História Tráfico - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Gaino, Naruhina, Sasusaku
Exibições 105
Palavras 2.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oieeeeee !

como prometido mais um capitulo pra vocês!

a imagem do capitulo é como eu mais ou menso imagino a Saki, imagem tirada da net sem fins lucrativos.

No próximo capitulo nosso Sasuke já aparece, estou ansiosa!! kkk
Espero que gostem e boa leitura!

Perdão por qualquer erro!

Capítulo 6 - Capítulo 6 - O Leilão!


Fanfic / Fanfiction Tráfico - Capítulo 6 - Capítulo 6 - O Leilão!

                                                                                                                                          Capítulo 6 - O Leilão! 

 

Quando a garota foi retirada daquele quarto cinza, já não era mais a mesma, a força de vontade que ela tinha, a garra e a esperança dela haviam ido embora junto com a vida de Shizune.

A mesma vida que ela tinha tirado!!.

 

Quem visse Sakura o dia que chegou ali esperneando, recrutando e a visse agora diria que não era a mesma garota que estava sendo arrastada sem qualquer resistência, parecia que tinham feito lobotomia na mesma.

 

Orochimaru ao ver a garota abriu um largo sorriso , seria muito mais fácil vender ela daquele jeito.

 

Embaixo do chuveiro frio Sakura deixou mais lágrimas escorrerem junto com a água, não tinha mais força para nada a não ser esfregar o corpo e tirar de si o sangue da mulher que matou.

 

Chorou tanto que não sabia explicar como ainda tinha aguá em seu corpo. Sua barriga que antes rondava de fome agora já não reclamava mais. Não se lembrava de ter comido mais de uma vez desde que chegou ali.

Não fazia nem três dias completos que estava ali mas parecia uma eternidade, sempre que assistia aqueles filmes de ficção, onde uma pessoa ia para o inferno e o tempo lá era diferente do que no mundo real e se perguntou se aquilo realmente era possível, agora tinha certeza mesmo sem nem se quer ter morrido.

Ou será que tinha? Por que afinal de contas não tinha mais direito sobre a própria, não fazia ideia de quantos dias ainda estaria viva quando fosse vendida ou o que iria acontecer consigo quando caísse nas mãos do homem que a comprasse.

Nunca pensou muito sobre relações sexuais afinal sua vida era ocupada demais estudando e trabalhando meio período para ajudar seus pais, mas de uma coisa ela tinha certeza ser vendida e possivelmente estuprada, não estava em seu sonho perfeito de perder a virgindade.

 

Mais lágrimas caíram com esses pensamentos.

 

Mal sentia os dedos e suas unhas pareciam soltas da pele, sentiria mais dor se não tivesse tao desolada como estava. Pouco se importou se o tal Suigetsu ficou ou não dentro do banheiro enquanto tomava banho, a única coisa que queria era tirar aquele sangue de si e rezar para que junto com ele suas tristezas fossem embora pelo ralo.

 

Óbvio não aconteceria, mas era a única coisa a qual podia se apegar naquele mundo cruel ao qual fazia parte agora.

 

Poucos minutos depois de desligar  o chuveiro e se enrolar em uma toalha o homem a puxou para fora do banheiro sem nem ao menos deixar com que se vestisse. Segurou a toalha como se sua vida dependesse disso.

 Ele a conduziu a tal sala onde tinham os cosméticos que vira no outro dia, porem diferente daquele dia hoje havia garotas e mais garotas se arrumando maquinando e correndo de um lado para o outro.

 

-vamos garotas sejam rápidas a boate abrirá em menos de uma hora, não estão querendo passar um dia na cadeira estão? - gritava a ruiva com o chicote em mãos. Sakura as viu se apressarem ainda mais, entendendo o desespero delas, pois a ruiva devia estar falando da cadeira a qual conheceu. - coloque ela ali.

 

O homem a conduziu a uma penteadeira vazia  para onde a outra tinha apontado e a fez sentar. Sakura viu sua imagem no espelho e não se reconheceu. Era sempre bem arrumada cabelos muito bem cuidados com suas ondas caindo sobre suas costas, seus olhos verdes cheios de alegria sempre bem maquiados e seus lábios sempre bem marcados agora era totalmente da que estava ali a sua frente, uma garota pálida sem vida ou sem cor.

 

- ela sera a ultima da noite temos tempo para arrumar esses cabelos - Karin soltou uma mecha de cabelo rosa de Sakura a qual antes olhava com nojo. - Tayuya, cuide dela e retoque o cabelo. Encima da mesa tem algumas fotos dela que o chefe deu , a deixe o mais parecida possível com qualquer uma, vou achar uma roupa para ela.

