História Traffic Love. - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Hentai, Romance, Violencia
Exibições 51
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, por que minha demora? Então, eu tinha escrito um cap com mais de mil palavras, não enviou e eu perdi tudo. Raiva? Muita, vontade de excluir a fic, mas vamo escrever tudo de novo neh.

Capítulo 21 - O início de um grande amor. Pt. 02


-O-Ok!- assenti. 

- Vá ao quarto dele para trocar-lhe sei lá o que seja aquilo. O que precisa?  - perguntou Taehyung.

-Precisarei de panos, algodão, curativos, tudo para trocar as ataduras e limpar o ferimento. - respondi baixo. 

- Ok, vou pegar. - falou ele.

Assenti novamente e o mesmo foi para o andar de baixo, fui até o quarto de Jimin a passos pequenos e devagares pois aquilo pode significar nada para algumas pessoas, eram só passos não é? Errado!

Imagine você ficar 16 horas em um quarto fechado,  com uma janela com um vidro a prova de balas e lacrado? Ou você andava pelo quarto,  dando voltas ou olhava para uma janela onde tudo que você pode ver é a mesma caixa de correio e o mesmo gramado verde, um lugar que tudo fica em silêncio, sem risadas,  sem conversas,  sem nada e o único sentimento que pode ser ouvido é uma agonia e desespero sem fim toda vez que aquela maldita porta abre.

E é por isso que dar oito passos significavam muito e faziam a diferença. Cheguei ao quarto de Jimin e ele estava dormindo, fechei meu punho apertando com força e desfiz assim que Hoseok chegou com tudo que eu pedi, o mesmo me olhou, balançou a cabeça e logo saiu do quarto me deixando a sós com Jimin novamente. 

Tentei fazer tudo sem acorda-lo, mas não consegui ele acabou acordando assim que comecei a limpar o ferimento novamente, ele franzida a testa de dor porém não falou nada, as vezes pestanejava algumas coisas mas nada de mais! Após terminar de limpar e trocar e fui sair para me levar quando Jimin me segurou. 

- Maya....Chame alguém, eu não quero ficar sozinho aqui! - pediu ele. 

- O-ok..- assenti e sai do quarto. 

Larguei as coisas já usadas no lixo e lavei minhas mãos, sai do banheiro e fui indo até o final do corredor e descendo as escadas encontrando todos eles na mesa comendo, não pude deixar de sentir fome cheguei perto dos mesmos que me olharam instantaneamente. 

- Jimin está chamando alguém para ir ao seu quarto...- falei,  meu estômago roncou,  todos se olharam ao ouvir aquele barulho. 

- Tudo bem...Pode ir para o quarto!- ordenou Namjoon. 

Assenti subindo as escadas rapidamente e fui novamente para o quarto,  abri a porta dando de cara com Yasmin olhando pela janela.

- Maya, onde estava?- perguntou ela se virando para mim instantaneamente. 

- Me chamaram para trocar os ferimentos de Jimin e consequentemente me  deram autorização para circular pela casa...Estamos conseguindo! - sussurrei.

Cristy saiu do banheiro com os cabelos em um rabo de cavalo me olhando sorrindo e se sentando na beirada da cama. 

- Onde estava?- perguntou ela. 

- Ela estava no quarto de Jimin. Ela ganhou acesso  aos andares da casa.- sussurrou Yasmin. 

- Você o que? Maya...Meu Deus...- falou Cristy sem acreditar. 

- Eu...-encerramos o assunto quando aquela porta se abriu revelando Namjoon com pães e xícaras de leite e deixou encima da cama. 

-Comam. - falou Namjoon. 

- Obrigado, obrigado mesmo!- falou Cristy indo até a bandeja e mordendo com vontade o pedaço de pão. 

O mesmo deu um sorriso e saiu do quarto. Passou algum tempo e Jin entrou no quarto chamando Cristy. 

- Cristy, venha para o andar de baixo! - falou ele abrindo a porta para dar passagem para Cristy passar. 

Com Cristy :

Sai do quarto sendo guiada por Jin, cheguei na sala onde estava todos os garotos com exceção de Jimin. 

- Sua mãe está na linha,lembre - se não fale nada se não....Já sabe! - sussurrou JungKook. 

- Colocaremos no viva - voz. Saberemos tudo o que você vai falar! - disse Hoseok por fim antes que eu pegasse o telefone. 

- Mãe...-falei.

- Filha? Que bom que atendeu, tentei te ligar antes mas tu não me atendeu. Seu pai é um idiota, sério! Ele não quer que eu te ligue, como é possível? Eu sei que não sou o exemplo de mãe mas eu me preocupo...- falou ela, sua voz estava ficando abalada. 

Assim que ouvi sua voz,  comecei a chorar descontroladamente e não parava mais,  Solucei e todos os meninos me olharam, instantaneamente eu peguei uma almofada em meu lado e afundei meu rosto nela, eu tentava me acalmar em todo o custo e não deixar transparecer para minha mãe que eu estava em uma situação de perigo, porque apesar de eu guardar mágoa dela, uma grande mágoa....ela ainda era minha mãe. E me doía saber que a única coisa que eu me lembrarei dela era a voz, a única coisa que me lembrarei de meu pai era a voz e uma imagem apenas, me doía saber que essa poderia ser a última vez que eu falava com ela. 

- Ok mãe, depois te ligo,  até. - falei rapidamente desligando o telefone sem esperar ela dizer uma única palavra. 

Assim que desliguei pude chorar o quanto podia, passei as pontas dos dedos em meu rosto tentando me acalmar mas nada adiantava, eu estava tendo uma maldita crise de choro. Olhei para cima e entre as lágrimas vi uma moldura de anjos no teto.Tão curioso, demônios com figuras de anjos em sua casa, uma grande ironia certo?

-Pare de chorar!- falou Hoseok perdendo a paciência. 

- Se acalme Hoseok! - falou Taehyung. 

- Vamos lá pra cima!- continuou Taehyung. 

Me levantei sendo guiada desta vez por Taehyung, ele me levou para seu quarto, ele queria alguma coisa? aquilo não, por favor! 

- Tome, é... - falou ele me  alcançando um comprimido e um copo de água, terminei antes que pudesse continuar e me contar o que era, agora morrer iria ser minha última coisa com que eu pudesse me preocupar. 

Ele me levou novamente para o quarto, abriu a porta e  me deixou entrar, vi que seu olhar cruzou com o de Yasmin e ela desviou o olhar rapidamente. Mas o que? 

Deitei na cama ignorando as perguntas que elas faziam e fechei os olhos, aquele remédio estava me dando sono. 

Com Maya :

Eram umas nove horas da noite, Cristy ainda dormia desde as duas horas da tarde. Fui chamada para trocar os ferimentos de Jimin,  terminei de trocar, ele estava mais lúcido. Quando fui sair o mesmo me puxou pelo pulso e me olhou. 

- Maya...Fique aqui,  não gosto de ficar sozinho!- pediu ele. 

 

 

 

.......


Notas Finais


Oiiii, esperoquetenhamgostado♡ desculpea demora♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...