História Toothache • Jikook - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook
Exibições 153
Palavras 2.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OOOOOOOOIE, AINDA SE LEMBRAM DE MIM? ESPERO QUE SIMMMM!!! EU NÃO MORRI, AINDA TO VIVA HJLKDFGASD <3
*WONHAE MANHI MANHI MANHI MANHI* e agora que essa música não sai da minha cabeça? hjfsakjgd
Gent, eu ia atualizar há uma semana atrás, mas com aquele MV maravilhoso do BTS não tive como me concentrar... Mentira, o nome disso é preguiça e um pouco de falta de tempo também, então deixei pra hoje mesmo. Peço que me desculpem pela demora, eu meio que me "enrolei" com esse capítulo. Primeiro porque tive que refazer ele milhares de vezes, ou seja, nada estava bom, nada MESMO. ;-;
E, segundo que, é o primeiro lemon sério que fiz na minha vida, os que eu fazia sempre saíam uma bosta. *crying*
Por isso não quero decepcionar vocês hjldgafkg
Mas, o que importa é que o oitavo capítulo está PRONTO!!! Eu pensei que ia continuar enrolando até o natal, socorro hksjhskf
Espero que gostem, pois eu fiz com todo amor e carinho! Sem mais delongas...
BOA LEITURA!!

Capítulo 8 - » chapter eight «


A chuva estava caindo pesadamente aquela noite, Jungkook olhou para fora da janela, observando o tamborilar das gotas de água uns aos outros na borda. O trovão ecoou pela escuridão caótica e a cortina densa de nuvens cobriu o céu; parecendo não querer sair tão cedo. No entanto, ele parecia estar bastante entretido ao assistir a dança da chuva contra o vidro, havia se tornado um calmante para os seus ouvidos. 

Jimin era um cubo de gelo flutuando em uma banheira de água quente. Durante seus poucos minutos preciosos de solidão, ele se encolheu e afundou sob a água para que apenas seus olhos estivessem visíveis sobre as bolhas. Os problemas que se acumularam em um dia se dissolviam como sais de banho, e pareciam menores e mais fáceis de se manusear.

                                   ×××

O som dos passos de Jimin foram abafados quando ele pisou sobre o tapete perto do quarto.

Ele observou Jungkook sentado na beira da cama, de costas para ele. A janela à sua frente lhe roubava toda a atenção. Jimin aproveitou para se aproximar silenciosamente depois de entrar e fechar a porta. O corpo de Jungkook vibrou ao notar ele vindo em sua direção.

Jimin olhou para baixo e alinhou o olhar inclinado de Jungkook ao dele. Ele inalou o aroma floral do seu cabelo e suas mãos se esticaram até o seu queixo. Ele pôde ver a expressão entediada em seu rosto.

— Que cara é essa? Por que está desanimado? — Jimin perguntou.

— Desde que voltei de viagem, estamos tão ocupados com o trabalho que nem temos tempo de sair...

— Você devia ter aceitado o convite de tomar banho comigo. Pelo menos estaríamos fazendo alguma coisa juntos.

— Pervertido.

Lentamente, o polegar de Jimin que detinha o queixo de Jungkook, se aproximou devagar. Seu polegar o acariciava superficialmente. Jimin encostou o seu rosto para enfrentá-lo.

— Sou o pervertido que você ama.

— Sim! — Ele respondeu em voz alta. Ergueu o queixo para cima e os seus lábios estavam franzidos de um jeito engraçado.

Jimin suspirou profundamente. Suas pernas se moveram para o lado vazio de Jungkook, e sentou-se ali mesmo.

— Olhe para mim.

Jungkook estava fixo em sua posição, os seus olhos de vez em quando olhavam para ele sentado ao lado. Jimin respirou fundo e puxou o ombro de Jungkook trazendo o rosto dele até sua face.

— Eu estava pensando no quanto eu sentia falta disso...

