História Touch Me - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 491
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capitulo bem simples, sem muita violência, afinal não queremos que Tsunade morra ainda não e mesmo?

Capítulo 34 - A visão de Jiraya.


 

Jiraya pov’s

 

Quando acordei Sakura e Sasuke haviam saído e ninguém sabia para onde, como ela estava com Sasuke eu nem me preocupei apenas me sentei com os meninos e tomei algumas cervejas.

Algum tempo depois Sasuke voltou buzinando e rapidamente todos fomos para fora da casa, assim que Sasuke desceu do carro notei que ele estava sozinho.

 

-Onde está Sakura? Perguntei a ele.

 

-Ali. Disse Itachi ao apontar para a velha estrada de terra.

 

E lá estava ela apontando uma arma para Tsunade, eu quase não acreditava na cena que estava vendo.

 

-Onde vocês a encontraram? Perguntei a Sasuke.

 

-Em um velho abrigo da cidade. Respondeu Sasuke.

 

-Será que ela vai atirar? Perguntou Sasori.

 

-Eu duvido muito, já que essa e a mãe dela. Respondeu Hinata.

 

-Eu acho que ela atira. Disse Gaara.

 

- UMA VADIA QUE NUNCA ME SERVIU PARA NADA, E NUNCA TERÁ CORAGEM DE ATIRAR EM MIM PORQUE VOCÊ E UMA INÚTIL, UMA IMPRESTÁVEL UMA.... Ouvi Tsunade Gritar.

 

E antes que ela pudesse terminar Sakura atirou.

 

-Eitaaa... Disse Itachi.

 

-Eu disse que ela atiraria. Disse Gaara ao sorrir.

 

Meu coração estava disparado, Sakura realmente tinha muita raiva de Tsunade por tudo o que ela havia lhe feito e eu não tirava a sua razão. E lá estava Tsunade de um jeito que eu jamais imaginei ver, ela estava no chão com a mão sobre a perna e assim que ela ergueu sua cabeça Sakura lhe deu um chute na boca que a fez desmaiar pude ver o sangue de sua boca voar para tudo que era lado,  calmamente Sakura amarrou seus cabelos e se virou em nossa direção, ela nos olhou por um momento e em seguida se abaixou e arrastou Tsunade pelos cabelos enquanto cantarolava.

 

-A terrible mistake was made

(Um terrível erro foi feito)

The weight would break the backs

(O peso quebraria às costas)

Of ten strong horses tried to save

(De dez fortes cavalos tentou salvar)

Now dear mom

(Agora querida mamãe)

and its time to have a special death

(E a sua hora de ter uma morte especial)

La, la , la , la ,la♩ ♫ ♭ ♪

 

-Namoradinha psicopata essa sua... Disse Sasori.

 

-E né fazer o que se eu a amo. Disse Sasuke ao sorrir.

 

Sakura arrastou Tsunade até bem próximo a varanda, assim que a soltou notei que suas mãos  estavam cheias dos fios de cabelo de Tsunade.

 

-Onde posso coloca-la? Perguntou Sakura com um sorriso no rosto.

 

-Mais a frente há um velho galpão, pode deixa-la lá. Disse Itachi.

 

-Estou começando a ter medo de você garotinha.... Disse Sasori.

 

Sakura sorrio e então inclinou um pouco a cabeça para o lado.

 

-Não precisa ter eu sou bem amável.

 

-Todos nós percebemos. Disse Itachi.

 

Sakura sorrio. –Vou leva-la.

 

-Vou ajudar você. Disse isso ao me aproximar dela.

 

-Obrigada pai.

 

Dei um breve sorriso e logo em seguida me abaixei e peguei Tsunade em meus braços, e então fomos os três em direção ao galpão.

 

-Porque não me chamou para ir com você? Perguntei a ela enquanto caminhávamos.

 

-Achei melhor deixa-lo dormir um pouco mais, me desculpe se isso ...

