História Touch My Body Like It Was Yours - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Romance, Yaoi
Visualizações 274
Palavras 1.838
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Quase 300 favoritos? :O POR QUANTO TEMPO EU DORMI?

Desculpem por essa cena do início, e perdoem por ela ser tão rápida.
Eu já vou avisar aqui: PREPAREM-SE PARA O PRÓXIMO CAPÍTULO, O TÍTULO É "LIÇÃO 4", SÓ DIGO ISSO EUHEUEHEU

Boa leitura ♥

Capítulo 25 - É um encontro?


- Você me deixa tão louco. – A voz de Jungkook saiu tão carregada de luxúria que eu acabei soltando mais um gemido. – Você é delicioso.

- J-Jungkookie... – Gemi manhoso, segurando-me em seus ombros enquanto praticamente quicava em seu colo o mais rápido que eu conseguia, desejando conseguir ainda mais velocidade.

Jungkook apertava minha cintura com força de uma forma maravilhosa, beijava meu pescoço e prendia a pele daquele local entre os dentes, logo sugando onde ficava marcado. Ele dizia que eu o deixava louco, mas nesse momento era bem o contrário.

Não demorou para que eu chegasse ao meu ápice e voltasse a beijá-lo de forma ainda afoita, permanecendo me movendo enquanto tentava fazer ele gemer ainda mais por causa minha. Segundos depois Jungkook desmanchou-se ainda dentro de mim e eu dei um sorriso satisfeito.

- Agora eu cansei. – Eu disse rindo, me atirando na cama de qualquer jeito. – Nossa, cansei mesmo.

- Eu também. – Jungkook também riu, deitando ao meu lado. – É uma boa nós dormirmos um pouco. O que acha?

- Ah, essa é a melhor ideia que você poderia dar. – Meu tom foi de brincadeira e o levou a rir novamente.

Eu simplesmente fechei os olhos e caí no sono naquela mesma posição que estava. De fato, estava cansado.

~#~

Ao acordar-me percebi que era noite. Me mexi na cama, me espreguicei e vi que estava sozinho. Soltei um suspiro, olhando em volta e vendo que Jungkook nem mesmo estava no quarto. Já fazia dois dias desde que eu estava ali com ele, e no dia do nosso pequeno desentendimento por conta de suas tentativas, onde acabamos na cama, eu acordei com a agradável visão de tê-lo dormindo ao meu lado.

Como ainda estou de férias resolvi permanecer mais uns dias aqui. E hoje eu me deitei um pouco porque estava com uma dorzinha irritante na cabeça, mas agora, depois de descansar, ela já havia passado, felizmente.

Olhei em direção ao criado-mudo e encontrei um pequeno bilhete ali, e mesmo sem ver o que estava escrito eu acabei sorrindo.

Não sumi nem fugi. Se arrume, leve o tempo que precisar, e depois desça. Tenho uma surpresa para você.

A propósito, você parece um anjo dormindo.

Com amor, Kookie.

Sorri mais ainda ao terminar de ler e levantei da cama, me encaminhando para o banheiro. Se eu podia levar o tempo que eu precisasse então não havia problema eu tomar um banho rápido, certo? Claro que eu não iria demorar horas para deixá-lo esperando ainda mais, mas ainda assim eu precisava pelo menos jogar uma água no corpo.

A água quente de fato relaxou muito meu corpo, Jungkook havia deitado comigo quando eu resolvi que descansaria um pouco e eu fiquei tão agarrado nele que fiquei desconfortável, mas agora isso já não importava mais, porque a dor havia ido embora e o desconforto também.

Meus produtos estavam ali ao lado dos dele, o quem me fez sorrir. Parecemos um casal, com as coisas de ambos por toda a casa de Jungkook. Mesmo que eu tenha vindo ficar por no máximo uma semana, meus produtos estão aqui, assim como roupas, calçados e acessórios, e tudo fica espalhado junto com as coisas dele.