Jimin empurrou a cabeça de Jungkook para trás e iniciou uma sequência de beijos em seu pescoço até a clavícula. Dentes e língua habilmente trabalhavam criando sinais de vermelhidão em sua pele branca.

— Hyung...

— O que eu tinha prescrito, Jeon Jungkookie?

— Do que está falando? Para de me chamar assim.

— Fazer amor comigo faz parte do seu tratamento.

— A-aaaah!

— O que isso significa?

— Eu me esqueci, doutor Park Jimin.

— Mas estou aqui para lembrá-lo. — Ele murmurou, e um sorriso malicioso se formou em sua boca.

Jimin encarou o seu rosto corado, podendo ver o sorriso se alargar. Ele distribuiu beijos pelo mesmo e finalizou beijando os seus lábios. Com gestos frenéticos, os dedos de Jungkook se moviam desabotoando um por um os botões da camisa de Jimin. Ele estremeceu após sentir a língua de Jungkook lamber o seu lábio inferior, Jimin imediatamente abriu os lábios e permitiu que a língua dele ganhasse impulso. Suas bocas permaneceram coladas apenas por alguns segundos.

Jimin quebrou o beijo, e o instruiu a inclinar-se para trás. Jungkook obedeceu, e ele desceu as mãos pelas lateriais do seu corpo, se acomodando entre as pernas. Não querendo esperar muito, Jimin ajudou ele a se desfazer de sua camiseta, em seguida, tirou a calça, deixando-o apenas de cueca. Enquanto isso, ele se livrou da camisa revelando seu corpo perfeitamente esculpido. Jungkook sentiu todo o seu sangue subir até a cabeça, enquanto olhava para seu abdômen, ele estava tão... Tão sexy. Jungkook olhou para o seu corpo um pouco embaraçado, mas ainda tentando manter a compostura e, no mesmo instante o puxou para cima dele. Suas mãos trêmulas circulavam firmemente o seu pescoço até começar a soltar e mover-se sobre as suas costas largas.

As mãos de Jungkook desceram lentamente alcançando a calça de Jimin que ergueu o seu corpo, ele arrastou seus dedos sobre o zíper, e começou a liberar sua ereção tensa. Jungkook observou o rosto dele cuidadosamente, desenhando cada curva; à procura de qualquer sinal satisfatório. Em seguida, o puxou novamente contra ele, mordiscou o lábio e com a língua traçou uma linha da mandíbula, começando debaixo da orelha e terminando no queixo. Entre um suspiro e um gemido, Jimin esfregou a sua ereção contra o membro pulsante de Jungkook. Logo ele não pôde controlar os gemidos que saíam da sua boca, e elevou uma perna, envolvendo-a na cintura de Jimin, depois prosseguiu correspondendo aos seus movimentos.

O coração de ambos batiam freneticamente, enquanto olhavam um para o outro, Jimin começou a se levantar sem quebrar o contato visual. Ele tirou a calça junto com a cueca, ficando completamente nu. Jungkook estava começando a ficar inquieto com o olhar intenso de Jimin em sua direção. Ele se aproximiu ainda mais e o puxou para perto dele. Os seus corpos estavam colados, a sua pele era tão quente. A cabeça de Jungkook estava girando quando ele lhe deu um abraço completo e sussurrou em seu ouvido.

— Eu só quero você... — Sua voz derreteu em seus ouvidos, era tão profundo e sensual. Ele se afastou e Jungkook olhou para o seu rosto, ele parecia preocupado, e seu coração ainda estava batendo rápido.

— Eu quero você como nunca quis ninguém. — Jungkook deu uma pequena risada antes do silêncio cair sobre eles novamente.

