História Toy And Promise - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brown Eyed Girls, Jay Park, Monsta X
Personagens Ga In, Hyung Won, I'M, Jay Park, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Brown Eyed Girls, Hyungwon, Jay Park, Lemon, Monsta X, Romance, Wonho, Yaoi
Exibições 23
Palavras 1.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem por postar tão tarde!
Espero que gostem.

Capítulo 7 - Música. Sonhos. Estrelas.


 Dois dias haviam se passado depois de Ye Jin ter mostrado sua verdadeira face a MinHyuk, ele ainda não acreditava que ela era daquele jeito, parecia assustado, então resolvi contar sobre meu passado com ela e sobre sua verdadeira personalidade.

— Então... Ela é sua ex-namorada? — MinHyuk me olhou um tanto preocupado, talvez pensasse que ainda gostava dela.

— Sim, estranho, não é? Quer dizer...  Eu já ter tido uma namorada. — Dei uma risada, passando a mão esquerda no cabelo.

— Não é estranho! Wonnie, você é muito bonito, é normal as garotas repararem em você. — MinHyuk abaixou a cabeça, ele soltou um suspiro, porém levantou a mesma logo em seguida — Ah... Você... Já... Você sabe... Fez... Aquilo?

— Aquilo... — Demorei um pouco para entender o que ele estava tentando dizer, de repente, minhas bochechas ficaram vermelhas. — Ei! Não pense coisas erradas, eu ainda sou virgem. Seu pervertido.

— N-Não sou pervertido! Eu estava apenas curioso. — As bochechas de MinHyuk inflaram, ele estava muito fofo com aquela expressão. — E-Eu só queria saber q-qual a sensação...

— Oh... É isso? — Dei um sorriso malicioso, começando a me aproximar de MinHyuk. — Nós podemos ver agora, o que acha? — Passei os dedos por suas coxas, mordendo o lábio.

— W-WONHO! — Ele falou com a voz um tanto alta, segurando minha mão. — O-O que está fazendo?

— Ah... Você sabe. — Olhei em seus olhos assustados por alguns segundos, aproximando meu rosto lentamente, meus lábios indo em direção aos deles.

— A-Ah... — O coração de MinHyuk estava bastante acelerado, ele respirou fundo, apoiou suas mãos em minha nuca e me beijou.

Acabei ficando sem reação, estava apenas brincando, eu não ia fazer aquilo de verdade, os olhos de MinHyuk estavam fechado, por sorte ele não viu minha reação de espanto. Segurei em seus braços, ele abriu os olhos rapidamente, afastando sua cabeça, suas bochechas estavam vermelhas como um tomate, a expressão assustada, parecia prestes a chorar, talvez estivesse com muita vergonha do que fizera...

MinHyuk me olhou por alguns segundos, ainda com aquela expressão fofa e assustada, ele tentou falar algo, mas não saía nada de seus lábios, as mãos trêmulas, o garoto, então, levantou-se e fez uma reverência, como um pedido de desculpas, saindo do quarto rapidamente logo depois, até tentei segurá-lo, mas acabei desequilibrando e caindo da cama.

— MinHyuk... — Olhei para a porta  por alguns segundos enquanto tocava meus lábios. — Seus lábios são macios...

Levantei-me e caminhei até a porta, estava pensando em ir conversar com ele, talvez fosse melhor do que deixar ele solitário. Respirei fundo e fui até o quarto de MinHyuk, abri a porta lentamente, ele estava sentado na cama enquanto abraçava as próprias pernas, por o balanço de seus ombros, parecia estar chorando.

Me aproximei e pousei minha mão em seu ombro, acariciando aquele local delicadamente, ele foi se acalmando aos poucos, não demorou muito para que levantasse, seus olhos estavam um tanto vermelhos.

— W-WonHo... M-Me perdoe, eu não devia ter feito aquilo. — Ele falou entre soluços, sua voz estava baixa.

— Eu não devia ter provocado, me desculpe. — O olhei por alguns minutos, ele ainda estava vermelho, dei um sorriso e segurei suas bochechas. — Para compensar...

Aproximei meu rosto e o observei por alguns segundos, até finalmente beijá-lo, suas bochechas ficaram tão quentes que pareciam vulcões, fechei meus olhos e segurei em sua nuca, eu só queria que ele se sentisse confortável, aos poucos, MinHyuk foi se entregando ao beijo, parecia um tanto nervoso, seus olhos se fecharam em questão de segundos.

Eu nunca pensei que gostaria tanto dos labios de MinHyuk, eles eram macios e tinham um estranho gosto de morango, seus toques eram delicados e calmos; logo aquele beijo se tornou mais quente, MinHyuk estava sentado em meu colo, ele não pesava quase nada - diferente de Ye Jin, parecia um chumbinho -, seu corpo era estranhamente quente, tudo de Lee MinHyuk era estranho e atraente, como eu consegui resistir todo àquele tempo?

Deitei MinHyuk lentamente na cama, ele estava tão vermelho, chegava a ser fofo, seus olhos assustados e brilhantes me encaravam com certa curiosidade. Então, comecei a beijar seu pescoço, aquele local tinha um cheiro agradável, segurei seus punhos e levei meus lábios a sua boca mais uma vez, iniciando um beijo calmo.