Quando saí do banho estava com os cabelos encharcados, e mesmo que eu fosse demorar ainda mais optei por secar meus fios ruivos, tentando fazer isso o mais rápido que consegui. Ele pediu que eu me arrumasse, então eu vesti uma calça jeans de cor vermelha e uma camisa preta. Não estava frio, e conhecendo Jungkook como conheço sei que vou acabar a noite sem roupa alguma no corpo.

Antes de me vestir passei um creme hidratante por toda minha pele, o cheiro doce era agradável – e eu sabia que ele gostava também. Já vestido eu me enchi de perfume, ajeitei meus cabelos, coloquei alguns anéis, ajeitei meus brincos nas orelhas, coloquei meus calçados e logo saí do quarto.

A casa estava toda apagada, com algumas plaquinhas com flechas desenhadas. Várias apontavam para que eu descesse as escadas e assim eu fiz. Fui seguindo as tais flechas até a parte dos fundos da casa de Jungkook, achando extremamente fofo da parte dele o fato de ter feito aquilo.

Ao chegar lá, meu queixo foi ao chão. Eu já tinha visto a piscina nos fundos, óbvio, mas essa noite até ela parecia enfeitar a minha vista. Havia uma mesa sobre o piso, com uma toalha que possuía um tecido azul-escuro. Ela estava posta para o jantar, óbvio.

Me aproximei e vi a mesa farta, mas o que mais me deixou de boca aberta – literalmente – foi Jeon Jungkook usando um terno. Sim, um terno. Me senti usando um pijama perto dele, isso sim. Ele estava ainda mais lindo que o normal, usando uma roupa tão social, tão elegante, que caía tão bem nele. Mordi meu lábio inferior e me aproximei dele, que sorriu assim que me viu.

- Você está tão lindo, Sr. Park. – Um arrepio forte percorreu minha pele assim que ele disse aquelas palavras. Suas mãos já me puxaram pela cintura assim que alcançaram meu corpo.

- Mas você está mais, Sr. Jeon. – Provoquei na mesma moeda, o vendo sorrir de lado. E QUE SORRISO!

Que Inferno, eu estou tão apaixonado que pareço uma garotinha adolescente.

- Eu pensei que um terno seria exagero, mas se me lembro bem você disse que acha muito atraente quando vê outros homens vestidos assim, não é mesmo? – Assenti com um sorriso. – E como esse é o nosso primeiro encontro de verdade, você merecia que eu fizesse algo que você gosta.

- É um encontro? – Não consegui evitar de sentir minhas bochechas arderem de vergonha. – Eu estou me sentindo horrível nessa roupa perto de você.

- Você está lindo, como sempre, Jimin. – Seu sorriso era tão sincero quanto seu olhar. Confesso que quase me derreti. – Vamos jantar?

Assenti, Jungkook puxou a cadeira para eu sentar e assim eu fiz. Nós dois logo começamos a conversa entre uma garfada e outra na comida, ríamos por motivo nenhum, como se fossem os motivos mais importantes do mundo. O clima era leve entre nós, eu estava feliz por estar ali com ele e nada mais importava, apenas nós dois e o nosso jantar.

- Me bateu uma vontade de dançar agora. – Comentou repentinamente, já tínhamos terminado de comer.

Jungkook levantou e colocou uma música lenta para tocar, voltando em seguida até mim e me esticando a mão, perguntando se eu o concedia aquela dança, algo que me arrancou um enorme sorriso. Ele ficou com as duas mãos em minha cintura e eu deixei as minhas em seu pescoço. Nossos olhares eram fixos um no outro, o sorriso não saía de nossos lábios.

Teria tudo sido tão mais fácil se tivéssemos dito desde o início nossos sentimentos. Não teria? Teria sido tão mais simples.

- Eu não canso de ficar admirando você. – Sussurrou o Jeon, fazendo eu sair dos meus pensamentos sobre momentos passados. – Desde que te vi a primeira vez, nunca cansei de ficar olhando para você. Era simplesmente algo que eu gostava, sabe? Eu adorava quando você ia para a biblioteca fazer algum trabalho com Hoseok, porque assim eu podia fingir que lia algum livro enquanto na verdade ficava com os olhos vidrados no ruivo maravilhoso que estava sempre em minha frente.