Suas respirações aceleraram. Jungkook pressionou suas coxas quando sentiu a mão de Jimin percorrer ao redor de sua ereção. Ele acariciou e, ocasionalmente, apertou com cuidado. Jimin colocou a mão dentro da cueca de Jungkook e envolveu a mão em seu pênis. Ele imediatamente gemeu de surpresa. Sua respiração se tornou cada vez mais ofegante. Ao se desfazer da cueca, e apenas com uma das mãos, Jimin lentamente deslizou os seus dedos e o estimulou. Ele estava amando a voz de Jungkook gemer de prazer. Em seguida, Jimin esfregou sua glande em pequenos círculos. As sensações que subiram através deles eram demais para suportarem. Jungkook sentiu uma sensação de calor quando todo o seu membro entrou na boca de Jimin, fazendo-o gemer e gritar seu nome.

Sua língua se movia rapidamente, torcendo-a até o final. Ele deixou sua boca se movimentar pra baixo e pra cima em uma velocidade vagarosamente lenta. Seus lábios se contraíram em torno da glande, em seguida, a sua língua viajou por toda extensão.

Não foi nenhuma surpresa para Jungkook que os lábios de Jimin eram suaves e fortes. Ele estava movendo a boca com ternura.

Assim que Jimin se aproximou e invadiu a boca dele, finalmente, Jungkook levou sua mão para baixo do membro de Jimin e o acariciou bruscamente.

Os olhos de Jungkook brilhavam quando sua cabeça caiu para trás e ele gemeu. Desajeitado, sua mão procurou Jimin novamente. Em um movimento abrupto, ele mudou de posição e ficou por cima dele. Jungkook deu um beijo suave e seguiu descendo até chegar ao seu pênis ereto, ele passou a mão sobre a ponta sensível, e se perdeu nos sons que Jimin fez sob seu toque. Ao abocanhar todo seu membro, fazendo-o ir fundo em sua garganta, ele baixou a cabeça e deu uma lambida firme na região do freio. Deslizou sua língua da base ao lado de baixo do órgão latejante de Jimin, trilhando todo o caminho até a glande.

Jimin cerrou os dentes em um gemido quando Jungkook colocou as duas mãos no lado direito e esquerdo do abdômen, e depositou beijos molhados e prementes. Jungkook moveu os lábios e voltou para o lábio superior de Jimin. Antes da tensão se acumular, eles pararam e respiravam irregularmente. Jimin gesticulou para ele se posicionar de quatro. Jungkook obedeceu, e ele se moveu para baixo da parte traseira. Jimin passou a ponta da língua na pequena abertura antes de cobrir com a boca. Uma de suas mãos caiu sobre a mesinha ao lado para retirar um tubo da gaveta, enquanto estendeu uma de suas mãos para a bunda de Jungkook. Uma vez que ele tinha coberto os três dedos com lubrificante, começou a prepará-lo.

Jungkook colocou a mão na boca para abafar um grito. O prazer que Jimin deu a ele foi incrivelmente intenso. Foi tão bom.

Jimin colocou um dedo na entrada apertada de Jungkook e moveu rapidamente em um círculo lento. As costas de Jungkook se arquearam e ele cobriu a boca novamente. Jimin empurrou seu dedo indicador dentro. Os músculos estavam tensos em torno dele, e ele empurrou outro. Desta vez, o rosto de Jungkook contorceu de dor. Jimin olhou-o nos olhos com preocupação, e parou de mover seus dedos.

— Você quer que eu pare?

— Pode continuar. — Jungkook sussurrou, trêmulo, mas com certeza.

Ele balançou a cabeça e continuou com cuidado. Quando Jungkook começou a fazer sons de prazer novamente, ele tirou os dedos e mergulhou sua língua na abertura. Jungkook sentiu o seu rosto ficar quente, e ele podia jurar que estava virando um vermelho profundo. Seus olhos ficaram molhados e transbordando, seu corpo exerceu tanta força, como se estivesse dolorosamente ferido com a necessidade de liberação. Jimin viu isso e parou. Ele estava pronto.

Ele se sentou sobre os calcanhares permitindo que Jungkook se deitasse confortavelmente. Após abrir as pernas, Jimin se acomodou entre elas. Ele observou Jungkook morder o lábio para tentar manter a calma, Jimin olhou para ele com uma expressão que fez ele se sentir como se estivesse tentando ler sua mente.