 

- oi!  - disse a outra, a rosada pode ver pena nos olhos da garota. Voltou a olha para o espelho e fazia todo o sentido terem pena de si.  Estava deplorável.

 

Teve seus cabelos secados e logo apos a tinta rosa os voltou a molha-lhos, enquanto a mesma firmava cor, suas unhas foram pintadas de vermelho. Sentiu tanta dor durante aquele simples processo que sentia que nunca mais conseguiria pintar as mesma sem que se lembra-se daquela dor. Quando suas unhas secaram seus cabelos foram lavados e secados, o rosa agora estava mais vivo do que nunca, seus olhos e boca fora pintados a deixando com brilho e luminosa, parecia a Sakura de antes.

 

 Mas não era, nunca mais séria!

 

Quando em fim todo o processo de maquiagem acabou, Tayuya a levou para um trocador. La tinha vários vestidos e também cremes para o corpo. A menina que cuidava de si, começou a passar um creme que pode identificar como de cereja pelo cheiro por todo o seu corpo, com certeza era iria achar irônico se não fosse tão trágico tudo aquilo.

 A colocaram em um vestido preto colado e extremamente curto, com um decote deixando costelas a mostra, não havia tecido nas costas, nunca em sua vida usaria uma coisa daquelas por vontade própria. Um salto meia pata aberto pink completou o look de mal gosto.

 

Ao sair do tal provador, as mesas de maquiagem estava todas vazias, ouvia uma musica alta ao longe,assim como risadas e gemidos.

 

Fechou os olhos com força e uma lagrima escorreu.

 

- pare de chorar, esta linda demais para estragar tudo, preciso que esteja deslumbrante para os seus futuros compradores, que alias, já estão ai! - falou Orochimaru a analisando de cima a baixo. - perfeita!  Ficaremos ricos, mais do que já somos - disse a Karin que revirou os olhos. - ei não seja assim minha cara, ele nunca seria seus mesmo e pense que ele só a usará e depois com certeza ira joga-la fora, isso é claro se o Akazuna não a comprar, ai não posso prometer nem que ela estará viva amanhã. Mas já você sempre o vera aqui, mesmo que não chegue perto de você.

 

- tomara que o Akazuna compra você! - a ruiva olhou com nojo para Sakura antes de se retirar. Sakura não sabia de quem estavam falando mas sentiu mais vontade ainda de chorar ao ouvir tudo aquilo.

 

- hahaha - gargalhou Orochimaru - mulheres e essa baboseira de amor. Vamos Kabuto leve essa belezinha para a sala vip.  Logo começará o leilão ela será a última da noite.

 

O outro a pegou pela braço e a conduziu por um corredor que dava total visão do salão vitoriano que Sakura tinha visto vazio. Agora estava lotado de homens de ternos e charutos em mão rodeados por garotas com poucas roupas ou sem nenhuma. Viu até alguns em pleno ato sexual no meio de todos. Virou o rosto de nojo.

 

- não se preocupe não terá que passar por isso, o que vai acontecer com você provavelmente é  muito pior. -  Kabuto caçoou dela.

 

O lugar onde outro a fez parar era uma sala um pouco menor, com no máximo umas dez mesas redondas cobertas por toalhas vermelhas , cadeiras de madeira e couro preto. A sala era um pouco menos iluminada, possuía um pequeno palco com cortinas pretas e piso de madeira.

 

Havia vários homens ali também, porém todos mais sérios e uma ou duas garotas em cada mesa ajoelhadas no chão de cabeça baixa. Todas com os seios desnudos e cabelos presos em um rabo de cavalo.

 

Quando entrou os olhares voltaram para si. Foi colocada em uma cadeira alta igual a essas de bar no meio de um pequeno degrau redondo também de madeira bem no meio da sala. Estava se sentindo como um manequim de loja em cima de um pedestal.

 

- lembrem-se senhores podem olhar mas não podem tocar, esse é  um item exclusivo e será leiloado por último, por enquanto apreciem a vista. - disse Kabuto com um falso humor na voz. Alguns homens riram e  o outro se retirou da sala.

 

Sakura se encolheu na cadeira quando um homem ruivo alto de terno e outro com mais idade moreno também bem vestido se aproximaram dela. O mais velho parou a uns dois passos de distância, o ruivo a olhou deu uma volta em si e parou em frente a ela. 