- Aish. – Resmunguei, sorrindo envergonhado. – Você adora me ver vermelho.

- Eu adoro tudo em você, amo na verdade. Amo o jeito que seus cabelos caem perfeitamente bem em você, tanto a cor quanto a forma que você arruma, assim como amo a mania de você os colocar para cima com a mão o tempo inteiro. Eu amo quando você sorri, porque seu sorriso é encantador e porque seus olhos ficam parecendo risquinhos. Eu amo quando você fica irritado ou envergonhado, amo ver suas bochechas coradas, ou você as inflando e com um bico na boca. Eu amo o jeito que você se veste, eu amo a sua voz, eu amo o seu perfume. Eu amo beijar você, tocar você e ver você se derretendo em meus braços com as minhas carícias. Eu amo os momentos que temos juntos, sejam os de risadas ou aqueles onde até pensar se torna difícil por conta do prazer que apenas ouvir você gemendo me causa. – Tenho certeza que corei quando ele disse isso, mas ainda assim continuei prestando a devida atenção. – Eu amo tudo que você é e amo mais ainda tudo o que você me faz sentir, desde os arrepios que ter sua pele tocando a minha me causa, até a forma que meu coração acelera apenas pela sua presença. Te ter é o que eu sempre quis e eu não aguento mais te chamar de meu sem poder expor que você é mesmo meu. É o que eu quis desde o início, o que eu quis e ainda quero apenas com você, Park Jimin.

- O que você quer, Kookie? – Perguntei curioso, outra música calma tocava e nós ainda balançávamos com o som, mesmo com a declaração que Jungkook fazia, a qual já estava me deixando sem palavras.

- Te ter para sempre. – O sorriso que tomou conta de mim poderia rasgar minhas bochechas a qualquer instante que eu não iria me importar. – Eu sei que eu comecei isso da forma errada, mas eu estou tentando me redimir e pretendo te mostrar que eu sou diferente do que aparento. Eu quero poder andar pela faculdade andando de mãos dadas com você sem me importar com o que vão dizer, porque eu só me importo com a sua opinião. Eu sei que todos vão tentar nos separar, principalmente os que já me tiveram e que eu dispensei sem nem pensar, e eu confesso que o que fiz foi errado, mas eu quero que você saiba que eu não vou desistir de você.

- Também não me importo com o que eles dizem, Jungkook. – Roubei um selinho dele. – Eu já via as brigas idiotas por você, talvez só piore se você aparecer de mãos dadas comigo, como você mesmo disse, mas eu não me importaria de arriscar. E se alguém vier reclamar ainda jogo na cara que eu sou melhor.

- Você é mesmo. – Concordou brincando. – Muito melhor, porque você pegou a parte mais importante de mim. E eu quero que fique com meu coração para sempre.

- Você também está com o meu. Cuide direitinho. – Pedi ainda em tom de brincadeira e ele riu assentindo.

- Jimin... – Nossos olhares voltaram a se cruzar, sua mão subiu até meu rosto e ele começou a acariciar minha bochecha. – Aceita namorar comigo?

- É lógico que sim, Kookie.

Seus lábios capturaram os meus de uma forma calma, que logo se tornou apressada e até mesmo um pouco desajeitada. Acabei sorrindo enquanto ainda nos beijávamos, o que ocasionou em ambos separando nossos rostos e nos encarando.

- Você parece feliz. – Ele disse, sorrindo tanto quanto eu.

- É porque eu estou, Kookie. Você me faz feliz.

- Você também me faz feliz, Jimin. Muito feliz.


Notas Finais


Finalmente namorando \o/
Ah, gente, eu queria dar uns spoilers, mas vou me conter ueheuhee

Grupo do whats: https://chat.whatsapp.com/7yhGlmj3qUy9ai4DNHVvs9
Meu cronograma de postagem e avisos: https://spiritfanfics.com/jornais/cronograma-de-postagens-e-hiatus-9544252

Beijão ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...