História TOXIC - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Alex Pettyfer, Daniel Sharman, Godfrey Gao
Personagens Alex Pettyfer, Ashton Irwin, Calum Hood, Daniel Sharman, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Ação, Artes Marciais, Ataques De Panico, Aventura, Colegial, Comedia, Depressão, Drama, Festa, Heterossexualidade, Hiperventilação, Psicopata, Romance, Sexo, Síndrome Do Pânico, Sobrenatural, Sociopata, Stalker, Tda, Tdah, Transtorno De Estresse Pós- Traumático
Exibições 17
Palavras 962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Super Power, Super Sentai, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - It's u


Capitulo 1 - It's ü.
PLAYLIST  *O*
Musica 2
Touch me -  Avicii.


P.O.V Mallu Rezende.

 - Baixa esse som agora Mallu! - Ash gritou enquanto batia freneticamente na porta do meu quarto.

Eram 10 horas da noite, meu quarto estava um completo breu, mas ainda conseguia distinguir algumas cores e sombras. Encontrava-me em pé, na frente do espelho da porta do meu guarda-roupa, dançando uma musica qualquer.

 Estava com um short curto, e com um sutiã azul marinho meus cabelos estavam soltos e rebeldes, enquanto minha mecha vermelha vez ou outra empatava minha visão, toda vez que eu balançava a cabeça rudemente.

 Der repente um feixe de luz cega meus olhos, um barulho ensurdecedor me faz estremecer, e a música para. Ele tinha arrombado a porta.

- Eu disse para você abaixar a porra desse som. - O mesmo disse segurando o meu braço possessivamente.
- Me larga seu estupido - disse o empurrando, mas foi em vão, pois ele era no mínimo 18 centímetros maior do que eu, e muito mais forte.
- Você era muito mais submissa quando éramos menores. - o mesmo disse aproximando-se e mordendo o lóbulo da minha orelha.- acho que eu vou ter que te ensinar a ser novamente uma boa garota.

Antes que eu pudesse pensar em fazer um discurso feminista, ou algo do tipo, o mesmo me jogou na cama, prendendo a minha cintura com as suas pernas. Ele atacou meu pescoço com beijos e chupões que provavelmente ficariam por muitos dias. Suas mãos subiram pela lateral do meu corpo indo parar em meus seios, os apertando por cima do sutiã, fazendo alguns gemidos saírem da minha boca, e...

Escuto um barulho ensurdecedor penetrar meus ouvidos, abro os olhos e perco o ar, era um sonho... Olho para o lado e vejo o despertador digital que o meu avô tinha me dado de aniversário( Por que claro né... Tudo o que uma garota quer de quinze anos é uma porra de um despertador), era dele que vinha o maldito barulho.

O desliguei e corri para o banheiro, sentia algo estranho entre as minhas pernas, sentia minha calcinhas molhada, e minha respiração estava desregulada.

"O que estava acontecendo? Por que sonhei com Smash?"

Antes que eu pudesse pensar em sentar no vaso sanitário, ouvi batidas fortes na porta, o que me fez pular de susto.

- Mallu? - minha avó disse com uma voz áspera. - liguei para Ashton ontem à noite, e ele disse que estará aqui as 10:46. Então por favor não se atrase. Já fez as Malas?
- Sim. - disse tentando regular a minha respiração, e como um banho de água fria lágrimas começaram a inundar os meus olhos, não só de alegria por finalmente vê-lo, mas também de tristeza pela frieza de minha avó. Nunca havia me acostumado com isso, o tempo que passei lá me senti invisível, eles nunca estavam lá quando eu precisava.
- Vou preparar o café então.
- Okay.
Vou até o banheiro e tomo um banho rápido, tentando deixar a tristeza ir para o ralo e dar lugar para o alto astral. Ao sair coloco um short preto destroyed, uma camisa regata cinza e um all star preto de couro.
- Mallu? - minha avó disse aparecendo com duas malas. - Seu cappuccino está na cozinha. 
***
Minutos de ansiedade se passaram até eu finalmente ouvir o tilintar da campahia. Ele tinha chegado pontualmente, como sempre.

 Fui até a porta a abrindo vagarosamente. Parei estática, um turbilhão de sentimentos estranhos me repuxavam por dentro. E de todas a coisas que eu poderia fazer ao vê-lo, eu simplesmente não fiz nada.

 O momento mais esperado por mim nos últimos três anos estava acontecendo. Tudo estava tão confuso, em minha cabeça estava uma mistura grande entre o rosa, o vermelho, o roxo o amarelo e o preto.

  -Mallu... - ele disse envolvendo- me em um abraço caloroso, algo que eu não sentia fazia muito tempo. 

Lágrimas brotaram em meus olhos molhando sua camisa, a cada momento que passava, sentia meu coração libertando as correntes que me prenderam por todos esses anos. O abracei mais forte contra mim, como que com essa tentativa virássemos um só. - senti sua falta. - ele sussurrou em meu ouvido.

 - Também senti Smash- proferi embriagada pelas lágrimas.

 E com uma sonora gargalhada o mesmo agarrou-me pela cintura e me carregou, até a minha cabeça ficar um pouco a cima da sua.

 O encarei pela primeira vez na noite, e me senti sem fôlego. Seus cabelos estavam desgrenhados. Uma bandana preta asida em sua testa me trazia velhas lembranças. Seu rosto estava com o rastro da sua barba mal feita, seus olhos... Ah! Seus olhos estavam estavam radiantes, e em sua boca havia um sorriso acolhedor. O mesmo vestia uma camisa de botão preta, sua calça era jeans, e em seu pé estava seu adorado vans da mesma cor. 

 Quando nossos olhares finalmente se encontraram, me perdi nos seus olhos castanhos esverdeados, sentir-me em êxtase, e não queria que aquele momento nunca acabasse. 

Logo nos desvencilhamos, e subi as escadas um pouco desajeitada para pegar as malas. Olhei uma última vez para o meu quarto, queria dizer que sentiria falta, mas era mentira. Fui ao quarto da minha avó, sendo dispensada com apenas um movimentar de rosto. 

- Smash! - gritei.- me ajuda com as malas por favor!!
- Claro. - o mesmo disse sorrindo
- Decepcionante Ashton, onde está seu cavalheiro interior?
- Muito engraçadinha lu. - O mesmo disse mostrando a língua de um jeito cômico, enquanto pegava as minhas malas e descíamos as escadas. - Agora vamos logo, estou louca para te mostrar o seu quarto.
- Ok! - disse sorrindo e o acompanhando para fora de casa.


Notas Finais


Genteeee, como eu disse estou editando a fic. Por favor falem o que acharam é muito importante para mim. Beijocas
H.P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...