História Too good for you - Camren - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Allybrooke, Camilacabello, Camren, Dinahjane, Fifthharmony, Laurenjauregui, Normanikordei
Exibições 102
Palavras 1.531
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeey! BOM DIA! (São 8:04 da manhã)
Eu estou esperando dar o horário para eu ir pro curso, acordei muito cedo :(
Enfim, obrigada pelos comentários, eu amo lê-los!

Capítulo 4 - IcePlex


Sexta-feira


— VAI LAUREN! PEGA ISSO!

Foi a última coisa que eu ouvi ao após sentir uma pancada extremamente forte a minha cabeça.


//


Acordei e notei que eu estava em um lugar diferente, mas não desconhecido.

Era a enfermagem do clube, eu estava bem, apenas a minha testa doía um pouco.


— Meu Deus Lauren, eu achei que você nunca ia acordar! -Era a Dinah.


— A minha testa dói.-Ri baixo.— Perdemos o jogo, não é?- Suspirei.


Eu odiava perder.


— Você está preocupada com o jogo enquanto a sua testa está mais fodida do qu-


— Por favor, não precisa terminar essa frase. -A interrompi e ela gargalhou. —Ok, vamos pra casa!


— Pra que essa pressa toda? Irão te examinar Lern.- Bufei.


//


Após ser examinada eu finalmente poderia ir pra casa, não foi realmente um exame, apenas perguntaram como eu estava e colocaram um curativo em minha testa.

Eu já havia saído do clube quando um ser, vulgo Shawn apareceu.


— Como está?


— Muito bem, obrigada, só foi um susto.-Sorri fraco.


— Ótimo! Te vejo amanhã as 19:00?-Assenti.— Até mais!


Tínhamos combinado de ir ao IcePlex, um tipo de parque que tem patinação no gelo.

Optamos por isso porque simplismente não tinha outro lugar divertido para ir.


Eu estava me preparando psicologicamente para amanhã.

Eu não preparei falas ou algo do tipo, eu precisava agir naturalmente, como a Dinah disse.


Ontem Camila parecia extremamente animada e hoje também, cheguei a pensar que era por conta de amanhã, se sim, eu espero não decepciona-la.


Provavelmente seu namorado não havia lhe falado para onde ou com quem iriam sair.


...


Sábado 


Vulgo um dos piores dias da minha vida e o melhor ao mesmo tempo.


O pior pois estou extremamente nervosa e com medo de uma reação não tão legal de uma certa pessoa.

O melhor porque é sábado.


-


Acordei e fiz minha higiene matinal, vesti uma roupa leve e simples e desci para tomar o café da manhã.

Toda a minha família já estava lá em baixo, acabei tendo o olhar de todos direcionado para mim.


— Achei que nunca iria descer, Lauren. -Taylor disse rindo e eu a acompanhei.


— Ontem foi um dia exaustivo... Então, mãe... Como você está?


— Pode pedir Lauren, o que você quer?-Eu realmente iria pedir algo a ela.


— Eu quero algo sim, mas eu quero saber se você está bem também.-Riu.— Preciso sair hoje a noite com uns amigos, vou ao IcePlex!


— Amigos? Poderia saber que amigos são esses?- Arqueoou a sombrancelha e eu revirei os olhos.


— Louis, Camila e Shawn!- Ela me olhou sem entender. — Camila é a namorada de Shawn, o conheci no clube, o Louis você conhece, mas não se lembra, a Camila você também conhece...-A última frase saiu quase como um sussurro.


— Conheço? De onde? -Franziu o cenho.


— Um dia você irá revê-la... Mas e aí? Vai deixar?-Sorri.


— Sim Lauren, mas eu não quero que você chegue em casa de madrugada!


— Mãe, eu vou a um parque de patinação, não a uma balada.-Revirei os olhos e Taylor riu. 


...


Eu estava lendo o livro que tinha comprado na quarta quando me lembrei que iria sair, olhei no meu celular e já eram 18:30, provavelmente eu vou chegar atrasada.


Fui ao banheiro tomar um banho nem tão rápido, nem tão demorado, pois eu lavei o meu cabelo.

Logo depois sequei o mesmo e o joguei para o lado direito.


Optei por vestir uma calça jeans clara acompanhada a um crooped com listras preto e branco e a minha jaqueta preta, nos pés eu usaria os meus inseparáveis coturnos.


Já estava na hora, eu mandei uma mensagem para o Louis o avisando que já estava indo e sai.


//


Ainda estávamos um pouco longe mas já podia ver o casal.

Shawn e Camila estavam na entrada do lugar, o meu coração estava quase saindo pela boca.

Louis apertou minha mão para me passar confiança ao perceber a minha aflição.

O olhei e sorri.


— Eu preciso te beijar?-Louis sussurrou e eu gargalhei.


— Eu não sei, aja naturalmente, deixa rolar. -Assentiu.


Camila sorria, assim que nos aproximamos o seu sorriso morreu, aquilo foi como um tiro pra mim.


— L-Lauren? Oque...-Camila sussurrou.


— Vocês se conhecem? -Louis sempre tão cínico.


— Não!-Falou firme. — Não nos conhecemos...-Sussurrou.


De fato eu preferia não ter a conhecido, não para escutar esse tipo de coisa.


— Hey Lauren!-Me abraçou animado e eu retribui. — Você é o Louis? Certo?


— Sim, sou eu e você é o Shawn! Muito prazer, ah, Camila! A famosa Camila...-Apertei sua mão em forma de repreensão. —Digo... A Lauren falou que vvocê era namorada do Shawn então. ..-riram e eu os acompanhei.


