História Traiçoeiro Amor - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Exibições 5
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei!! Esse deve ter ficado um pouquinho maior !!

Capítulo 2 - Bela atriz


Fanfic / Fanfiction Traiçoeiro Amor - Capítulo 2 - Bela atriz


    Depois de um dia inteiro assisando dentro de um escritório assinando documentos, Sakura saiu quase que correndo daquele lugar, que na opinião dela era chato e entediante.  Dificilmente passava pela empresa, porém quando o fazia era desgastante. Ela o considerava um verdadeiro ''porre''.

    O motorista já a aguardava com o carro ligado. Sakura passou pelos corredores atraindo olhares de desejo por parte dos homens que ali trabalhavam e lógico os de inveja das mulheres.   

- Lee, me tira daqui o mais rápido possível! - Sakura entrou no carro pegando o celular na bolsa.

- Claro senhora.- Disse Rock Lee o motorista pessoal da rosada - Senhora, onde a levarei - Perguntou olhando pelo retrovisor.

- Bom tem 3 ligações perdidas aqui do papai, logico não deve ser algo bom, me leve para a mansão Haruno. - Sakura desviou o olhar do celular olhando para Lee -  E outra, não sou nenhuma velha pra você ficar me chamando de ''senhora''! - Lee corou com o comentário.
             - Desculpe Sakura.

- Bem melhor!
   Passando isso, o caminho foi rápido, logo estavam parando na entrada da mansão.  

- Aguarde aqui, não demoro - Sakura saiu do carro.
           

 Passando pelos belos jardins floridos, chegou ate a porta e foi logo recebida por um dos mordomos do lugar.

- Senhorita Haruno, deseja algo?

- Onde estão meus pais? - perguntou olhando ao redor do hall de entrada.

- Senhorita estão na biblioteca em reunião, deseja aguardar na sala?

- Não não, eu sei o caminho. - Quando ia em direção da biblioteca novamente o mordomo falou:

- Senhorita Mebuki pediu para não ser incomodada por ninguém durante a reunião.

-Eu sou ''alguém'', e não espero por ninguém. Vou la agora e espero que não crie conflitos docinho - Sakura virou e mandou uma piscadinha, seguiu deixando um mordomo pasmo para trás.
    Quando ia entrar na biblioteca escutou trechos de conversas vinda de dentro e parou para escutar, ate que algo lhe agradou e muito: '' Preciso deste contrato assinado o quanto antes'' era a voz de Kizashi. " Senhor, ja tentamos de todos os recursos, eles não estão dispostos a fechar qualquer acordo com a HaruCars'' falou uma voz desconhecida " Pagamos um salario gordo pra vocês, os convença o quanto antes'' Respondeu ríspido Kizashi novamente.
     Sakura assimilou as coisas e rapidamente viu ali uma oportunidade perfeita de sair um pouco de sua rotina. Continuava a conversa na biblioteca, quando ela  entrou atraindo a atenção de todos ali.

- Boa tarde ! - colocou a mão na cintura - Qual era o assunto? - foi ate seu pai o abraçando e beijando o rosto.

- isso são maneiras Sakura? - Sua mãe Mebuki disse brava- Não tem nenhum assunto aqui de seu interesse !!

-É sim, por isso vim. Recebi sua ligação papai, sinto muito não ter lhe atendido. ­­­­­- Sakura só depois notou os dois homens de terno preto pela primeira vez- Boa tarde amores.

-Boa tarde Sra Haruno. - cumprimentou um deles. Um silencio chato se fez no local, ate que Kizashi o quebrou.

-Filha estávamos conversando sobre negócios, ou pelo menos eu estava.- olhou feio para os homens de terno. - Liguei pois queria convidar você para jantas conosco meu amor.

- A sim papai, mas tem algo de errado com os negócios? - Sakura simulou - Qualquer coisa eu tento lhe ajudar de qualquer maneira.

- Filha estamos tendo problemas para fechar um contrato nos Estados Unidos. - Kizashi largou Sakura e pois as mãos no cabelo, em sinal de cansaço. - Esses ''excelentes'' contratados aqui não sabem fazer seu misero trabalho direito. - Fez aspas com a mão. Sakura andando um pouco pela sala, olhando os dois homens de terno então disse:

- Papai e se eu for tentar fechar esse contrato? - sorriu de leve - Sou herdeira, assim faria mais peso com minha presença.

-Nada disso moça, você não pode ficar viajando sem seu marido pelo mundo! - Mebuki se pronunciou pela primeira vez e estava realmente brava - Sasori não aprovaria tal coisa!

- Olá mamãe, nem notei a senhora ai- Soltou uma risadinha- Sasori entenderia que é pela nossa empresa, e o faria pelo meu pai logicamente - sakura a olhou de forma irônica - Que mal faria ?

- A sociedade não entende essas coisas, você é uma mulher casada, e da elite pare de tentar agir como uma qualquer! - Mebuki parecia um  furacão.

- Por kami mamãe! - Sakura se fez de ofendida- Jamais esperei tamanha grosseria!

- Basta Mebuki!  Vocês dois estao dispensados, quero pelo menos os relatorios amanha sem falta. Os rapazes sairam, deixando somente a família na biblioteca.

- Quanta baixaria com sua filha Mebuki! Não ouse insulta-lá novamente! Ela só quer ajudar!

-Uma mulher direita fica com seu marido! Ela vai fazer tudo, menos cuidar dos negócios! - Mebuki parecia quase fazer um buraco no chão com seus saltos

- Já  basta, eu tenho que ir. - Sakura interrompeu a breve discussão dos dois.
    Ela abraçou o pai e com os olhos marejados ( que fez questão que Kizashi os visse) foi de encontro a saída da biblioteca.

- Filha, fique por favor, sua mãe não regula bem das coisas que diz! - Kizashi se adiantou.

-  Mamãe, eu realmente só queria ajudar. Adeus papai. - Sakura saiu chorando.
   Assim que saiu da mansão, sua expressão normalizou , seu rosto já estava sem lagrimas e oque restou foi um belo sorriso. Ela sabia que era questão de tempo ate seu pai lhe dizer que em breve embarcaria para os Estados Unidos.  Sakura conseguia tudo oque queria !
 


Notas Finais


Até mais ! beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...