História Touch Me - Imagine Jimin BTS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Exibições 327
Palavras 3.141
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


É aniversário do Oppa, aiiiiiiiiiiiiii, fiz com muito carinho, espero que gostem <3
É aniversário do Oppa, É aniversário do Oppa,É aniversário do Oppa (Ta parei <3)
Boa leitura <3

Capítulo 1 - Nunca deixe de me tocar


"Seu homem está na estrada, promovendo

Você disse 'mantenha nosso relacionamento em segredo'

Eu só estou tentando te tirar da friendzone

Pois você é muito mais linda que nas fotos

Não consigo achar sua casa, me mande o endereço

Dirigindo pelo portão fechado

Descobriu que eu estava vindo

Mandou suas amigas para casa

Continua tentando esconder, mas suas amigas sabem

 

Eu só te ligo quando são cinco e meia

A única hora que eu estarei ao seu lado

Eu só te amo quando você me toca, não me sente

Quando eu estou ferrado, esse é o verdadeiro eu

Quando eu estou ferrado, esse é o verdadeiro eu, é

Eu só transo com você quando são cinco e meia

A única hora em que eu vou te chamar de minha

Eu só gosto quando você me toca, não me sente..."

 

Há dois anos, venho mantendo um relacionamento escondido com um garoto, seu nome Park Jimin, apenas 20 aninhos, mais é o homem que até hoje me saciou como mulher, quem olha naquele rostinho meigo, não sabe que ali, se esconde um homem, que pode acabar com a sua sanidade mental só com o olhar, e foi assim comigo, em apenas um esbarrão em um dia chuvoso, Jimin conseguiu me despir apenas com seu olhar, eu sabia que era errado ele era penas um garoto, que na época tinha 18, e eu Kim Min-hee tinha 23, por mais que eu tentasse não o desejar de forma inapropriada, eu queria seu toque, e eu podia ver no olhar dele, que ele queria a mesma coisa, depois daquele esbarrão, o qual considero o melhor esbarrão da minha vida, Jimin veio até mim, pedindo desculpas, e me ofereceu um café, e eu claro aceitei, depois do café Jimin se ofereceu para me levar de carro até o meu trabalho, eu fiquei receosa pois ele era menor, e dirigia um carro, bom o carro era de um amigo dele, e ele disse que não teria problemas, e como eu estava super atrasada eu aceitei, no caminho trocamos olhares e algumas palavras, até que Jimin para em uma deserta, eu entendi o porque daquilo, não estava com nem um pouco de medo, eu queria muito sentir o Jimin, eu o desejava, e sabia que o mesmo queria, eu não estava ligando se iria ser demitida, fazia tempo que nenhum homem me tocava, até porque nenhum era de meu interesse, então, a última coisa que ouvi dentro daquele carro foi "Noona quer ser minha?" eu não respondi, simplesmente tomei a atitude beijá-lo, e que beijo foi aquele, e não paramos ali, depois começaram os toques, e as palavras desconexas, os toques de Jimin me faziam ir ao delírio, em pouco tempo o único som vindo daquele carro eram os gemidos roucos de Jimin, misturados com o meu, eu só queria mais, muito mais, mais tudo que é bom acaba pouco, depois daquilo, sim, eu fui demitida, mais eu nem liguei, eu estava em êxtase com o que aquele garoto fez comigo, nunca revelei nada disso à ninguém, até porque sei que iriam me criticar, hoje em dia estou com 25 anos, mais não mudei nada, já Jimin com seus 20 só melhorou, nos encontramos todos dias às 17:30h em minha casa, aquele ser maravilhoso pula a minha janela, e me leva ao céu, consegui outro emprego, mais só trabalho à noite, de manhã ajudo a Omma, e a tarde sou todinha do Jimin, adoro isso, esse proibido só torna as coisas mais excitantes, porém ChimChim não gosta de ficar se escondendo, ele quer muito que eu o assuma como meu namorado, e eu queria muito fazer isso, mais tenho medo do que iriam pensar de mim, iam dizer que eu abusei dele, ou pior iam me separar dele, então prefiro manter tudo às escondidas, e porque também Jimin é o típico garoto problema, meu tipo preferido, ele fugiu de casa para ser um espírito livre, bem assim que ele diz, mais nunca entrei no assunto sobre sua família, digamos que é um assunto que ele não gosta de falar, pronto 17:30h  a Omma saiu, hora da festa.