— W-WonHo... Você não pode fazer isso, quer dizer... Você não gosta de mim. — MinHyuk atrapalhou o beijo, ele parecia triste ao falar aquilo.

— Quem disse que não gosto? — O olhei com um olhar malicioso, voltando a beijá-lo, minha mão esquerda foi em direção a sua camisa, começando a levantar a mesma.

— WonHo, querido! HyungWon está à sua espera.  — Uma voz feminina falou fora do quarto, era minha mãe.

— Mas que... — Olhei para MinHyuk por alguns segundos, ele afirmou com a cabeça e se afastou, suas bochechas estavam voltando ao normal. — Já estou indo!

Levantei-me e abri a porta do quarto, descendo as escadas até a sala logo me seguida, HyungWon estava sentado no sofá, ele parecia nervoso, talvez estivesse trabalhando muito; respirei fundo e fui até ele, seus olhos me secaram no mesmo instante, aigoo... Meu coração ficou tão acelerado de repente, como aquele idiota conseguia fazer aquilo comigo? Ele é o pior!

Pedi para que omma fizesse alguns bolinhos enquanto isso, não consegui trocar uma palavra com HyungWon, não conseguia nem olhar em seu rosto, por que? Bem... Eu não sei, apenas não conseguia olhá-lo.

— WonHo... Eu... — HyungWon finalmente quebrou aquele silêncio infernal. — Eu terminei com Ye Jin.

— O-O que? — O olhei por alguns segundos, seria talvez o dia mais feliz da minha vida? — V-Você fez bem! Ela não presta, eu te avisei.

— Não foi por conta da personalidade dela. — Ele me olhou um tanto sério. — Por que não disse que vocês tiveram um caso?

— C... — Eu parei por um momento, como ele descobriu? Não era para saber! — Quem contou a você?

— Eu apenas fiquei sabendo, bem... Se eu soubesse disso antes não teria ficado com ela. — HyungWon deu um sorriso, ele veio até mim e bagunçou meus cabelos. — Por favor, não me veja como um traidor.

— Não se preocupe com isso, eu nunca o veria como um traidor... Bem, se tentasse roubar minha waifu, aí sim eu teria você como um inimigo.

— Ha! Eu não gosto de lolis, não se preocupe com isso. — Ele se abaixou um pouco para ficar do meu tamanho. — Agora nada vai estragar nossa amizade!

— WonHo, você esqueceu seu celular. — MinHyuk desceu as escadas rapidamente, indo em direção a WonHo e dando-lhe um abraço. — Estava tocando e... Ah, olá, HyungWon!

— MinHyuk... O que ele está fazendo aqui? E... — HyungWon olhou para as escadas. — Ele estava no seu quarto?

— Ah, você esqueceu? MinHyuk está morando comigo. Os pais dele viajaram, então vai ficar aqui por alguns meses — Olhei para MinHyuk por alguns segundos, dando um leve sorriso. — E sobre o quarto, tem um ao lado do meu, ele fica lá.

HyungWon encarou MinHyuk por alguns segundos, voltando a sentar no sofá, ele parecia estar nervoso, sentei-me na poltrona a sua frente, MinHyuk sentou-se no chão, ficando ao meu lado, depois disso, passamos um bom tempo sem falar nada.

Omma finalmente trouxe os bolinhos, eles estavam maravilhosos, o cheiro era ótimo, comemos rapidamente - HyungWon parecia um morto de fome -, appa ia brigar por não ter deixado seus preciosos bolinhos - depois eu converso com ele.

(...)

Uma semana havia se passado, as apresentações estavam chegando, todos estavam tensos por conta disso, mal conversávamos já que todos estavam focados em suas músicas.

MinHyuk e eu iríamos apresentar a música The Way To Find Love, uma das minhas favoritas, decidimos cantar juntos ao invés de dançar, assim iria ficar mais bonito.

JooHeon iria cantar uma música de seu rapper favorito, porém, não revelou o nome da música, o que deixou todos nós curiosos, HyungWon resolveu dançar sozinho - já que havia terminado com Ye Jin há alguns dias -, I.M escolheu Cypher pt3: Killer, ele tinha melhor dominação nas letras.

Finalmente, dois dias para o show de talentos, eu estava tão ansioso, mal conseguia dormir - talvez fosse por isso estar desatento -, as horas iam se tornando cada vez mais longas, o que meidava nervoso.

— WonHo, querido. Você poderia comprar algumas para mim? — Omma pediu delicadamente, ela era tão amável.

— Ah... Claro. — Esfreguei os olhos, bocejando logo em seguida, peguei a lista de compras e saí de casa, indo em direção ao local. — Ela... Precisa de tudo isso mesmo? Ah! Onde está o cartão?

Parei no meio da rua para procurar o cartão, afinal, sem cartão, sem compras, sem compras, sem comida, sem comida, sem alegria.

Ele não estava em nenhum dos meus bolsos, procurei e procurei, até lembrar que estava preso à listinha, sorri ao vê-lo ali, iria voltar a caminhar, quando uma luz muito forte veio em minha direção, logo meu corpo foi arremessado para o alto, naquele momento, tudo que já vivi passou diante de meus olhos.


Notas Finais


Obrigada por lerem até aqui!
Me perdoem pelo tamanho e por qualquer erro ortográfico.
Até o próximo capítulo! ❤✌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...