VOCÊ É O COLEGA. VOCÊ FOI PROCURAR ELE E NO FIM ACABOU O ATROPELANDO.

Luke e Claire agora riam como descontrolados enquanto Sean não sabia se ria ou pedia desculpa. Luke encarou Sean nos olhos de uma maneira estranha e perguntou:

- No fim, qual o nome dele mesmo Claire?

Sean achou estranho como Luke mantinha seus olhos vidrados nele mesmo fazendo uma pergunta pra Claire, mas de certa forma era bem sedutor. Claire olhou para Luke e respondeu:

- Sean Howard, ele também é do segundo ano.

Sean odiava o jeito que estavam falando sobre ele, como se ele sequer estivesse lá.

- Ah, nome legal. Sean, você pode me apresentar a escola? Ainda temos algum tempo antes da aula começar e eu realmente estou curioso sobre o espaço da escola.

Luke disse agora reforçando ainda mais o olhar sedutor. Sean não sabia como dizer um não porque ele realmente estava com medo do olhar de Luke, por um lado sedutor, aquele olhar também conseguia ser bem psicopata.

- A Claire... por que você não pede pra ela te mostrar a escola?

Sean disse tentando desviar o olhar do jeito desafiador que Luke o encarava

- Ela está ocupada.

Luke respondeu por Claire, que não discordou. Ela era esperta, ela sabia o que estava acontecendo e decidiu não interferir.

- Ok, então...

Sean realmente não queria fazer aquilo, mas em sua cabeça ele não tinha escolha.

 Luke levantou e seguiu Sean pacientemente, Sean tentava dar menos detalhes possíveis de cada lugar para encurtar o passeio, mas Luke sempre perguntava informações sobre cada detalhe. Luke também parecia estranho, toda hora ele olhava para os corredores, como se estivesse monitorando quem estava passando.

Sean já estava cansado, como ele queria que os sinais batessem e ele finalmente tivesse uma desculpa para fugir daquele passeio angustiante. Tinha chegado a hora de Sean mostrar as salas, ele decidiu começar pela sala de história, a decoração daquela sala era tão bonita, parecia um museu de história humana muito bem projetada

- Essa é a sala de história, o profess...

A fala entediada de Sean foi interrompida por um beijo totalmente inesperado de Luke.

Era um beijo desesperado, como se Luke estivesse acumulando e segurando a vontade de fazer isso a muito tempo. A língua de Luke era confortável e macia, Sean lutava contra, mas o prazer era gigante e inevitável.

Sean ao mesmo tempo queria que aquilo parasse e continuasse para sempre, aparentemente, o destino escolheu a primeira opção.

- TRIMMMM

O sinal tocou, avisando o começo do primeiro horário, e indiretamente, o fim do primeiro beijo de Sean Howard.


Notas Finais


É isso, o casal finalmente teve o seu primeiro (de muitos, rs) beijo
Tenham uma boa noite :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...