Min-hee abre a janela de seu quarto, e fica só de camiseta.

"Agora é só esperar aquela gracinha, entrar por essa janela."

Alguns minutos, e Jimin já está atravessando a janela.

- Noona. (Diz Jimin indo abraçar Min-hee)

- ChimChim. (Diz Min-hee apertando a bunda de Jimin)

- Não faz assim, Noona. (Diz Jimin corado)

"Coisa fofa."

- Eu não consigo resistir. (Diz Min-hee apertando a bochecha de Jimin)

- Senti sua falta. (Diz Jimin beijando Min-hee)

- Eu sei. (Diz Min-hee)

- Não sentiu a minha? (Diz Jimin se jogando na cama)

- Eu não, eu te vejo todo dia. (Diz Min-hee deitando ao lado de Jimin)

- Nossa Noona, você é tão má. (Diz Jimin sorrindo)

Min-hee passa os dedos nos lábios de Jimin.

- Eu mal cheguei, e já começou a saliência. (Diz Jimin pegando um dos dedos de Min-hee e chupando)

- Está me provocando Park Jimin? (Diz Min-hee)

- Você que começou, dona Kim Min-hee. (Diz Jimin)

- Diz pra mim, o que você quer? (Diz Min-hee colocando uma de suas mãos sobre a calça de Jimin, e apertando seu membro)

Jimin tira a mão de Min-hee.

- Não Noona. (Diz Jimin sério)

"Não?"

- O que foi? (Diz Min-hee)

- Você sabe. (Diz Jimin)

- Jimin nós já conversamos sobre isso. (Diz Min-hee)

- Noona, eu não quero ter que ficar entrando de fininho na sua casa como um criminoso, eu quero conhecer sua Omma, seu Appa, sua família, seus amigos, chega de ficar escondendo, eu já sou homem, não um garoto, me assume de uma vez. (Diz Jimin)

- Jimin eu já te falei, não é fácil assim, meu Appa, você só pode estar delirando, ele nunca aceitaria, fora os chingamentos que terei que ouvir, não é à toa que não moro com ele. (Diz Min-hee)

- Foda-se seu Appa então, me apresenta sua Omma, pelo menos isso. (Diz Jimin)

- ChimChim... (Diz Min-hee mais é interrompida)

- Não adianta, você vai sempre dar a mesma desculpa, você não gosta de mim, já entendi. (Diz Jimin levantando da cama)

- Jimin, por favor, eu gosto de você, é só que eu tenho medo. (Diz Min-hee)

- Medo de que? (Diz Jimin)

- De que me afastem de você. (Diz Min-hee levantando e abraçando Jimin)

- Você já é bem grandinha, e eu também, ninguém iria nos afastar. (Diz Jimin)

- Eu sei, mais... (Diz Min-hee mais é interrompida)

- Tem medo do que as pessoas vão pensar, eu entendo Noona. (Diz Jimin)

Min-hee abraça Jimin com mais força.

- Eu não quero te perder. (Diz Min-hee)

- Você só me perderá se deixar eu ir. (Diz Jimin)

- Eu não vou deixar você ir. (Diz Min-hee andando com Jimin até a cama)

Os dois caem na cama, e Min-hee fica por cima de Jimin.

- Mais se algum dia, você achar alguma namoradinha por aí, vou ter que abrir mão de você. (Diz Min-hee)

- Noona, você é a minha namoradinha. (Diz Jimin apertando a cintura de Min-hee)

- Sei... (Diz Min-hee)

- Você é a única dona do meu coração, não à espaço para outra, já você, tem um namoradinho aí, pensa que eu não sei. (Diz Jimin)

- Eu? Que namoradinho? (Diz Min-hee)

- Aquele pálido, que trabalha com você, ele te deu carona, eu vi. (Diz Jimin)

- Andou me seguindo? (Diz Min-hee)

- Só cuido do que é meu, quem é ele? (Diz Jimin)

- O senhor Min Yoongi? Ah ele é meu chefe Jimin. (Diz Min-hee)

- Hm... e mais o que? (Diz Jimin)

- Ele é casado, e rabugento. (Diz Min-hee)