 

- Se eu fosse você nem olharia muito velho, ela sera minha no final da noite, talvez depois que eu me cansar de usa-la eu jogue ela no lixo do seu neto. Isso se ela estiver viva até lá - falou a última parte rente ao rosto da jovem garota aterrorizada.

 

Sakura viu o mais velho sorrir fraco com escarnio e lhe dar as costas voltando para o seu lugar.

 

- qual a graça seu Uchiha maldito. - mais uma vez o ruivo foi ignorado e pareceu ficar furioso com aquilo. - nem que eu tenha que gastar milhões com você, mas você vai ser minha e vou te esfregar na cara daquele velho. - Sakura temeu o homem a sua frente como nunca havia temido ninguém em sua vida.

 

- senhores!!  - falou Orochimaru em cima do pequeno palco por onde ela tinha entrado. – sente-se por favor, daremos início ao leilão desta noite. Temos cinco belos items hoje.

 

Cinco garotas entraram tao apavoradas quanto Sakura estava naquele momento. Com roupas tao vulgares quantos as suas. Uma por uma elas foram vendidas. Todas virgens e com menos de 18 anos. A cada uma que era oferecida Orochimaru falava a descrição delas. De onde eram, pais ou irmãos, medidas corporais, idade e o valor mínimo para o inicio dos lances de cada. Quando eram vendidas eram tiradas do palco e levadas ao lado do homem que as tinham comprado.

 

- bom vamos para o ultimo item da noite. Lamento informar mas esse item sera restrito aos senhores Akazuna e Uchiha.  - Alguns homens reclamaram enquanto Sakura era guiada ao palco ficando ao lado de Orochimaru. Ele pegou em sua mão tremula e a girou no lugar. Tudo que ela mais queria era correr dali para o mais longe possível. Mas veio em sua cabeça a imagem de Shizune nos seus últimos momentos de joelho a pedindo para salvar a sua filha. Resistiria, passaria pelo que fosse e até morreria mas manteria sua mãe e Amy vivas. - essa bela moça de olhos verdes e cabelo rosas, ainda é  virgem e tem saúde perfeita. Filha única, vinda da Inglaterra com 22 anos. Os lances iniciais são de 500 mil euros.

 

Viu o ruivo oferecer um milhão, logo de cara , o outro retrucou com 100 mil a mais que o lance do outro, o Akazuna aumentou para um milhão e meio , o moreno voltou a retrucar com o mesmo cem a mais do que a oferta do outro. E assim se guiou por mais umas três rodadas de lances , o valor estava em 3 milhões de euro, o ruivo estava irritado enquanto o outro tomava wiskey visivelmente tranquilo e pouco se importando com o valor tao alto de dinheiro. Sempre que o Akazuna aumentava o lance o mais velho levantava a placa e aumentava um valo pequeno superando a oferta do ruivo irritado.

 

-              5 milhões de euros !!!!! – gritou Sasori batendo na mesa e encarando o outro que nem olhava para ele. O mais velho riu largo sem emitir som  , tomou o ultimo gole que havia em seu copo ,levantou da cadeira, estralou o pescoço, arrumou o terno e falou calmo e pausado.

 

-              20 milhões de euros. – todos sem exceção, Sakura, Orochimaru e o Akazuna estavam chocados e de olhos arregalados. Mais que depressa Orochimaru bateu martelo e gritou vendido. O ruivo socou a mesa irritado quando o mãos velho o encarou e sorriu mais ainda, deu com a cabeça já se retirando.

 

Sakura foi puxada por um homem que nunca havia visto ,esse a levou ate uma limousine enorme e preta, dentro dela estava o homem que a comprou ,ele fumava um charuto e nem se prestou a olha para a menina.

 

-Tire essa roupa vulgar dela e a vista de forma mais elegante , iremos direto para a casa de meu neto.  – o homem todo de preto deu com a cabeça sem emitir qualquer palavra.

 

Antes que o carro desse partida Kabuto bateu no vidro e apos a porta ser aberta ele entregou envelope a Sakura que com certo receio o pegou, ele só falou “abra é importante” e se retirou.  


Notas Finais


Então o que acharam ? Digam pra mim sim !!

gente eu ando meio sem tempo mas pretendo achar umas imagens para colocar nos cap de como eu vejo cada um da minha fic, quando eu arrumar isso eu deixo um recadinho aqui e vocês dão uma olhadinha para verem como cada um é! por enquanto só tenho da Saki e do Sasuke mas como ele ainda não pareceu ainda não postei mas no próximo tem ele!!

nos vemos no próximo ! bjãooo galeraaa!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...