O sorriso da latina havia voltado.


— Muito prazer Louis! O Shawn não havia me avisado com quem iríamos sair, até agora estou gostando.- Não pude deixar de sorrir com o seu comentário.


— Vamos entrar? Estou animada para hoje.


Camila comentou e logo nós entramos no lugar, haviam algumas pessoas, a maioria não sabiam oque estavam fazendo.

O lugar era muito grande, haviam barras de ferro em volta para servir de apoio para as pessoas, logo encontramos um tipo de "barraca" onde ficavam os patins, fomos até lá e pegamos os mesmos.


— Socorro, eu não sei andar nisso! -Louis exclamou desesperado arrancando o riso de algumas pessoas.


— Eu também não sei!-Camila bufou.


— Olha, é simples, você precisa pegar impulso com um pé e depois com o outro, depois você flexiona os joelhos e toma direção.-Falei fazendo o que eu estava ensinando.


— Pra você é fácil!


— Lauren, ensina a Mila! -Shawn gritou do outro lado da pista e eu olhei para a latina, os seus olhos exalavam aflição.


Não demorei muito a encarando e fui ajuda-la.


Nossos corpos estavam próximos, ela me olhava diferente de todas as vezes, agora ela não parecia estar com raiva ou querendo me evitar, mas também não estava amando aquela situação, como eu estava.


— Ande logo com isso, não quero ficar fazendo cenas na frente do meu namorado.-Sussurrou, porém calma.


— Também não é o fim do mundo, deixe-me te ajudar!- Revirou os olhos e logo assentiu. — É como eu disse antes, impulso e depois flexiona. Coloca suas mãos no meu ombro. -Me olhou incrédula. — Anda Camila, você não vai morrer, eu não dou choque!


— O seu namorado está bem alí.- A olhei sem entender. — Você não gosta dele, porque estão juntos?


— Oque? Como pode dizer isso? É claro que eu gosto dele. -Pressionou o meu ombro.


— Lauren, eu te conheço, por Deus!- Ela parecia irritada. Eu realmente não a entendo.


— Não foi isso que você disse a alguns minutos atrás, isso é um jogo comigo? -Riu baixo. — Não ria, estou falando sério. -Segurei a sua cintura. — Vamos, impulso, eu estou com você.


— Você sempre foi boa nessas coisas. Boa demais...- Sussurrou, eu não escutaria se não estivéssemos tão perto.


— Porque está falando comigo?


— O meu namorado pediu para que você me ajudasse, não lembra?-Falou como se fosse óbvio.


— Você não está falando comigo só porque ele pediu, e sim porque você quer, você sempre age com grosseria.


— Tudo bem, não quer falar comigo? Está falando, não quer sempre a minha atenção? Pois aqui está Lauren, toda pra você.


— Segunda será um dia como qualquer outro não é?- Ela desequilibrou. — Por Deus! Cuidado! Está tudo bem?


— Santo Cristo, sim, tá tudo bem.- Suspirou— Eu não gosto de planejar nada, desisti disso a um bom tempo. -Ela parecia triste.


— A um bom tempo? Quando?


— Eu prefiro não falar sobre isso. Eu me decepcionei com uma pessoa que eu amava, talvez eu ainda ame, talvez...


— Tudo bem ai, amor?- Louis nos interrompeu e eu bufei, queria mata-lo naquele momento.


— Tudo sim Lou, acho que agora você consegue ir sozinha.- Camila assentiu e sussurrou um "Obrigada", a soltei e ela realmente conseguiu.


Ela sorriu vitoriosa pra mim, sorriu verdadeiramente, foi um sorriso sincero. A única coisa que eu precisava ver para me sentir bem.


— Meu Deus, eu consegui! Não estou acreditando nisso.-Camila estava incrédula com ela mesma.


— É, você conseguiu! -Shawn se aproximou e falou animado, logo depois a beijando calmamente.


Aquilo era uma tortura pra mim, estava passando em câmera lenta na minha cabeça, Camila sorria entre o beijo e parecia estar feliz.


Louis me abraçou de lado e eu retribui.


Eu não tinha mais estruturas para aquilo, mas eu não iria chorar por conta de apenas um beijo.


Naquele momento eu me convenci de que eu não tinha chances com a latina, nem para amizade.

Ela estava feliz com ele e eu jamais queria atrapalhar aquilo, eu precisava me afastar, seria melhor pra mim.


Ela esta pouco se fodendo pra mim, ela ama ele.


— Eu vou ao banheiro.-Sussurrei para Louis e ele assentiu, compreendendo o que eu estava sentindo.


— Espera Lauren! Eu também preciso ir. -Shawn havia marcas de batom em sua boca e logo me acompanhou.


Eu estava sentindo raiva, não devia mas estava.


— Está tudo bem?- Perguntou assim que eu saí da cabine.


— Sim, melhor impossível. -Sorriu assentindo.


— O que achou da Camila?


— Bom... Ela é gente boa.- Fui fria, eu não podia demonstrar o que eu estava sentindo.


-


Voltamos e Camila estava entretida em sua conversa com Louis, provavelmente eles já estavam íntimos.

Louis sempre quis conversar, fazer amizades, entreter com as pessoas, ele é ótimo nisso.


— Amor! A Camila estava comentando comigo sobre sairmos mais vezes, o que acha?- Meu amigo falou animado após distribuir um selinho em meus labios.


— Acho ótimo! -Sorri fraco e ele assentiu. 


...






Notas Finais


Até mais ;)
Ps: Comentem oque estão achando, os capítulos já estão prontos mas eu posso mudar caso não estejam gostando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...