- E a carona? (Diz Jimin)

- Bom como eu tinha perdido o ônibus, pois fiquei até tarde na empresa, e não tinha táxi nenhum, ele se ofereceu para me trazer em casa. (Diz Min-hee)

- Hm... eu podia ter te buscado, por que não me ligou? (Diz Jimin)

- Jimin, para com esse seu ciúme bobo, você é meu namoradinho, e não tem mais ninguém, ninguém entendeu? (Diz Min-hee)

- Vou confiar em você em. (Diz Jimin apertando a coxa de Min-hee)

- Pode confiar. (Diz Min-hee esfregando sua intimidade no membro de Jimin, coberto pela calça)

- Noona, assim não. (Diz Jimin trocando as posições e ficando por cima de Min-hee)

- Me mostra então como faz. (Diz Min-hee)

Jimin sorri, e começa a beijar o pescoço de Min-hee, ele tira a camiseta dela, e distribui beijos em sua barriga.

- Noona o que você quer? (Sussurra Jimin no ouvido de Min-hee)

- Você. (Diz Min-hee)

- Mais isso você já tem. (Diz Jimin)

- Para, eu não vou falar. (Diz Min-hee)

- Me diz, você quer que eu te faça gemer? (Diz Jimin esfregando seu membro na intimidade de Min-hee)

Quero Jimin, para de me torturar. (Diz Min-hee)

Jimin tira a calcinha de Min-hee, e com seu dedo indicador estimula o clitóris dela.

- Chimchim... (Geme Min-hee)

- É uma pena que temos pouco tempo, adoraria ficar te torturando. (Diz Jimin passando a língua nos lábios)

Jimin tira sua camisa, e sua calça junto da cueca, e posiciona seu membro na intimidade de Min-hee.

- Awn... (Geme Min-hee)

- Continua tão apertada. (Diz Jimin)

Jimin começa a entrar e sair da intimidade de Min-hee, até ficar todo dentro dela, e começar com estocadas fortes e rápidas, Min-hee arranha as costas de Jimin.

- Noona... (Geme Jimin)

- Mais, Jimin mais... (Geme Min-hee)

Jimin vai mais fundo, e acaba atingindo um ponto frágil de Min-hee e começa a estocar ali sem parar.

- JIMIN! (Geme Min-hee)

- Vai amor, se desfaz pra mim... (Geme Jimin)

Os gemidos dos dois ecoam por toda a casa, Min-hee chega ao seu ápice, e Jimin diminui o ritmo.

- Só mais um pouco amor. (Diz Jimin apertando a coxa de Min-hee, e estocando)

Jimin dá mais algumas estocadas, e sai de dentro de Min-hee, derramando seu líquido.

- Vem pro banho comigo? (Diz Min-hee)

- Opa, já estou indo. (Diz Jimin pegando Min-hee no colo)

Os dois vão até o banheiro, e Jimin liga o chuveiro, ele entra junto com Min-hee.

- Noona? (Diz Jimin esfregando as costas de Min-hee)

- Hm? (Diz Min-hee)

- O que você acha de Las Vegas? (Diz Jimin)

- Uma cidade iluminada, por que? (Diz Min-hee)

- Nada, moraria lá? (Diz Jimin)

- Sim, parece ser um lugar bem interessante, mais a onde você quer chegar com isso? (Diz Min-hee se virando pra Jimin)

- Noona, eu recebi uma proposta de emprego em Las Vegas, e queria saber, se você quer ir comigo, em? (Diz Jimin)

"Las Vegas? Jimin vai embora?"

- Jimin? Como assim? Você já decidiu? Só me fala agora? Me explica isso direito. (Diz Min-hee)

- Noona calma, a duas semanas mais ou menos,  eu recebi essa proposta de emprego em Las Vegas, vou trabalhar como assistente em uma empresa, sabe, eu preciso tomar um rumo na minha vida, não posso ficar dependente dos outros, e sabe, ainda tenho esperança que um dia a gente se case, e nesse emprego eu vou ganhar muito bem, você não precisará trabalhar, cuidarei de você e de nossos futuros filhos, vem comigo, vem? (Diz Jimin pegando na mão de Min-hee)

"Casamento? Filhos?"