 

-Não precisa se desculpar.

 

Caminhamos por mais alguns minutos, até chegarmos ao velho galpão, Sakura cuidadosamente abriu a porta e então entramos, o lugar estava bem bagunçado e se você olhasse com atenção havia sangue no chão.

Caminhei com Tsunade nos braços até a coloca-la sentada em uma velha cadeira de escritório que havia ali, quando me virei para olhar Sakura a vi caminhando em nossa direção com um pedaço de arame farpado.

 

-Irá amarra-la com isso?

 

-Sim.

 

-Me dê eu faço, não quero que se machuque.

 

-Ok!

 

Sakura me entregou o arame e logo em seguida eu comecei a amarrar Tsunade na cadeira, conforme ia a amarrando pude notar o sangue escorrendo de certos pontos de seu corpo, como o arame era curto só deu para dar duas voltas.

 

-Aqui coloque essa corda também. Disse Sakura ao me entregar uma corda.

 

Segurei a mesma e em seguida amarrei Tsunade com a corda também, assim que me levantei fui em direção a Sakura e a abracei.

 

-Que cena linda. Disse Tsunade ao acordar.

 

-Sakura me deixe conversar com esse ser.

 

Sakura acenou com a cabeça e então saio dali.

 

-Porque fez isso?

 

-O que? Eu estava tentando sobreviver.

 

-Sobreviver? Se queria vida boa porque não se vendeu? Porque teve que fazer isso com ela, você sabe o mal que a causou?

 

-Sei. E você sabe o mal que me causou?

 

-Eu?

 

-E claro, eu era uma jovem garota, estava apaixonada por você quando engravidei dela eu nunca quis ela e você sabe disso, ela foi um fardo para mim desde o começo eu só a tive porque eu amava você e achava que ficaríamos juntos, de fato ficamos mais não tínhamos nada, passávamos fome, frio, mal tínhamos roupas para nos vestir...

 

-Eu havia perdido o meu emprego se você tivesse tido...

 

-EU NUNCA QUIS ELA, OLHE PARA MIM! ELA DESTRUIU O CORPO PERFEITO QUE EU TINHA.... Quando sai de casa a levei porque soube que isso o afetaria, quando Naruto me disse que queria ela, como acha que eu me senti? Em troca dela eu teria tudo o que quisesse menos amor...

 

-Você e um monstro. Disse isso ao me aproximar dela.

 

-Me chame do que quiser, eu só estava sobrevivendo.

 

-Você vai pagar por tudo o que fez com ela e comigo, você e uma vadia e as vadias hoje não terão o perdão de deus. Disse isso e em seguida lhe dei um forte tapa no rosto. – Vou fazer você morrer de dentro para fora.

 

Sai de perto dela, olhei ao redor e então pude ver uma dessas tesouras de cortar arvores, em uma pequena mesa ao fundo, caminhei até lá peguei a tesoura e voltei para perto de Tsunade.

 

-O que vai fazer com isso?

 

Eu sabia que ela estava começando a ficar assustada.

 

-Vou te dar o que você merece. Disse isso ao caminhar para trás dela.

 

Segurei os cabelos dela com força e os cortei, em seguida voltei para frente dela, puxei seu braço e cortei todos os dedos de suas mãos, ela gritava desesperadamente enquanto os cortava e confesso que quando vi os dedos dela no chão me senti satisfeito por um breve momento, mais ainda não era suficiente ela precisava sofrer mais...

 

-Vou lhe fazer um curativo, fique tranquila afinal não queremos que morra ainda.

 

Caminhei para fora rapidamente enquanto Tsunade gritava de dor, assim que sai pude ver Sakura mais ou longe, corri até ela e disse:  - Corra e faça um curativo em Tsunade ou ela irá sangrar até morrer e não queremos que ela morra ainda não e mesmo?

 

-Claro que não queremos que isso aconteça. Disse Sakura. - Mais onde você vai?

 

-Vou comprar peixe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...