Jimin rasgou a embalagem do preservativo, deslizou em seu membro rígido e se posicionou entre as nádegas. Inclinou-se sobre ele, com uma mão apoiada enquanto a outra mão esfregou a ponta do seu pênis contra sua entrada, e pressionou lentamente na intenção de provocá-lo. Ao primeiro sinal de desagrado que ele iria se afastar. Ele esperou por uma resposta de Jungkook, mas não houve sinal de rejeição por parte dele.

Até que ele finalmente empurrou para dentro dele centímetro por centímetro. Jungkook mordeu o lábio com força para não gritar. Doeu, mas aos poucos ele foi suportando. Jimin ergueu as suas pernas e facilmente colocou-as envolta do seu quadril. Jungkook passou os braços ao redor do pescoço dele, puxando-o para um beijo bagunçado, nem mesmo parou para recuperar o fôlego.

Quando penetrou ao máximo, Jimin parou para permitir que ele se ajustasse. Jungkook sentiu ele pulsando dentro dele, e seu pênis pulsou com a necessidade. Ele balançou a cabeça e Jimin começou a se mover. Era lento no início, depois mais rápido, por fim, acostumou-se ao seu comprimento.

Jungkook começou a masturbar-se, e assim que aumentou a velocidade gradativamente, seus gemidos se intensificaram. Ele ofegava impondo mais ritmo, procurando conter a vontade de gemer mais alto.

Jimin se inclinou sobre seu corpo novamente e cobriu a boca de Jungkook com a dele enquanto continuava se movendo. Ele lambeu e mordeu a parte lateral do pescoço, beliscando e sugando o lóbulo da sua orelha. Ele suspirou e gemeu, perdido. Jimin se afastou, e logo teve que colocar as duas mãos sobre o colchão para obter mais impulsos.

Aproveitando a onda de seu clímax, ele estava a ponto de explodir dentro dele. Jungkook sentiu um tremor emergente percorrer todo seu corpo, o que fez ele soltar um gemido agudo, levando-o a gozar. Por fim, Jimin retirou o seu membro, e após descartar o preservativo, ele entrou em colapso jorrando jatos quentes sobre o abdômen de Jungkook. Ele exalou um último suspiro ao se esvaziar por completo e apreciou a visão diante dele, buscando reunir forças.

Jimin beijou Jungkook cuidadosamente e fez o caminho de volta até seu corpo, mas ficou surpreso quando ele agarrou seus ombros e enroscou os dedos em seus cabelos, puxando-o até seus lábios se encontrarem. Jungkook deixou ambas as mãos se agarrarem ao redor do pescoço de Jimin; um par de olhos perfeitos e brilhantes analisavam o seu rosto pacífico.

— Eu te amo. — Jungkook murmurou e chegou mais perto de seu rosto, encostando a testa na dele. Um tom de cereja se formou em suas bochechas.

— Eu te amarei para sempre. — Jimin sussurrou inabalável e verdadeiro. Ele contemplou o rosto de Jungkook ao falar, sem saber que ele amava ouvir sua voz.

                                   ×××

Alguns minutos se passaram, engolindo o quarto em um silêncio confortável. Mais e mais tempo voou quando Jimin sentiu a mão de Jungkook acariciar seu rosto tão carinhosamente como se ele nunca tivesse sentido aquilo antes. Um desejo de retribuir o seu toque foi colocado em repouso depois que Jungkook respirou regularmente, sussurrando palavras doces e carinhosas.


Notas Finais


Bom, é o que tem pra hoje, meus amores hjlkafgd. Não, eu não sei quando vou postar o próximo, mas acredito que não demore. Obrigado por todos os favoritos e comentários que tenho recebido a cada novo capítulo! <3
Enfim, quero saber de vocês, o que acharam? ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...