- Jimin eu... (Diz Min-hee mais é interrompida)

- Noona, dois dias, daqui a dois dias estarei indo para Las Vegas, é difícil dizer isso, mais se gosta de mim de verdade entrará naquele avião comigo, ou pelo menos irá pedir para eu ficar e me assumir, caso contrário, eu entro naquele avião e nunca mais te incomodo, você decide. (Diz Jimin saindo do chuveiro, pegando a toalha e indo em direção ao quarto)

Min-hee desliga o chuveiro, se enrola na toalha e vai para o quarto, Jimin já está se vestindo.

- Jimin, espera, eu... (Diz Min-hee mais é interrompida)

- Dois dias, Noona, dois dias. (Diz Jimin dando um beijo na testa de Min-hee e saindo pela janela)

"Dois dias, em dois dias posso perder meu ChimChim, por que não consigo o assumir logo, quando fomos tomar café na primeira vez que nos vimos, eu estava pouco me ferrando para os olhares, e críticas, mais também eu era nova e imatura, eu preciso tomar uma decisão, Jimin parece falar sério, isso me causa medo, não quero perdê-lo, não mesmo."

Min-hee termina de se enxugar, veste uma blusa e uma calcinha, e se joga na cama, se desmancha em lágrimas.

                                                                                                                 ...

(19:00h)

O despertador começa a tocar sem parar, Min-hee dá um tapa o jogando longe.

- Putz! Quebrou. (Exclama Min-hee levantando)

Min-hee coloca sua sai formal, camisa social, salto alto, arruma os cabelos em um coque, e tenta disfarçar sua cara de choro.

"Vamos lá Min-hee, ânimo, você tem que trabalhar, depois pensa no Jimin, meu amor, não vou deixá-lo ir embora."

Min-hee desce as escadas, e encontra sua Omma.

- Omma, já vou indo, ta? (Diz Min-hee)

- Min-hee, faça a escolha certa. (Omma)

- Hã? Do que está falando Omma? (Diz Min-hee)

- Ele te ama, não o deixe ir embora. (Omma)

- Omma como... (Diz Min-hee mais é interrompida)

- Jimin é um bom rapaz, não deixe que opiniões alheias, tirem ele de você, eu já dei minha benção, agora o resto com você, bom trabalho minha filha. (Omma dá um beijo na testa de Min-hee)

Min-hee sai de casa, e vai direto para seu carro, entra e pega a estrada.

"A Omma conhece o Jimin? Como? Onde? Quando? Ta isso não interessa, o importante é que ela não me criticou, e eu que pensei que ia ser uma luta travada, acho que isso é só coisa da minha cabeça, eu estou me limitando a ser feliz, por causa dos outros, vamos mudar isso Kim Min-hee."

Min-hee chega ao seu trabalho, vai direto para o elevador, e assim que chega é convocada para ir a sala de seu chefe.

"Lá vem, Min-hee cadê o relatório tal, você fez, ta certo? Ai meu saco."

Min-hee dá duas batidas na porta e entra.

- Chamou Senhor? (Diz Min-hee)

- Não, fiz você vir aqui pra ficar de enfeite. (Diz Yoongi)

- Chefe você é um amor, sabia? (Diz Min-hee)

- Abusada, só vou te dar um desconto, pois você é uma amiga, caso contrário, te mandava ralar peito daqui. (Diz Yoongi)

- Então, o que você quer? (Diz Min-hee)

- Como eu gosto de perturbar seu saco, que você não tem, traz café pra mim, e depois está dispensada. (Diz Yoongi)

- Oi? Vou sair cedo? (Diz Min-hee)

- Minha esposa virá a empresa hoje, então estão todos dispensados. (Diz Yoongi sorrindo)

"Safadin."

- Entendi. (Diz Min-hee rindo)

- Entendeu o que? (Diz Yoongi)

- Nada não chefe, você que manda. (Diz Min-hee saindo da sala)

Min-hee pega o café, e lava para Yoongi, coloca em sua mesa.

- Pode ir agora. (Diz Yoongi)

- Tenha uma boa noite. (Diz Min-hee)

- Pode deixar. (Diz Yoongi bebendo o café, e rindo)

Min-hee sai, pega suas coisas, e pega o elevador, o mesmo está cheio.

