História Tragedy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Visualizações 7
Palavras 840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Acidente


Fanfic / Fanfiction Tragedy - Capítulo 1 - Acidente

Hey anjinhos, essa é minha primeira fanfic, espero que gostem
Comentem e votem por favor

--

Lauren POV.

Acordei com o barulho do meu celular tocando. Abri os olhos lentamente e senti uma pontada na minha cabeça. Por breves segundos esqueci onde estava, olhei em volta e percebi que era meu quarto. Peguei meu celular na mesinha e vi a foto da minha melhor amiga bocejando com os cabelos bagunçados. Revirei os olhos e atendi

- O que tu quer Dinah?!

- Eu te ligo pra ti não perder a hora e é assim que me agradece?! - fez drama enquanto eu revirava os olhos

- Como assim perder as horas?! Ainda é de man-JA SÃO QUASE MEIO DIA, POR QUE NÃO ME LIGASSE?!

- Eu liguei, mas pelo jeito teu sono era mais importante

- Argh, daqui a pouco to chegando - falei e logo em seguida desliguei o celular. Fui correndo pro banheiro fazer minha higiene matinal e me trocar pra ir trabalhar.

(...)

Cheguei no restaurante com a respiração pesada por ter corrido. Entrei pelas portas do fundo tentando arrumar meu cabelo enquanto controlava minha respiração.

Andei tentando fazer o mínimo de barulho possível, se minha chefe me pegasse chegando atrasada eu tava é morta

Girei a maçaneta pra poder trocar de roupa e ir entregar os pedidos. Estava quase entrando quando eu ouvi alguém gritar por meu nome

- LAUREN JAREGUI - travei no lugar e arregalei os olhos. Me virei lentamente até ver o olhar de Ally sobre mim. Estremeci com seu olhar gélido e dei um sorrisinho sem graça.

- Bom dia, Ally. Nossa você cortou o cabelo? Tá linda. Deve ter emagrecido também. E parece até que cresceu um pouco - falei enquanto coçava a nuca e dava um sorrisinho de lado. Ela revirou os olhos e cruzou os braços

- Eu vou deixar passar dessa vez Jauregui. Mas se chegar atrasada outra vez ta demitida - me aproximei dela e dei um beijo em sua bochecha. Ela fez cara de nojo e limpo o local.

(...)

Estava parada em um sinal enquanto procurava a casa que deveria entregar o pedido. O sinal abriu e eu acelerei a moto querendo entregar logo o pedido. De repente escutei gritos e uma freada bruta de carro. Olhei pra trás e vi uma mulher caída no chão. Parei a moto e desci pra tentar ajudar a moça. Levantei ela e olhei em seus olhos, um castanho maravilhoso que apresentava estar com medo e assustada.

- Tais muito machucada? - Perguntei enquanto ela continuava a me encarar parecendo estar em transe. Aproveite para observar seu rosto, delicado e bem definido, com uma maquiagem e um batom vermelho convidativo. Balancei a cabeça pra tirar esses pensamentos e tossi chamando sua atenção

- N-não, a minha perna só ralou um pouco - disse enquanto olhava pro seu joelho

- Consegue caminhar? - perguntei e ela assentiu com a cabeça. Botei meu braço em sua cintura e seu braço em meus ombros pra poder levar ela para a calçada.

Ela foi mancando, mas eu sempre dava apoio pra ela. Lhe sentei na calçada e me agachei pra ver o machucado. Realmente não tinha nada grave apenas alguns arranhões

- Camila tu tá louca de atravessar a rua sem olhar pros lados? Vou ter que botar coleira em ti se for assim garota - falou uma mulher negra chegando. Olhei pra mulher, agora Camila, que estava em minha frente e vi ela corar enquanto abaixava a cabeça. Sorri de lado achando a cena adorável. Me levantei enquanto esticava o braço para Camila pra que ela pudesse se levantar

- O machucado não foi nada demais, mas toma o meu celular e me liga se precisar de alguma coisa - disse sorrindo pra mulher a minha frente. Peguei um cartão com meu número e estiquei pra ela. Ela sorriu pra mim e pegou o cartão. Ficamos nos encarando até que a mulher ao nosso lado tossir um pouco - E-eu tenho que ir. Foi um prazer

Sorri para ambas as mulheres e fui em direção a minha moto. Peguei o capacete e sentei mesma, olhei mas uma vez para trás e vi Camila me olhando, sorri e acenei. Coloquei meu capacete e acelerei a moto pra ir entregar o próximo pedido

(...)

Cheguei em casa, tirei meus sapatos e joguei minha jaqueta de couro em qualquer lugar, me joguei no sofá, enquanto ligava a TV pra poder ver alguma série.

Fiquei procurando até achar uma chamada "Scream", botei pra começar, e com o tempo meu olho foi ficando pesado até eu adormecer

(...)

Acordei com uma ligação. Peguei meu celular e vi que era um número desconhecido. Franzi o cenho e atendi

- Alô?

- Oi... - escutei a voz do outro lado e reconheci a voz. Era a menina mais cedo do acidente, ou melhor, era Camila

--

Espero que vcs tenham gostado, eu tentei fazer o melhor que eu podia

Eu não sei quando eu volto, mas eu volto

Beijinho

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...