História Toy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Lemon, Romance, Yaoi
Exibições 204
Palavras 502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tia Lysandrete: EAÍ, MOÇADA MAIS LINDA DO MUNDO FUJOSHI?? :3

BEM-VINDOS A MAIS UM CAPITULOZIN!

ESPERO QUE VOCÊS GOSTEM PORQUE, CÁ ENTRE NÓS...É DIFÍCIL ESCREVER ESSA BAGAÇA, HEIN! '^'

BOA LEITURA A TODAS (OS)! *v*

Capítulo 5 - Capítulo 4


*YURI*

A primeira coisa que William fez ao ver Yuri foi sorrir.Mas não um sorriso qualquer; aquele era o sorriso que o garoto era obrigado a aturar todas as noites.O mesmo que não saia do rosto do professor quando ele...Fazia AQUILO com Yuri...O único e sujo sorriso de um homem quase dez anos mais velho que ele.

Com a mesma expressão calma, o professor aproximou-se, a passos lentos e curtos, do rapaz paralisado próximo à porta.Seus olhos, verdes e vívidos, brilhavam de desejo.

William parou de frente para o garoto que, trêmulo e sem saber o que fazer, simplesmente aguardava o que quer que estivesse por vir.

Yuri estava com medo.Pela primeira vez na vida, estava com medo do que aquele cara poderia fazer com ele.

Principalmente quando se tratava da escola.Arrumar problemas nela significava deixar sua mãe preocupada; e ela não precisava de mais problemas ainda em sua vida.

Antes mesmo de dizer qualquer coisa, William puxou-o pelo braço para longe da porta; não podia arriscar que alguém visse o que iria fazer.O rapaz apenas deixou-se levar pelo outro; mesmo receoso, ele não podia discordar de seu mestre.

Quando já estavam a uma distancia consideravelmente longe de todos, em um corredor em reforma afastado do central, o mais novo arrumou forças para falar:

- Você não tem aula agora? – Sua voz reduzia-se a um sussurro, fraco e sem vida.O professor virou-se para ele, ainda sorrindo, enquanto erguia seu queixo com o dedo.

- Você é mais importante, Yu.

- E no que está pensando? – Yuri perguntou, afastando o rosto. – Em transar no meio do corredor?

O homem riu baixo.

- Até que não seria uma má ideia, hum? – William aproximou a boca do pescoço do menor. – Desde que você não gema muito alto...

Um pequeno beijo foi depositado sobre sua pele; um beijo que fez Yuri sentir tanto ódio, raiva e...Nojo, que ele poderia socar a cara daquele homem.

Logo, outro tocou-o novamente, dessa vez, na bochecha.

Ele estava tentando ser delicado?Era isso?

Pois, pelo que Yuri se lembrava, as marcas de tapas e arranhões da noite anterior em seu corpo não mostravam a mesma coisa.

Outro e mais outro beijo continuaram em seguida, enquanto uma das mãos de William adentrava por debaixo da camiseta do mais novo.

Este, percebendo o movimento, agarrou o braço do maior e puxou-o de volta.O professor olhou-o, surpreso, no mesmo instante.

- Já chega. – O menor declarou, livrando-se das mãos do homem. – Aqui não.

William encarou-o por alguns segundos, ligeiramente abalado...Antes de cair na risada novamente.

 Yuri olhou-o.

- Qual é a graça?

- Yu, Yu...Acho que você perdeu a noção do perigo, não é? -  O outro fingiu-se de inconformado. – Nós vamos fazer isso.Aqui e AGORA.

Dessa vez, foi a vez de Yuri de rir.

- Ah, é? – Ele desafiou, encarando-o. – Se não o que?

- Se não... – O mais velho respondeu com prontidão, como se as palavras já estivessem na ponta da língua. - ...Sua querida mamãe vai acabar pagando pelo seus erros.


Notas Finais


Tia Lysandrete: ENTÃO, NÉ...*Raciocina* ...SÓ ACHO QUE TENHO QUE ME SEGURAR UM POUCO PRA NÃO MATAR O WILLIAM.

ASSIM...SÓ ACHO ^^'

ENFIM, ESPERO QUE TENHAM CURTIDO E VEJO VOCÊS NO PRÓXIMO CAPÍTULO!! ;)

BEIJINS DE LEITE NINHO, FOFAS(OS) ! *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...