- Parece que o chefe terá uma noite daquelas. (Diz Jungkook)

- O que você entende disso garoto? (Diz Namjoon)

"Mereço, mereço, eles não vão falar sobre isso, pelo amor."

- Posso ser apenas um garoto, mais não sou santo. (Diz Jungkook rindo)

- Eu não ouvi isso. (Diz Hoseok)

- Novo, novo, e já ta cheio de malícia. (Diz Jin)

- Malícia sempre tive, sempre terei, eu só aparento ser um anjinho. (Diz Jungkook)

- Chega logo, eu não sou obrigado a ouvir isso, e acho que a Min-hee também não. (Diz Hoseok)

- A Noona ta qui? (Diz Jungkook)

"Olha me notaram."

- Oi gente. (Diz Min-hee)

- Noona me desculpa, eu pensei que só tinha homens aqui, não dê ouvidos as minhas bobagens. (Diz Jungkook)

- Está tudo bem. (Diz Min-hee)

- Está linda como sempre, Noona. (Diz Jungkook)

- Ele vai flertar com ela mesmo? (Diz Namjoon)

- Vai. (Diz Jin)

- Obrigada Kookie. (Diz Min-hee)

- De nada, eu não estou flertando, apenas estou elogiando a Noona. (Diz Jungkook)

- No fundo a gente sabe o que você quer, se aquiete garoto. (Diz Hoseok)

- Que tal todos ficarmos quietos, acho que deixamos a Min-hee constrangida. (Diz Jin)

- Desculpe Noona. (Diz Jungkook)

- Relaxa, já ouvi coisas piores. (Diz Min-hee)

O elevador para, e todos saem, assim que Min-hee põe os pés pra fora da empresa, dá de cara com um Jimin vestido formalmente, e com um buquê de rosas na mão.

"É o Jimin? O Jimin mesmo? O garoto rebelde, cheio de ousadia?"

Jimin acena para Min-hee, e ela devolve o aceno, com um sorriso, Min-hee vai até Jimin e o abraça.

- Eu pensei que ia me ignorar. (Diz Jimin)

- Não se ignora, quem a gente ama. (Diz Min-hee)

- Então isso quer dizer... (Diz Jimin mais é interrompido)

- Sim Jimin, eu te amo, não vou deixar você ir embora. (Diz Min-hee)

- Eu também te amo, Min-hee. (Diz Jimin)

Min-hee beija Jimin.

- Estava aqui a muito tempo? (Diz Min-hee)

- Desde que saí da sua casa estava decidido a ficar plantado aqui te esperando, eu disse pra mim mesmo é agora ou nunca, então, cá estou eu. (Diz Jimin)

- Doido. (Diz Min-hee)

- Eu ia te sequestrar. (Diz Jimin)

- Perdeu o juízo? (Diz Min-hee)

- Por você faço qualquer coisa. (Diz Jimin entregando as rosas)

- São lindas. (Diz Min-hee)

- Não mais que você. (Diz Jimin)

- Ta, cadê o meu menino problema? (Diz Min-hee)

- Dentro do carro eu te mostro ele, agora vamos, essa roupa pinica. (Sussurra Jimin no ouvido de Min-hee)

Min-hee sorri, e pega na mão de Jimin, eles caminham lado a lado.

                                                                                                                         ...

(Dois dias depois)

Depois daquele dia, eu realmente tomei uma iniciativa em relação a Jimin, eu o assumi, e como eu tinha pensado as críticas eram coisa da minha cabeça, na verdade eu nem devia ligar para o que os outros iriam dizer, a vida é minha, vai continuar sendo minha, e eu vou viver ao lado do meu ChimChim em Las Vegas, já estamos dentro do avião, mais quando olho pra baixo, lembro do esbarrão que dei em Jimin, e depois me lembro dos toques que vieram a seguir, esse garoto trilhou um caminho em meu corpo, do qual jamais quero sair, ele me fez o amar de um jeito tão puro, o quero pra sempre.

Jimin pega na mão de Min-hee.

- Jimin, posso te pedir uma coisa? (Diz Min-hee)

- Tudo Jagiya. (Diz Jimin)

- Nunca deixe de me tocar. (Diz Min-hee selando os lábios de Jimin)

                                                                                                                             ...

 

 

 

 


Notas Finais


Desculpem erros <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...